# # #

Minha sobrinha Emily de 12 anos

1481 palavras | 28 |4.17

Minha sobrinha gostava de sentar no meu colo quando era pequena, num final de semana aproveitei dela, e agora está sentando na minha vara.

Olá me chamo Guilbert.
Tenho uma sobrinha chamada Emily de 12 anos. Morena clara, baixinha, cabelo comprido e risonha. Sempre achei ela bem saidinha. Não gostava de ficar com as crianças da idade dela, queria ficar no meio dos adultos, ouvindo as conversas.
Desde pequena gostava de ficar sentada no meu colo mas nunca pensei que ela era tão safadinha. Certa vês quando ela tinha uns 8 anos, eu estava na casa do meu cunhado e ela pegou meu celular pra jogar. Eu desbloqueei e deixei com ela. Num dado momento um amigo meu mandou um vídeo de putaria. Ela na mesma hora abriu o vídeo e começou a rir falando: oh tio, que isso que mandaram pra você? Olha aqui!
Eu rapidamente peguei o celular e fechei o vídeo, ameacei não emprestar mais, mas ela disse que não ia falar nada pra ninguém e insistiu que eu deixasse o celular com ela. Então deixei, e ela começou a procurar mais vídeos na galeria enquanto eu não estava olhando. E como sempre recebo muita putaria, ela se esbaldou. Inventou que estava apurada e foi pro banheiro. Ficou um bom tempo lá, só saiu porque a mãe dela começou a chamar ela.
Depois disso fomos nos aproximando cada vez mais, ensinei ela a pesquisar pornografia com site oculto no Tablet para não ficar no histórico e os país dela não descobrirem, sempre que tinha a chance ela vinha sentar no meu colo, fazia questão de rebolar só pra sentir o volume crescendo. Até que um dia alugamos uma casa na praia, foi a família inteira, eu com a mulher, meus dois cunhados com mulher e filhos. Ela já esta com uns 10 anos, Eu entrei na água e ela veio correndo de biquíni. – tio, me segura, a água tá me derrubando.- eu segurei ela pela mão, ela me puxou e abraçou minha cintura com as pernas rossando a bucetinha no meu pau que ficou duro na hora. Como a água estava até os meus ombros, quem estava na arei não via, mas eu aproveitei, botei a mão por baixo e encaixei o pau no meio dela e empurrando o pau entre a bucetinha e a bundinha. Ela começou a faser movimentos de vai e vem, sentindo o volume no meio das pernas.
Não resisti e tirei o pau pra fora da sunga, ela sentiu, botou a mão pra baixo pra apalpar. Deceu do meu colo e ficou pendurada no meu pescoço com um braço. Com a outra mão ficou apertado meu pau, eu mau podia acreditar no que estava acontecendo, peguei na mão dela e ensinei a punhetar. Ela ficou ali, sorrindo e apalpando, dizendo que meu pau era grosso pois ela não conseguia abraçar com a mão. Ficamos ali dentro d’água uma meia hora, depois o resto da família entrou na água também e tivemos que parar. Nesse dia percebi que ela nunca me entregaria. Brincamos bastante na água.
A noite já na casa que alugamos, tinha churrasco, cerveja e bebidas. Todo mundo bebeu bastante mas eu não, já estava com a ideia de alisar aquela gracinha mais tarde.
Tinha três quartos, cada casal ficou em um e a menina Emily com a irmãzinha Elô ficaram no sofá da sala. Essa irmãzinha era uns 7 anos mais nova que ela, todos foram dormir inclusive minha mulher, estavam cozidos de bêbado. E eu fiquei organizando e limpando a cozinha.
Quando passei pela sala, elas já tinham pego no sono. Como estava calor, estavam de roupa curta e sem coberta. Emily estava com shorts rosa tecido molinho. Acho que era antigo pois ficava bem apertado nela, dava pra ver o volume da bucetinha, ela estava de bruços com a bundinha empinada. Fui pra minha suíte e tomei banho, conferi se minha mulher estava ferrada no sono. Não resisti e voltei pra sala, me sentei na ponta do sofá, comecei a fazer cócegas nos pés da Elmily pra ver se ela acordava. Não acordou, fui subindo a mão até a bundinha, alisei a bucetinha pois estava de pernas abertas. Fique admirando aquele corpinho.
