#

Brincando com a Sobrinha de 11 Anos

1485 palavras | 1 |4.53
Por

Sobrinha da minha namorada quis brincar comigo numa tarde de final de semana e acabei vendo ela pelada.

Visitei a minha cunhada, e ela tem 2 filhos, um de 9 anos e uma de 11 anos, os dois me chamam de Tio, pq minha namorada é Tia deles, e eles me adoram, principalmente a menina, bem apegada em mim. Eu tenho 24 anos já, namoro a tia dela faz mais de 1 ano. Sempre que visitamos eles, a minha Sobrinha que vou chamar de Taila, ela sempre quer ficar perto de mim ou que eu brinque com ela também. Ela é meio carente e sozinha, sempre tiveram pai ausente, e eu sou de dar atenção e ela se apegou em mim, ela é alta 1.55m, tamanho de sua mãe, meio magrinha mas a bunda ta começando a ficar aparente, e ela de costume em casa sempre usa roupas mais curtas, shorts ou leg, e marca toda bucetinha nas legs.

Numa das tardes que cheguei lá com minha mulher, ela e minha cunhada foram pintar as unhas, o pia de 9 anos que é meu sobrinho foi jogar bola numa quadra de areia que é perto da casa, e ela ficou sozinha pq não queria ir com ele, e logo que ele saiu ela ficou meio pra baixo e hiperativa e queria andar de bicicleta ou ir num parquinho e me convidou, as mulheres ali disseram pra eu ir e dar uma volta com ela, e eu disse que ia, ela ficou toda feliz, e disse que ia trocar de roupa e me chamou pra opinar. E eu fui com ela no quarto, primeiro ela deixou a porta encostada e abriu so pra eu ver, e a primeira roupa não ficou boa, era uma leg calça preta, e dai ela disse que ia trocar de novo e dai me chamou pra esperar no quarto sentado na cama, mas sem olhar ela. Só que nisso eu olhei meio de canto de maldade e curioso e a vi trocando a leg, ela tava colocando um shorts leg preto mais clarinho e que era transparente até na luz e tbm vi que ela usava uma calcinha que não era fio mas ela colocava ela no meio da bunda pra imitar a mãe dela. Calcinha preta também, e ela notou que eu vi ela, e meio que quis ficar brava comigo mas não ficou. E nisso saímos a pé para ir numa pracinha que era 3 quadras da casa.

Pracinha tava vazia e fazia sol de uns 28 graus, quente, fomos em alguns brinquedos e depois ela quis se balançar e sempre que eu a empurrava eu tocava na cintura dela e na bundinha. Ela já tava cansada e suando também, a pracinha até tem banheiros lá pra usar mas esse dia tava fechado, porém tinha umas arvores atras, uma mata assim, e ela disse que ia lá fazer xixi, mas tinha medo e me pediu pra ir junto. Fui com ela e ela pediu pra cuidar e ficar olhando se ninguém via ela ali, ouvi ela fazer xixi pois tava ao seu lado mas não vi, porém quando ela acabou disse que eu já podia ver. Ela recém tava levantando e vestindo a roupa, e pude ver um pouquinho de sua bunda e bucetinha, lisinha e a bunda branca de não pegar sol. Ai voltamos aos brinquedos e ficamos mais um pouco lá, e na volta ela cansou e quis vir na garupa.

Peguei ela na garupa e segurava ela com minhas mãos na bunda dela, e as vezes de deslize passava o dedo bem no meio, e pedia desculpa quando fazia isso, ela dizia que não era nada que ela tava pesada e a mão deslizava, chegamos na casa ela foi direto ao banho, e ela não tranca a porta nunca pq a mãe deles não deixa, e logo nisso eu tava me mijando, e ela ja no box, ai eu falei pra minha cunhada e tal, e ela disse entra lá e mija ué, e ela só foi avisar que eu ia entrar, minha cunhada disse bem assim “Teu tio vai entrar fazer xixi e já vai sair continua teu banho”, entrei lá box tava embaçado já e não vi nada dela, mijei meio rapido e fiquei de pau duro depois de mijar pq vi a roupinha dela no chão ali. Até peguei pra cheirar e tinha um cheirinha delicioso de novinha, meio doce assim e sujinha de coco um pouco. Soltei sua calcinha lá, lavei as mãos, e nisso ouço ela pedir algo, o shampoo tinha acabado mas tinha ali embaixo da pia no armario. E ela pediu pra alcançar pra ela, quando fui entregar ela abriu o box meio de mais e vi ela no banho lá molhadinha, ela só riu e agradeceu. Sai de lá e fui a sala com os outros.

