# # # #

Papai deixou eu brincar de ser a esposinha do negão

3489 palavras | 9 |4.46
Por

[Continuação] agora eu sou assumidamente a putinha da casa, preciso satisfazer até mesmo as visitas.

Olá, eu sou Lipi, tenho 14 anos, as coisas que estou relatando acontecerem a uns 5 a 4 anos atrás, sou magrinho, loirinho dos cabelos bem longos e olhos castanhos, e a bundinha bem redondinha, como no conto anterior eu virei a putinha da casa, meu pai se livrou de todas as minhas cuequinhas e substituiu por calcinhas, eu fico pela casa só de top de menininha e calcinha quase fio dental 😚.

Meu pai é alto e musculoso e bem peludo, tirando o pau que ele passa a máquina, meu irmãos também são marombeiros, os três tem paus por volta dos 20 centímetros, são grandes e grossos, mas revezando pra me comer, e fazendo todo os dias, meu cuzinho nem sente mais dor, meu cuzinho ficou do formato de uma bucetinha rosinha e inchada. Meu pai me ensinou a limpar dentro do meu cuzinho, e eu faço várias vezes por dia, sempre estou preparada para satisfazer os machos da casa.

Nesse dia eu já estou arrumado para a escola, eu vou esperar o papai na sala, Tiago está lá no sofá só de cueca, ele me manda chupar o pau dele, ele gosta de me por pra mamar antes da escola pra eu passar o dia com o gosto do pau dele na boca 😋. O pau dele está mole, mas vai endurecendo enquanto eu namoro com aquela pica deliciosa. Quando endurece eu caio de boca e começo a mamar.
Tiago: você gosta de chupar rola, né?
Eu: uhum, eu amo! 😇
Tiago: gosta quando eu gozo na sua boquinha?
Eu: sim, eu gosto de beber o leitinho que sai do seu pinto.
Eu falo e dou lambidas na cabeça do pau dele ao mesmo tempo.
Eu volto a mamar bem gostoso toda orgulhosinha de falar aquelas safadezas como se fosse uma putinha adulta.
Papai chega na sala e já faz uma cara de desaprovação.
Papai: todo dia isso? Eu acabo sempre tendo que ir rápido pra compensar.
Eu: espera só um pouquinho papai por favor, eu quero tomar o leitinho do Tiago.
Eu dou uma pausa pra falar isso mas logo em seguida volto a mamar como se estivesse com pressa.
Tiago: é o complemento alimentar da putinha da casa, né?
Eu: uhum
Papai: vocês têm 10 minutos!
Eu chupo rápido sugando com força, mostrando tudo que aprendi, eu realmente queria tomar meu leitinho especial. Quando Tiago parece que vai gozar ele tira meu pau da boca.
Tiago: eu vou comer o cuzinho dela um pouco.
Ele me põem de 4 no sofá e eu apoio a cabeça no braço do sofá, e empino bem a bundinha. Ele abaixa minha calça e põem minha calcinha de lado, ele dá uma linguada no meu cuzinho que me arrepia toda e faz meu cuzinho ficar piscando. Eu fico olhando nos olhos do meu pai dando risadinha e mordendo o lábio querendo da uma provocada nele 😈. Tiago pega no meu cabelo fazendo um rabo de cavalo e vai metendo devagar, o pau dele está bem babado e meu cuzinho já está larguinho de levar rola todo dia, então vai entrando gostosinho. Quando ele põem tudo eu dou um gemidinho.
Eu: aaaii hmmm
Tiago: tá gostoso?
Eu: táaa
Tiago: eu vou meter com força, tá bom?
Eu: uhum
Eu respondo olhando meu pai o tempo todo, o pau dele já está meio duro por baixo da calça.
Tiago começa a meter cada vez mais forte e mais rápido. Ele passa uns minutos socando forte no meu cuzinho sem parar. Depois ele começa a dar aquelas estocadas fortes até o fundo gemendo como um ogro, eu fico gemendo como um animalzinho indefeso, uma presa sendo devorada por aquele homem bruto com aquele pau enorme. Ele pega no meu ombro e mete com uma força que parecia que ia quebrar meu corpinho. Cada metida no fundo eu dava uma rebolada no quadril dele.
Papai: não goza no cuzinho dela que vai ficar sujando a calça.
As metidas espaçadas mostravam que ele ia gozar mesmo, e sempre são uma delícia. Ele da algumas dessas estocadas demoradas, na última eu dou uma rebolada bem gostosa naquele pau, ele dá uma urrada pesada e me puxa pra baixo dele bem rápido, até minha cabeça ficar entre suas coxas, eu já fico de de cara pra cima de boca aberta, ele põem a ponta da rola na minha boca e goza bastante, ele geme alto e grosso. Ele se masturba um pouco no final, o que faz pingar um pouco de porra no meu rostinho, eu faço um pouco de gargarejo antes de engolir, então fico de boca aberta e língua pra fora com ele batendo o pau na minha língua, ele aperta o pau pra cai até a última gota, e eu fico dando beijo de língua na cabeça do pau dele.
Papai: anda, se não a gente vai se atrasar.
Eu me levanto meio tonta e o Tiago está bem ofegante. O papai faz cara seria mas o pau dele está completamente duro. Eu dou uma lambida no pau dele por cima da calça.
Eu: você quer também?
Papai: não, você tem escola.
Eu: mas eu posso faltar hoje.
Papai: já disse que não, vai se limpar.
Eu: eu limpo no caminho.
Eu falo isso pegando a porra que pingou no meu rosto com o dedo e lambendo.
Papai me leva pra escola e eu passo a aula toda cheirando a macho 🤤.

