# #

Perdendo a virgindade com a prima mais velha

1718 palavras | 3 |3.75
Por

Bem, esse é meu primeiro conto, espero que gostem mas q também tenham um pouco de paciência se ficar longo demais, vou tentar resumir tudo q aconteceu.
Meu nome é Tiago (fictício), branquinho, cabelos castanhos, 1,70, magrinho
Isso aconteceu quando eu tinha 12 anos, hoje em dia já sou um homem casado e com 28 anos, sempre gostei de ler contos eróticos e então decidir escrever o meu, tudo que irei relatar realmente aconteceu.
Na minha infância e juventude eu sempre fui bem discreto e muito tímido, minha maior diversão sempre foi jogar futebol com os amigos, sempre fui estudioso então sempre fui motivo de zoação dos outros, por isso eu nunca fui muito de gostar de sair, sempre fui muito caseiro.
Eu morava numa cidade pequena do Maranhão com minha mãe, meu pai e meus irmãos, sabe como é, cidade pequena todo mundo conhece todo mundo e lá morava boa parte da minha família, tanto meus avós paternos quanto maternos moravam lá, tios, tias e muitos primos e primas e entre tantas primas uma se destacava, Karla, uma loirinha baixinha, toda durinha, olhos azuis, uma boca pequena, coxas grossas, seios grandes e fartos e uma bunda que todos paravam pra olhar.
Na época Karla deveria ter uns 18 anos, ao contrário de mim ela sempre foi extrovertida e gostava muito de sair, ela morava com seus pais e seu irmão do lado da nossa casa, então a gente sempre teve muita intimidade.
Certo dia eu estava em casa só eu e minha mãe quando a Karla me chamou pra ajudar ela em algo, lembro perfeitamente de como ela tava vestida, com um shortinho branco e um top preto, foi a primeira vez que olhei pra uma mulher com outros olhos, ela percebeu q eu estava sem jeito
K – Tá tudo bem Tiago ?
T – Tudo
K – É que tu tá vermelho
T – É por causa do calor
K – Por causa do calor ou pq me viu vestida assim ?
Eu não sabia o q falar, apenas corei mais ainda.
Karla sorriu e disse q era brincadeira, que realmente tava muito quente por isso tava vestida daquele jeito.
Ajudei ela no que ela precisava e fui pra casa, mas fiquei com a imagem dela vestida naquele shortinho branco que marcava toda bunda e a buceta dela, naquele dia foi a primeira vez que bati uma punheta, desde então nunca mais parei kk
Então desde esse dia eu sempre ia na casa da minha tia ficar olhando a Karla naquelas roupinhas e me acabava na punheta.
Como era interior, todo mundo deixava as portas abertas e uma tarde fui na casa da minha tia e vi q não tinha ninguém, entrei com a intenção de pegar uma calcinha da Karla pra cheirar, mas tive a melhor visão da minha vida, entrei devagarzinho e fui chegando perto do quarto dela e comecei ouvir uns gemidos bem baixinhos e meu coração começou a acelerar, eu fiquei parado me perguntando se eu ia ou voltava.
E fiquei escutando aquelas gemidos por uns 2 minutos, minhas pernas estavam congeladas, até q comecei a andar em direção ao quarto, meu coração parecia um tambor de tão forte q batia, cheguei perto da porta q tava entre aberta e vi Karla deitada de barriga pra baixo com as pernas abertas e a bunda empinada, ela tava mexendo na buceta dela e que buceta linda, a mais linda q vi até hoje, rosinha e carnuda, fiquei vendo ela mexendo na buceta, quanto mais ela mexia mais ela rebolava, socou dois dedos e ficou fazendo um vai e vem frenético até que ouvir ela gemendo mais alto e ficando bem ofegante, eu não sabia o q fazer se ficava ali, eu tava hipnotizado com aquela visão, vi q ela se mexeu na cama e ficou de barriga pra cima e olhou em direção a porta, tomei um susto pois percebi q ela me viu e sair correndo.
Imaginem quantas punhetas não bati lembrando da minha prima gostosa se masturbando haha
Passei uma semana me escondendo dela, até q um dia eu ouvi ela perguntando pra minha mãe por mim e minha mãe falou q eu tava em casa, então Karla me chamou pra ir lá, ela tava sozinha em casa.
K – Tô no quarto, vem cá Tiago
Então entrei e fui, eu fiquei olhando o tempo todo pro chão, pois não sabia como encarar ela depois do q vi
K – Tá se escondendo de mim pq ?
T – Nada não e não tô me escondendo de vc
K – Eu sei q vc me viu outro dia brincando aqui no quarto, vc quase me mata do coração, achei q fosse meu irmão, não contou nada pra ninguém não né ?
T – Não
K – Que bom, mas me responde, gostou do que viu ?