Após ela sair eu fui ao banho daí, quando sai do banho eu já tava vestido, só calção leve e uma camiseta. E aquele calção era tão apertado que marcava meu pau, e ela após seu banho vestiu um pijaminha mas estilo vestidinho, camisola, branca com coraçoes e ia até um palmo pra baixo da bunda dela. Depois disso era quase 19h já, ai iriamos jantar e tomar algo, e bebemos vinho, eu minha cunhada e minha mulher, no total deu 2 garrafas, que foi tomado até perto das 2h da manha. Porém logo que começamos beber as mulheres queriam provar roupas e looks, minha cunhada e minha mulher e dai vinham na sala pra nos opinar. Aplaudi varios looks delas, teve até um deles que era uma saia da minha cunhada, numero 36 e ela tava usando 38 já, e mesmo curto ela colocou, quando veio mostrar na sala, a saia rasgou bem na bunda atras, e ela pagou bundinha ali e meio bebada as duas, minha mulher deu um tapinha na bunda dela, e ela levou na zoeira, nem se importaram comigo ali, só depois que falaram “Que bom que os unicos homens aqui não tem maldade, um namora contigo e o outro só tem 8 anos”, e elas são bem de boa assim mesmo.

Pararam de provar era umas 22h, e nisso quem queria provar era minha sobrinha, ela até mostrou umas peças ali e meio que queria desfilar dai, mas não tava gostando e queria ajuda pra montar look, e as mulheres nao queriam ir de cansadas, e falaram pra eu ajudar. E eu fui com ela no quarto, a surpresa que tive é que ela sem vergonha mesmo se pelou na minha frente, e ficou so de calcinha uma rosinha, eu fiquei sem reação mas ajudei ela e não fiz nada, até que ela provou uma saia branca e a calcinha marcou na saia, e eu disse pra ela trocar numa branca, eu tava sentado na cama ali, e o roupeiro era na frente, ela pegou uma calcinha branca e ficou pelada total na minha frente, pra vestir a calcinha branca meio que se abaixou e apareceu um pouco sua bucetinha e cuzinho. Mas não deu bola pra mim, depois que mostrou varias roupas, voltou ao quarto, e colocou pijama de novo mas sem sua calcinha, e dai sentou no meu colo ali e me agradeceu e me abraçou. Eu de pau duro já e ela sentiu isso, e quando tocou nele sem querer falou assim “Homem é tudo tarado mesmo, coleguinha meu é igual”, então ela ja entendia alguma coisaa. Quando levantou pra sair do quarto eu fui junto também, mas meu pau marcava muito no calção. Sorte que ninguém notou e sentamos no sofá, pequeno 2 lugares, mas com 4 pessoas lá, o guri já tava dormindo.

No sofá ela sentou ao meu lado e eu na ponta, ela tava tao colada em mim quase no meu colo, nisso as mulheres foram deitar e nos falamos que ja iriamos pq ela queria ver um filme ainda e me pediu companhia. Só ficou nós dois na sala, sai ao banheiro, mijei, bati uma, e voltei aliviado, e nisso vejo ela deitadinha no sofá e me pediu pra deitar junto com ela, atras dela, deitei e ficamos colados, eu encoxava ela, uns minutos assim ela passou a mao pra tras e apertou meu pau e disse que queria ver, eu fiquei recioso mas cedi e pedi a ela pra ver ela também. Ela parou deitada e abriu a bundinha e mostrou tudo a mim, e depois viu meu pau também. Tava arriscado isso já ali na sala e resolvi parar, mas nao tiro aquele cuzinho da cabeça. Pela manha fomos embora, e quando ela me deu tchau me abraçou tao forte e disse que já queria eu de volta ali.

Vou lá de novo semana que vem, ai atualizo aqui

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,53 de 30 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Vander ID:1e1pg9hicbhd

    Este conto é plágio