# # #

Minha irmã, minha namorada 2

3849 palavras | 3 |3.86
Por

Trago nesse segundo relato mais fiel aos detalhes que vai fazer você homem ou mulher ficarem daquele jeito

Olá meus caros leitores mais uma vez aqui trazendo um relato de mais um dia com ela, minha maninha que hoje e minha namorada.

Trazendo essa continuação quero deixar bem claro tem características próprias e gosto de ser o mais detalhista possível. E esse conto não e só sexo, só aventuras é uma demonstração de quanto a vida pode surpreender.

Então para quem não leu o último conto recomendo que leia

Me chamo André 27 anos 100 kg 1,80 m não sou um cara musculoso mas tenho um corpo com um shape legal, a outra pessoa desse conto é minha irmã Rosana 18 anos morena clara 1,65 m 63kg cabelos lisos e compridos peitos e bunda tamanho m. Linda demais

CONTINUANDO depois da primeira vez que transamos e praticamente nos declaramos um para o outro a nossa relação mudou e é claro tivemos que conversar sobre tudo cobrir todas as possibilidades de ninguém descobrir aquela relação que para a gente já deixava de ser um incesto e estava virando uma coisa mais séria ambos estávamos muito envolvidos e hoje eu vou relatar o que aconteceu já com alguns dias com Rosana.
Eu havia chamado ela para começar o dia assim fomos nos organizar para sair ela teria que ir para o colégio e eu tinha algumas coisas para resolver a pedido dos nossos pais. Então imagine esse caminho até deixar ela no colégio foi uma mistura muito interessante além de termos transado na noite anterior a danada ainda coloca uma calça legging cortando aquela buceta no meio eu faltei ficar louco mas me contive e ainda falei Rosana desse jeito você mata qualquer um e ela com um sorriso doce e ao mesmo tempo safado falou
Ela -é só você não olhar lá
Eu- como e que não olha, tá dividida no meio rsrsrs sorri
Ela- e só sua mais tarde você vai ver ao vivo e a cores não por cima da roupa
Eu-; não fala assim que eu faço o retorno e vamos pra casa
Ela- eu também estou com vontade

Ela pega minha mao e coloca devagar por cima da calça e fala

Ela- sente como estou

A buceta dela tava molhada ao extremo. Meu pau ficou duro na hora e ela percebeu deu uma mexida nele por cima da calça e falou:

Ela- maninho eu quero.

Eu- minha vida agora não dá, estamos corridos hoje mas prometo que vou te compensar.

Parei na porta do colégio dei um beijo discreto pois alguém poderia ver me despedi dela e perguntei se ela queria que buscasse ela, disse que não precisava, resolve tudo que precisa e eu vou pra casa te esperar depois da aula.
Saí de lá completamente extasiado e com muita vontade de fazer milhões de coisas só que a responsabilidade falava mais alto deixei um pouco os desejos e os sentimentos de lado e fui resolver as coisas que eu tinha que resolver que não eram poucas, ajudo na administração da empresa sou formado em administração então meu pai deixa sob minha responsabilidade, algumas coisas da empresa, ele gosta de cuidarndo pessoal, e estar no meio da produção e a parte administrativa eu organizava. E sempre deu muito certo confiava muito em mim e eu sempre dei o meu melhor até porque eu devia isso a ele e minha mãe, às vezes bate uma bad, porque devido aos valores que todos tínhamos e sei que o incesto e mal visto e que aquela relação descoberta por eles seria como uma bomba, mas não e só sexo era algo que nunca senti, tínhamos uma sintonia que eu nunca tive com ninguém então deixei o sentimento ruim de lado.
Entre pedidos,entrada e saída de mercadoria RH e por aí vai o dia passou rápido eu não tinha horário na empresa a partir do momento que eu resolvesse tudo eu tava liberado. Então fui até meu pai conversar para saber se teria algo que ele queria, e nesse momento ele disse uma coisa que eu não imaginava, falou que iria começar a ficar na fazenda com minha mãe depois do expediente que na verdade era uma coisa que já estava acontecendo só que ainda não tinha falado que ficaria permanentemente só viria para a cidade cuidar da empresa e depois do expediente iria para a fazenda ficar com a minha mãe, aí meus caros leitores parece que tudo estava encaminhando para termos um futuro não como irmãos mas como um casal sem medo de alguém pegar então fiquei satisfeito parabenizei meu pai e falei que tava certo.
Então me organizei e peguei minhas coisas fui para o carro e parece que aquela danada adivinhava quando eu saía isso era por volta das 15 h já ficava mandando mensagens

Ela-cadê você vida

Eu- tô saindo da empresa

Ela- voce vai vir pra casa

Eu- vou sim, você precisa de algo.

