# #

Como comecei a amamentar minha filha 2

2033 palavras | 22 |4.63
Por

Já fazia uma semana que tínhamos voltado daquela enrascada que foi a trilha. Minha filha voltou para a escola e eu voltei para as coisas do trabalho, mas eu não conseguia parar de pensar na minha filha me mamando e tomando meu leite. No trabalho eu ficava com o pau tão duro pensando nisso que babava minha calça toda se eu não tomasse cuidado. Mas eu tinha prometido para mim mesmo que eu não iria tomar ação nenhuma para repetir isso, só iria rolar se minha filha me pedisse, mas para minha frustração ela ainda não tinha pedido para me mamar e também não tinha pedido para tomar o iogurte. Em uma das noites ela pegou um pouco de leite e colocou no copo e começou a tomar na minha frente, meu pau ficou tão duro que chegou a doer. Eu tinha que fazer alguma coisa a respeito, eu não ia aguentar muito tempo.
Uma noite eu estava sentado vendo televisão na sala só com uma bermuda. Minha filha chegou e sentou do meu lado e começou a assistir e com o tempo ela deitou no meu colo. Meu pau ficou duro na hora e quando ela mexeu a cabeça ele encostou direto na minha rola. Ela levantou a cabeça e foi com a mão para descobrir o que era aquilo e segurou com meu pau com força naquela mãozinha.
– Que é isso pai?
– É sua mamadeira, voce lembra?
Ela ficou um tempo olhando e segurando meu pau e depois ela disse:
– Achei que voce não tinha mais.
– Não filha, ela sempre tá aqui com o pai.
Meu coração tava até batendo mais rápido, contraí meu pau e a mãozinha dela levantou com a força que meu pau fez.
Pai, ele ainda faz iogurte?
O momento estava chegando. Finalmente.
– Sim filha. Faz bastante.
Ela ficou um tempo segurando meu pau e depois completou.
– Posso mamar de novo? Eu gosto do iogurte.
Aquela frase foi como uma libertação pra mim. Meu tesão parecia que ia explodir.
– Voce tem certeza filha? Se vc quiser e tiver certeza vc pode mamar sim.
– Eu quero sim.
– Então tá bom. Pode mamar. Voce pode mamar sempre que voce quiser tá bom?
Ela assentiu com a cabeço e mexeu com a mão ao longo da minha rola dura.
Ela baixou a cabeça em direção ao meu quadril e eu rapidamente tirei o shorts e soltei a rola para fora. Ela assustou porque minha rola quase bateu no rosto dela.
Ela segurou minha rola e ficou olhando a cabeça. Meu pau tava babando muito, dava para ver o liquido brilhante saindo com o reflexo da televisão.
– Que é isso saindo?
– É um melzinho filha. Ele sai da mamadeira do pai quando ele ta feliz. Voce pode provar se quiser. É todo seu.
– É gostoso?
– Prova e me diz.
Ela desceu o rosto e passou a língua na cabeça e ficou provando. Depois lambeu mais algumas vezes até limpar meu pau todo.
– Que achou? Gostoso filha?
– É diferente de mel pai. Mas é gostoso sim. Posso mamar mais?
– Claro que pode. – Me recostei no sofá e abri mais as pernas para ela se aninhar melhor.
Foi aí que ela pegou e colocou meu pau dentro da boca e começou a mamar. Eu fui ao ceu, acho que droga nenhuma que eu usasse ia me dar um prazer e um tesão desses. Ela sugava a cabeça do meu pau com os lábios vermelhinho dela e eu tinha que ficar me segurando para não gozar. Ele tava com muita vontade de mamar, começou a mamar com força e não tirava meu pau da boca, decidir segurar para não gozar para dar tempo dele matar a vontade da minha rola.
Depois de uns 10 minutos mamando e eu quase gozando eu levantei a cabecinha dela um pouco e ela olhou pra mim curioso. A boquinha dela tava brilhando com meu pre gozo e eu sabia que nesses 10 minutos ele já devia ter tomado muito mel da minha rola.
– Filha, pai tá quase soltando o iogurte. Se demorar mais um pouco sai mais iogurte, topa esperar mais um pouco ou já quer agora?
– Eu espero.
– Então faz assim. Segura a mamadeira do pai e lambe ela de baixo pra cima.
Ela foi e fez como eu pedi. A linguinha dela ia subindo da base da minha rola até a cabeça, onde ele dava umas chupadinhas para tomar meu mel. Puta que pariu, que delícia. Eu senti meu leite acumulando no saco, em breve ia esporrar muito na boquinha minha menina. Ela continuava com o trabalho de lamber minha rola de baixo acima. Uma hora segurou e ficou olhando. Eu contraí minha rola de propósito e ela riu quando ela se mexeu.
– Voce consegue mexer ela?
– Sim filha. Consigo.
– Faz de novo.
Aí contraí de novo para ela ver e ela riu. Quando eu contraí mais um fluxo de pre gozo vazou da cabeça e antes que eu falasse qualquer coisa ela colocou a boca e deu uma chupadinha. Era agora, eu não ia aguentar segurar mais.
– Filha, vou soltar o iogurte agora. Voce lembra como que faz quando sair?
– Sim, tenho que ir engolindo né?
– Sim, não demora para engolir se não acumula na sua boca e vaza, tá bom?
– Tá bom.
– Então faz assim filha. Coloca sua boca e vai subindo e descendo, pai vai te ajudar.
Ela colocou a boca na minha rola e segurei a cabecinha dela e comecei a fazer movimentos leves como se metesse. Como a boca dela era pequena, eu só conseguia meter até um pouquinho depois da cabeça. Rapidão senti o gozo vindo.
– Vai ser agora filha, se prepara, pai vai te dar seu iogurte, vai lá… agora… engole tudo filha… agora… haaaaaa… porra… – e comecei a esporrar… acho que saiu mais porra do que ela esperava por já no primeiro jato ela engasgou, achei que ela ia tirar a boca mas ele continuou sugando… meu pau ia contraindo e bombeando leite e eu só via gargantinha dela mexendo fazendo o movimento de estar engolindo. Gozei muito. Uns 10 ou 12 jatos.
