# #

Não queria… mas me apaixonei pelo marido do Tony

3549 palavras | 1 |3.57
Por

Gente… foi a tranza mais louco que fiz até hoje, que macho delicioso… Tony… desculpa por isso, mas vou querer mais disso…

Oi… eu Si… nos relatos anteriores eu estava me passando pelo Tony, pai do meu cunhadinho, que virou gay e se casou com um puta macho, mas agora é que eu entro na história…

Voltarei ao início de tudo, como tudo me levou a essa história…

Recaptulando, lá na primeira parte, quem quiser saber é dó procurar pelo meu nome Simone Safada…
(A história do pai do meu cunhadinho, virando fêmea…),

Minhas duas irmãs a Say (trans) namora o Tavinho filho do Tony, que contei a história dele e Aninha namora o Hélio mas tava doidinha pra dar pro Marco, marido do Tony, tudo começou por causa da discussão delas…

O Tony queia falar com a Aninha e eu não sabia o que era … achava que era para ela não ser tão… digamos… ELA… perto do Marco, não ficar dando mole pra ele, pois eles são casados e segundo o Tony, depois da Camilla nunca mais teve uma bucetinha para comer, foi uma promessa entre eles… e com a Aninha, minha irmãzinha super linda, gostosa, tarada, que sempre anda com roupas curtíssimas e decotes generosos valorizando seus peitões, que estão bem maiores que os meus, deve estar deixando aquele macho maluco, pois ela, a irmã gêmea trans SAY e o Tavinho cunhadinho, não se desgrudam…

Minha conversa com o Tony…

– EU – Já entendi… a Aninha fica provocando seu macho né ? podi dexá… eu falarei com ela para deixar vcs em paz, não duvido nada que ela não esteja provocando de propósito…

A Aninha tem um namorado e eu sei que o combinado deles é que a Aninha pode tranzar com nosso irmão, o Jr., e o namoradinho pode ficar tranzando com a mãe dele… mas nada fora disso…

(Eu tb já contei isso aqui no site…)

– Tony – Não… não é isso… é justamente o contrário, se ela quiser… ela pode…

– Eu – O quê ???? mas depois de tudo isso que vc me contou, vai deixar ele ter uma recaída ?

– Tony – Vou arriscar… é melhor do que vê-lo assim como está, todo cabisbaixo, sem ânimo, sem alegria, só volta a ser o meu Marco quando está perto da Say e da Aninha, principalmente da Aninha, ela trás muita alegria lá pra casa, eu percebo ele se esforçando para não abusar da espontaniedade dela, tb percebo muitas caras e bocas, joguinhos de sedução que ela faz, provoca ele sempre, se não fosse a sua promessa comigo…, já tinha comido ela…

Eu com minha diabinha falando na minha cabeça, já querendo dar uma pernada na Aninha e assim fiz, após ele me contar toda sua história, já quase de madrugada, eu toda molhada de tezão, ele foi embora, mas pra sua surpresa quem apareceu lá no ap dele logo cedinho no dia seguinte ? fui euzinha…, prontinha pra ir pra piscina, fui convidar minha mais nova melhor amiga, adivinha quem abriu a porta sem camisa ? com calção de jogador, nossa !!! minha bucetinha escorreu na hora…, afinal fui com aquela intenção, passei a madrugada toda pensando como eu ia seduzir aquele macho ou melhor fingir que estava sendo seduzida por ele, não podia ser facinha… o que é muito complicado, kkkkk… entrei sem mesmo dar importancia a ele, só minha xerequinha que começou a molhar e exalar o meu cheirinho, fui entrando e perguntando pelo Tony, invadi seu quarto, eu de chortinho enfiado e a parte de cima do meu biquine muito pequeno, invadi seu quarto e como se fossemos super amigas intimas, esperei ele colocar um calção de banho e fomos pra piscina sem se importar com seu macho, já na piscina fui indagada:

– Tony – Que foi isso ? pensei que …

– Eu – Aninha ??? nãooooo… euzinha… euzinha dou um trato no seu macho… nossa eu sabia que ele era gostoso, mas não tinha ideia de quanto… minha bucetinha molhou na hora…

– Tony – Eu não sei não… acho que ele ia querer mais a sua irmã…

– Eu – É mesmo ??? então quem é aquele ali chegando …

Marco veio na nossa direção, eles não podem ser íntimos em publico por mais que todos saibam que são um casal.

