# #

A diarista

1760 palavras | 9 |4.35
Por

Mal ela sabia que iria cair nas garras de uma putinha de 9 anos …

Lembro que quando eu tinha 9 anos minha mãe contratou uma diarista que me chamou muito a atenção. Fiquei junto da minha mãe enquanto ela dava instruções para a diarista e soube que ela se chamava Marta, tinha 35 anos e vivia sozinha com dois filhos, ela era baixinha e gordinha, tinha uns peitos que me pareceram gostosos e uma bunda redondinha, coxas gostosas (ela estava de legging), cabelos curtos, olhos castanhos e uma boca deliciosa. Ela percebeu que eu estava comendo ela com os olhos.
Ela ia lá em casa duas vezes por semana, para a faxina e, para que eu não ficasse sozinha em casa naqueles dias pois a minha mãe sempre saía. Na primeira tarde ela veio novamente com aquela legging justíssima, a buceta dela estava marcando muito, grudei meus olhos ali e, é claro, ela percebeu isso. No final da tarde ela estava no tanque lavando roupa e eu estava na cozinha tomando um lanche, ela estava de costas para mim remexendo aquela bunda maravilhosa. Ela viu que eu estava ali e, acho que de propósito, se abaixou ainda mais no tanque, parecia que ela estava oferecendo a bunda para mim. Aquilo foi me dando um tesão, levei a mão na minha buceta por debaixo da mesa e comecei a bater uma siririca por cima da calcinha. Fiquei imaginando como seria lamber aquela bunda, enfiar minha língua no rego … Minha buceta se molhou todinha. Ela continuava a lavar (ou fingir que lavava) a roupa e abriu as pernas. Derrubei uma colher sob a mesa e me abaixei para pegar de modo que podia ver a bunda dela de um ângulo que podia ver a buceta dela sob a legging. Fiquei ali de cócoras e enfiei minha mão dentro da minha calcinha, eu estava de saia. Ela olhou para trás mas não sei se me viu ali embaixo da mesa, eu estava quase gozando. Voltei para a cadeira e ela terminou de lavar a roupa, me chamou para ajudar:
“Venha aqui me ajudar a pendurar a roupa no varal, eu passo para você e você pendura”.
Peguei uma escadinha, daquelas de 3 degraus e subi nela, ela me passava a roupa e eu pendurava. Como eu estava na escada, minha bunda estava bem na altura da cabeça dela, ou melhor ainda, na altura da boca dela. Enquanto eu pendurava, percebi que ela se aproximou e começou a cheirar minha bunda, mas sem encostar. Ela sentiu o cheiro da minha buceta que estava ensopada. Abri um pouco as minhas pernas para me equilibrar e acho que ela deve ter olhado por baixo da minha saia. Mas aquele dia ficou nisso. Quando ela foi embora bati uma siririca, gozei pensando que ela estava lambendo a minha buceta. Liguei para minha amiga Luiza e contei tudo:
“Se ela te comer me chama que eu também quero”…
A Luiza era como eu, não perdia tempo para gozar o quanto pudesse, especialmente se fosse uma mulher, minha tia, que me ensinou muita putaria, sempre dizia que com a minha idade, deixava as mulheres adultas loucas de tesão e que eu nunca desprezasse uma buceta ou um pau. Paus tinha visto poucos naquela idade, mas bucetas era quase todo dia, minhas amiguinhas também queriam, era fácil, eu tinha muito gosto em chupar bucetas, me dava muito tesão.
