#

Quem não cola não sai da escola

1054 palavras | 2 |3.80
Por

As aventuras da professorinha e um aluno muito esperto e muito assanhado final

Bem gente linda, como havia narrado anteriormente Mikaela já estava pedindo um repeteco, queria novamente sentir as sensações que aquele garoto provocava nela.

Isso posto, vamos ao que interessa….

Era uma vez……

Tsukune olhou para a bunda branca e fofa. A moldura era perfeita. Um sorriso cresceu no rosto dele, pois acabara de pensar em uma coisa. Mikaela notou e entendeu a intenção.

– Oh não, não. Eu não dou o cuzinho nem pro meu marido. Eu juro que nunca tive alguém fodendo meu traseiro antes.

– Mas eu sempre quis saber como é comer um, vai professora, por favor, deixa eu experimentar o prazer, por favor, deixa eu meter só um pouquinho o pau no seu cuzinho.

Mikaela gostou do pedido sincero, contanto que ele metesse devagar, pois ainda parecia bastante hesitante. Mas hesitante ou não, ela colocou sua total confiança em nele.

– Tsukune, jura que nunca vai contar que comeu o meu cuzinho?
A pergunta era mera formalidade, ninguém acreditaria no caso dele contar, no entanto ele jurou.

Quando a cabeça de seu pênis tocou as pregas, Tsukune acumulou uma pressão suave para entrar, mas o nervosismo da professora fazia com que as pregas se contraíssem, então ele adicionou um pouco mais de pressão, mas ainda não estava entrando.

– Eu acho que vou ter que empurrar forte para entrar.

– Tá bom, mete. Mete que vou tentar aguentar.

Tsukune pressionou seu pênis contra o ânus com o máximo de peso possível e o inevitável aconteceu, as pregas dilataram e fez um som alto de “pop” quando a cabeça entrou.

Mikaela soltou um suspiro rápido com a dor aguda, no entanto, a própria Mikaela moveu os quadris para frente e para trás, fazendo com que seu cuzinho virgem sugasse o grosso pau até atingir as profundezas da bunda.

– Entrou tudo no meu cu, entrou tudo – disse ela com os olhos lagrimejantes.

Tsukune só queria experimentar a cabeça de seu pênis dentro dela. Então ele ficou admirado quando ela adiantou o corpo para frente e voltou metendo o pênis com muita força no cuzinho.

– Está tudo bem. Ela disse, finalmente respirando.

Mikaela podia ser virgem na bunda, mas não era nenhuma tola, ela pediu para ele tirar o membro, deixando somente a cabeça encaixada, ela mesma cuspiu na mão e passou no pênis.

Ela havia entregado a sua virgindade do cuzinho.

– Querido, você percebe que até agora fui eu que dei o cuzinho? – Mikaela perguntou rebolando os quadris.

– Agora é sua vez de foder meu rabo. Mete bem fundo que eu deixo.

Ele começou gentilmente foder sua bunda, parecia muito melhor do que ele esperava, ele queria muito mais, ele queria fodê-la com tanta força, mas ele não queria machucá-la e continuou metendo devagar.

– Seu pau está abrindo tão gostoso o meu anelzinho e estou me acostumando com isso, acho que agora você pode ir tão rápido quanto quiser. Vou segurar as dores até sentir tudo dentro.

Tsukune começou um dentro e fora tão rápido quanto ele podia. Mikaela começou a gritar que queria mais fundo.

Ela até usou as duas mãos para abrir a bundinha e, em seguida, passou a provocar, dizendo que ele é um rapazola fraco que se mete a querer comer uma bunda e nem sabe meter e quando entra ainda mete devagar.

As provocações obtiveram resultados esperados. Tsukune mergulhou o pau e acelerou as metidas e seu esperma começaram a preencher o interior da bunda dela.

Havia gozo saindo pelas bordas do cuzinho. Tsukune sentiu-se completamente esgotado; tanto fisicamente como mentalmente, Mikaela lentamente se deslocou da mesa e virou-se para ele.

– Cara, que loucura, você realmente fodeu o meu cu e foi ótimo. Você sabe o que mais se seria ótimo? Mikaela perguntou, e então ela apertou sua boceta contra o pênis mole o mais forte que podia.

Os lábios da boceta dela estavam tentando envolver os lados do pênis dele. Então seu pênis começou a endurecer novamente. Eu pensei que você gostaria disso, Mikaela apoiou suas mãos acima e disse…

– Agora mete o dedo enquanto escorre gozo da minha bunda.

Tsukune começou a passar o dedo no ânus da professora, Mikaela começou a tocar um siririca bem rápido, enquanto o dedo indicador entrava no ânus dela, ela começou a gemer cada vez mais alto.

– Eu… Eu vou gozar.

– Já? Isso foi rápido!

– Você me deixou empolgada e excitada quando você me fodeu na bunda e eu não posso acreditar que você tem apenas dezessete anos.

Você deve ser uma aberração da natureza ou algo assim. Eu não era uma gritadora até hoje, eu nunca gritei ou gemi tão alto durante o sexo antes.

Você me transformou. Essa sua coisa gigante vai transformar qualquer garota em uma gemedora, e fui a primeira a levar tudo no cuzinho.

Mas então o rosto dela ficou sério e de repente ela disse.

– Você tem que me prometer que não pode contar a ninguém sobre o que aconteceu hoje.

– Quem eu iria contar?

– Estou falando sério.

– Eu também estou. Não sou fofoqueiro.

– Obrigada.

Ambos então decidiram que deveriam ir, os dois se vestiram, deram um beijo um ao outro e depois, quando saíram da sala de aula, seguiram caminhos separados.

Mikaela foi ao estacionamento e começou a dirigir para casa. Ela estava pensando se os remédios de controles de natalidades estavam em dias e conferiu que sim.

Juca Tsukune Foi direto para casa. Ele estava pensando em Mikaela, esta foi a primeira vez que ele realmente foi feliz.

Ele perdeu a virgindade e ainda comeu um cuzinho. E tudo graças ao “quem não cola não sai da escola.”

Obrigada por terem tido a paciência de lerem esse conto

Quem gostar e quiser trocar ideias sobre as aventuras no colégio…, e algo mais, meu E-mail .é … [email protected]

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,80 de 10 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Mestre2021 ID:g3j1djd9b

    Delicia de conto Mika

  • Responder Hirinho ID:830zqz2b0i

    q susto mika achei q tava repostando por um engano ksksksksk por nao ter parte 2 no título, outro conto gostoso demais Mika rsrs parabéns