Mais tarde o meu pai me pega na escola, no caminho a gente está conversando sobre a escola e quando estou falando do meu professor eu provoco ele um pouquinho.
Eu: será que ele podia me dar aula particular? Eu podia pagar chupando a rola dele rsrs 😏
Papai: você não pode fazer isso com qualquer um assim.
Eu: mas eu não sou uma putinha? Não é assim que as putinhas fazem as coisas?
Papai: mas esse é o nosso segredinho.
Eu: mas ele é tão bonito, meu cu fica quentinho pensando nele.
Papai para o carro e fica me olhando, eu só fico dando risadinha.
Papai: você quer rola? Então tira a roupa que eu vou fuder seu rabo.
Eu: não, Tiago deixou muito dolorido.
Eu faço cu doce mas quero muito ser comida. Ele me puxa para o banco de trás e nos tiramos as roupas, ele manda eu babar bastante o pau dele. Então ele senta e me coloca de costas pra ele e me manda sentar no pau dele. Eu tento ir devagar que meu cuzinho estava mesmo dolorido, mas ele me puxa pra baixo com toda a força, minha pressão chega a cair. Então ele pega no meu cabelo com muita força e fala com raiva no meu ouvido.
Papai: esse cuzinho é de quem?
Eu: seu
Eu falo com lágrimas nos olhos.
Papai: então kika pro papai.
Eu começo a kikar devagar mas ele me manda ir mais rápido, eu tenho dificuldade porque minhas pernas estão bambas. Eu tento rebolar no pau dele por um tempo. Ele da muito tapa forte na minha bunda. Eu começo a me acostumar e rebolo mais rápido, ele faz sobe e desce com o quadril dele o que me faz kikar gostoso.
Eu: aaaiiinn assim é tão bom hmmm
Papai: é gostoso sentar no pau do papai?
Eu: éeee aaaii
Ali eu já era apaixonada por rola, mas com o papai era diferente, eu me sentia mais safada dando pra ele 😈.
Ele metia como se eu fosse uma proficinal, e eu gemia sem vergonha nenhuma ali em público sem nem pensar se alguém ia ouvir. Minha bundinha estava toda dolorida de tanto kikar nele. Ele me segura forte na nuca e no meu quadril e da umas estocadas demoradas com força, depois eu rebolo no pau dele, até que ele me põem deitado de barriga pra cima. Ele coloca uma das minha pernas pra cima e fica metendo gostoso. Ele começa a me da tapas na cara, isso me assusta, mas também me da um tesãozinho, eu estava realmente me sentindo molestada. Já não bastava abusar de seu filho novinho, ele tinha que tratar como uma vadia de rua barata. Não tinha o que fazer, com essa educação eu não ia ser outra coisa além de uma putinha que só pensa em satisfazer macho. Ele usa as duas mãos para segurar minhas mãos por cima da minha cabeça e se apoiar para meter gostoso.
Eu: ain papai eu te amo
Ver um homem daquele por cima fudendo gostoso deixa qualquer putinha derretida.
Ele pega no meu pescoço com as duas mãos para dar estocadas fortes.
Papai: de quem é esse cuzinho?
Eu: é do papai
Papai: então fala de quem é esse cuzinho.
Eu: meu cuzinho é do papai.
Papai: fala mais alto.
Eu: aaaiin meu cuzinho é seu papai!
Papai está fudendo minha bundinha com muita força, eu começo a gemer como se estivesse no cio.
Papai: fala de quem é esse cuzinho!
Ele me abraça forte, eu não tenho reação contra um homem daquele tamanho, ali eu sou só um objeto dele que ele está usando para se satisfazer.
Eu: meu cuzinho é do papai aaiinnnn!!
Ele goza no fundo, me apertando, urrando muito alto, sem vergonha alguma se alguém vai ouvir. Meu corpinho fica muito quente. Ele me da um beijo na testa.
Papai: é muito gostoso fuder o cuzinho da minha putinha.
A gente fica um tempo ali sentados, meu cuzinho cada vez mais demora pra fechar.
Papai: você tá bem arrombadinha, en?
Eu: rsrs 🤭
A gente se veste e volta pra casa.

