#

Esposa tarada, marido incestuoso (Parte 5)

1627 palavras | 8 |4.78
Por

Regiane e seu filho Augusto finalmente iniciam a relação incestuosa. Mirian vai ao delírio ao observar o marido sendo mamado pela própria mãe.

Parte 5

Regiane acordou desnorteada no Domingo de manhã. Olhou no relógio e viu que ainda eram 8:00 da manhã. Ela estava nua, e havia dormido no sofá da sala do apartamento de seu filho, Augusto. Ao olhar para baixo, viu vestígios de sêmen seco por todo o seu peito e barriga. Então, lentamente, memórias do dia anterior começaram a aparecer em sua mente.

Ela se recordou de ver seu filho se masturbando, enquanto cheirava sua calcinha. A nítida imagem da rola duríssima de Augusto estava claríssima na sua cabeça. Se lembrou também de terem se beijado… Foi o beijo mais diferente de toda sua vida, pois havia nele paixão e tesão, do mesmo modo que entre dois amantes, mas também carinho e afeto materno, vindos de uma mãe que se preocupa em cuidar e fazer o bem ao seu filho.

Regiane se levantou e foi até o quarto do filho. Augusto e Mirian ainda dormiam, ambos nus. Regiane havia trazido uma pequena mala com algumas roupas para passar o final de semana. Primeiramente, ela foi até o banheiro e com as mãos molhadas, tentou limpar a porra grudada em seu corpo. Depois, vestiu um baby-doll que usava como pijama em casa. Ela até pegou uma nova calcinha para vestir, mas por alguma razão, preferiu ficar sem.

Enquanto seu filho e nora ainda dormiam, ela foi até a cozinha preparar um café. Enquanto fervia a água, ela se perdia a todo momento em seus pensamentos. Imagens do pau de Augusto, e do beijo entre os dois passavam a todo momento por seus olhos. Regiane percebeu que quanto mais pensava, mas sentia um leve formigamento entre as pernas. Ela estava ficando molhada. Ela levou dois dedos até a entrada da buceta, sentindo toda a umidade provocada pelos acontecimentos da noite anterior. Deslizou os dedos para cima, tocando e massageando levemente seu clitóris. Então, voltou a realidade com o barulho do fogo onde esquentava a água sendo desligado.

Mirian estava parada ao seu lado, completamente nua. A nora parecia não se importar mais em permanecer sem roupas ao seu lado.

R: Bom dia Mirian… Desculpe, acordei e vim preparar um café para nós…

M: Bom dia Gi… Bom, teremos que colocar mais água, pois essa praticamente secou. Parece que você estava sonhando acordada… Tem alguma relação com ontem?

Regiane corou. Apesar da intimidade que tinha com nora, não sabia como se expressar sobre tudo o que havia ocorrido. Regiane permaneceu em silêncio. Mas Mirian estava disposta a explorar ao máximo a situação.

M: Sabia que quando ele está metendo em mim, as vezes diz “te amo, mamãe”? Sim Gi, seu filho me come, mas na mente dele, ele está fodendo com você.

R: Mirian… Eu realmente não sei o que dizer… Ontem tudo ocorreu tão rápido…

M: Sim, mas você o beijou… E não foi um beijo qualquer… Foi um beijo apaixonado, delicioso e cheio de tesão. Você ficou excitada?

R: Sim… Mas Mirian… Isso não é errado?

M: Desde quando o amor entre mãe e filho é errado? O amor que ele sente por você é o amor mais puro que existe. E esse amor passa por cada canto do corpo dele, inclusive pelo pau. Os orgasmos que ele tem quando está fantasiando com você são incríveis… É a coisa mais linda que eu já vi. Você está sentindo o mesmo, não é? Está sentindo esse amor maternal transbordar por todo o seu corpo… Fluindo do seu coração para todo o resto… Inclusive aqui embaixo.

Nisso, Mirian se aproximou, esticou a mão e tocou com a ponta dos dedos a buceta de Regiane. Ela precisava sentir se a mãe do seu marido estava molhada.

M: Viu só? Você está completamente molhadinha enquanto pensa no Augusto. Vamos… Não reprima esse sentimento… Coloque tudo para fora…

Por baixo do baby-doll, Mirian continuava a acariciar a vulva da sogra, agora cada vez mais úmida.