Ela- não tudo que eu preciso está com você, estou esperando chegar bjus

Eu estava me sentindo nas nuvens e ela também, no caminho coloquei uma música e fiquei pensando no que iríamos fazer praticamente à tarde e à noite e é claro que fantasiei muita coisa, então tive a ideia de passar na farmácia para comprar algumas coisas e medicamentos básicos para dor de cabeça entre outros e tinha uma promoção de Cialis e tipo o Viagra só que com poder de durabilidade maior, eu não precisava mas eu queria meter muito e eu tenho certeza que ela também então comprei uma cartela com dois comprimidos e mais algumas coisas, comprei o lanche que eu sabia que ela adorava e parti para casa.
Chegando na nossa casa eu fui recepcionado de uma forma que eu nunca havia sido recebido, ela tava com uma roupa discreta mas ao mesmo tempo muito atrativa um vestido branco bem colado toda maquiada cabelo feito que brilhava no sol eu fiquei extasiado com aquela visão, ela abriu o portão e ficamos nos encarando e rindo enquanto eu entrava na garagem, ela fechou o portão trancou e veio até mim me deu um beijo rápido e disse.

Ela- achei que você não chegava mais

Eu- eu demorei porque trouxe isso

Quando ela viu a embalagem já sabia de onde era ficou tão feliz e ainda me disse que tava com fome mas, a ansiedade que ela tava para eu chegar que nem comeu.
Eu dei um selinho nela e pedi pra me ajudar a levar as coisas para dentro e prontamente já foi pegando algumas coisas e eu peguei o restante e fomos lá para dentro conversando e falando do nosso dia, relatei para ela que papai iria ficar mais na fazenda só que ela já sabia porque minha mãe tinha falado sorrimos bastante e ainda disse agora vamos ficar mais tranquilos sem medo dos nossos pais chegarem. Ela sorriu me deu um selinho e me chamou para sentar na cozinha que ela iria comer. Sentado ali conversamos bastante trocamos carícias algumas vezes me pegava admirando ela e outras vezes pegava ela me admirando e quando nossos olhares cruzavam sempre riamos um pouco até falamos que podíamos ter descoberto isso antes e é claro não deixamos de falar no futuro tínhamos quase 10 anos de diferença ela no início e eu já veterano perto dos 30 então isso me trouxe alguma preocupação que foi logo confortada com ela me falando que a nossa atração não foi só naquele momento era uma coisa que foi evoluindo com essa convivência e conseguimos chegar onde queríamos, nesse instante dei um selinho e falei

Eu- minha vida vou tomar um banho, tô destruído uma correria e um calor danado

Ela- você quer companhia

Disse ela sorrindo.

Eu- falei claro que quero

Organizamos a cozinha jogamos o lixo fora e sempre conversando, daí fomos para o banheiro e é claro sempre nos beijos e abraços ela estava muito perfumada cheirosa demais então aproveitava para beijar pescoço boca chegando lá eu tirei a minha roupa e ela falou

Ela- tira a minha também

Então foi com calma tirei cada peça de roupa admirando cada pedaço daquele corpo e claro dando vários beijos em seu corpo deixando nos dois entorpecidos com o cheiro que nossos corpos sedentos de desejo estavam exalando, estávamos os dois totalmente nu peguei na mão dela trouxe para dentro do chuveiro e por mais tesão que tivéssemos estávamos curtindo o toque na pele o beijo, abraço, tudo dava prazer inexplicável.
Saímos do banho ela me ajudou a me secar e eu sequei o corpo dela pedaço por pedaço e apesar de não ser o meu intuito aquilo tava excitando ela tanto que quando passei com a mão perto daquela buceta linda que eu havia secado a pouco já estava molhada mas não era de água rsrsrs olhei bem nos olhos dela com um sorriso no canto da boca e falei eu não fiz nada demais e você já está molhada, e ela rapidamente falou, a culpa é sua vocês me secando não consigo controlar, ela tem vida própria rsrsrs dei um beijo na testa daquela bucetinha linda levantei dei um beijo profundo abracei forte sentindo a umidez de nossos corpos, ela foi ficando muito excitada e cochichou

