# # # #

2 primos comeram o meu cú quando eu era novinho – parte 1

3013 palavras | 4 |4.25
Por

Quando a curiosidade bateu, os primos se aproveitaram, fizeram tudo o que queriam comigo.

CONTO FICTÍCIO – NOMES INVENTADOS

Isso aconteceu quando eu tinha cerca de uns 10 a 12 anos, por ai. Meus primos na época, um tinha 16 e o outro 18.

Um dia estava eu, de boa em casa, até que meus primos que moravam comigo me chamaram para assistir filme com eles. Já era tarde da noite, próximo das 23h00. Então meu primo Eric de 18 anos disse:

Eric: E ai Lucas (Eu), bora assistir um filme lá com a gente.
Eu: Ah, não sei mano. Já está tarde, estou um pouco cansado, acho que vou dormir já já. Então meu outro primo de 16 anos disse em seguida.
Vinicius: Que nada pô, vamos lá, você vai gostar do filme, vai ser bem legal, nem vai sentir sono.
Eu: Beleza então, vamos lá assistir e depois eu vou dormir.

Fui pro quarto deles e eles já fecharam a porta e colocaram o filme pra gente ver. No quarto tinham 2 camas, mas quando eu cheguei eles pegaram um colchão e deixaram pra eu ficar ali no meio do quarto.
O filme começou e eu fiquei surpreso na hora, era um filme pornô, e eu era inocente, nunca tinha visto nada do tipo, nem revista, nada.

O filme foi passando e eu focado assistindo, estava bem concentrado na tela, vendo as cenas iniciais, dos caras chegando, seduzindo as mulheres, colocando elas pra mamar como se n fossem nada, apenas vagabundas escravas, usando e abusando delas do jeito que eles queriam, botando aqueles pauzões enormes pra fora, batendo com o pau na cara delas, esfregando o saco nelas, fazendo elas cheirarem, dando tapas na cara, fazendo elas mamarem com força e com vontade. Fodendo a boca delas, puxando os cabelos com força, fazendo garganta profunda, bem babada.

E eu lá prestando atenção em tudo, fixado olhando na rola enorme dos atores fazendo as mulheres engolirem por inteiro. Até que em um momento, eu olhei para os lados e vi meus primos cheios de tesão com seus paus pra fora, batendo uma punheta. Fiquei tímido e disfarcei, mas meus primos perceberam que eu olhei pra eles e disseram:

Eric: E ai Lucas, está gostando do filme?
Eu: É… é bem legal, estou gostando, nunca tinha visto.
Eric: Sério? Nunca tinha visto?
Eu: Sim, nunca.
Vinicius: Mas você sabe o que estamos fazendo? Eu que era inocente mas já sabia o que era punheta, respondi.
Eu: Sim, sei. Vocês estão batendo punheta.
Vinicius: Ah, hahaha. Então você sabe o que é, achei que não sabia. Então bota seu pau pra fora ai também pô, aproveita, bate uma com a gente pra se aliviar também.
Eu: Não, estou de boa, podem ficar a vontade vocês dois.
Eric: Que isso primo, está com vergonha? Fica de boa pô, bate uma ai com a gente.
Eu: Não, relaxa. É que não estou afim mesmo, quando eu tiver vontade eu bato uma, vou só assistir o filme e depois dormir.
Eric: Ok então, você que sabe, eu vou continuar minha punhetinha aqui pra me aliviar.

Então o filme foi continuando, só que agora eu estava focado na tela da TV vendo o filme e os meus primos batendo uma punheta gostosa do meu lado, ver aquelas mulheres chupando os paus e dando gostoso para aqueles negões do filme, gemendo bem alto estava me deixando com muito tesão, eu olhava um pouco pra tela e depois ficava olhando eles se masturbarem. Com o tempo eles foram percebendo eu olhando pra eles, mas nem falaram nada. Meu primo de 16 anos Vinicius aparentava ter uma rola de 16cm na época, e meu Primo Eric de 18 anos aparentava ter uma de 19cm. Eles eram morenos, definidos, eram mais altos, mas não tão mais altos que eu, eu sou branco, era um pouquinho gordinho e tinha um pau de 12cm na época.

O filme acabou e nada aconteceu naquela noite, meus primos gozaram e eu me surpreendi com os jatos fortes que saíram do pau deles, o meu nunca tinha saído tanto assim naquela época, então não sabia que dava pra soltar jatos fortes daquele jeito. Depois do filme, a gente agiu naturalmente como se nada demais tivesse acontecido, guardamos o colchão, eu fui pro meu quarto dormir e meus primos ficaram no quarto deles pra dormir também.