R: Sim… Eu senti muito tesão ontem…

Regiane admirava a nora nua em sua frente, enquanto ela tocava sua buceta carinhosamente.

M: Você ama o seu filhinho?

R: Sim… Amo ele mais que tudo…

M: Por completo? Você ama todo o corpo dele? Seus braços… Suas pernas… Seu tórax… Você ama a rola dele?

R: Sim… Eu amo cada pedacinho do meu filho… Eu amo os seus olhos, sua boca, sua língua… E sim, amo o pau dele…

M: E o que uma mãe faz quando ama o pau do filho? Me diga o que pretende fazer com o pau dele…

Nesse momento, Mirian intensificou os movimentos que fazia com os dedos. Passou a dedilhar o clitóris da sogra, e depois inseriu um dedo dentro dela. A própria Mirian também já estava pingando de tesão.

R: Eu quero sentir o pau dele… Quero beijar, lamber, chupar, cheirar… Quero sentir o quão quente é o pau do meu filho… E depois vou querer ele dentro de mim… Quero que ele me coma bem gostoso, dizendo o tempo todo o quanto me ama…

Mirian subitamente interrompeu as carícias. As duas se viraram e viram Augusto, parado de boca aberta na cozinha, o pau dele completamente ereto.

M: Enquanto eu termino de preparar o café, porque vocês dois não vão até o quarto conversar?

Sem dizer uma palavra, Augusto voltou para o quarto, com sua mãe logo atrás. Ele se sentou na cama. Regiane, ainda em pé, parou e olhou atentamente para ele. Então, puxou as alcinhas do baby-doll para os lados, deixando-o escorrer por seu corpo e ficando completamente nua na frente do filho.

Augusto ficou alguns minutos observando a buceta da mãe. No dia anterior, apesar de terem se abraçado nus, ele não pode admirar como estava fazendo agora. Sentado na cama, ele tinha uma visão privilegiada da mãe, que estava em pé bem na sua frente. Ele estendeu a mão para ela, como se estivesse a convidando para se aproximar.

Regiane lentamente caminhou até o filho. Em nenhum momento ele tirou os olhos da buceta dela, que ainda estava totalmente molhada por conta dos estímulos da nora. Ao ficar apenas alguns centímetros dele, Augusto se reclinou para frente, e encostou o nariz no meio de suas pernas.

Nenhuma calcinha do mundo se comparava ao fato de sentir o cheiro direto da fonte. Augusto permaneceu mais alguns minutos com o nariz enterrado no meio das coxas de Regiane, sentindo os odores da mãe. Era como se o sonho de toda uma vida estivesse se realizando naquele momento. Augusto chegou a pensar se estava sonhando… Mas não, tudo aquilo era real.

A: Mãe?

R: Sim, querido…

A: Você poderia… Ãhn… Será que você poderia…

R: Tudo bem filho, não tenha vergonha. Me diga o que você quer.

A: Pode chupar o meu pau, mamãe?

Regiane se ajoelhou na frente do filho. Com ele sentado, a rola dele estava diretamente apontada para o rosto dela. Primeiro, ela estendeu a mão, e com a ponta dos dedos, começou a acariciar a cabeça do pau dele, fazendo movimentos circulares por toda a glande. Depois, segurou firme na base, trazendo aquela rola dura para mais próximo de si.

Olhando para baixo, Augusto apreciava cada movimento da mãe. Ela aproximou a boca do seu pau, e deu um rápido selinho nele. Então, voltou a repetir o ato, com os beijinhos cada vez mais demorados. Por fim, no último beijo, ela manteve os lábios grudados na cabeça da rola do filho, e foi bem lentamente abrindo a boca, de modo que a pica dele foi aos poucos entrando. Quando estava com a cabeça do pau dele inteira dentro da boca, Regiane começou a suga-la, fazendo uma leve e deliciosa pressão.

A: Que delícia mãe… Por favor, continua… Continua chupando bem gostoso o seu filho…

De fato, Regiane continuou. Além de sugar, ela também lambia todo o pau de Augusto. Desde a cabeça até a base, passando a ponta da língua também no saco dele. Com as mãos, aproveitava para punheta-lo, sentindo a rola do filho dura como uma pedra. Não demorou muito para ele gozar, enchendo a boca dela de porra. Ela tomou tudo, lambendo cada gota que escorria pelo pau dele.

