# #

Virei mulher do meu filho 004

1311 palavras | 3 |4.74
Por

Amores, hoje conto como foi nossa primeira aventura fora de casa… Digo a primeira pois teve outras… Rsrsrs

Hoje vou contar de uma saída, que foi muito excitante pra mim! A primeira vez que transamos fora do nosso apartamento!

Certa vez, precisei ir até Gravataí, cidade que fica próximo de onde moramos, foi uma passada rápida na casa de uma colega de trabalho, buscar um material…

Bom, era um domingo, depois do almoço em família, rsrsrsrs… Descansamos e convidei meu marido, só por convidar pois sabia que era não iria e convidei meu filho pra ir, e pra minha surpresa ele aceitou… Ele nunca ia comigo a lugares…

Quando ele falou que iria comigo e deu um sorrisinho, eu gelei… Pensei mil coisas, e só safadezas….

Me arrumei, coloquei um vestido soltinho, calcinha pequena como sempre e sandália… Meu filho saiu do sofá e saímos…

Ao entrar no carro já, ele já foi passando a mão nas minhas coxas querendo subir até minha bucetinha… Que desde que começamos mantenho sempre lisinha.

Disse, EI… Para. Nem saímos de casa safado.

Ele se comportou um pouco, ficou mexendo no pau por cima da bermuda… Estava duro, dava pra notar.

Pegamos a freeway, rodovia que chega mais rápido onde queria…

Como era domingo a tarde, estava bem tranquilo o trânsito, então ele começou a passar a mão nas minhas coxas, enquanto eu dirigia…
E chegou na minha bucetinha, como estava de vestido, foi fácil subir

Eu sentia que ela estava quente e molhada…

Mãe, está molhadinha porque???

Fiquei com tesão em você vir comigo ué… Respondi…

Ele foi me acariciando por cima, apertando o grelinho, e colocou um dedinho…

Aí que delícia filho…

Isso mãe… gosta né safada, gostosa!

Ele continuou me penetrando com o dedinho, depois com dois… Estava muito excitada, e o tesão só aumentava…

Pedi pra parar porque tinha que me concentrar na direção e estava quase chegando na casa da minha colega!

Chegamos e fui falar com ela. Meu filho não quis sair do carro, e ficou me esperando!

Ela me recebeu no portão, viu meu filho no carro, o comprimentou… E falou pra mim: Nossa amiga, como ele tá grande né… E bonito ein… Rsrsrs
Fazia tempo que não via ele…

Sim, verdade, tá mesmo! Falei com ar de ciúmes, até então não tinha sentido nesse formato, pois não tenho certeza, mas percebi algo estranho nessa frase dela!

Falei que estava com pressa, que ele tinha horário… que estava emburrado com alguma coisa e tal…

Então entramos, peguei o material e em 15 min já estava no carro novamente pra ir de volta pra casa… Será?

Quando retornei ao carro meu filho falou: mãe, vamos voltar por dentro do distrito industrial ?

Ué, porque filho…

Porque hoje é pouco movimentando.

Hummm, tá bom filho, vamos sim! Nessa hora minha cabeça ficou tomada pela safadeza… Pensei em muitas coisas, mas deixei meu filho no comando!

Pra quem conhece, tem como voltar de Gravataí, por dentro de Cachoeirinha, no distrito industrial, e chegar até Canoas.

Logo saímos da avenida principal, ele começou novamente com carricias e eu dessa vez retribuí…
Fui pegando no pau dele, por cima da bermuda mesmo, massageando…

Estava duro e babadinho na cabeça, então coloquei a mão, puxei pra fora, fui punhetiando enquanto dirigia devagar…

Para por aqui mãe, ele falou.

Aqui filho, não tem nada aqui…

Ele falou… Sim, por isso mesmo! Paramos num lugar afastado da avenida principal, num ponto de difícil visualização de quem está de fora do carro!

E foi me beijando, pegando mos meus seios, me apalpando… Estávamos pegando fogo!

Eu forçava o pau dele, pra cima e pra baixo e colocava o dedo na pontinha, mas não era só na minha mão que queria esse pau duro.