No dia seguinte eu acordei e não conseguia tirar aquelas cenas do filme da cabeça, tinha achado muito gostoso ver as mulheres mamando naqueles paus, dando pros caras, gemendo bem gostoso, ver o rosto delas cheias de tesão, cheias de vontade e de prazer, parecia que elas estavam adorando tudo aquilo, e eu lembrando daqueles paus enormes dos atores, e dos meus primos batendo punheta um de cada lado meu. Eu ainda estava excitado com a noite anterior.

Só estava eu e meu primo de 16 anos em casa e mais ninguém, minha Mãe foi trabalhar, meu Tio trabalhava a noite, mas ele tinha saído pra beber com os amigos no Bar e meu Primo de 18 anos tinha ido trabalhar também. Eu excitado e lembrando de tudo o que tinha acontecido, ficava pensando nas cenas e me vinha na cabeça as mulheres chupando aqueles paus com muita vontade e muito desejo como se fosse muito gostoso, então me bateu a curiosidade de saber qual era o gosto, qual era a sensação de chupar um pau, fiquei pensando qual seria o gosto da porra de alguém.

Então depois de um tempo, resolvi chegar no meu primo e conversar pra ver o que ele diria sobre isso. Fui no quarto dele, a porta estava aberta, então começamos a conversar.

Eu: E ai Vini, de boa mano?
Vinicius: De boa Lukinhas, e você?
Eu: Estou bem graças a Deus. Mano, queria te falar uma coisa…
Vinicius: Pode falar primo, o que foi?
Eu: Então… é que estou pensando naquele filme… fiquei vendo aquelas cenas e as mulheres com aqueles caras pareciam estar gostando bastante do que estavam fazendo… então eu estava pensando… como seria fazer o que elas estavam fazendo sabe? Estava pensando como seria o gosto de um pau e tals, eu fiquei com vontade de experimentar… vim aqui pra saber se você deixa eu chupar o seu pau um pouco, só pra saber o gosto só, nada demais.

Então meu primo fez uma cara que parecia que tinha ganhado na loteria e que iria aproveitar bastante, ele deu um sorriso safado e disse.

Vinicius: Claro Primo, eu deixo você experimentar, mas relaxa, pode ficar a vontade, não precisa ter pressa nem nada, nós somos primos pô, n tem nada demais, e também ninguém precisa saber, pode ficar entre nós, vamos aproveitar juntos, eu também fiquei com curiosidade em saber a sensação de ser chupado, eu te ajudo e você me ajuda.
Lucas: Sério? Você deixa?
Vinicius: Sim, vem cá, da uma pegada nele, sente ele aqui.

Eu fui até a cama dele e me ajoelhei do lado da cama, levei minha mão até o pau dele que estava no shorts, era aqueles shorts de jogar futebol, e vi que ele estava sem cueca, o pau estava soltinho no shorts.

Comecei a passar a mão e fui sentindo o pau dele pelo shorts, que estava molinho e foi ficando duro enquanto eu passava a mão nele, meu primo todo feliz aproveitando aquela situação. Ele pegou por trás da minha cabeça e puxou pro pau dele, disse pra eu sentir o cheiro de perto. Eu fui cheirando e passando a mão, fui esfregando minha cara nele, até que ele abaixou o shorts e botou o pau pra fora bem na minha cara. Aquilo me deixou bem animado e excitado, com um pouco de vergonha mas com muita vontade peguei no pau nele.

O pau dele ficava bem grande na minha mão e a sensação era muito gostosa, aquele pau quentinho e grosso na minha mão. Era o shorts que ele estava usando na noite anterior, então estava sentindo um pouco do cheiro de macho por ele ter gozado a noite e um pouquinho de cheiro de mijo, porque acho que ele tinha acabado de ir no banheiro quando acordou antes de eu ter ido no quarto dele, mas eu estava adorando tudo aquilo.

Comecei a bater uma punheta bem gostosa pra ele, estava me dedicando bastante, porque queria dar o meu melhor para fazer aquela experiência valer a pena, poder matar minha curiosidade da melhor forma possível e deixar tanto eu quanto ele satisfeitos. E foi o que fiz, fui batendo punheta pra ele, até que ele disse.