Nesse momento, Mirian entrou no quarto, e se sentou ao lado do marido na cama. Os três nus, exalando tesão.

M: Eu estava preparando café da manhã para nós, mas vi que você já deu leitinho para sua mamãe, não é?

A: Sim, e ela tomou tudo, né mãe?

Regiane abriu a boca, colocando a língua para fora, mostrando que não havia sobrado nada. Mirian escorregou pela beirada da cama, se ajoelhando ao lado da sogra. Ela se aproximou e lambeu a língua de Regiane, sentindo em pequeno resquício do gosto da porra do marido.

M: Tudo bem sogrinha… De você eu não tenho ciúmes, mas também quero tomar o leitinho dele as vezes, tá bom?

R: Tudo bem filha… Da próxima vez podemos dividir!

Os três riram. Então, se levantaram e foram tomar o café da manhã, todos pelados. Enquanto comiam, Mirian ligou a TV da sala e deixou passando as filmagens do casamento dela e Augusto, que estava assistindo no dia anterior. Algo dizia que muita coisa ainda iria acontecer naquele Domingo.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,78 de 27 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

8 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Casado SP ID:8effqgg8ri

    Ola InCubus realmete seus contos estão cada vez mais excitantes. Parabéns…

    No 3° conto escrevi e vc me respondeu: “Oi Casado… Tudo bem? Me conte um pouquinho das suas expectativas… Quem sabe algo não seja adicionado na história 🔥😈”

    Quero dizer que até agora vc está seguindo o caminho muito legal e espero que o🔥😈 só piorem muito maisssss, no bom sentido rs….

    Quem sabe possa haver maior interação entre a mãe o filho e nora, e até quem sabe, vai que a nora apesar de não conseguir curtir com pai dela tenha um segredo ou uma vontade secreta com um amigo que retornou a vê-la e aflorou algo mais e ela pode quem cruar coragem e fale de seu desejo oculto unindo o útil ao agradável, incluindo mais alguem com todos heim???

    Aguardo ansioso a sua continuação… abs

  • Responder Andrson ID:3eez9jpbd99

    Está de Parabéns muito bom esses contos de vcs aguardando o próximo com muito tesão

    • InCubus ID:19mibrd99

      Obrigado! Tentarei colocar a continuação o mais rápido possível!

  • Responder Ivanilda miss. ID:7r05i99hrb

    Oi gente boa tarde,eu sou missionária,viajo muito,e pesquiso sobre isso,escuto relatos reais sobre isso,e digo a vocês,não e fácil,já tive relatos de uma mulher lá na Bahia,quando o filho dela penetrou,eles entraram em uma crise de choro,mas ela contava que mesmo assim ele não parava,então será que vc mãe ou vc pai tá preparado pra isso mesmo?

    • [email protected] ID:enmtekbwh

      Quem já iniciou no começo lógico que bate o arrependimento mas depois o tesão é inigualável não a orgasmos mais intensos

    • InCubus ID:19mibrd99

      Olá Ivanilda!
      Acredito que fantasiar sexualmente com incesto é uma prática saudável, mas muitos nunca irão romper essa barreira e jamais vão se relacionar realmente com algum parente.

  • Responder MAL ID:7btei9298k

    Bom! Sou bem critico em relação aos contos que leio aqui.
    Tento ler todas as partes para analisar porém alguns são tão ruins que não termino de ler.
    Em relação ao seu conto gostaria parabeniza-lo, conto excelente com sensatez, lógica e enredo.
    Espero que você relate logo (parte 6) Realmente é difícil encontra contos bons e que não assassine a língua portuguesa. Não precisa ser um catedrático mas tem alguns contos que Deus me livre são tantos erros de português que desanima. kkkkk

    • InCubus ID:19mibrd99

      Obrigado!
      Concordo com você, alguns contos são realmente escritos de forma muito precária, e fazem perder o interesse se for uma leitura muito longa. Procuro escrever como se eu realmente estivesse produzindo um conteúdo literário. Tentarei produzir o mais breve possível a continuação, mas geralmente tenho apenas os finais de semana livres para isso… Mas valerá a pena a espera hehehe