– Marco – Oi Si… nem falou comigo direito (me dando 3 beijinhos)

– Eu – Há… foi mal é que o Tony tava atrasado no nosso combinado da piscina…

– Marco – OK… quer que eu passe bronzeador ???

– Eu – Tony !! vc passa em mim ?

Então Tony sem entender nada passou bronzeador em mim, ficando na frente do Marco, falou no meu ouvido:

– Tony – Era a oportunidade… e vc perdeu a deixa…

– Eu – Relaxa… não vai ser hoje… nem amanhã…

Nesse dia o Marco a todo momento ficava me olhando e mexendo naquela ferramenta grossa meia bomba por cima da sunga, vinha sempre ver se precisávamos de alguma coisa, eu falava manhosinha que queria água, ou outra coisa qualquer, mas eu dizia sempre “deixa ali na mesinha” e puxava o Tony pra piscina perto de mim, até quando fui ao banheiro eu carreguei minha amiga junto… com reclamação dele…

– Eu – Vc não sabe que amigas sempre vão juntas no banheiro ???

– Eu – Tony como é que eu nunca percebi… teu macho é gostoso demais…

– Tony – É sim !! não é ???? nunca me canso de ficar olhando pro peitoral dele, mas o que eu mais gosto é os pelinhos, “o caminho da felicidade”, douradinhos e claro mesmo mole é divino…

– Eu – Deu pra perceber… ele só fica mexendo naquele troço… e eu molhadinha… kkkkk….

Assim passamos o final de semana todo, eu e Tony juntas, a merda que deu foi com a Aninha, que reclamou que eu estava invadindo seu espaço, ela queria dar pro Marco, mas eu me metendo no meio, ela ficou sem sua atenção, isso deu uma briga la em casa, mas mostrei minha autoridade de irmã “mor” e mandei ela sussegar a piriquita dela…

Naquela mesma semana virei melhor amiga do Tony, sem dar atenção ao Marco, principalmente quando estávamos os tres juntos, mas sempre que eu chegava perto dele, minha bucetinha molhava, ao ponto dele perceber que tinha um cheiro diferente no ambiente, eu tentava me controlar para não sair agarrando o cara… e esperar até chegar o dia fatídico. Eu fiquei sem mesmo me tocar, minha xerequinha tava inchada e super senssível, acordava com ela melada, escorrendo, eu estava deixando todo mundo maluco, o macho, o Tony e minha bucetinha, kkkk.

Minha intenção era ele não perceber que estávamos armando pra ele… e eu sei que macho gosta de conquistar, não podia ser uma presa fácil, se fosse fácil perderia o interesse rápido. Eu esbarrava com eles no corredor, dava beijinhos no Tony e ouvia reclamação do Marco “e eu não ganho?”, dava um beijinho meio de lado, quase no canto da boca, deixando ele doido, esbarrando com o braço no pau dele, percebia que estava deixando ele maluco…

Certo dia esbarrei com ele saindo da academia do prédio, todo suado, camiseta larga aberta, molhada, olhei pra ele e mordi meu lábio propositalmente percebi que ele tinha visto, deu muito certo, tirou a blusa e fomos em direção ao elevador…

– Marco – Vem nesse que o do seu bloco está em manutenção…

Entrei com ele, eu acoada contra o espelho, de frente pra ele, meu olhos na altura dos seu mamilos, seu peito definido, seus pelos lisos molhados, tinha espaço no elevador mas ele estava quase colado em mim, seu andar passou, eu falei…, mas ele não se importou, eu moro na cobertura, minha buceta inchou, molhou, meu cheiro saiu e tomou conta do elevador, não conseguia tirar os olhos do seu peitoral, seu cheiro de suor entrava no meu nariz tomava conta de mim, se misturou com o meu feromônio, minha pele arrepiada, ele foi chegando, me precionando, seu pauzão duro chegou na minha barriga primeiro, olhei pra baixo…, olhei pra cima…, um sorrizo safado lindo, segurei o pau dele olhando nos seus olhos, abriu a porta do elevador… uma moradora percebeu o clima e não entrou, eu apertava seu pau com minhas duas mãos, ele veio se curvado, fechei os olhos para receber seu beijo, meu andar chegou, sai correndo dali, eu estava gozando só com esse jogo, ele tentou me segurar, minha boca esfregou no seu peito suado, fui embora rebolando, sendo olhada por ele…