Em casa está Anderson e um amigo dele, o nome dele Manuel, um negão bem escuro que deve ter 1,90 de altura, bem musculoso, provavelmente um amigo de academia, devia ter uns 30 anos. Ver ele sem camisa no sofá deixa minhas pernas bambas.
Manuel: você não disse que era um menino?
Anderson: ele é, mas ele quer ser mínima.
Eu dou uma risadinha, mas fico com vergonha e vou me trocar e tomar um banho. Passo até perfume de puta que meu pai me deu, eu não posso ver macho que meu cuzinho esquenta ☺.
Eu visto só um topzinho e uma calcinha bem pequena e vou pra sala toda exibida para o Manuel, eu sento no colo do Anderson de costas para o Manuel e com a bundinha bem empinada.
Manuel: ele usa calcinha?
Anderson: eu disse que ela quer ser menina.
Então ele me manda pegar o controle do videogame e dar pro Manuel, eu faço questão de me abaixar e mostrar meu cuzinho pra ele e minha bundinha bem vermelhinha de tapa e de tanto ser fudida.
Eu sento bem no pau do Manuel que está só de bermuda fina. Eu robolo sem disfarçar muito e deito no seu peito. Eu fico me mexendo enquanto Manuel joga, o pau dele fica duro e eu já to salivando. Então meu pai e Tiago aparecem prontos para a viagem até a casa do minha vó. Manuel fica paralisado.
Papai: que isso aqui?
Manuel: ela deitou aqui e eu fiquei sem jeito de tirar, desculpa.
Ele estava bem nervoso e gaguejava.
Papai: cuidado que essa menina é danada, agora vem cá e da um beijo no papai.
Eu vou até ele e a gente da um beijo de língua.
Papai: se cuida, não dá trabalho, entendeu? E obedece eles, seja uma boa menina.
Eu: tá, tchau papai 😘
Eles vão embora, depois de umas horas o Anderson disse que vai pro quarto.
Anderson: Manuel, vai dormir no sofá mesmo?
Manuel: eu tô de boa.
Eu: pode dormi na minha cama 😊.
Manuel: não, que isso
Anderson: você que sabe, fique a vontade. E Lipi, seja uma menina obediente pro tio Manuel, tá bom?
Eu: tá!
Ele vai pro quarto e eu fico no colo do Manuel. Não passa muito tempo e eu já estou rebolando descaradamente no pau dele. Eu estou com uma mão em cada coxa dele, e o pau dele já está babando na bermuda.
Manuel: você gosta de macho mesmo?
Eu: sim, eu sou a putinha da casa, você vai brincar comigo na minha cama?
Manuel: e você quer fazer o que?
Eu: qualquer coisa, você pode fazer o que quiser comigo.
Manuel se levanta e diz que vai tomar banho, ele me convida, mas não sei o que deu em mim, só porque já tinha tomado eu não fui.
Eu: meu quarto é a porta do lado do banheiro.
Ele vai tomar banho, eu fico esperando na minha cama muito ansiosa, pelo que deu pra notar o pau dele era muito grande. Ele entra enrolado com a toalha, ele fecha a porta e fica de pé bem na minha frente. Ele tira a toalha e se enxuga, ver aquele pau enorme balançando a 20 centímetros do meu rosto me faz salivar.
Manuel: eae, você quer fazer o que?
Eu: qualquer coisa que você mandar.
Eu estava quase implorando pra ele me foder.
Manuel: vamos brincar de papai e mamãe?
Eu: tá
Manuel: eu sou o papai e você a mamãe. Você sabe o que o mamãe faz?
Eu: ela obedece tudo que o marido manda 😇
Manuel faz um carinho na minha cabeça, com seu pau enorme de uns 25 centímetros apontado para meu rosto encostando meus lábios. Ele aperta o pau e uma gota da baba do pau dele pinga devagar, eu coloco a língua embaixo e aquela gota cai na minha língua, meu corpo aquece na hora, eu dou uma chupadinha pra beber a babinha que tá saindo do pau dele então olho pra ele mordendo o lábio com muito tesão.
Ele me põem de 4 e eu já abraço o travesseiro esperando aquela rola me arrombar ainda mais, fico com a bundinha acima da cabeça. Ele chupa meu cuzinho por um tempo, as linguadas dele são tão deliciosas, meu corpinho tá completamente arrepiado.
Manuel: será que esse cuzinho aguenta?
Eu: põem devagar amor
Manuel: eu sou seu amor? Rsrs
Eu: você é meu maridinho que vai comer a mulherzinha dele.
Ele põem a cabeça e vai metendo, e pra surpresa dele o pau dele vai entrando devagar mas de uma vez só. O pau dele tá bem apertado mas meu cuzinho é acostumado é levar rola. Ele vai botando e eu vou gemendo bem baixinho. Ele põem de uma vez até o quadril dele encostar na minha bundinha.
Manuel: que isso, como esse cuzinho engoliu todo o meu cacete? Você deve da muito essa bundinha, né?
Eu: rsrs
O pau dele é maior, mas não é tão mais grosso do que os do papai e meus irmãos. Ele passa um tempo admirando, mas logo começa a meter bem devagar, ele tira até a cabeça e põem tudo de uma vez, cada vez que ele mete tudo eu dou uma gemida, o que faz ele meter com mais força. Depois de um tempinho ele fode mais rápido, as estocadas contínuas me fazem gemer como uma cadelinha.
O Anderson bate na porta.
Anderson: tá tudo bem aí?
Eu: táaa aaaiinn
Anderson: vocês estão fazendo o que?
Eu: estamos brincando de casinha.
Anderson: é?
Eu: sim, eu sou a mulherzinha, e ele o marido hmmmmm
Manuel mete gostoso sem parar.
Anderson: e vocês estão fazendo o que agora.
Eu: aaaiin agora o marido tá usando o cuzinho da esposa
Manuel: essa bundinha é uma delícia
Anderson: essa daí é bem putinha, você pode botar com toda força que ela aguenta.
O Anderson fala isso e sai. Manuel começa a tira tudo até a cabeça e meter com muita força.
Eu: aaai aaai hmmmm
Manuel: aaaa você gosta de ser fudida forte, né?
Eu: aaaiin amor
Ele mete rapido e forte, tirando o pau quase todo em cada estocada, eu não aguente e começo a gemer alto. Ele põem uma mão na minha cabeça e outra no joelho dele, eu me sinto realmente como a mulher dele, já que ele não era parente, eu via ele como um namorado, satisfazer meu macho é uma sensação maravilhosa. Ele pegava nos meus braços para me puxa pra trás pra meter forte, eu tentava sempre deixar a bundinha mais alta que a cabeça. Foi uma meia hora de um sexo delicioso, meu corpinho já estava dormente. Ele pega no meu cabelo e começa a meter o mais rápido possível, ele fode igual um animal, e sem pena ele morde meu ombro com toda a força, ele urra enquanto soca no meu cuzinho.
Eu: ainnn amor, goza no meu cuzinho, goza.
Em todos os outros quesitos eu falava de forma infantil, mas no sexo eu falava como uma putinha proficinal.
Ele deu uma última metida e gozou fundo, eu rebolava involuntariamente, ele se curva pra cima, e fica me olhando com o pau latejando no fundo do meu cuzinho.
Eu: eu sou uma boa esposinha?
Tento falar com a voz mais safada possível, mas estou meio cansado também.
Ele da mais algumas estocadas e tira o pau de uma vez. Ele abre minha bundinha e fica olhando o estrago que fez. Ele olha meu ombro roxo pela mordida e faz uma carinha de “iiih”.
Eu: tá tudo bem, apaga a luz e vem dormir.
A gente dorme, e no outro dia de manhã meu cuzinho ainda tá piscando.