Vinicius: Nossa Lukinhas, isso aqui está muito bom, sua mão no meu pau está uma delicia, é muito melhor do que bater punheta com a minha mão, a sensação é totalmente diferente quando outra pessoa faz isso para você.
Lucas: Sério? Que bom que está gostando, quero fazer valer a pena.
Vinicius: Ah, está valendo muito a pena primo, pode ter certeza, estou adorando isso. Eu dei uma risadinha. Ele olhou pra mim, pegou minha cabeça, foi puxando em direção ao pau dele.
Vinicius: Vem cá priminho, que eu quero sentir sua boquinha no meu pau, hoje você vai ser minha menininha, minha mulherzinha, você vai ser a minha putinha, vou foder sua boca bem gostoso e vou gozar bem fundo na sua garganta, e você vai engolir tudinho ouviu? Como a boa putinha que você é.
Eu fiquei um pouco sem graça quando ele disse aquelas coisas, mas eu tinha amado ouvir ele falando tudo aquilo, me deixou excitado com muito tesão. Então eu disse pra ele para dar uma dirfarçada.

Lucas: Que isso Primo? Por que está dizendo essas coisas? Eu não sou gay, nem nada disso que você falou, só quero experimentar.
Vinicius: Relaxa Lukinhas, segue a vibe, curte o momento, estou interpretando como se fosse um ator, você pode fazer o mesmo, interpreta junto comigo, você vai ver que a sensação vai ser muito melhor, e o que vamos fazer vai ser muito mais gostoso desse jeito, finge que hoje você é minha priminha, que você é uma putinha que adora leite de macho, e chupa meu pau bem gostoso, vem cá vem, coloca ele na boca putinha.
Lucas: Érr… ta… tudo bem, eu acho… vamos ver no que dá. (Eu estava falando isso pra disfarçar, mas eu estava adorando o jeito que ele me tratava, queria muito ser a putinha dele e tomar todo o leite dele).

Ele foi puxando minha cabeça de encontro ao pau dele, eu abri a boca, mas fiquei com vontade de provocar ele, voltei pra trás e dei um beijo no pau dele, depois outro beijo, e outro beijo, isso foi deixando ele louco. Depois dei uma lambida no pau dele e encostei o nariz pra cheirar. Depois de novo para provocar ele fingi que iria abocanhar o pau dele, cheguei bem perto, encostei minha boca e recuei, ele quase explodindo de tesão disse pra mim, “chupa logo priminho, por favor, não estou aguentando mais, meu pau parece que vai explodir”. Eu dei uma risadinha beijei o pau dele e disse, “calma, já já a gente chega nessa parte”.

Desci mais um pouco e fui chupar o saco e as bolas dele, que era lisinho e depilado lá embaixo. Chupei com vontade, com gosto, deixei ele muito excitado, colocava o saco todo na boca, lambia as bolas dele, deixava bem babado, depois subi lambendo o meu dele, e fingi que iria abocanhar de novo, eu estava aproveitando aquele momento, estava adorando tudo aquilo, aquele, queria que durasse pra sempre, estava com medo que de ele gozasse e tudo aquilo terminasse, mas dessa vez ele não aguentou. Me deu um tapa na cara e disse.

Vinicius: Ah, é? Sua putinha, vai ficar me provocando, agora vou te ensinar uma lição, você vai aprender a ser uma boa putinha, vai aprender a ser obediente. Me deu outro tapa na cara, puxou minha cabeça e enfiou a rola na minha boca. “Vai, chupa essa porra vadia, e chupa direito, sem encostar os dentes, se não vai levar mais tapas”.
Eu chupando o pau dele por um tempo, parei e falei.
Lucas: Calma Vini, vou te chupar, não precisa ser tão bruto comigo. Ele me deu outro tapa na cara e disse.
Vinicius: Cala a boca putinha, quem mandou você parar de me chupar? Vai, chupa essa porra, quem manda aqui sou eu, você é a minha mulherzinha e eu faço o que quiser com você porque eu sou o seu macho, sua obrigação é me obedecer. Ouviu? Sua putinha.
Lucas: Sim meu macho, eu ouvi. Eu vou te obedecer e você vai fazer o que quiser comigo.
Vinicius: É isso ai, disso que estou falando, você está gostando de tudo isso né vadia? Eu pra disfarçar e fingir que não estava gostando falei.
Lucas: Você sabe que não, estou só experimentando, e estou interpretando, como você disse pra fazer.
Vinicius: Ah, cala a boca sua bichinha, eu sei que você está adorando tudo isso, hoje vou gozar tanto em você que você vai ficar viciado nisso, vou te viciar e você vai querer chupar meu pau e beber meu leite todo dia, vai ser minha mulherzinha, minha putinha particular. Me deu outro tapa e falou, “agora vai! Chupa essa porra logo vadia!”