Já em casa nem precisei me tocar, gozei passando sabonete nela, de madrugada recebi um telefonema do Tony, pensei que tinha acontecido algo terrível, mas sim, foi… me contou que chegou em casa do trabalho e foi devorado como a muito tempo não era, que ele estava com um tezão de urso, que o pau dele estava tão duro e que a fúria foi tanta que chegou a sangrar seu cuzinho, que gozou rios e ainda estava escorrendo enquanto falava comigo, perguntou se eu tinha alguma coisa a ver com isso, falei o ocorrido nos mínimos detalhes, ele disse que enquanto eu fala ele tava tocando umazinha me ouvindo…

Ele ficava na espreita me esperando, já estava prevendo o momento que ele ia me estuprar e eu não podia chegar perto dele que minha buceta só faltava pular do meu corpo em direção a sua pica.

– Marco – Pq vc esta fazendo isso comigo ?

– Eu – Fazendo o que ?

– Marco – Me deixando doido…

– Eu – Vc é casado…

– Marco – E se eu não fosse…

– Eu – Hummmm… vc vai querer se separar ? só por uma tranza ? tu é bem FDP…

– Marco – Não… claro que não… é só uma hipótese… se fosse outra situação…

– Eu – Mas não é… deixa eu passar…

– Marco – Não estou te segurando…

– Eu – Mas assim vou ter que esbarrar em vc…

– Marco – E isso é ruim ?

– Eu – É… Não !!!… não sei…

– Marco – Não tem problema… pode se apoiar nele como na última vez… ta calor aqui…

– Eu – Hummmm… pára… eu não quero…

– Marco – Não quer ? ou não pode ?

– Eu – Não posso… o Tony… ele não merece…

– Marco – Eu sei… mas sei que rolou alguma coisa…

– Eu – Como assim ?

– Marco – Entre agente… tem um clima… não paro de pensar em vc…

– Eu – Mesmo quando vc esfolou o Tony ?

– Marco – Ele te contou isso ? mas ele não sabe… ou será que sabe ? eu só via vc naquele momento… na minha frente eu só enxergava vc… pra mim a bundinha dele era a sua, e sentia seu cheiro… esse cheiro que estou sentindo agora…

– Eu – Safado !!! … Não sei do que está falando… deixa eu passar…

Pra não pisar no jardim tive que me segurar nele, seu pau se esfregou no meu pearcing, meus puffys nipples inchados demais mesmo com minha blusa ficaram muito oriçados, conforme fui passando minha boca a um centímetro daquele Zeus, minha mão desceu passando pelo seus pêlos, passando minha unha de leve, vi ele se arrepiando, eu não tinha coragem de olhar pra ele, bloqueou minha passagem com a mão na minha cintura, grande erro foi olhar pra ele, um beijo devorador, sua lingua invadiu minha garganta, seu pau enorme duro querendo arrombar meu umbigo, que beijo…, ele parou e ficou me olhando, abaixou a mão achando que eu não fosse sair dali, olhei novamente pro seu peitoral esfreguei minhas unhas ao passo que fui me afastando e fui embora…

Entrei no elevador sozinha, encostei no espelho e não me contive, meti o dedo na minha buceta, gozei na hora, um casal entrou no elevador para descer, só que eu já estava subindo, meu cheiro tomou conta, a esposa fez uma cara de espanto, o marido se segurava para não olhar, subiram até minha cobertura sem falar nada, passei pelo macho com a esposa olhando pra ele e sem poder esbossar qualquer reação, antes mesmo da porta fechar ouvi ela reclamando de alguma coisa, entrei em casa e me joguei no sofá com a buceta escorrendo, queria um pau nela agora, mas coloquei um ventilador, o que me fez lembrar do meu irmão num dos meus primeiros relatos, que merda… minha buceta chorou de saudades dele e daquela piroca… fui pro banho, minha irmã chegou reclamando que o insenso acabou e que o cheiro da minha buceta estava insuportável, pelo que conheço dela, ela estava querendo entrar pra me chupar, mas eu queria era o Marco e já estava achando que o tiro saiu pela culatra, eu estava ficando caidinha pelo por ele.