No outro dia de manhã eu vou tomar banho para ir para escola. Anderson aproveita me fuder no chuveiro. Manuel entra sem bater.
Manuel: opa!
Eu: oi amor
Anderson: relaxa, fica a vontade, tô vendo que você pegou ela de jeito ontem a noite, até marca de dente deixou.
Manuel mija enquanto Anderson termina de meter no meu cuzinho, ele manda eu ficar de joelhos e abrir a boca com a língua pra fora, ele dá uma gozada deliciosa na minha boca e no meu rosto. Eu pego a porra no meu rosto com o dedo e lambo com carinha de safada. Eu dou uma chupadinha ainda, ele me manda ficar de joelhos e começa a me dar um banho de mijo, eu me esfrego com aquela água quentinha.
Anderson mando eu terminar o banho e sai. Manuel vê tudo se masturbando. Eu tomo banho tentando sensualizar pra ele. Quando eu termino eu escovar os dentes, Manuel fecha a ponta ainda com um pingo de vergonha e manda eu abrir a boca cheia de pasta. Ele da uma gozada quentinha na minha boca e mandar eu continuar escovando, eu escovo com a porra dele que espuma muito, eu cuspo e continuo como se fosse uma escovação normal.
Manuel: então você bebe mijo também?
Eu: eu faço o que meu maridinho mandar 😘
Manuel: então vem, põem na boca.
Ele tinha acabado de mijar, mas gozar fez ele querer mais um pouco. Ele coloca a ponta da rola na minha boca, e começa a mijar e eu bebo como se sugasse um canudo, ele não mija muito, eu bebo tudo, aquele mijo quente desce rasgando minha garganta, meus olhos lacrimejaram um pouco.