Ela-amor vamos para o quarto

Eu- vamos sim vida

Sem roupa mesmo fomos para o meu quarto liguei a tv apaguei a luz e deixei só na claridade da tv, ficamos grudados, nesse instante falei que iria pegar água pra deixar no quarto ela confirmou com a cabeça, fui na cozinha e na sacola dos remédios peguei o remédio e levei pro quarto, segundo a bula demorava cerca de uma hora pra fazer efeito. Peguei a água segui para o quarto e chegando ela estava cochilando deitada de lado, meu coração veio no pescoço vendo aquela morena linda e nua na minha cama que até ressonava, eu estava sonhando? Não, era real. Naquele momento esse tesão ficou um pouco de lado eu deitei de barriga para cima coloquei meu braço embaixo do pescoço dela que ao perceber grudou em mim jogou a perna por cima e deitou no meu peito, me deu um beijo e voltou a dormir, não tiro sua razão a gente tinha dormido tarde na noite anterior e eu também estava cansado, sentindo o calor do seu corpo mesmo com o ar condicionado ligado foi me deixando mais relaxado e adormeci.
Não sei por quanto tempo dormimos eu sei que não foi muito tempo até porque o filme que eu tava assistindo estava acabando acredito que dormimos mais ou menos uma hora, despertamos com a música do fim do filme, ela foi despertando vagarosamente e percebi porque ela começou a se mexer arrumou o cabelo e com aquele olho baixo ela me olhou sorriu e me beijou e disse que tava tão gostoso grudada em mim como um carrapato rsrsrs.
Acabando de despertar perguntei se ela queria algo, ela pediu água, dei a ela e novamente perguntei mais alguma coisa? E ela com um sorriso inexplicável no rosto falou com todas as palavras quero sim você todo. A minha resposta não poderia ser outra estou à sua disposição minha linda.

A partir desse momento tudo mudaria mais do que imaginávamos ambos com um pique sexual extremo, da pra ter noção que ia ser surreal.

