#

Minha esposa se masturba pensando nos vizinhos

1379 palavras | 7 |4.43
Por

Flagrando a esposa se masturbar pensando nosvizinhos.

Boa tarde, esse é minha primeira publicação. Bom, somos um casal que estamos juntos a 10 anos, mas nossa diferença de idade é grande, tenho 55 e minha esposa Edna 35. Edna é magrinha, 46 kg e 1,66 de altura, branca e quase não pega sol.

Bom, um dia cheguei do trabalho umas duas horas mais cedo, entrei em casa normalmente, e na sala escutei minha esposa gemendo e chamando.pelo nome de um vizinho, pedindo para ele socar com força, meu coração gelou, imaginando estar sendo corno em casa, e na minha própria cama. Fui pé ante pé e pensei “vou chegar e pegar os dois no flagra”, mas quando cheguei proximo ao quarto, não escutei a cama ranger e nem barulho do tal vizinho, e a porta estava entreaberta, e olhei bem silenciosamente, e minha esposa estava se masturbando com um consolo negro, apesar do vizinho não ser. Continuei quietinho e até que ela gozou “pedindo ao vizinho pra encher a buceta dela de leitinho quente”. Quando percebi que ela estava voltando ao normal, sai silenciosamente para a rua e voltei meia hora depois.

Nesse tempo fiquei imaginando que poderia estar acontecendo mais alguma coisa. Parei em um bar e tomei uma cerveja antes de voltar. Quando cheguei, falei a ela que tinha terminado meu trabalho mais cedo e resolvi ir para a casa. Ela me recebeu como de costume, fez um café e conversamos amenidades.

A noite fizemos amor como das outras vezes, não reparei nada de diferente na buceta dela, estava como sempre esteve.

No outro dia resolvi voltar do trabalho no mesmo horario, e novamente ela estava se masturbando, mas dessa vez chamando por outro vizinho, e isso se repetiu por toda a semana. Cada dia um vizinho diferente. Fui ficando com tesão e preocupado em saber que ela desejva outros homens. Tesão ao escutar ela gemendo gostoso e preocupado por entender que eu não a estava satisfazendo sexualmente minha esposa e precisava dar um jeito nisso…

Bom, mas antes de tomar qualquer atitude, eu precisava ter certeza que Edna não estava me traindo, então passei a dar incertas lá em casa em horarios diferentes e nunca tinha nada demais a não ser no horario da tarde, que ela se masturbava, quando a encontrava assim, não me mostrava a ela e voltava depois no horario normal, como se nada tivesse acontecido. Vendo que ela apenas fantasiava com nossos vizinhos, desencanei do chifre, até que um dia, vi uma coisa que me fez agir e tentar resolver essa situação….

Cheguei em casa no horario da masturbação dela e o que ví me deixou de queixo caido, ela na cama, deitada de ladinho, com um consolo negro de uns 20×5 atolado em seu cuzinho e com um outro tambem negro, do mesmo tamanho na buceta e fazendo os movimentos de vai e vem, gemendo muito, falando palavras de putaria e chamando o nome de dois vizinhos negros. Meu pau endureceu na hora, mas me contive e esperei ela terminar sua estripulia e quando percebi que estava voltando ao normal, dessa vez não sai de casa, fui para a sala e me sentei na poltrona e aguardei que ela aparecesse. Uns 20 minutos depois ela vem para a sala, ainda nua, e quase morreu de susto quando me viu….tentou dar alguma explicação por estar nua mais eu disse ” relaxa meu amor, eu já venho acompanhando essa sua arte da tarde, mas precisamos conversar”.

Esperei que ela se recompusesse e começamos a conversar e ela me confirmou que apesar de me amar muito, mas sexualmente eu não a satisfazia, por isso os consolos. Então expus a ela que deveriamos apimentar a relação, pois corriamos o risco dela uma hora não aguentar e acabar me traindo. Nessa conversa eu falei que se realmente ela sentia desejo nos vizinhos, nos encontrariamos um jeito de tudo acontecer. Mas que seria uma coisa com o tempo, e optariamos por, no inicio sair para outros lados da cidade e ela começar a se insinuar e a flertar com alguns caras em barzinhos ou no clube aos finais de semana na piscina, para ver se ela se sentiria a vontade nessas situações.. Começamos a colocar esse plano em pratica. Nas saidas a noite, no principio ela apenas usava roupas mais curtas e decotadas e sem sutian. Ela disse que estava adorando a sensação de se exibir e pagar peitinho e calcinha. Realmente isso a estava deixando ainda mais com fome de sexo, faziamos amor bem forte, mas depois que eu gozava, precisava usar os dois consolos nela. No clube, ela começou a reparar mais abertamente na sunga dos caras, principalmente se fosse pardos ou negros. Em casa era a mesma historia, eu a fodia mas os consolos tinham que entrar em cena.

