#

D. Solange e o jovem

1433 palavras | 1 |4.75
Por

Desejos, taras, com a internet e seus atalhos de comunicação, coisas antes inimagináveis hoje acontecem com certa frequência e naturalidade.

Nos relatos anteriores, sabemos como é o perfil de D. Solange, seu trabalho e afins. Era janeiro, alta temporada, um casal comprou um pacote de viagens para as praias do nordeste, tinham um filho, mas por ter que prestar vestibular, não poderia ir. Durante o ano, D. Solange prestou vários serviços na residência da família, limpezas, ficar pernoitando durante viagens curtas. Mas desta vez seria diferente, teria que ficar a semana toda e cozinhar para o adolescente. Por ser de confiança, tinha liberdade de sair e fazer seu trabalho durante o dia, o tratado era cozinhar e pernoitar na casa. Na sexta eles tomaram rumo, D. Solange foi para a casa, que por sinal era simples, poucos comodos, mas nova, com funcionalidade e peças bem distribuídas. Chegara após as 19hs, o garoto a recebeu, devia ter uns 17 anos, magro, ajudou com a sacola de roupas da senhora, como não tinha quarto de hóspedes, ela ficaria na sala, onde tinha um sofá cama, algo que seria aprontando somente tarde da noite. Antes das 21hs, chamou o garoto para a cozinha, onde tinha uma ilha, ali colocou 2 jogos americanos e serviu um prato com saladas, arroz e empanados. algo de preparo rápido. Ainda contido, perguntado se estava estudando para prestar o vestibular, disse que sim, avisou que mais tarde, viria um amigo jogar no PC, que ela não se preocupasse, pois não fariam bagunça nem barulho. E assim se sucedeu, 23hs, garotos no quarto, uma que outra levantada de voz, d. Solange tentava pegar no sono, não ligou a TV, ficou mexendo no celular, em dado momento teve vontade de ir ao banheiro, ao passar pelo quarto, viu pela porta a tela do PC, era um jogo ao estilo The Sim’s, realidade virtual, ainda que apenas desenhos, eles estavam se masturbando enquanto interagiam com pessoas na rede, via chat, ela achou estranho, mas notou que o amigo era bem “servido”, apesar de parecer mais novo, branco e magro também, tinha algo acima da média. De imediato já sentiu vontade, porém sabia que tratava-se de um menor, no atual contexto, complicado se envolver. Mas o instinto e desejo fala mais forte, foi ao banheiro, retornou para a sala. Ficou sem dormir, se tocando e imaginando aquele pau juvenil. O sono venceu, por volta das 4hs, acordou-se com uma luz acendendo no corredor, era o amigo saindo, com uma camiseta grande, que cobria seu corpo até metade das coxas, foi ver o que era, o garoto disse que o amigo já estava dormindo, disse-lhe assim: Oh, ele ferrou no sono, o pc ficou ligado mas ele tá na cama e encostei a porta do quarto, a senhora pode fechar aqui pra mim? Meio que disfarçando, pois sob a camiseta grande, nenhum soutien, os bicos acesos chamavam atenção. Percebendo a deixa, ela indagou se não era perigoso ele sair na madrugada pela rua, se quisesse, poderia ficar ali e sair pela manhã logo cedo… ele topou, apenas disse que mandaria um whats para os pais não se preocuparem. Isto feito, D. Solange perguntou se não queria um copo de leite, ele aceita, ela o guia até a cozinha – Vem, pra não fazer sujeira na sala que já limpei, soltando um kkk meio tímida. Na cozinha, serve dois copos tipo americanos, o garoto de camiseta e bermudas com um chinelo ao estilo havaianas, nisso, D. Solange toma o copo, e num gole generoso, vaza um pouco de leite sobre sua camiseta, escorrendo e contornando seus volumes, o garoto acompanha, pois ainda que pouco, grudou o tecido sobre um dos mamilos, ela pega um papel toalha, dobra em algumas partes e pressiona pra secar, enquanto comenta, não posso dormir molhada, enquanto é observada, ele diz: Sim… Meio contido mas atento na visão a sua frente, ela complementa, é a única peça de dormir, tomara que não fique cheirando a leite azedo, e se aproxima dele, dizendo, cheira aqui, veja se tem… Assustado, mas já entendendo a brincadeira, aproxima-se e sem tocar dá uma fungada, não… Tá sem cheiro! Ele responde que conhece cheiro de leite azedo, pois tem uma tia que amamenta e ele confessou que cheirou o soutien dela quando uma vez o viu pendurado no banheiro da casa dela. D. Solange resolve dar corda – Safadinho hein!! E garanto que fica olhando ela dar de mamar, sem falar, ele sacode a cabeça num sim, ela