# #

Por conta das músicas de pagode

974 palavras | 1 |4.29
Por

Vou contar bem rápido como foi minha primeira experiência, eu tinha uns 13 anos na época mal sabia o que era bronha, naquela época tocava aqueles pagodes da Bahia com aquelas dancinhas e todo menina queria ser uma dançarina. Eu gostava de ficar vendo as meninas dançando e sempre comentava com um vizinho meu qual a menina que dançava melhor. Tinha uma que se chamava Luiza ela tinha uns 15 anos já e vivia no meio dos menores se sempre que tocava essas músicas ela ficava dançando se exibindo toda. Teve um dia que eu estava indo comprar o pão e as meninas estavam dançando a dança da cordinha e bem na hora eu vi a Luiza passando ela tava de saia e deu p ver bem sua calcinha e o formato da buceta dela. Eu nunca tinha visto nada assim antes só em revista playboy. Fiquei hipnotizado e de pau duro na hora, e pensando alto falei comigo mesmo. Porra se pudesse meter naquela buceta. Porém não tinha percebido que a sua irmã Bia de 12 anos estava bem atrás de mim. Ela tinha ouvido o que eu falei e correu p contar a Luiza. Na hora fiquei morrendo de medo dela fazer queixa lá em casa. E corri apressado p comprar o pão. Quando estava voltando vi Bia irmã de Luiza alertando a irmã que eu estava passando. Ela correu e parou na minha frente e perguntou. Eh verdade o que minha irmã me contou. Eu gaguejando disse não saber o que ela havia falado. Luiza tornou a me questionar dizendo assim, vc não teria coragem não é esse homem todo. Foi aí que eu retruquei e disse que falei mesmo aquilo que a irmã dela falou.

Luiza riu e disse assim então eu quero ver se vc tem coragem mesmo. E marcou da gente se encontrar na laje da casa da tia dela. Eu fui em casa deixei o pão e voltei. Vi Bia fazendo sinal que a irmã dela estava lá em cima. Fui em direção com as pernas tremendo. Quando cheguei no pé da escada vi Luiza lá em cima fazendo sinal p eu subir.

Fui subindo enquanto a irmã dela ficou lá em baixo de vigia. Luiza estava sentada no degrau e falou assim p mim, Não é que vc tem coragem mesmo….mas tu já viu alguma vez….eu só balancei a cabeça negando. Então ela abriu as pernas e me mostrou sua calcinha, em seguida puxou de lado a calcinha, pude ver aquela bucetona cheia de cabelo e tava toda melecada no fundo da calcinha e tava com um cheiro forte. Luiza então disse assim e aí quero ver se vc vai fazer mesmo o que Bia me falou.

Nesse momento agindo por impulso abaixei o short já de pau duro e fui na direção dela tentando enfiar.
Mais ela logo ela me advertiu dizendo assim na buceta não seu burro eu sou virgem…no meio da escada apertada ela virou de costas levantando a saia e tirou uma perna da calcinha.

Eu fui encostando sentindo o calor do corpo dela enquanto ela guiava meu pau ainda sem o tamanho ideal p aquela bunda.

Então sentir a ponta da cabeça encostar na entrada do cuzinho dela. Luiza falava assim vem vem enfia logo tem ser rápido. Foi aí que ela cuspiu na mão e passou na entrada do cuzinho. E quando a cabeça beijou novamente a entrada do furico dela. Eu senti entrando nossa tava quente e a medida que eu metia sentia aquele cheiro de bosta misturado com o cheiro da sua buceta.

Ouvia Luiza dizendo mete mete rápido tá gostoso vem goza logo. Estava quase chegando lá quando me assustei com Bia irmã de Luiza atrás de mim com a mão dentro do short acariciando a bucetinha.

Luiza se desgrudou de mim e se ajeitando reclamou com a irmã dizendo que era p ela ficar lá embaixo de vigia. Que depois era a vez dela. Meu cacete tava sujo e fedido. Mesmo assim Luiza passou a mão nele limpando e depois colocou na boca e começou a sugar bem gostoso. Enquanto sua irmã não tirava o olho ainda com a mão dentro do short. Foi quando ouvimos um barulho e saímos de lá……

Nossa levou um tempão p meu pau amolecer, eu ficava lembrando das cenas e o pau endurecia ainda mais.

No dia seguinte Bia irmã de Luiza fez sinal p gente se encontrar no fundo da casa que estava construindo próximo a casa da tia dela.

Quando cheguei lá às duas já me esperavam, Bia foi logo dizendo que era a vez dela e já foi abaixando o short junto com a calcinha mostrando a bundinha. Sua irmã tratou de segurar e abrir as bandas da bunda da irmã enquanto eu me aproximava com meu pau. Coloquei na portinha e fui tentando enfiar. Enquanto ouvia Bia reclamando que estava doendo. Luiza então falou assim, vc não queria tbm agora aguenta em seguida ela cuspiu sobre meu pau abrindo ainda mais a bunda da irmã. Então começou a entrar gostoso e Bia já não reclamava mais apenas empurrava a bunda p trás….. a putaria tava gostosa foi quando sentir meu saco doer e uma sensação gostosa demais vindo e algo saindo do meu pau.

Eu tinha acabado de gozar pela primeira vez. Sentia o corpo fraco e uma felicidade enorme. Quando tirei subiu aquele cheirinho de coco e vi que saia um pouquinho de leite de dentro do cuzinho de Bia. Ela rapidinho subiu o short.

Depois conto o restante….

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,29 de 7 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Jomar63 ID:gqb0tai8l

    Que delicia