#

só conheci o verdadeiro sexo depois que fiquei viúva

1265 palavras | 3 |4.17
Por

Nunca pensei que seria capaz de me realizar completamente com o segundo homem na minha vida.

Meu nome é Mariza.
Tenho 58 anos e esse é meu conto.
Fiquei viúva aos 56, meu marido foi meu único homem até então.
Tivemos dois filhos lindos, já adultos e independentes.
Meu marido sempre me tratou muito bem.
Na cama eu sempre me realizei ao seu lado, ele me fazia feliz e saciada.
Contudo quando fiquei viúva comecei a sentir falta de uma companhia.
Até meus filhos diziam que eu tinha o direito de ser feliz outra vez.
Demorou um pouco pra mim aceitar outro homem em minha vida. Mais aconteceu !
Eu conheci Sebastião. Também viúvo, com a vida estabilizada e aposentado.
Ele me pediu em namoro e eu aceitei.
Ele é um homem forte e alto, muito simpático e bonitão.
Já no primeiro beijo quando ele me abraçou senti seu pau duro rosando em mim.
Aquilo pra mim foi como algo que reacendeu a chama adormecida.
Eu sentia meu corpo tão quente que parecia ter uma fogueira por dentro.
Com uns quinze dias de namoro ele falou.
Não somos mais adolescentes pra ficar de beijinhos e abraços.
Nós temos que aproveitar a vida !
Ele tinha ração, com toda certeza !
No mesmo dia fomos para um motel, não queríamos que nossas famílias soubessem onde estávamos ou o que fazíamos.
Logo que entramos no quarto ele me abraçou e começou a beijar minha boca.
Minha buceta parecia pegar fogo de tanto tesão que eu estava sentindo.
Seu pauzao estava rodando minhas coxas o que me deixou com mais tesão ainda.
Então ele começou a tirar minha roupa.
Primeiro a blusa e logo o sutiã.
Sentir seus lábios nós meus peitos foi só o início.
Em minutos minha saía caiu ao chão.
Ele sarrava em mim apertando minha bunda com suas mãos.
Eu agora estava só de calcinha !
Foi quando ele se afastou um pouco e tirou o blusão.
Seu peito é peludo e musculoso.
Um perfume suave saía de seu corpo.
Ele então começou a soltar o cinto e puxou o zíper da sua calça.
Meu coração estava disparado, estava parecendo uma adolescente com o tesão aflorando pela pele.
Quando ele retirou a calça ficando só de cueca pude notar um grande volume escondido alí.
Ele então se aproximou outra vez e começou a me beijar e foi me conduzindo pra cama.
Logo eu estava deitada e ele retirava minha calcinha, me deixando completamente nua.
Em seguida começou a chupar minha buceta com tanta maestria que logo eu gozei.
Parecia que eu estava no paraíso sexual.
Sua língua percorria toda minha buceta, dando uma atenção especial ao meu grelinho.
Depois de alguns minutos ele se levantou e retirou sua cueca deixando aparecer seu pauzao.
Era realmente enorme, muito maior que o do meu ex marido.
Tinha a cabeça bem vermelha e algumas veias sobressaindo.
Não me contive, puxei ele para perto e comecei a chupar aquele monumento de pau.
Era tão grande e grosso que mal cabia na minha boca.
Fiquei pensando.
O pau do meu ex é pinto perto desse !
Estava tão gostoso que eu não queria parar de chupar ele !
Mais ele não deixou que eu continuasse e me deitou na cama e se colocou entre minhas pernas.
Pensei. É agora !
Seu pauzao estava tão duro que parecia concreto.
Quando senti ele encostar seu pauzao bem na portinha e começou a forçar sua entrada eu já fui gosando outra vez.
Podia sentir minha buceta se abrindo toda pra recebê-lo de tão grosso que é.
Cheguei a sentir uma leve dor quando a cabeça entrou.
E assim ele foi invadindo minha buceta.
Podia sentir tudo delatando dentro de mim.
Minha buceta nunca tinha sentido um pau tão grosso !