pergunta, se são grandes e ele diz que um pouco menores que o dela, apontando para os volumes sob a camiseta… Então ela solta um humm longo, pergunta se ele gostaria de vê-los, mas sem contar pra ninguém, ele diz que sim, então ela diz, vem aqui, vamos pra sala, apagou as luzes e no sofá, apenas iluminado pela luz do corredor, levantou a camiseta, segurando com ambas as mãos, o jovem por instinto, olha quase babando e tocando no pau por cima da bermuda, D. Solange perguntou se ele gostou? Ele disse baixo, sim, muitoo! Ela diz, não tenho leite, mas quer brincar de mamar, eu deixo, se não contares… Ele rapidamente se aproxima, senta no sofá cama, e quase sufocado, lambuza os seios fartos, chupando e sugando na tentativa impossível de achar leite ali, ela diz para ele não fazer barulho, fica um tempo mamando, entre um e outro, ela apalpa o volume na bermuda, perguntando, quer que eu veja se tens leite aí? Sim, já baixando o calção, de quatro, o garoto em pé, quase que como uma cadela, fica segurando com a boca o pau juvenil, entre beijos e leves chupadas, começa um vai e vem, os seios balançando com o movimento, os curtos braços do garoto tentam pegar neles, mas de joelhos bambas e prestes a gozar, nisso um som interrompe o ato, o garoto da casa pergunta oque era isso?? Havia levantado para tomar água e se depara com a cena, ainda de pau de fora e D. Solange assustada, o amigo diz, calma brother, vem brincar, atônito, ele para, mas sem pestanejar e para a grata surpresa de D. Solange ele se aproxima, já baixando o calção, parando ao lado do amigo e com pau pra fora ele diz, vem mama aqui, dando um aperto de mão cheia no seio pendurado, pois ela estava ajoelhada, nua na frente dos garotos, ainda que em êxtase, não poderia perder o controle da situação, então ela diz, eu digo o que fazer aqui, deitando-se com a barriga pra cima, os chama, vem, cada um de um lado mamando meus “tetos” aqui, eles topam, se revezam apertando e mamando, enquando os dedos de D. Solange se tocam na buceta peluda, os garotos ficam mamando e tocando punheta, por um tempo assim ficaram, ela se levanta e fica de quatro, mandando o garoto da casa ficar ajoelhado e e com o pau na direção dela, o outro se acomoda por trás, se firma com as duas mãos na bunda de D. Solange, ela com a mão por baixo, aponta o membro na sua entranha sedenta, ele vai estocando, estranhando os pelos, mas o tesão é maior, o outro garoto ainda tomado pelo susto, observa aquela senhora a lambusar seu pau, mesmo com a boca ocupada, entre uma tirada e outra, dá ordens – Me come, e quero um por baixo mamando na tia aqui, vem nesse teto pendurado, rapidamente ele tira o pau, e num quase 69, mergulha de boca nos fartos seios que balançam, enquanto ela se enclina e volta a mamar, o outro vai socando, assim eles ficam, prestes a gozar, ela diz para ele tirar, nisso ela senta no sofá, e fica entre as pernas do jovem em pé a sua frente, e punheta-o até ele gozar, com a outra mão, ela segura a cabeça do outro, esfregando-o no seio, o gozo vem, ela o recebe com a língua, tomando-o todo, antes que ele pare, ela diz, vem toma teu peito aqui, se recompõe e faz ele mamar, agora manda o outro vir por cima, encaixando-o na virilha e dando o outro seio, cada um deles num, o jovem da casa, meio afobado acelera, ela pede calma, pois terão tempo e várias oportunidades, se manterem segredo… Já amanhecia e eles os três, exaustos no sofá cama…
Segue…

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,75 de 32 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Anônima ID:w73mmzra

    Adorei!!! É sedutor, envolvente, gostoso e excitante. É uma delícia não é mesmo!!? Assim como os outros anteriores a esse. E essa D. Solange, ela é uma coroa muito safada e sedutora. Em toda a casa que ela vai prestar serviços, ela seduz um. Ela não deixa passar um! E todos de preferência bem mais jovens do que ela. E ela usa como arma de sedução, esses seios enormes que ela tem e que adora exibi-los. E dessa vez ela se saiu uma verdadeira “papa anjos” e seduziu dois novinhos, adolescentes. Dois De Uma Vez Só !!! Essa D. Solange apesar da idade, ela ainda tem muito fogo, muito fogo entre as pernas. Eu até imagino como será o próximo conto, com D. Solange se divertindo com esses DOIS ao mesmo tempo… Parabéns pelo seu(s) conto(s), ficou Ótimo!!! Excelente como sempre.