# # #

Mão na bunda por cima da calcinha

1169 palavras | 1 |3.91
Por

Inicia com minha irmã mais velha deixando eu pegar na sua bunda por cima da calcinha, chegou no ouvido e na bunda de mamãe e de minha irmãzinha.

Se não tem irmã vai a mãe mesmo

Bom dia, meu nome é Olegário Bisneto, gosto de ler contos sobre incestos, hoje vou contar uma história real que aconteceu o ano passado depois das restrições da pandemia. Tenho 16 anos, nunca fui bom em redação na escola, mas vou tentar fazer o melhor aqui.

Em casa somos três irmãos eu do meio e uma irmã mais velha de 18 e outra mais nova de 13. Sempre fui meio tarado e gostava de encoxar minhas irmãs, a mais velha Luiza nunca reclamou, até deixa eu pegar nos seus peitos e passar a mão na sua bunda, mais só por cima da calcinha. A mais nova Adriana é mais arisca e já reclamou com a minha mãe e eu só parei porque mamãe me ameaçou falar com meu pai se eu continuasse perturbando minhas irmãs.

Nós morávamos numa casa alugada no interior de Minas, mas meu pai foi transferido pra São Paulo e como a mudança que era por conta da firma já estava marcada, eu fiquei com minha mãe para limpar a casa e entregar ao dono. Então meu pai deixou apenas dois colchonetes, lençóis e cobertas para a gente dormir e levar no ônibus depois.

Até aí tudo normal, mas quando fomos dormir estava bastante frio e descobrimos que só havia um lençol e uma coberta, então ajuntamos os colchonetes e deitamos juntos debaixo da mesma coberta. Como os colchonetes eram estreitos logo senti que não tinha como não encoxar mamãe, e quando fiz já estava de pau duro. Mamãe estava só de calcinha e sutiã, quando encostei na sua bunda ela se ajeitou para encaixar melhor e senti que ela estava tirando o sutiã bem lentamente para eu não notar.

Logo ouvi minha mãe tentar falar, deu uma pigarrada e falou: Bis, eu sou tua mãe, tenha mais respeito. Então respondi: não tem como evitar mãe, desculpe. Ela então me disse: tá bom, também não sou como Adriana, se você quiser pode fazer, mas só igual a Luiza. Então eu comecei a passar a mão direita na sua bunda e com a esquerda tirei a cueca e fiquei batendo uma punheta.

Na empolgação encostei meu pau na bunda de mamãe, ela deixou, mas quando tentei tirar sua calcinha ela não deixou, mas a calcinha era tão fina que acabei gozando logo. Mamãe ficou puta, por eu tê-la melecada toda, tirou a calcinha, foi lavar e botou para secar, voltou nua e disse: é melhor dormir com a cabeça virada senão você vai querer me enrabar logo que isso aí voltar a crescer.

Acabei dormindo, acordo de madrugada e sinto algo encostando no meu pau por cima da cueca, logo ele volta a crescer e descubro que é o rosto de mamãe. Fiquei esfregando bem devagar e senti que mamãe dava umas mordidas de leve nele. Então sem nenhuma cerimônia puxei a cueca deixando meu pau livre, mamãe ainda fazendo que estava dormindo abriu a boca e começou a chupar bem de leve. Nessa hora já na putaria segurei sua cabeça e enfiei até a garganta, ela se engasga, empurra meus quadris, mas não deixa de chupar. Então eu forçava ela deixava, engasgava e voltava a chupar e então fez eu virar de barriga para cima e fizemos um 69, então senti ela colocando a ponta do dedo no meu cu, então entendi o que ela queria e molhei o dedo e atolei todo na sua bunda até ela gozar. A minha cara ficou toda melecada, mas quando eu gozei, mamãe não deixou nenhuma gota de minha porra desperdiçar. No outro dia fui cedinho marcar as passagens, tinha um horário que saia as 14 horas e chegava as 21 horas e tinha bastante vaga, mas já com segundas intenções comprei a que sairia as 23 horas para chegar de manhã.

Voyeur no ônibus

Nesse horário não havia passagem juntas, era mais procurado porque não havia muitas paradas. De sorte é que na tentativa de conseguir trocar com algum passageiro resolvi arriscar comprar neste horário mesmo e duas cadeiras no corredor quase de lado uma da outra. Fomos os últimos a subir porque o motorista deixou para colocar nossos colchonetes por último no bagageiro. Minha mãe subiu na frente e foi logo sentando ao lado de um senhor de idade e deixou eu sentar ao lado de um rapaz de vinte poucos anos. Quando eu cheguei perguntei se ela tinha conversado com eles se queriam trocar, mas minha mãe disse: deixa assim mesmo.

Como minha mãe estava na casa dos trinta e cinco anos, achei sensato da parte dela sentar do lado de um velho que poderia ser seu pai. Vai fazer o que? O jeito é dormir a viagem inteira. Lá pelas uma da madrugada acordo e olho e vejo um movimento estranho de minha mãe, dava impressão que ela estava sendo masturbada e ao mesmo tempo masturbava o velho, mas não dava para ver nada porque eles estavam cobertos com a manta que dão na viagem. Pouco depois ouvi o velho sussurrando alguma coisa, minha mãe dizendo não bem baixinho, ele insistindo.

Então notei que mamãe puxou a calcinha colocou na sua bolsa e virou para o corredor, foi quando ela me viu e ficou me encarando sem sair da posição. Pela frequência que mamãe era empurrada para frente dava para saber que o velho estava comendo ela. A cada estacada ela olhava para mim e dizia baixinho, ai… ai. Não passou muito tempo ela se virou de frente, puxou a manta só para si, e dormiu o resto da noite. Quando chegamos perguntei a minha mãe se o velho tinha comido sua buceta, ela disse: claro que não, não sou doida, o velho não tinha camisinha. Então eu perguntei: então aquele movimento todo era no seu cu? Ela responde: claro que não, estava escuro seu bobo!

Quando chegamos no endereço da nova casa, eu notei logo de imediato que meu pai só tinha arrumado a cama king, o que indicava que minhas irmãs tinham dormido com ele. Papai não estava, minhas irmãs foram me mostrar a casa, no quintal arrisquei passar a mão na bunda de Luiza, ela deixou numa boa. Depois tentei fazer o mesmo com Adriana que tinha visto eu fazer com a irmã, então eu levei um susto porque além de deixar, perguntou se eu queria que ela tirasse a calcinha. Essa história eu conto numa próxima, não sei se ficou legal, se não ficou desculpem.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,91 de 22 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Jomar63 ID:gqb0tai8l

    Que putaria hein