Nessa hora meu coração gelou e eu não sabia o q fazer, apenas acenei com a cabeça q sim
Ela sorriu e disse q eu era um safadinho pra quem tinha minha idade
K – vc também brinca sozinho assim
T – Não
Então ela chegou perto de mim, ela era baixinha mas ainda assim era maior q eu, os peitos dela ficavam na altura do meu rosto
K – quer aprender a brincar comigo ? Posso te ensinar e será nosso segredo
Acenei q sim
Ela foi até a janela e falou pra minha mãe q eu ia ajudar em umas coisas e trancou a porta
Então ela voltou se sentou na cama e me chamou pra perto dela
K – agora levanta a cabeça e olha pra mim, vc vai ser meu brinquedo hoje e se eu gostar podemos brincar mais vezes
T – ta bom
Quando levantei a cabeça vi q ela tava com aquele top preto e shortinho branco
K – tá pensando q não vi vc me comendo com os olhos todo esse tempo né seu safadinho, já bateu punheta pra mim já ? Admite q já seu safado
Eu só acenava com a cabeça, ela se zangou e deu um tapa no meu rosto
K – quando eu te perguntar algo vc respondeu, entendeu, ou não vamos brincar mais
T – tá bom
Então ela mandou eu pegar nos peitos dela, comecei a pegar e apertar devagar
K – aperta com força que eu gosto q me apertem com força
Ela tirou o top e eu vi os peitos mais lindos q já vi na vida, grandes e bem duros, com os bicos rosinhas, uma delícia
K – coloca na boca
Comecei a chupar sem saber o q fazer direito, ela foi me mandando morder os bicos, passar a língua então fui pegando o jeito
K – isso safado assim mesmo, morde o bico do peito da tua priminha cachorra
T – quero mamar nos teus peitos minha vida toda
Ela me deitou na cama e tirou seu short, ela tava sem calcinha,
K – agora tu vai chupar minha buceta todinha priminho
Ela sentou com a buceta na minha cara, eu não sabia o q fazer, então ela foi rebolando na minha cara, ela tava muito molhada e sujou toda minha cara
K – há q delícia seu safado, vou sujar tua cara toda com minha buceta, vc vai aprender a chupar uma buceta com tua priminha
Ela passou uns 5 minutos assim esfregando a buceta na minha cara, até q se levantou e tirou meu short e minha cueca, eu não tinha o pau muito grande, mas sentir aquelas mãos macias foi uma delícia, ela subia e descia meu pau bem devagar e eu gemendo com os olhos fechados
K – é gostoso a mão da tua priminha no teu pau é safado ?
T – sim, muito gostoso Karla
K – me chama de priminha q eu fico doida de tesão, agora c vai sentir algo mais gostoso ainda
Ela então abocanhou meu pau com aquela boquinha gulosa
T – há q delícia, isso é bom demais
K – é gostoso minha boca no teu pau é cachorro, que pauzin gostoso de chupar
T – que delícia de boca gostosa priminha, chupa meu pau vai priminha puta
K – tá se soltando né safado, assim q eu gosto, me xinga mais q eu adoro
T – isso cachorra, chupa o pau do teu primo vai puta safada
E ela começou a chupar com mais gosto, aquela língua na cabeça do meu pau, só de lembrar da até arrepios
T – vou gozar prima
K – ainda não, vai ter q comer minha buceta antes de gozar seu safadinho
Ela parou de chupar e veio sentando no meu pau, sentir uma buceta engolindo meu pau pela primeira vez foi a coisa mais gostosa q já senti na vida
K – é gostosa a buceta da tua priminha é cachorro ?
T – a mais gostosa do mundo
Então ela começou a descer e subir no meu pau, sempre q ela acelerava muito meu pau saia da buceta dela, eu tentava colocar o mais rápido possível
Então ela se levantou e ficou de 4
K – vem comer minha buceta assim vem meu priminho
Soquei como se aquela fosse a primeira e última buceta do mundo
T – vou gozar minha puta
K – goza dentro da minha buceta seu safado q eu gozar junto contigo
T – tô gozando cachorra
Gozei como nunca na minha vida ela gozou junto comigo
Cair na cama cansado, aquilo parecia um sonho, ela me deu um beijo na boca e língua, eu perdir a virgindade depois q perdir o bv kkk
K – esse é nosso segredo Tiaguinho, eu adorei, vamos brincar mais vezes
T – eu também amei, por mim a gente brinca todo dia
K – vc é muito safadinho, agora vai pra casa pra minha tia não desconfiar
Então fui embora feliz da vida.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,75 de 16 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Arlindo Sucumpica Segundo ID:g62jdjdzm

    Muito fictício. “A linda prima loira dos olhos azuis”.

  • Responder Paloma. ID:5h7lvkxz

    Adorei seu conto ótimo.

  • Responder Lian ID:w736ovzm

    Boa!