Fui com minha cabeça em direção a ele… Me abaixei e abocanhei por inteiro… Chupava e sugava esse pau, como eu gosto de mamar…
Ele segurou meu cabelo com uma mão pra não cair no meu rosto, e a outra mão ficava forçando minha cabeça contra o seu pau… As vezes forçava tanto que ficava sem ar, segurando minha cabeça contra o pau dele… Estava tudo na minha garganta e quando voltava a respirar ficava com saliva, baba, tudo molhado, uma delícia ver o fio de baba do pau dele até minha boca.

Falei pra ele afastar o banco bem pra trás, que ia sentar no colo dele… Rsrsrsrs

Estou precisando de pau.
Me deixou com tesão na vinda, vai ter que apagar meu fogo, safado!

Ele se posicionou bem nas ponta do banco, e eu fui de costas pra ele, erguendo meu vestido, afastando minha calcinha pro lado, sentando naquela pica delícia…

Entrou tudo de uma vez, minha bucetinha estava ensopada de tanto tesão…

Comecei a sentar e levantar, ele me ajudava levantando minha bunda e soltando…
Estava uma delícia sentir ele dentro de mim…

A adrenalina de estar transando na rua, dentro do carro… Alguém passar e nos ver… O perigo me excitou muito…

Eu quicava com força e sentava cada vez mais rápido, e quando sentava sentia ele todo dentro, esperava uns segundos pra sentir ele pulsando dentro de mim…

Ele pegava nos meus seios, apartava por cima do vestido… Queria tirar eles de dentro do vestido, mas não deixei… Estava com muito medo!

Puxava meu cabelo, beijava meu pescoço, dizendo como era gostosa, como minha bucetinha era deliciosa, como adorava me fuder…

Eu estava nas nuvens… Porém com um pau delicioso dentro de mim… Rsrsrsrs

Nem cuidava mais se tinha algum carro vindo, se alguém estava nos espiando, nada… Estava quase gozando, de uma forma incrível, deliciosamente…

Falei mete vai, me fode… Fode tua bucetinha que eu quero gozar nesse pau…

Comecei a forçar mais e mais até até meu gozo veio…

Ahhhhhhh que tão… Gritei de alívio e tesão!

Eu não parei de quicar e senti que ele estava prestes a gozar também, gemendo, me apertando…

Aumentei e ritmo e falei pra ele… Vai lindo, me enche de leitinho vai… Goza na tua bucetinha… Vai gostoso, quero leite quentinho…

Senti o primeiro jato de esperma bater no meu útero, e parei de quicar… Fiquei só sentindo cada jato me encher… Que sensação gostosa da porra me enchendo…

Quando me dei conta, estava com os seios a mostra… O safado baixou as alças do meu vestido e tirou meus seios, eu nem percebi… Ele adora meus seios, e isso me deixa alegre… Sei que é meio bobinho, mas gosto!

As pernas cansaram, corpo queria descansar, mas precisamos ir…

Coloquei de volta meu vestido nos ombros, fui levantando e coloquei a calcinha de volta no lugar, não queria sujar nem escapar nada… Rsrsrsrs

Molhou mais minha calcinha com o esperma do meu filho, mas não me importo com isso! Gosto de sentir dentro, de sentir e saber que ele gozou dentro de mim…

Me ajeitei e partimos de volta pra casa…

Antes de chegar perto do bairro falei que tinha sido ótimo, e foi a primeira vez que fiz no carro e na rua… Ele não acreditou e me disse que vamos fazer mais vezes.. 🙂

Me beijou quando parei na sinaleira, depois voltamos a agir normalmente como mãe e filho!

Ao chegar em casa, fui pro quarto descansar um pouco e curtir a sensação que ainda estava em mim…
Meu filho ficou no sofá com o pai dele vendo jogo…

Essa foi a primeira vez que fizemos fora casa amores, foi ótima pra nós…

Espero que tenham gostado,
Beijos

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,74 de 39 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder YRio ID:5pbanlyg49j

    Excelente

  • Responder CC ID:xlpkcoi9

    muito bom. Acho que tenho a idade do seu filho, se quiser conversar… email: [email protected]

  • Responder Tania ID:81rg0kwoid

    Meu sonho é fazer isso com o meu tbm!!eu vou amar rs
    [email protected] vamos conversar