# # # #

Convidando Pedro e meu cunhado André para passarmos um fim de semana juntos… 4

1141 palavras | 4 |4.86
Por

– André, me fala com sinceridade, antes do Pedro você não teve nenhum outro contato sexual? Tipo algum amigo da sua idade, ou mesmo uma amiga, nada mesmo?
– Edu, tive sim, com um amigo quando tínhamos 13 anos. Nessa idade o sexo sempre é assunto… e, ambos curiosos, começamos a bater punheta juntos, no início cada um batia pra si, mas não demorou de eu bater pra ele e ele pra mim… e chegamos a chupar um ao outro. Nem chegamos a falar no troca troca. Depois ele foi morar em outro bairro e não nos vimos mais.
– Hum, realmente é difícil um menino não ter momentos assim, acho que é muito comum e saudável até… rsrs. Quer dizer então que já mamou uma rola, né safado? Vou querer ver se sua boquinha é tão gostosa como a do Pedro.
A tarde seguiu sem novidades. Pedro brincando com os novos amiguinhos, eu e André nos provocando um pouco mais. Tudo acontecia melhor do que previ. Minha vontade era voltar pro quarto e desfrutar do meu cunhado e do meu filho.
Mas sabia que não era a hora. Precisávamos almoçar e não queria chamar a atenção dos outros hóspedes.
André entrou na piscina e deixou seu lado infantil fluir brincando com as crianças.
Observei discretamente os dois rapazes que mencionei no conto anterior e saquei que eram um casal. Os dois deliciosos por sinal… se estivesse sozinho não deixaria de tentar algo safado.
Lembrei até de quando fiquei com um casal, um bem novo, como eu na época, e o outro maduro. Foi uma foda maravilhosa! Duas rolas grandes e grossas… me colocaram de 4 na cama, o mais velho deitou por baixo de mim chupando meu pau, eu abocanhei o dele e o novinho enterrou aquele cacete inteirinho no meu rabo. Caralho, como foi gostoso! Tomei leite no cu e na boca, e enchi a do que me chupou. Nunca esqueço dessa foda…
O tempo passou, almoçamos e voltamos pro quarto. Na verdade um chalé, que pra minha sorte, era afastado dos outros que estavam ocupados.
Pedro nem parecia aquele putinho… soube se comportar de acordo com sua idade. Fiquei feliz em ver que ele não deixava transparecer o quanto já gostava de pica. Nossas conversas estavam sendo bem assimiladas por ele.
Mas enfim sós! Era só deixar rolar.
– Quem vai tomar banho primeiro? Eu perguntei.
– Pai, eu quero tomar banho com meu tio, posso?
– Claro que sim filho. E se nós tomássemos todos juntos, o que vcs acham?
– Eu acho bom pai.
– Por mim tudo bem também. Disse André.
Pedro correu pro banheiro já peladinho mostrando a marquinha de sunga. Eu e André olhávamos aquela delícia e logo cruzamos o olhar. Sorrimos um pro outro e seguimos pro banho. Tiramos as sungas e nossos paus já trincavam de duros.
André estava super relaxado, não existia mais barreiras entre nós.
– Nossa, já estão de pinto duro? É por causa da minha bundinha né?
– Com certeza filhote. Você é todo gostosinho… e seu bumbum mais ainda.
Pedro entrou no box, abriu o chuveiro e começou a se molhar. Eu fui o próximo a entrar e segurei o pau do André o puxando pra dentro.
– Que cacete duro André… e acho que deve ser gostoso de sentir no cuzinho.
– É só vc querer Edu… seu filhinho adora, com certeza o papai vai gostar também.
– Pega no meu também, veja se tá tão duro quanto o seu.
André segurou e não largou mais. Eu continuava segurando o dele. Ficamos cara a cara e, por iniciativa dele, começamos a nos beijar. Beijo com tesão, intenso. Ficamos um tempo assim.
– Eba, tão namorando, tão namorando!
Na cabecinha do Pedro o beijo era relacionado ao namoro. Já havia o beijado algumas vezes, quase sempre quando estava enfiado nele, mas sem muita intensidade.
Nos descolamos e olhamos pro Pedro. Disse que nós três agora seríamos namorados, mas que continuava sendo segredo.
– Então agora eu também vou poder beijar vocês dois do mesmo jeito que eu vi?
– Claro que sim filho. Vai poder beijar, vai poder dar o cuzinho pra um e chupar o outro, vai fazer tudo que tiver vontade. Agora mesmo vc pode lavar meu pau e o do seu tio e depois mamar um pouquinho.
Pedro não perdeu tempo e logo estava se revezando nas mamadas. Eu e André nos acariciávamos e continuávamos nos beijando. Nossas mãos já buscavam nossas bundas sem cerimônia.
– Porra Edu, que bunda gostosa vc tem! Quero te comer!
– A sua também é uma delícia… vai ser incrível tirar esse selinho.
Pedro continuava mamando até que disse:
– Eu quero que me comam primeiro, meu cuzinho tá coçando. Pai, deixa meu tio primeiro, tá?
– Sim safadinho, eu deixo. Quer ir pra cama ou aqui no banheiro em pé? Eu sei que vc gosta quando ele te come no banho.
– Aqui primeiro pai, depois na cama.
Saí do box, peguei o lubrificante, André secou seu pau e a bunda do Pedro. Entreguei o lubrificante ao André e disse:
– Mela o cuzinho dele por fora mas não enfia o dedo, entra mais apertadinho e ele já tá acostumado comigo assim.
– Tá, eu sempre enfio o dedo antes de comer ele, mas vou fazer o que disse.
– Vai sentir a diferença…
Pedro se apoiou na parede, abriu um pouquinho as pernas e arrebitou o bumbum… só de ver já é possível gozar. André se agachou um pouco e alojou a cabeça do pau. Iniciou a penetração com cuidado, Pedro deu uma gemidinha, e logo estava atolado no meu garoto. Fiquei admirando o envolvimento dos dois. Existia carinho e tesão de ambos. Lembrei quando dei em pé, de frente a um espelho, ao amigo do meu irmão. Eu com 10, ele com 15 anos. Exatamente como eles.
A vontade era interagir, mas só observei.
André já socava com intensidade, Pedro só demonstrava prazer, era perfeito.
– Pepe, quer o leitinho do tio no cuzinho, pede pra mim…
– Quero, mas demora mais um pouquinho, tá muito gostoso tio…
Essa fala do Pedro só acelerou a explosão do André.
– Não consigo segurar Pepe, não consigo… tô gozandoooo… tô gozandooo…
André estremeceu ao gozar, parecia que sofria uma descarga elétrica. Permaneceram grudados, aproveitei pra sair do banheiro e deixá-los a sós.

Caros amigos, sejam pacientes e respeitem o meu ritmo pra contar essa estória. Prometo não demorar. Até.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,86 de 14 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder P3RV_24 ID:1dai2s6343

    Esperando a continuação, deu até vontade de tirar um rabinho de mlk lendo esse conto.

  • Responder Netto ID:1dai2s6343

    Dei muito pra três primos quando eu era novinho. 8y e já aguentava da pra três 😈🔥

    • Lucas White ID:40vpqk9sqrb

      bora lá no teleg e me conta essa historia ai netto @Lordvodka01

  • Responder Luan ID:1dai2s6343

    Tesão de conto