Depois que terminei fiquei deitado ainda, sentindo as ondas de prazer. Olhei pra baixo e minha filha ainda continuava mamando e sugando, meu pau que já tava ficando meio bomba agora. Tive que pegar a cabeça dela e tirar devagarinho, minha rola tava sensível e ela tava ainda determinado a continuar mamando.
– Calma filha, espera um pouco. Depois que solta iogurte o pai tem que descansar um pouco.
Ela pareceu meio frustrado mas ficou brincando com minha rola com a mão até ela amolecer.
– Amanhã posso mamar de novo?
– Pode filha, sempre que voce quiser.
Enquanto ela brincava com minha rola eu pensei que a partir de hoje eu só queria gozar na boca dela. Ia dar leite para ela todo dia se ele quisesse. Decidi que nem me masturbar ia mais para não desperdiçar.
Depois levantei e decidi que era bom irmos dormir. Ela perguntou se podia dormir na minha cama e eu deixei. Eu já tava refém daquela guri. Mal sabia ela que no estado eu tava agora eu não ia conseguir dizer não para ele em quase nada.
Fomos para cama e deitamos. Ela pegou uma boneca dela e ficou brincando deitada na minha barriga. Para minha surpresa na hora de dormir ela deitou em cima da minha rola que já tava meia bomba de novo. Ela tava usando minha rola como travesseiro. Decidi deixar. Me recostei e peguei no sono. Dormi pesado. Um sono como a muito tempo eu não tinha.
Acordei de manhã com uma sensação estranha. Quando olhei para baixo para minha surpresa minha filha tava deitado na minha barriga e aparentemente tava mamando minha rola dura. Devo ter ficado de rola dura dormindo e a safadinha tirou minha rola da bermuda e começou a mamar.
– Bom dia filha.
Ela tirou minha rola da boca e falou – Bom dia pai… to mamando.
– É filha, to vendo. Pode aproveitar.
– Será que sai iogurte agora?
– Claro que sai, pai vai dar pra voce. Me avisa a hora que voce quiser.
Ela continuou mamando minha rola devagarinho. Enquanto ela mamava eu fiquei até preocupado. Será que tinha viciado minha filha no meu esperma?. Nunca saí com uma mulher que gostasse tanto da minha rola assim. Minha filha mamava como se minha rola fosse o sorvete mais gostoso que ela já tivesse tomado. Fiquei meio preocupado dela querer mamar os outros por aí. Decidi ter essa conversa com ela, mas só depois de gozar. Por enquanto ia deixar ela terminar de aproveitar.
Depois de uns 15 minutos ela parou e mamar e me disse – Pai, quero iogurte.
Segurei a cabeça dela e ela já tinha até aprendido. Colocou a boquinha na cabeça do meu pau e começou a fazer os movimentos. Mas dessa vez fiz diferente. Segurei a cabeça dela com as duas mãos e fui lentamente mexendo o quadril metendo devagarinho na boca dela. Delicia, melhor que qualquer buceta que já tenha metido. Só era uma pena ela não aguentar colocar minha rola toda na boca, nem a metade.
– O iogurte tá vindo filha. Se prepara para engolir tá bom?
Ela só fez um som gemido, com minha rola enchendo a boca dela.
– Agora filha… se prepara… tá vindo… pai vai te dar leite… se prepara pra engolir… agora… haaaaaa… toma filha da puta – Enchi a boca dela de leite de novo. Dessa vez ela não engasgou mas foi engolindo direitinho. Ela engolia a cada jato que saia. Boa menina.
Me larguei na cama enquanto ela terminava de me mamar. Onda após onda de prazer ainda fazia meu corpo dar umas tremidas.
– Pai?
– Oi filha.
– Porque voce me xingou de filho da puta?
Demorei para entender do que ela tava falando. Na hora do tesão eu nem pensei.
– Há filha
Isso é normal. Quando um homem tá produzindo iogurte, as vezes ele fica tão animado que ele xinga. Quer dizer que tá muito gostoso.
Ela ainda tava segurando minha rola. Ela ainda tava meio bomba e aí ele foi e deu uns beijinhos na cabeça. Que delicia.
– Filha. Senta aqui que o pai quer falar uma coisa com voce.
Ela veio e sentou mais perto de mim na cama.
– Filha. Lembra o que eu disse lá na trilha? Voce NUNCA pode falar disso para ninguém tá bom? Eu sei que voce gosta de mamar o pai e de tomar meu iogurte. E como eu sei que voce gosta eu te dou. Mas é proibido. Se descobrirem que eu to te dando meu iogurte, eles vão me prender e levar voce pra longe de mim. Voce entendeu?
– Entendi. Mas porque é proibido pai?
– Porque as pessoas não entendem filha. Aí elas acham errado. Mas eu não acho errado tá bom? Voce pode mamar e beber meu iogurte quando quiser. Voce só precisa lembrar que vc não pode contar pra ninguém. Nem pros seus amiguinhos. Tá bom?
Ela assentiu e disse – Tá bom pai.
– Outra coisa filha. Voce não pode tomar iogurte de ninguém mais tá bom? Só o meu. Se voce pedir para alguém… esse pessoa vai ficar com raiva e vai chamar a policia. Ai vão me levar embora. Entendeu? Então pode tomar iogurte só do pai e ninguém pode saber.
– tá bom.
– Quando tiver a gente tiver sozinho. Voce pode tomar o leite do pai quando vc quiser tá bom? Não precisa nem pedir. Pode vir, puxar a mamadeira para fora e mamar a vontade tá? Mas se tiver outras pessoas por perto aí não pode fazer isso. Entendeu?
– Entendi pai.
Puxei ela e abracei o corpinho magrinho dela. Esse era só o começo da minha jornada na amamentação da minha filha.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,63 de 76 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