Recomposta fui me encontrar com o Tony, falei como estava me sentido e não poderia fazer isso com ele.

– Tony – Não pf, eu sei, ele mexeu com vc e vc com ele, eu percebi, mas não é só na tranza que ele melhorou, está super atensioso, está malhando pra cacete, acorda com disposição, meu cuzinho esta em frangalhos, está mas vaidoso e atensioso comigo, vc melhorou nossas vidas só esta semana, está parecendo o tempo em que tinhamos a Camilla, eu já te liberei para dar pra ele, sei que viramos amigas, se quiser eu participo, é só marcar… mas a primeira pode ser só vcs… deixa ele se sentir como ele era… faço o seguinte, carrego todo mundo pra um passeio, menos ele, sei que tem um jogo que ele quer ir, ele não vai querer ir comigo pro passeio, vou ficar o fim de semana lá no resort e vc liberada… digo que vc gostaria de ir no jogo com alguem e ofereci ele pra te acompanhar, que tal ?

Topei, e já fiquei maquinando, Tony levou minhas irmãs e seus namorados para o resort, e eu tinha recebido um zap dele convidando para o jogo, me preparei comprei uma blusinha baby look do Palmeiras larguinha sabendo que ele era fanático… e eu que nem sabia o nome de nehum jogador, nunca liguei pra futebol, só quando é copa do mundo, fui de lag verde, meu pearcing verde, meu olhos verdes, sandalinha verde, o cara endoidou na hora que me viu, fez maquiagem de guerra verde e branco nas minhas buchechas, tanto minha minha bucetinha inchou quanto e pau dele endureceu no chorte, meus bicos sem sutiã incharam, no ônibus ele encontrou com amigos de torcida, todos felizes pois o Palmeiras estava em primeiro com dez pontos na frente do Fluminense, sei disso pq eles não paravam de falar que iam ser campeões de qualquer jeito esse ano, os amigos deles estavam me devorando com os olhos, tinha mulheres lindas na torcida, mas já no ônibus elas se trancaram com ódio nos olhos, eu estava estonteante e quando tive que segurar no ferro do ônibus meus peitos apareceram, todo mundo olhou, tive que abaixar os braços, ele estava esfregava seu pau nas minhas costas, senti ele abaixar pra poder encaixar na minha bunda, parecia que ia furar minha calça, ao mesmo tempo que eu tinha que ficar quase na ponta dos pés, me lembrou quando conheci meu ex-negão, hoje não estou mais com ele, casou com minha clone, eu já contei isso aqui tb nesse site, ele teve que se encrespar com um monte de gente, ele se curvava esfregando sua barba por fazer me deixando arrepiada, aquele jogo estava empatado, minha buceta gozada com dois ob’s dentro e ouvi um aháaaaaaaaa…. baixinho no meu ouvido e uma movimentação com a bandeira que ele levava, estava se limpando com ela, cara que loucura DELICIOSA… já no estádio me carregou no banheiro junto com ele, me deixando perto de um ambulante, dentro da “LOJINHA” desse ambulante, voltou a jato, agora era minha vez, os ob’s não seguraram meu gozo, minha calça manchou, bem eu ia na mancha verde mesmo, kkkkk…. troquei os ob’s e voltei, não tinha papel mas como eu levo minha toalhinha fiz a higiene com ela e coloquei dentro da calcinha, então virou um capozão de kombi, kkkkk….. ele me viu chegando de longe e tentando esconder o barracão armado com a bandeira suja de porra, eu via ele olhando direto pra kombi. Muita gente chegando, os amigos chamando ele pro meio da muvuca, ele queria ir, mas ao mesmo tempo achou melhor ficarmos longe dos tarados, ele fez o certo, do jeito que eu estava com tezão eu ia dar pra todo mundo, kkkkk…. ficamos no limite da arquibancada no alto, vimos o jogo e o tempo todo ele me segurando, me protegendo, não senti um só momento a piroca dele ficar mole e minha buceta o tempo todo molhada, ele tomava cerveja e eu dava uma