Comecei a chupar aquela rola com vontade, como se fosse a primeira e a última vez que eu fosse fazer aquilo na vida. Eu estava chupando muito gostoso, parecia uma puta profissional de verdade, uma garota de programa de luxo. Fui chupando e passando a língua em volta daquele pau gostoso do meu primo, engolia aquele pau o máximo que eu conseguia, fiz uma garganta profunda bem gostosa. Meu Primo gemendo muito me elogiou, “Caramba putinha, você é muito boa nisso, eu sabia que você iria gostar de mamar o meu pau., agora vem cá q vou foder sua boquinha até gozar, e você vai beber todo o meu leitinho quente”.

Ele estava sentado na cama, comigo de joelhos na frente dele mamando aquela rola gostosa no meu das pernas dele. Ele se levantou, pegou minha cabeça com as duas mãos, me puxou com força de encontro a ele e começou a meter, começou a foder minha boca como se fosse uma buceta, com muita força. No começo eu tive um pouco de dificuldade mas depois consegui deixar a garganta bem aberta pra ele meter. Enquanto ele metia minha boca fazia aqueles sons de boquete bem babado “gló gló gló gló gló gló” eu mal conseguia respirar, mas queria satisfazer o meu macho e beber todo o leite dele, para assim cumprir com meu trabalho de mulherzinha dele.

Ele começou a gemer muito, com ele metendo forte e as bolas batendo meu meu queixo. Ele disse.

Vinicius: AAHHHH! EU VOU GOZAR PUTINHA, ENGOLE TUDO! Parei de chupar um pouco só pra falar com ele.
Lucas: Tá bom meu macho, da tudo pra mim da, goza na minha boquinha goza, da leitinho pra sua putinha, pra sua mulherzinha. Ele amou quando eu disse aquilo. Então ele puxou minha cabeça de novo e voltou a foder minha boca.
Vinicius: AAAHHH! QUE DELICIA CARALHO! CHUPA PUTINHA, CHUPA! ISSO, VAI! CHUPA! AAHHH!
VOU GOZAR CARALHO… VOU GOZAR… TOMA, ENGOLE TUDO PUTINHA! TO GOZANDO, OHHHH, AAAHHH!!

Eles gozou pra caralho, foram várias jatadas de porra na minha boca, eu não aguentei engolir tudo porque foi muita porra, minha boca encheu de leite, eu engoli o máximo que consegui, depois coloquei a rola dele pra fora da pra pra poder engolir tudo que tinha na boca, ele tirou o pau pra fora e começou a gozar mais ainda, dessa vez na minha cara, lambuzou todo o meu rosto com o leitinho dele, fiquei com a cara toda melada. E muito feliz em ter feito meu trabalho e ter sido uma boa putinha, satisfazendo o meu macho, que estava cansado e com um sorriso de orelha a orelha.

Então ele começou a bater com o pau na minha cara e disse pra eu deixar bem limpinho, eu na mesma hora fiz o que meu macho mandou e chupei bem gostoso pra deixar limpinho. Ele disse em seguida.

Vinicius: Caralho, isso foi muito bom! E agora que você bebeu meu leitinho, você é oficialmente minha putinha, vou querer usar você todo os dias. Dei uma risadinha e respondi.
Lucas: Sim, amei tudo isso, adorei sentir o gosto do seu pauzão, sentir o gosto do seu leite, o jeito que você me tratou me deixou muito excitado, quero ser sempre a sua putinha. Você vai ser meu macho e eu a sua mulherzinha, pode fazer o que quiser comigo, sempre que quiser. No começo eu estava interpretando, mas depois vi que o que você disse era verdade, agora estou viciado no meu pau, e vou querer seu leitinho delicioso todo dia, eu sou sua.
Vinicius: hahaha, eu sabia que você ia viciar sua bichinha, agora você vai me satisfazer todos os dias. E agora se prepara, porque vamos começar o segundo round, ainda estou duro igual pedra e quero comer o seu cuzinho bem gostoso minha mulherzinha.

Depois que ele disse isso… A porta do quarto se abre, era meu primo Eric de 18 anos que tinha saído mais cedo do trabalho. Nosso coração disparou, o Eric entrou no quarto, meu o Vinicius, com o pau pra fora duraço, e eu com a cara toda melada de porra no meio das pernas do Vinicius.

Eric: Que porra é essa?!

Continua…

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,25 de 24 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder putinho cwb ID:7xbywvk98j

    quê delícia, continua

    • Lúcifer ID:1wlyfmzk

      Obrigado por ler, fico feliz que tenha gostado.

      Tem a parte 2 já, vou começar a terceira agora mesmo.

  • Responder Sla ID:1daicwpzrc

    Mds.. que delicia, quero a parte dois pra ontem kkkk

    • Lúcifer ID:3t7wv9z

      Logo vou preparar a parte 2 kkk. Que bom que gostou <3

      Estou bem animado para escrever outros contos.