# # # #

Diário | 02 | Tu sabe bater punheta?

752 palavras | 4 |2.82
Por

Quero deixar claro que todos os acontecimentos relatados aqui são totalmente reais e devido a isso mudarei os nomes dos envolvidos e as localidades, m

| Peço que leia a parte anterior, para entender melhor, e que tenham paciência, pois como comecei muito cedo não tenho lembranças completas de certas experiências, só alguns flashes de memória, mas conforme for avançando as experiência, terão início meio e fim bem detalhadas |

Chegou 2005, foi o ano que ingressei no ensino fundamental II, tinha 9 anos e estava na 5ª série (novo 6º ano).

A casa alugada pela minha mãe (vocês viram na foto do relato anterior) não nos serviu por muito tempo, minha mãe sobrevivia apenas com o programa Fome Zero e trabalhava como empregada doméstica ganhando 50 reais por mês em casas de família, logo não podemos pagar aluguel e voltamos a morar na casa da minha bisavó (está lá na foto no primeiro relato).

Eu já tinha três grandes amigos nesse ano, não me recordo ao certo como essas amizades aconteceram, só sei que em 2005 eu já era amigo do meu primo Roberto, do meu colega Jeff e um outro colega chamado Supla.

O Roberto era o baixinho da turma, branquinho, olhos castanhos claros, cabelos quase loiros e bem sapeca, ele tinha 7 anos, já o Jeff tinha uma pele morena quase branca, cabelos crespos castanhos, seus olhos eram castanhos claro e tinha 8 anos, e morava com sua avó, quase em frente a casa da minha bisavó (irei deixar a foto da casa deles aqui). O Supla? o que falar do Supla? ‘Saudades do que ainda não aconteceu’, hoje em pleno 2024 às vezes ainda bato uma punheta pensando nele, mesma idade que eu, eu nasci dia 11 de junho de 1995 e ele dia 12 de julho de 1995, era moreninho, olhos escuros, gostava de desenhar e inventar novas brincadeiras, era o cabeça da turma, tinha a mesma altura que eu.

Puxei no fundo do fundo da memória a primeira putaria que rolou após a “putaria” com minha prima Caroline e cheguei a conclusão que foi com o Jeff, bem, vamos lá: lembro que estávamos nós 3 e outra garota chamada Juliana ao lado da minha casa, era um terreno abandonado (foto anexada), lembro que a Juliana era uma menina muito bonita de 7 anos, neta de um senhor valente que andava com um facão na cintura, e estávamos nós lá nesse terreno cheio de matos fazendo não sei o que, até que em certo momento fizemos uma rodinha e o Roberto deu um selinho na Juliana.

Aquilo mexeu demais comigo, eu queria de todas as formas saber qual era a sensação de beijar uma boca e eu me recordo que quando o Roberto a Juliana e o Supla deram as costas para sair do terreno baldio, o Jeff chegou para mim e disse exatamente assim: “Vamos fazer igual para saber como que é?” eu sem erotizar e pensar muito sobre o assunto respondi que sim e rapidamente ele me deu um selinho que durou não mais que 2 segundos e não me recordo de mais nada.

Em uma tarde ensolarada fazendo uns 40 graus naquele fim de mundo no meio do sertão, embaixo de uma árvore na praça, estava eu e o Supla brincando de fazer casinhas na terra, era meio dia e não tinha quase ninguém na rua, todos em suas casas almoçando e curtindo a sombra e lembro que o Supla me perguntou: “tu sabe bater punheta?”

Eu respondi que não sabia, e ele rapidamente abaixou um pouco seu short de algodão, e seu pau que media mais ou menos 9cm pulou para fora, a cabeça estava coberta, era moreninha e tinha algumas veias, seus ovos eu não conseguir ver o short não deixou, ele abaixou a pele mostrando a cabeça levemente rosa e seu pau deu 2 pulinhos.

“É assim” disse ele fazendo um círculo com a sua mão e subindo e descendo no seu pau, até um momento que ele puxou bem a pele para baixo, trocou de mão, a que estava segurando o short ficou livre e a que estava segurando o pau foi segurar o short, e sua mão livre foi em direção a uma ruma de areia, apanhou areia com a mão e foi jogando lentamente sua mão cheia de terra em cima do seu pau, minhas lembranças desse momento termina por aí mesmo, não me lembro de mais nada desse momento.

Image001

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,82 de 11 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Luiz ID:3v6otnnr6ic

    Tem que da uma adiantanda senao ninguem le, desculpe sei que é importante cada detalhe para vc mas cansa

  • Responder Antt ID:1clcovh9vgew

    Explane mais, sua história tem potencial só precisa ser desenvolvida e bem contada

  • Responder adoro gordinhos ID:1dvvunbeptwu

    vc ou o supla era gordinho??

    • Floki ID:1e1k3wqsguif

      Não, éramos bem ativos, alimentação era ruim e brincávamos muito, corria muito, era muita energia então éramos todos magros, normais.