22 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Rn ID:2ql4cvyd0

    Vai ter continuação

  • Responder Pitbull ID:on904iq20j

    Curto fazer piroca de mamadeira e alimentar com leite grossao do meu saco. Eu gozo igual cavalo mano kkk iogurte não vai faltar pra minha filhotinha

  • Responder Eliana ID:1d84hyhcqyaa

    Nossa lembrei do amigo do meu pai
    Meu insta : Eliana_santana133

  • Responder Gabi_gostosinha ID:gnruj2dv2

    Você teria coragem de abusar de uma garotinha de 12 anos apenas Tarado?
    Já fez isso alguma vez?

    • @JVictor0 ID:g61w64kwh

      12 anos já tá passando do tempo de virar putinha e deposito de porra

    • SSS ID:1elp2dlinlmn

      eu teria sim, vc deixria

    • SSS ID:1elp2dlinlmn

      vc tem insta?

    • Matheus ID:g3jb7wyql

      Chuparia ela todinha depois meteria todo meu pau na buceta e gozava dentro depois meteria tudo dentro do cu

  • Responder Tarado ID:1ea41i0selty

    Deixa eu abusar vc dlc

    • Rn ID:2ql4cvyd0

      Vai ter continuação?

  • Responder Motoboy ID:on9190lk0a

    O conto original eh entre pai e filho e nem.teve continuação.

  • Responder Kico ID:6nzrkvhoqvw

    Comi o cuzinho de minha filha assim que li o conto,tô me segurando pra não dizer a rachinha dela

    • Angel ID:1ep61mp84hg3

      Delicia me conta essa história rs

  • Responder Jairo ID:1dxy7ep9s30f

    Bom conto, fiquei de pau duro, continua contando que com certeza vc vai chupar a bucetinha dela e se tudo der certo vai meter na bucetinha da sua filhinha safadinha

  • Responder Skype: ric.silva2014 ID:1eb7u7qkvgz5

    Delícia de conto, Mães e novinhas de Brasília que quiserem ter uma experiência parecida com essa, só enviar mensagem para o professor no skype.

  • Responder Vascaíno ID:1durwu9yccxv

    Não custava nada dar um revisada no conto pra corrigir os erros antes de postar, fica a dica pra futuros contos.

  • Responder Gabi_gostosinha ID:gnruj2dv2

    Não tenho insta.

    • xXx ID:bemv7c3qrj

      Quer outra mamadeira

  • Responder Motoboy ID:on9190lk0a

    Esse conto nao eh original.

  • Responder Gabi_gostosinha ID:gnruj2dv2

    Que delicia, ainda bem que eu mamei 3 mamadeiras dessa hoje e depois quando eu começar a ver filme com meu vizinho que vai dormir comigo hoje vou poder mamar mais uma vez e depois quero colocar a mamadeira pra passear na minha bucetinha e no meu cuzinho a noite toda porque nenhum de nós dois vamos pra aula amanhã. Daí vamos pra farra o dia todo. Oh delícia!

    • Anonimo ID:1e1oxbgbucy6

      Qual seu insta gabi?

    • Wando ID:bemljnvxii

      Vem gabi