# # # #

A Empregada Perversa…

1123 palavras | 2 |2.61
Por

Boa noite… Minha história pode parecer louca, mas acreditem, tudo acontece nesse mundo… Eu tinha 17 anos e a minha irmã 15 anos… A minha mãe então trocou a empregada de casa… Entrou em campo uma mulata deliciosa de 36 anos, a Brenda… Corpo simplesmente escultural, ela é de uma escola de samba do bairro, somos cariocas… Diferente da minha irmã, magra mas com seios deliciosos e bem branca, a Brenda e a Sandra seriam juntas o sonho de qualquer homem… Em menos de um mês, notei ela se exibindo muito gostoso para mim… Eu me acabei em punhetas pensando nela, ela devia saber… Um dia minha irmã saiu e ela me chamou…
– Fica calmo Arthur…
A deliciosa Isabel me beijou e colocou a minha boca nos seus seios… Pegou o meu pinto pela bermuda e ficou apertando… Eu era um magro tímido que nunca pegou ninguém… Gozei e a minha irmã entrava na sala, estávamos na cozinha… Ela se recompôs e riu…
– Vocês patrões… Sempre apressados…
Não entendi mas fui muito feliz para o meu quarto, beijei na boca, mamei os seios dela e se não fosse a minha irmã a comeria… Moramos os quatro, minha mãe é separada… Por uns quinze dias ela me atentou… Apenas me mostrou a xoxota… Minha irmã estava diferente… Só soube depois… A minha mãe disse que ia viajar uma semana e deixou a Isabel no comando da casa nos mandando ser obedientes… Começou na quarta-feira… Minha irmã saiu e ela disse que queria tentar me fazer homem… Ficou nua na cama e eu a chupei inteira… Gozei na sua boca… E não endureci… Ela ficou puta, me xingou, disse que eu era um viado, um perfeito corno, e que eu ia prepara um macho de verdade para ela… A noite minha irmã parecia alegre, ela estava na fase de sair e ficar chapada… Mas era virgem, ela fumava um beck, coisa que eu não fazia pois me deixou muito mal na primeira vez… Eu dormi frustrado… Na sexta-feira ela me chamou… Me depilou inteiro e me deu um banho… Não me deixou tocá-la… Mais a noite uma mesa com quatro pratos, a campainha tocou e era o seu namorado, o Bernardo, um negro forte também da escola de samba da mesma idade da Isabel… Jantamos e a minha irmã parecia alegre com a presença dele… Depois da janta ficamos conversando na mesa… A minha irmã puxou um beck e logo todos estavam loucos, inclusive eu… A Isabel então ativou o modo puta e falou…
– Então amor… Ele gozou na minha cara e me deixou com vontade…
– Que filho da puta… Precisa aprender bons modos…
Eu fiquei assustado e tentei correr, mas aquele homem enorme me pegou pelas costas e foi me levando para o quarto… Me dominou facilmente com as mãos para trás, elas me deixaram nu e rasgaram a minha camisa, minha irmã parecia estar louca… Apesar da idade, um tesão de fêmea… Senti a língua do Bernardo na minha nuca e um pinto enorme roçando as minhas pernas…
– Não… Eu não sou viado…
– Mas o seu pintinho está durinho… Anda Bernardo, faz uma buceta nesse viadinho…
Ao olhar abaixo vi que estava em apuros mesmo… Uma pica enorme passava pelas minhas pernas e alcançava meus 16 cm… A Sandra ia me amordaçar, mas a Isa não deixou…
– São 22 cm tortos… Deixa…
– É gostoso ouvir ele piando com essa piquinha ridícula… Agora vamos cuidar de você…
As duas abriram as minhas popas e passaram lubrificante… Ele passou a cabeça na minha bundinha virgem… As mãos bem seguras, berrei muito… E assim vi a minha deliciosa irmã nua pela primeira vez… Me assustei com a sua xoxota pacotuda…
– Porra Isabel, vendo assim não vou demorar nele…
– Calma Bernardo… Ainda temos bastante tempo…
Eu não imaginava o que aquela frase queria dizer de verdade… A minha irmã então sentou na cama aberta de frente para mim e sussurrou…
– Beija ela Brenda… Eu acho que não cabe…
– Calma amor…
Minha irmã gemeu e arranhou as costas dela…
– Eu chamei uns amigos… Calma amor…
Ela ficou curiosa com isso… O Bernardo arfava em mim… Minha irmã gozou com ele enchendo a camisinha em mim, eu sentindo-o latejar e mijar leite… A Isabel me amarrou pelas costas e foi com ele ao banheiro… Lavou e voltou com a camisinha…
– Agora amor, vamos cuidar da Sandra na frente do nosso viadinho… O interfone tocou… A Sandra foi atender e demorou… Nisso a Brenda começou a mamar o Bernardo perto de mim… Eu chorava… Ela me pegou pelo cabelo…
– Abre…
– Não Sandra…
– Abre a boca logo Arthur… O que é mamar para quem rebolou feito puta???
Comecei a mamar e o seu grande pinto e ele endureceu, a Isabel curiosa antes de foder procurou a minha irmã… E comigo mamando ouvimos…
– Venham aqui meninos… Hummm…
Ele me colocou de pé e fomos… Ela mamava o Rodrigo e o Nando, dois moleques de 19 anos que faziam bullying comigo na escola… E chamavam a minha irmã de gostosa… Ela mamava as picas de 20 cm com gosto…
– Caralho, ele é viadinho… Não vamos mais zuar ele…
Todos riram e a Isabel deu vinho a eles… E becks… E camisinhas… Fui colocado de quatro no sofá e o Rodrigo me comeu… O Bernardo comeu a Isabel e a minha irmã ficou olhando e participando mamando seus seios ou a sua língua… O Nando enfiava na minha boca… Me atolavam… Riam… Ele encheu mais uma camisinha e a Isabel esporrada do Bernardo, que eu tive que endurecer de novo, chamou o Rodrigo…
– Abre bem a xoxota Sandra…
– Nossa mas ele é grande… Eu não sei… Porra…
Ela gozou tremendo e sangrou, o Rodrigo não deu muito papo e depois disso passou a comê-la como namorada… O que aconteceu…
– Dói muito…
– Calma amor… Seu irmão está pior…
Senti o Nando encostar…
– Não tem como parar não???
Ele enterrou e eu gritei… Me empalou e me comeu como uma puta… E foi o segundo da Sandra… A Isabel era comida aleatoriamente, a minha irmã era o centro das atenções… Quando o Bernardo a comeu, a Sandra me deu um banho e mandou eu dormir… Apenas ouvi a primeira dupla penetração que a minha irmã sofreu… Estava dolorido… A minha mãe elogiou nosso entrosamento quando voltou… Beijos…

Putinho Carioca…

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,61 de 23 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Péssimo ID:bf9d3cmv9i

    Que conto ruim e confuso, literalmente contado por um homem sem criatividade kkk

  • Responder Anon ID:beml0tbkd1

    O conto está muito confuso. No início, Brenda foi identificada como sendo a nova empregada, mas nada é falado a respeito de Sandra (quem é ela?). Aí depois é dito que Isabel te beijou (quem é essa?). E Arthur, quem é? E de onde surgiram Rodrigo e Nando? Parece que os caras apareceram do nada.
    Enfim, precisa melhorar a identificação dos personagens e de suas falas, senão os leitores ficam perdidos…