Mas uma noite ela mostrou que ja estava pronta para seu primeiro amante. Falou comigo que sairiamos e ela iria de mini saia sem calcinha. Queria sentir a sensação de outros homens vendo sua ppk. Ali eu ja gozei na calça só de ouvir. A noite saimos e ela se exibiu discretamente, mas uns 10 caras viram a buceta dela. Sendo que um chegou nela em nossa mesa quando a deixei sozinha (propositalmente) para ir ao banheiro. Ela me disse que o cara tinha um bom papo, mas quando ela disse a ele que talvez rolasse algo, mas que era casada e possivelmente eu ia ver o cara arregou. Isso a desanimou e fomos embora. Em casa metemos a noite cheiis de tesão, mas ainda faltava ela gozar em outro pau.

Então durante a semana tirei um dia de folga e fomos ao clube, que estava totalmente vazio, apenas com o salva vidas na piscina. Ele era moreno de corpo normal, mas a sunga demonstrava que era bem servido, o cara deveria ter uns 45 anos, e minha esposa ficou com tesão nele. Então combinamos que ela daria bola para ele, mas discretamente, como se eu não soubesse de nada.

Então começaram um jogo de sedução discreta, principalmente quando eu ia ao bar comprar cerveja, eles se paqueravam. Até que uma hora ela me disse que ele fez um sinal para que ela saisse, tipo fosse ao banheiro. Eu disse que era para ela aceitar, mas que eu iria de novo ao bar e quando eu voltasse ela faria isso tipo me “avisando” que iria ao banheiro.

Fizemos assim e ela saiu para “ir ao banheiro”, uns tres minutos depois ele foi atrás dela, esperou minha esposa sair do banheiro e a puxou para um comodo onde ele guarda as coisas e so ele tem acesso. Edna me disse que se beijaram, e ele colocou uma rola escura, cabeçuda e cheia de veias para fora e a colocou pra chupar, e ela chupou do jeito que gosta, que ele bateu com a rola na cara dela, chamando de magrinha safada, casada putinha, ela disse que ficou louca de tesão com isso, mas que disse a ele que teriam que ser rapidos pois falou comigo que so iria ao banheiro, então ele a colocou encostada de frente para a parede, afastou o bikini dela para o lado e fodeu a ppk dela, e com uns 8 a 10 minutos os dois gozaram, ele enchendo a buceta dela de leite, quando tirou o pau fez ela limpar a pica dele. Então ela saiu de lá e veio se encontrar comigo, com cara de satisfeita, e com o bikini cheio de leite. Alguns minutos depois ele voltou para o seu posto, e em um momento que ele olhava para nosso lado, Edna me beijou na boca, e ele deu aquele sorriso “ao corno chupando pau por tabela”. Bom, fomos embora e a fodi na sala, com a buceta dela ainda melecada, gozei misturando minha porra com a dele. Claro que depois eles se encontraram varias vezes no motel e na casa dele, só que ainda ela não revelou a ele que sei do caso deles. Agora estou bolando um jeito dela começar a dar a buceta para meus vizinhos discretamente…

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,43 de 14 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Monica M. ID:7r05i99hrb

    Gente isso e normal,já me masturbei pensando em visinho,cachorro,filho,irmã.

  • Responder coroaquermulher ID:19p1hy78l

    Amigo, o casal com diferença de idade pequena, já é um risco e, agora, imagina só, com uma diferença de idade de 20 anos? 25, 30…..anos? É fatal acontecer amigo.
    Agora, se ela for tipo tesuda, boazuda, gostosa, bunduda, pernas grossas? Meu amigo, vai haver revesamento é de hora em hora.
    E se os vizinhos em que ela delira for tipo pauzudos e grosso, amigo, pode apostar que, o primeiro que meter e ela gostar? Assim que sair de seu trabalho, deixa para chegar em sua casa cerca de Quatro horas mais tarde, para dar tempo de acontecer naturalmente e de boa.
    Tenho um amigo sabe, que trabalha embarcado e o revesamento é diário.

  • Responder Ana Moreira ID:jl06gcg6i9

    Adorei seu conto!
    Parabéns por ser mente aberta e ter facilitado ver sua esposa feliz, tornando ambos mais felizes!

    • Pedro ID:3ynziywmk09

      Seu marido também pode ser um corno feliz
      [email protected]

  • Responder [email protected] ID:1kdlj0v0

    Bonita história estamos a procurar algo parecido…

  • Responder Amigo discreto SP ID:5pbartu1fid

    Muito bom o seu conto. Posso realizar seu sonho, ficar com a sua mulher na sua frente: [email protected]

    • Anônimo ID:2qls59fij

      Minha esposa quando metia comigo pediu pra me chamar de outro nome disse que podia gostava muito e bem rapidinho depois de um tempo confessou que tinha dado pra ele muitas vezes que ele comeu ela de tudo que é jeito adorei saber mas depois não quiz mais dar para outro