Olhei pro lado vi a elô, estava de barriga pra cima, posição de frango assado , estava com um pijaminha da minha bem folgado, dava pra ver a calcinha de bichinho. Levei a mão direto na bucetinha, como estava mais fácil, já coloquei a calcinha de lado e alisei aquela grutinha rosa. Ela não acordou, apenas mudou a posição. Começou a chupar o dedo. Tive a ideia de tira o dedo dela e por o meu pau. Então sentei perto da cabeça dela , puxei ela pra cima do meu colo bem devagar, tirei o dedo dela da boca e coloquei meu dedo melado com a baba do meu pau, pra ver se ela notava a diferença, nem notou, continuo sugando, só de sentir ela chupando meu dedo já quase gozei. Tirei o pau pra fora e troquei pelo meu dedo, claro que era bem mais grosso, mau cabia na boquinha dela, mas consegui colocar a cabecinha inteira, ela parou um momento de sugar , mas logo recomeçou. Foi a sensação mais incrível que já senti. Ela ficou ali sugando devagarinho e eu me acomodei no sofá. Quando estava quase gozando, Emily acordou, olhou aquilo e ficou confusa: o que você tá fazendo tio? A elo tá fazendo boquete? – eu fiquei maluco, não sabia se guardava o pau ou se gozava de uma vez. Então ela falou: ah não, ela tá dormindo, mas você tá com o pau na boca dela!. – daí eu fiz sinal de silêncio e tirei o pau da boca da Elo e coloquei o dedo dela. Então ela perguntou porque eu estava fazendo aquilo, e eu disse que ela tinha me deixado com muito tesão na praia, ela já sabia o que era tesão. Ela levantou e sentou do meu lado, pegou no meu pau e começou a bater punheta. Ficou admirando o tamanho afinal, apesar de estamos muito próximos, eu ainda não tinha mostrado o pau pra ela, e na praia ela só tinha pego com a mão mas como a água era turva ela não conseguiu ver muito bem.
perguntei se ela queria chupar também, ela disse que não, mas continuou batendo punheta. Então eu insisti um pouco e ela aceitou me chupar, ficou de joelhos na minha frente, no meio das minhas pernas, eu sentado no sofá, ela fez um boquete melhor que minha mulher. Não levou nem 2 minuto pra eu gozar, haaaaahhh que delícia.
Estava realizando meu sonho. Sempre gostei de menininhas especialmente as bem novinhas e inocentes, gosto de ver vídeos de menininhas chupando e sendo fodidas e dessa vez duas tinham chupado minha rola.
Emily não tirou a boca, continuou fazendo movimentos de sobe e desse até sair a última gota de porra. Afinal ela já tinha visto muitos vídeos de pornografia e tinha aprendido como fazer um boquete gostoso. Depois ela se levantou e foi até o banheiro cuspir a porra pois não engoliu. Lavou o rosto e voltou.
Pediu pra eu chupar a bucetinha dela, eu nem pensei duas vezes. Tirei a roupa dela, coloquei ela sentada no sofa de pernas abertas e me ajoelhei na frente dela, cai de boca. Fiquei uma meia hora ali naquela delícia. Depois subi e chupei seus peitinhos que estavam começando a nascer, pareciam dois grãos de uva, e eu fui o primeiro a chupar.(mais um sonho realizado, chupar peitinhos nascendo).
Ficamos ali quase uma hora, até que ouvi alguém tossindo. Paramos, ela colocou a roupa e eu fui pro banheiro da sala.
Não demorou e a mãe da Emily saiu do quarto pra ver se as meninas estavam bem. Por pouco não nos pegou em flagrante!!!!! Perguntou para Emily se estava tudo bem e ela disse que sim. Foi até a cozinha, tomou água e voltou para o quarto. Meeeeeee…. quase me ferrei.
Sai do banheiro, agradeci a Emilyn por não contar nada, ela sorriu e disse: se eu contar não vou ter de novo né tio!. Dei um beijo de boa noite e fui dormir.
Dormi muito bem, afinal tinha certeza de que Emily tinha gostado da experiência e nunca iria contar a ninguém.
Tivemos outros encontros como esse e em um deles o cabaço de Emily foi pro estouro, mas eu conto outra hora.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,17 de 59 votos)