No dia em que a Marta veio novamente, ela estava de saia. Minha cabeça ficou a mil por hora. Com certeza ela queria se mostrar para mim, será que ela pensou em mim? Será que ela também bateu uma siririca pensando em mim? Por ela não ter marido, será que ela estava sem gozar a muito tempo ou será que ela dava pra todo mundo? Desde meus 6 anos minha tia me mostrou que minha buceta não servia só para fazer xixi e, me descabaçou para que eu gozasse mais e melhor, aos completar nove anos minha tia me presenteou com a pica de um garoto de 16 anos, nunca mais esqueci daquele dia, depois dele experimentei outros garotos mas eu ficava pensando como seria a pica de um homem de verdade, talvez a Marta pudesse me ajudar nisso. Mas voltando para a Marta. Assim que minha mãe saiu ele foi ao banheiro, segui ela, pensando que ela não tinha visto isso e vi que ela havia deixado a porta do banheiro entreaberta. Fui chegand bem devagar e esperei para ver o que ela estava fazendo. Ela estava sentada no vaso, com a saia totalmente levantada, com a cabeça encostada na parede com os olhos fechados e batendo uma siririca. Entrei de repente como se não soubesse que ela estava ali:
“Ai que susto menina!”
Mentirosa, é claro que ela sabia que eu iria espiar e talvez esperasse que eu entrasse.
“Desculpe, eu não sabia que você estava aqui, a porta estava aberta …”
“Você me pegou né? Eu faço isso desde que meu marido me largou, você ainda não sabe como é …”
“Claro que sei, eu nunca tive marido, mas também faço” …
Ela imediatamente percebeu que não estava falando com uma menina bobinha, não estava mais com a mão na buceta mas não fechou as pernas. A buceta dela tinha poucos pentelhos, era bem bonitinha. Vendo que eu não desgrudava os olhos da buceta dela, me falou:
“Gostou da minha buceta?”
“É bonita, não tem tanto pentelho …”
“Então você já viu outras bucetas?”
“Ah já vi muitas sim …”
O grelo dela estava saltado, me deu água na boca:
“Que grelão você tem!”
“Pode pegar …”
Ela se levantou e ficou de pernas abertas segurando a saia acima da cintura, senti o cheiro da buceta dela, uma delícia. Me abaixei, fiquei de joelhos na frente dela. Ela abriu a buceta com os dedos, estava melada. Bem devagar aproximei meu dedo e toquei o grelo. Ela deu um gemidinho e eu tirei o dedo rapidamente.
“Doeu?”, perguntei.
“Claro que não, é bem gostoso, pode pegar”.
Molhei meu dedo no melzinho que estava escorrendo da buceta dela e toquei o grelo, comecei a massagear.
“Ai que delícia Aninha …”
Enfiei dois dedos na buceta dela, ela deu um gemido mais forte. Comecei a mexer e enfiar e tirar, rapidamente. As pernas delas começaram a tremer e a buceta começou a esguichar, gozou nos meus dedos como uma porca. Caiu de joelhos e me beijou na boca dizendo:
“Ah menina, você é de ouro, fazia tempo que eu não gozava assim …”
Fiquei toda orgulhosa de ter feito uma mulher de 35 anos gozar daquele jeito. Ela tirou meu shorts, minha calcinha e, me levantando, me colocou sentada na pia, me fez sentar na beirada e, ficando de joelhos abriu as minhas pernas e caiu de boca na minha buceta. Ela me deu umas poucas lambidas no grelo e eu logo gozei na boca dela, era tesão reprimido.
Fomos para o meu quarto e sentamos na cama.
“Tua mãe sabe das tuas putarias? Pelo pouco que vi você faz isso a muito tempo, nem cabaço tem …”
“Ela não sabe não, quem me ensinou foi a minha tia, já fiz com muitas amigas da escola e vizinhas, um garoto de 16 anos tirou meu cabaço no ano passado mas você é a minha primeira mulher”.
Me abraçou e beijou.
“Olha Aninha, eu sou pobre mas posso te dar a minha buceta sempre que você quiser mas eu quero sempre poder chupar essa tua bucetinha maravilhosa, fazia tanto tempo que eu não chupava bucetas, acho que eu tinha 15 anos” …