Quando ele começou no vai e vem tive múltiplos orgasmos e meu corpo extremesser todinho.
Ficamos assim por muito tempo, ele socando fundo e gostoso.
Depois de muito tempo ele pediu que eu ficasse de quatro, o que atendi prontamente.
Fiquei esperando ele enfiar seu pauzao na minha buceta outra vez, mais ele começou foi a me chupar mais uma vez.
Sua língua percorria minha buceta todinha e dava uma passada no meu cuzinho.
Mais alí eu era virgem.
Meu ex nunca me pediu o cuzinho.
Ele então parou com sua língua bem no buraco do meu rabinho e começou a tentar enfiar a língua nele.
Sem que eu esperasse ele começou a enfiar um dedo e falou.
Que cuzinho apertado !
Foi aí que eu falei que nunca tinha dado !
Ele sorriu e falou.
Então você guardou ele pra mim ?
Acenei com a cabeça que sim.
Nunca me imaginei tendo relação anal, mais pra tudo tem uma primeira vez.
Foi aí que ele enfiou um segundo dedo e começou a fuder meu cuzinho com seus dedos.
Confesso que a sensação no início não foi muito agradável, mais agora estava ficando gostoso !
Com a outra mão enfiou dois dedos na minha buceta também.
Agora ele fodia minha buceta e meu cuzinho com suas mãos.
Meu corpo tremia tanto que eu não consegui resistir e falei.
Quero que você me foda todinha !
Então ele tirou seus dedos da minha buceta e enfiou seu pauzao sem tirar os dedos de dentro do meu cuzinho.
Nunca gozei tanto como naquele momento.
Depois de algum tempo ele retirou seus dedos do meu cuzinho e encostou seu pauzao nele.
Confesso que tive medo, mais estava com um tesão tão grande que estava disposta a resistir a tudo e poder sentir um pau enfiado no meu rabinho pela primeira vez.
Quando ele começou a forçar sua entrada e eu pude sentir meu cuzinho se abrindo pra ele e logo a cabeça entrando e a dor chegando, quase desisti.
Mais ele foi bem cauteloso e deu uma parada deixando que eu me acostumasse.
Seu pauzao é tão grosso que parecia que estava estourando todas as minhas pregas.
Aos poucos ele foi entrando e tomou conta do meu rabinho.
A cada pedaço que entrava eu sentia como se ele estivesse tirando tudo do lugar.
Minhas entranhas estavam completamente preenchidas com seu pauzao.
A dor era forte, mais o prazer que eu estava sentindo era muito maior e eu fui resistindo às suas estocadas.
Depois de um longo tempo ele estava todinho socado no meu cuzinho.
Foi quando ele começou a fazer o vai e vem.
Que sensação maravilhosa sentir ele entrando e saindo a todo instante.
Minhas pernas tremiam tanto que parecia que nunca mais iam parar, meu coração estava tão disparado que parecia querer sair pela minha boca, e minha buceta babava tanto que escorria pelas minhas pernas.
Quando senti ele gozando dentro do meu cuzinho não resisti e gozei junto.
Foi uma sensação única e verdadeiramente inesquecível.
Quando ele tirou de dentro e eu fui sentar na cama e tive que sentar de lado, foi que pensei no estado que meu cuzinho deve ter ficado.
Ainda não voltamos ao motel, mais com certeza quando isso acontecer quero que ele meta no meu rabinho outra vez.
Agora que comecei vou querer sempre, é um prazer tão grande que quero aproveitar bastante !
Nunca é tarde pra se aprender algo novo !

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,17 de 12 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Ingênuo ID:3v6ose2ufii

    Oh vovó tarada, queria pega-la e dar um trato gostoso nesse cuzinho.

  • Responder Rsantos ID:3nwpelybt0k

    Gostosa

    • JSS Telegram ID:81rd29tt09

      Delicia de conto, imagino meu pau nesse cuzinho virgem.