Puxei ela para mais perto do meu rosto virei de lado abracei e comecei a beijar a sua boca e foi aquele beijo lento e suculento queríamos explorar cada pedacinho um do outro, eu mordi aqueles lábios grossos bem de leve puxei a língua dela e comecei a chupar e a cada coisa que fazia sentia seu corpo mais quente e ela mais ofegante, ela jogou a perna por cima de mim, deixando sua buceta no rumo do meu pau que já estava igual pedra, só de chegar perto já sentia aquele calor próximo do meu pau, dei uma pausa e falei que tava com sede, peguei a água e o remédio bebi com uma rapidez gigantesca pra não perder o clima, e continuamos aquele beijo que daí evolui para seu pescoço dando leves beijos no pescoço e voltando para sua boca depois voltando para o pescoço e a nuca sem chupões apenas leves beijos dali comecei a descer para seus peitos beijando todo caminho até eles, dei várias mamadas sem encostar na auréola só passando os lábios no bico dos seios, depois dei um beijo na boca dela com um pouco mais de intensidade, retornei novamente para o seio agora passando a ponta da língua no bico do seio e puxando ele para dentro da boca sem muita pressão de início, aumentando conforme eu percebi as alterações da sua respiração e em seu coração que batia forte enquanto eu sugava aqueles peitos deliciosos e continuei descendo fiz isso ao redor de seu umbigo passei a língua dentro do umbigo dela o que fez ela soltar um gemido delicioso e vagarosamente eu fui descendo através das suas pernas sem encostar naquela buceta que brilhava de tão molhada e ela pedia desesperadamente para chupar ela logo e eu disse que não tinha pressa rsrsrs dei aquele sorriso e continuei até no pé chupei seu dedão ela se derreteu toda voltei fazendo a mesma coisa por dentro da coxa chegando muito próximo daquela buceta mas não havia encostado nela apenas ao redor sentindo o calor, cheiro e o gosto de cada pedacinho, voltei para sua boca dei um beijo intenso, voltei lá pra baixo a buceta meladissina eu fui passando os meus lábios nos lábios daquela buceta suculenta sentindo aquele mel quente fui abrindo a boca e encaixando a buceta dela em minha boca e com a lingua percorrendo toda sua extensão passando a língua entre os pequenos e grandes lábios até chegar no clitóris e comecei a chupar envolvendo toda minha boca e mexendo nele só com a lingua bem acelerado até o momento que senti o canal vaginal apertar no meu queixo ela falando com voz trêmula e ofegante vou gozar aih eu vou gozar to gozando aihhhh e gozou uma quantidade significativa de um mel incolor que deixou tudo melado do meu nariz até o queixo e nela a virilha, coxa até no cuzinho desceu e melou a cama também, ela ficou totalnente imóvel, dei uma chupada de leve naquela buceta melada que ela reclamou que tava sensível o clitoris e dava “choque” depois que gozava no oral, senti o gosto daquele gozo feminino que me deu um tesão danado e fui ao encontro de seu rosto que estava suado enxuguei seu rosto e o meu, arrumei seu cabelo, e ela estava muito receptiva, carinhosa e dengosa depois desse orgasmo, me beijou com a boca até gelada de tanto gemer e respirar forte que rapidamente foi aquecida no nosso beijo intenso e lento, arrepiei todo, ela já recobrando suas forças começou a me guiar me deitou e foi fazendo dando várias mordidas e beijos de leve no meu pescoço, orelha, peito, barriga, virilha e na extensão do meu pau mas, não chupou ela retornou devagar pelo mesmo caminho até minha boca, fazendo esse mesmo movimento repetidas vezes, até que em certa vez ela desceu passou a língua na cabeça do meu pau e abocanhou todo me fazendo dar um shhhhiiihhhhh naquele instante( não sou pauzudo só 17 cm um pouco mais grosso que o normal) e começou um movimento de subir e descer até o talo passando a língua no meu saco e na extensão do meu pau que nesse momento soltava um pre gozo que ela abocanhou e foi chupando com força e bem babado e eu me contorcendo de prazer segurando o gozo mas, era inevitável ela não parou por nada mesmo eu falando que dessa forma eu não aguentaria muito tempo eu juro que tentei mas lentamente fui sentindo queimando na uretra aquela porra vindo muito quente, uma sensação de prazer que veio devagar então senti o coração, respiração, uma pressão enorme no meu pau, nesse momento me entreguei ao prazer e falei AI AMOR VOU GOZAR ela aumentou a velocidade e eu deixei o gozo vir, enquanto urrava gozando dando vários jatos na boca dela que havia diminuído a velocidade até os jatos pararem ela sugou até a última gota engoliu , eu estava fora de órbita até a vista escureceu ela veio toda dengosa falando que leite gostoso e eu apenas rindo então ela me beijou com a boca um pouco salgada mas era da minha porra num dá nada, e ficou passando a mão em meu rosto e me beijando com carinho até recobrar minhas forças, bebemos água e como já esperado o remédio fez com que eu conseguisse manter ereção mesmo acabando de ter gozado tão forte e então puxei a danada e comecei a beijar e passando a mão em todo seu corpo arrepiando e acompanhando pra onde eu guiava subiu um cima de mim entrelaçou nossa mãos apoiou seu corpo em cima do meu, sem para de beijar ela conseguiu sem auxílio das mãos direcionar meu pau para a entrada da sua buceta e vagarosamente ela penetrou ele todo dentro dela e quando entrou tudo ela estremeceu e começou a gemer sem tirar sua boca da minha, deu uma estocada mais forte e foi fazendo o movimento de ir e vir e a cada centímetro que meu pau entrava sentia me apertando mesmo toda molhada e fazia questão de tirar e colocar só pra me ver sedento de desejo mordendo sua boca e enfiando muito rápido e nas estocadas ela dava alguns gritinhos deixei ela parada e comecei a meter sem parar muito rápido sentindo aquela buceta contraindo e molhando mais a minha virilha, dei uma parada e ela aumentado a velocidade sem soltar da minha boca e gemendo a partir das estocada em sua buceta tão molhada fazendo barulhinho batendo as bolas no cuzinho dela e comeco a chupar seus seios e nesse instante sinto uma pressão enorme apertando meu pau seguido de uma lubrificação que meu pau entrava e saia sem qualquer atrito e ela solta da minha boca e começa a ser tremer toda gritando aí tô gozando de novo com voz trêmula e quase de choro rebolando até acabar de gozar, se deitou em cima de mim nos dois suados mesmo com o ar condicionado ligado e curtindo o gozo de Rosana que escorria até na cama, ela ficou deitada no meu peito por alguns tempo dizendo que tava dolorida nas coxas mas queria mais, passei a mão no rosto suado dela e cuidadosamente fui virando com ela até ficar por cima e ela por baixo sem tirar meu pau de dentro e comecei a ir e vir sentindo contrações em sua buceta e a cada estocada no fundo sentia melando muito e comecei a acelerar alternando entre sua boca e seus peitos ela revirando os olhos apertava meus braços e costas com a unha que ardia e mais gostoso metia até que ela soltou
Ela- eu quero que você goze dentro