goladinha, sou fraca pra álcool, vi ele mijando num copo de depois jogou la em baixo, achei um absurdo, falou que estava se vingando dos banhos que ja tomou, percebi que isso era normal então, Gol do Palmeiras, me agarrou… me levantou e tascou um beijão, fiquei ali naquele colo um tempão ele me segurando no alto, sentia a piroca dele me espetando em baixo, não podíamos fuder ali, mas vontade é que não faltava, ele me levantou mais e chupou com muita força um mamilo, foi me descendo e continuou me beijando, quando terminou percebi algumas pessoas olhando abismadas e outras com cara de tezão, dali até o final do jogo qualquer motivo era de nos beijarmos, juiz apitou final do jogo e todos foram saindo aos poucos, nós aguardamos comigo sentada no colo dele, sentindo aquile volume todo como se tivesse pele com pele, ele olhava pro meus peitos e eu dizia não com os dedos, havia muitas crianças ali olhando aquilo que acontecia, com o esvaziamento do estádio ele foi me puxando no contra fluxo do povo até que achou um local na arquibancada já bem mais escuro, perto de um muro e grades, eu entendi, vai ser ali, vai ser agora, não dava mais pra adiar, ele meteu a mão por dentro da calça com a chave de casa e furou minha calcinha e minha lag, arrancou o paninho e tive que tirar os ob’s antes de me entupir com tudo la dentro, foi enfiando e me beijando, nossa como era grosso e estava muito duro, não é tanto quanto o do Jr. mas eu estava me segurando a duas semanas, nem consolo, nem dedo, nem piroca, muito menos o Jr., meu irmão de 26 cm, aliás estamos brigados e a muito tempo não nos vemos, ele enfiando e eu escandalosa gritando de tezão, mesmo me beijando ouvia-se meus gritos, nada o fez parar, ele enfiava e eu gozava, que piroca gostosa, que saudades de um macho entre as pernas, ele fudia com fúria, mordi seu lábios de arrancar sangue numa de suas pirocadas fortes, me puxou com força e enfiou tudo, minha buceta se dilatou o máximo pra receber ele todo, parou e senti os jatos dentro, que deícia, mas não parava, me beijando, o tronco inchado dentro de mim, senti ele mijar também, aquilo quente demais queimando me deu um prazer que nunca tinha sentido, gozei também mijando na sua pica… que delícia, fiquei molinha espetada nele, sem forças pra me segurar, só ele me segurava ali, mas ele não parava de enfiar, até que o troço dele foi ficando menos duro, mas ainda sentia ele mijando bem fraquinho, fui retomando minhas forças, beijando aquela boca, já quase meia noite ainda dentro do estádio, nem eu nem ele queriamos nos afastar, ele ia tirar e eu puxava ele contra mim e voltava a enfiar, mas o pau dele se rendeu, foi amolecendo, escorregando um momento de descuido saltou pra fora, sentamos por um momento, a luz de uma lanterna longe, fomos rápido ao banheiro, nos lavamos só enxergando com a luz do celular, depois disso fomos em direção a luz do guarda, conseguimos com muito custo nos deixar ir, mas um pouco eu ia ter pagar um boquete nele, mas como estávamos fedendo a mijo e gozo ele nos liberou, nenhum taxi quis nos levar, pegamos ônibus que mesmo com pouca gente se afastaram de nós, aproveitamos para ficarmos namorando sem nenhum pudor, minha buceta estava ardida, mas satisfeita, que delícia de foda mais louca, eu adorei isso…

Continua…

Bjs Si…

Ps. Votem, comentem, sejam gentis…

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,57 de 7 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Henrique (BinariusMan) ID:gp1eoowqm

    Eita Si. Que saudades dos seus contos.
    Vc continua a mesma de sempre. Safada como já diz seu nome e cada transa melhor que a outra.
    Parabéns pelo conto. Sou seu leal leitos.
    Beijos.