Mais tarde o Anderson vai pra sala para me pegar para ir pra escola, mas o Manuel está nu, sentado na minha cara enquanto eu dou linguada no seu cu, ele está se masturbando. A minha lancheira está na minha barriga, ele se levanta, pega a garrafa de suco e da uma gozada dentro bem na frente da minha cara, ele estava curtindo me humilhar. Anderson insiste em me mandar lavar bem o rosto, e então nós vamos para a escola.

Eu mamo o Anderson no caminho, mas a gente tem que ficar parado na frente da escola esperando ele gozar.
Anderson: você mama qualquer um, né?
Eu: uhummmm
Anderson: de vez em quando eu vou botar você pra mamar uns conhecidos, vou transformar você em uma putinha de verdade.
Eu: hmmmm
Ele goza aquela gozada sofrida fazendo força já que tinha gozado muito mais cedo, ele me da um pacote de bala para esconder o hálito de porra, mas eu “esqueço”😈 de chupar as balas e fico com gostinho de leite de macho na boca até a hora do recreio 😋.

ʕ•́ᴥ•̀ʔっ

Espero que tenham gozado bjs bjs 😚😘

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,46 de 28 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

9 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Drrr ID:g3ja3ft09

    Faz mais! Que delícia!

  • Responder luiz ID:dlns5khrd

    O moleque gosta de ser putinha eu tambem entre 4 paredes adoro ser putinha

  • Responder Tarado ID:dloxfsihl

    Conto legal, tem q transformar meninos em viadinhos mesmo. Menino tem q usar calcinha fio dental logo q deixam de usar fraudas @procurobdsm1

  • Responder Ladygaga ID:1v7ggrhi

    Conta mais especifica tipo 1 2 e 3 pra gente nao se perder

  • Responder Putinha do sul ID:81rd515p8m

    Conto maravilhoso, continua

  • Responder Novinho ID:1daic2am9a

    Por favor continua está incrível

  • Responder Yasser ID:3ij204imv9j

    O conto está legal, mas não curti muito transformar ele em mulherzinha, acho que manter o personagem como homem pode deixar a história mais masculina e homoerotica.

  • Responder Admirador ID:81rg0lh49c

    Que delicia de conto, pode continuar top demais

    • Yudi ID:bf9fgbxxia

      O conto é muito bom, mas os pronomes usados parece q eles estão fudendo uma garota de vdd