Olhando dentro dos meus olhos e pedindo com aquele olho cheio de lágrima e sorrindo para mim

Só que nesse momento eu indaguei você pode engravidar ela riu “eu tô usando adesivo contraceptivo”

wow então seu pedido e uma ordem grudei na boca dela suguei a língua fiquei chupando e enfiei meu pau com tudo com várias estocadas lá no fundo e parecia que sua buceta tava mastigando meu pau até que nessas estocadas ela desgrudou da minha boca e gritou

Ela- não para vou gozar!

aí eu vou gozar!

não para eu tô gozando!

Cruzou as pernas atrás de mim inclinou o quadril e começou a gozar quando senti ela gozando dessa vez não consegui segurar então relaxei e deixei vir e quando a buceta apertou meu pau e começou a soltar seu gozo eu olhei nela e falei ahhh eu vou gozar nisso ela colocou a mão no meu pescoço guiou pra sua boca quando começamos a beijar com aquela intensidade eu comecei a gozar e ambos gemendo e beijando naquele ritmo frenético enquanto eu jorrava jatos com menos quantidade dentro dela sentia o seu gozo quente no meu pau e descendo até mas minhas pernas, conforme nosso êxtase foi diminuindo fui apoiando meio corpo em cima do dela e me jogando para o lado suado e exausto.
Ela bem ofegante e eu também, chegou bem pertinho de mim encostou o seu nariz no meu, deu um selinho e ficou me olhando desse momento em diante nós abraçamos de conchinha e dormimos

Acordamos já estava tarde não me lembro ao certo o horário mas já era bem tarde, chamei Rosana para tomar um banho comigo e fomos chegando no banheiro aquele cheiro de sexo no ar entramos e no chuveiro grudados e com o esse banho estávamos bem recuperados.
Descemos para a cozinha fomos comer e beber que não se vive so de sexo e amor rsrsrs terminamos de comer e vestimos roupas leves para dormir isso era umas 11 h da noite fomos para a sala ligamos a TV e como quslquer casal conversamos bastante até entramos em alguns detalhes coisa que a gente nunca tinha sentido, confesso que nesse momento foi muito bom também conversar sobre o acontecido e também sobre outras coisas que encontramos um no outro, essa compatibilidade a cada novo acontecimento descobrimos novidades de um e de outro, temos um nível de conexão forte em todos os sentidos esse relato é prova disso.
Eu e ela somos companheiros desde sempre e a relação de irmãos virou de namorados temos essa relação que não conseguimos explicar. Mas nós amamos cada vez mais

Espero que tenham gostado.
Se quiserem mais estou a disposição

Tele dcptcs1994

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,86 de 7 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Tiago_tchex ID:477hls52d9d

    Cara, eu adorei teu conto.
    Eu já transei com a minha irmãzinha, o proibido é muito melhor do que o livre.
    Até hoje lembro do dia e é como se fosse ontem que transamos.
    Vou te chamar, mas se quiser podemos trocar umas ideias aí…
    Meu telegram: tiago_tchex

  • Responder Morena Curiosa ID:wc60i4xz

    Tem um furo na história, se existem câmeras na casa é claro que os pais tem acesso, afinal é por um app.
    Tirando isso, amei o conto.

    • Dcptcs1994 ID:7xce1pezra

      Só eu possuo o login das câmeras, fui eu que instalei, não existe furo.
      Que bom que gostou