# # #
Comente e avalie para incentivar o autor

28 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Telegram @lucasfonsec4 ID:8cio3ceyhl

    Delícia

  • Responder Nanda ID:1dogk378s2oa

    Gente que delicia, melei a calcinha lendo esse conto. Se bem que acho que aconteceu mesmo hein. Porque comigo aconteceu algo parecido. Eu tinha 7 anos, e um dia vi minha mãe traindo meu pai com um amigo dele. O cara tinha um corpo sarado, não era de academia mas era bem definido. Hoje entendo porque minha mãe na resistiu. Depois de eu espiar a transa deles eu fui descoberta. Minha mãe ficou muito apavorada com medo de eu contar pro meu pai, então os dois me prometiam muitos presentes, e assim seguiu a traição. Toda semana ele aparecia uma ou duas vezes pra saciar a fome de rola da minha mãe. E eu sempre espiava. Até que um dia fomos numa festa na casa de um outro amigo que tinha piscina e esse amante estava lá também. Entrei na piscina e ele pulou junto ficamos brincando com as outras crianças mas sempre que ele chega perto eu tentava tocar o pau dele, os outros adultos estavam todos em volta da churrasqueira bebendo. E ele como queria aumentar a amizade comigo ficou na piscina. Até que ele percebeu que eu estava me oferecendo, começou a ficar mais perto e colava em mim só pra eu apalpar o pau dele que foi ficando duro. Depois desse dia , sempre que ele ia lá em casa, dava um geito de ficar sozinho comigo e me mostrava o pau. Eu batia punheta pra ele , mi há mão mau abraçava aquele pau grosso. Tentou faser eu chupar algumas vezes, mas não forçou. Depois a traição foi descoberta. Meus pais se separaram, eu e minha mãe mudamos de cidade e nunca mais vimos ele

  • Responder Telegram @Naudun ID:5h7a6r41

    Muito sapecas essas meninas de hoje. Aí o cara nao aguenta so ficar olhando

  • Responder Ljofrei ID:81rxgbyxi9

    Quando eu era moleque, minha irmã mais velha que tinha 14 fazia eu chupar os peitos dela e me beijava na boca. Metia a língua na minha garganta e chutava minha língua. Batia punheta em mim e chupava meu pauzinho. Eu era 10 anos mais novo que ela.
    Acho que isso aflorou um lado pedo em mim. Conforme fui crescendo, sempre que tinha oportunidade me aproveitava de menininhas mais novas. Lembro que quando estava com 12 anos, minha mãe começou a cuidar de crianças em casa pra ganhar um extra. Tinha duas meninas e um guri, uma das meninas e o guri eram 9 anos mais novos do que eu, a outra menina era 7 anos mais nova. Fazia os três chupar minha rola. Nessa idade comecei a gosar. E quando não conseguia molestar uns deles eu passava o dia batendo bunheta. Mas sempre dava pra pegar uma das meninas ou o guri e levar pra um canto da casa e passar o pau. Eles já ate acostumaram. Nem precisava eu falar. Quando estávamos sozinhos só eu e um deles , já vinha baixando minha calça pra meter a boca. As vezes eu gosava na boca deles mas eles não gostavam, então eu gosava fora. As vezes eu fodia a bundinha deles também.

  • Responder Kar22 ID:1dogk378s2oa

    Que loucura!! Me gosei todo lendo esse conto.

  • Responder Gozador ID:1et8ega813h0

    Delícia! Chamem no tele bjorge0000.

  • Responder Marcos cb ID:6oeg84qd9a

    Passo por esse tipo de situacao sempre….A sobrinha da minha mulher, tem 12 anos..,loirinha dos olhos verdes….Ja mostrou a ppk pra mim..A mais linda que eu ja vi na vida…E olha que ja vi muitas…..Ela sempre vem aqui na piscina de casa….So ficamos nos dois sozinhos….

  • Responder Men ID:1dogk378s2oa

    Mano, já tive várias oportunidades de alisar menininhas, mas não tenho coragem. Tenho medo que contem pros pais.