Me beijou novamente, um beijo delicioso, a língua dela parecia uma cobra, nos babamos todas, deitei e ela deitou ao meu lado, ainda nos beijando, ela enfiou dois dedos na minha buceta, fiz o mesmo com ela, fomos fazendo cada vez mais depressa, meu coração parecia que ia pular pela minha boca, gozei. Fiquei alguns segundos tremendo mas logo voltei pra buceta dela, ela segurou minha mão e apertou e enfiava e tirava dizendo:
“Mexe teus dedos lá dentro, mexe”.
A buceta dela, perto da minha era enorme, acho dava para enfiar a minha mão inteira, ela estava começando a gozar, eu não estava mais a beijando, só vendo aquela mulher tarada rebolando nos meus dedos, gemendo e quase gozando, ela esticou as pernas e a buceta ela começou a esguichar, ela retesou o corpo e, quando relaxou, gemeu alto se babando toda, virando os olhos, dizendo que tinha gozado.
“Quero sentar na tua cara”, pedi.
Me lambeu como se tivesse com fome, acho que é por isso que dizem “comer buceta”. Ela lambia meu grelo e enfiava a língua dentro da minha buceta, era muito gostoso. Rebolei, me esfreguei, gozei. Fiquei ali em cima da cara dela, me recuperando da gozada, me disse:
“Mija na minha cara, nos meus cabelos, na minha boca …”
Mijei, aquilo me deu um tesão, ver aquela mulher se lavando no meu mijo, bebendo tudo, beijei-a, lambi a cara dela, esci pelos peito e fizemos um 69 até gozar de novo.
Deitei do lado dela, perguntei:
“Parece que você gosta de mijo” …
“Aprendi a gostar com a tua idade, quer experimentar?”
Ela sentou na minha cara, comecei a lamber a buceta dela e logo veio o jato na minha boca, era salgadinho, quente, não era ruim não, mas era muito, me afoguei mas ela prendeu minha cabeça com as pernas e continuou mijando, comecei a espernear mas ela não me largou até terminar. Fique tossindo e ela disse que eu me acustomaria. A cama ficou um lago de mijo.
“Me deixe limpar tudo isso, ainda bem que o teu colchão tem esse plástico cobrindo, vou por o lençol na máquina antes de eu ir embora, vamos tomar um banho. Tomamos um banho delicioso, ela me chupou mais uma vez. Ajudei ela a arrumar a bagunça. Antes de ela ir embora me deu um papel com o telefone dela:
“Se você precisar de mim, é só ligar, a gente conversa, eu tenho uma amiga que também gosta de lamber buceta, se você quiser a gente marca alguma coisa”.
Liguei para a minha amiga contando como foi tudo, ela ficou morrendo de inveja:
“Ai Aninha, da próxima vez me convide, você sabe que a minha buceta sempre está em fogo!”

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,35 de 26 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

9 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder @Flor_de_cactoo ID:vargek4ld3a

    Sexo lésbico são ótimos. Mas quando tem mijo é melhor ainda

  • Responder Viviane arrombadora ID:6stwykeoib

    Sandura que tesao de conto. Tambem adoro uma bucetona. Chupo por horas

  • Responder O eclético ID:1drfgv05em0a

    Delícia de conto. Adoro contos de lésbicas mijonas.

    • Sandura ID:1dqfoeiak8f0

      Você não imagina que delícia é o mijo de uma menona de nove, dez anos …

    • Mentira ID:gy0lhx8288g

      Isso tudo com 9 anos !!!! Vai pra merda .

    • Cíntia 55 ID:1cwiy5uqvhjx

      Hum que delicia,tenho 55 anos e sou maluca pra chupar uma xoxotinha e ser chupada

  • Responder Eduardo99 ID:wl5p1om24fd

    Que delícia de conto!

  • Responder Delta ID:1d0u21p827ks

    Bem caô essa história, mas valeu pela imaginação…

    • Sandura ID:1dqfoeiak8f0

      vou contar como a bunda dela engolui um pau de 22cm …