  • Responder Vacalomir ID:6su7apdm9c

    Parabéns!
    Elas tem mesmo que chupar e serem chupadas

  • Responder @CamiFahl ID:mujl2b940

    Fui abusada pelo meu pai, mas pra mim era tudo uma brincadeira. Comecei bem mais cedo mas pra mim era algo natural e gostoso, minha mãe sabia e deixava.

  • Responder @manuellaxxx ID:1cludhhv5l4y

    Quem tirou o meu cabacinho foi o meu primo quando eu tinha 9, fiquei sendo putinha dele até os 12, ele sempre ficava cmg o dia todo, pena que não me engravidou, sou criada em pau de macho desde cedo, quando eu for mãe a minha vai crescer na rola de macho também, vai aprender desde cedo a tomar leitinho no pau e a abrir as pernas pro macho, se algum macho quiser conversar me chama

    • A ID:1ei3mc46cd3u

      Eita

    • Amc ID:81riyw3k0j

      Boa Noite manuella adorei seu relato me manda seu telegram

    • Louco por novinhas ID:8ef56ro20d

      nossa !

    • Luiz costa ID:w72k758i

      Oi Manuellaxxx adorei seu comentário, vejo que temo algo em comum.
      Posso te chamar para conversar.?

    • Richard ID:1cm4zpdbqy3s

      Adoro ouvir historias se quiser me enviar um email me chama… [email protected]

    • Tele: @manuellaxxx ID:1eton6r6uc4w

      Meu telegram é esse mesmo que tá no nom, @manuellaxxx

  • Responder Comedor p3d0 SP ID:8efc7w7d9i

    Conta mais sobre tirar o cabcinho, amo ser o primeiro tbm, adoro tirar a virgindade dessas putinhas. T3l3 Lobowolf55

    • @manuellaxxx ID:1cludhhv5l4y

      Que dlç

  • Responder Rafaella ID:7xbyxpzfid

    Bem contado.
    Obrigadinha

  • Responder Papai Safado ID:40voz00mxia

    Quando os carinhos acontecem com respeito, a criança adora e quer sempre mais. Crianças precisam ter a liberdade de experimentar o prazer do sexo na segurança do lar, com quem pode cuidar delas. Senão, a curiosidade as levará a situações perigosas com estranhos. Se você é mulher e concorda comigo, venha conversar no tele_gram papaisafado2

    • Seu filhinho ID:469ctdio6ic

      Concordo ! Os pais tem o direito de serem os primeiros a ensinarem os filhinhos !

  • Responder Trow ID:1dogk378s2oa

    Cara, queria conhecer essa Emily. Gosei litros imaginando ela

  • Responder Déia ID:1dogk378s2oa

    Shooow, gostei muito. Se é conto ou real, me deixou molhadinha. Quando eu tinha 6 anos, um primo mais velho me ensinou a mamar. Ele devia ter uns 13 ou 14.
    Sempre que podia ele me alisava e botava o pau na minha boca. Hoje eu sei que ele gozou em mim várias vezes mas na época eu não entendia, só deixava rolar.
    Lembro de engolir a porra dele algumas vezes, quando ele segurava minha cabeça e socava o pau na minha garganta. As vezes gosava no meu rosto, na minha bunda, e até na minha bucetinha. Mas nunca me penetrou. Acho que tinha medo de eu sentir dor e chorar.
    Sempre achei que era um tipo de brincadeira nossa, hoje sei que fui abusada, lembro e sinto tesão

    • Victor ID:81re1pbfid

      Que delicia, tem filha?

  • Responder Calebe ID:1dogk378s2oa

    Caralho mano! Que tesão. Tenho uma sobrinha com a mesma idade. Já espiei ela tomando banho e já alizei ela dormindo. Mas não tenho coragem de fazer nada com ela acorda.

    • xxxxcccc ID:16ol3ctv8z9c

      Dela quase tds nos acaba tendo exeperiencia tipo assim e na maioria das vezes e com alguem proximo as meninas comeca mais cedo q o meninos uns gpsta mais q outros e comtonua

  • Responder Léo ID:ayekcfz

    Delícia de conto. Sou quarentão e amo uma bucetinha nova
    Novinhas que gostam de rola só chamar tele @leomkd9