#

Meus hormônios me traíram

1692 palavras | 8 |4.89
Por

Olá carrego comigo algo que aconteceu a algum tempo e essa foi a única forma que encontrei até o momento para pode desabafar.

Me chamo Maria Luísa Tenho 38 anos e sou casada a 19 anos, tenho 62kg e 1,76 de altura.

A 1 ano atrás em uma tarde de Novembro eu estava em casa sozinha, estava de férias, procurando um filme na Nétflix Pra assistir, quando vi o filme “365 dni” resolvi que assistiria ele novamente, apesar de eu já ter assistido ele com o meu marido uma vez.

Comecei a assistir o filme e lá pela metade do filme logo nas primeiras cenas mais quentes comecei a ficar excitada, dei pause no filme fui até meu quarto, tirei a calcinha e coloquei uma saída de banho, me senti mais segura assim pois a sala fica com a janela virada para o lado da rua e caso alguém batesse palmas na frente poderia me levantar na janela e atender normalmente, ou talvez algum dos meus filhos que tinham ido ao um clube com seus amigos pudesse chegar der repente.

Continuei a assistir e já na próxima cena picante comecei massagear meu clitóris, meus hormônios estavam a mil!!!, a cena de sexo terminou mas continuei a mexer bem de leve no meu clitóris, e logo senti o meu tesão escorrer, olhei e vi que tinha feito uma pequena mancha no sofá, nesse momento minha cabeça viajou longe a 11 anos atrás.

Em uma sexta feira meu marido mandou mensagem pra deixar tudo pronto que após o almoço iriamos para o sitio do sócio dele passar o final de semana, onde já aviamos ido algumas vezes, e assim foi feito deixei tudo arrumado e lá pelas 13 horas partimos, o sitio ficava a aproximadamente 250km, e fomos nos divertindo com nossos filhos ainda pequenos, quando estávamos chegando próximo ao sitio porem eles pegaram no sono, a entrada do sitio era muito bonita com coqueiros dos dois lados da estrada com cerca, pois ele tinha gado leiteiro, próximo a porteira da sede meu marido parou o carro e abaixou o vidro pra ver uma cena, um enorme cavalo preto estava louco por causa de uma égua que estava no cio do outro lado de uma cerca, a égua encostava a bunda na cerca e chagava a fazer xixi de tanta vontade que estava, e o cavalo com um pau imenso que chagava a ficar batendo na barriga, tentava montar na égua, porem não conseguia pois a cerca era alta, ficamos alguns segundos ali parado e logo seguimos para a sede principal.

Ao chegar, seu Arnaldo sócio do meu marido, estava sentado tomando uma cerveja e nos deu as boa vindas, assim que desembarcamos nossos filhos já saíram correndo e pularam na piscina, eu ao desembarcar notei que estava um pouco molhada pela cena que tinha presenciado a 1 minuto antes.

A noite foi normal esperamos os meninos dormir e embalados pela bebida começamos a nos acariciar e meu tesão logo floresceu e transamos gostoso antes de dormir.

No outro dia acordamos com o barulho dos vários animais que tinha no sitio, tomamos café e nossos filhos já pedindo pra ir pescar, nisso o caseiro disse que levaria eles pois tinha que pegar os anzóis, eu e meu marido saímos caminhar passamos pelo logo, pelo pomar e chegamos no galpão onde fica os cavalos, entramos e no ultimo espaço estava o cavalo da tarde anterior, todo inquieto, se movimentando muito, chegamos próximo dele e na ora notei o pau enorme dele, oque era aquilo? misericórdia!!!! do tamanho do braço do meu marido e a cabeça um chapéu que provavelmente dava a mesma espessura de uma garrafa de coca cola de 2L, na hora senti meu corpo esquentar e minha bucetinha começou a piscar, meu marido notou que eu fiquei chocada e não tirava os olhos daquele monumento, ele chegou atrás de mim, desceu as maus em minhas coxa e me deu uma enconchada, nisso arrebitei minha bunda esfregando do pau dele que já estava criando volume, como eu estava com uma saia jeans, ele passou por baixo tirou minha calcinha para o lado e passou o dedo na minha buceta que estava encharcada, paramos por ai pois ele ficou com receio que focemos pego por alguém pois o barracão era todo aberto, saímos de dentro desse barracão fomos caminhando em direção ao pomar, os dois calados, mas ao chegar em um ponto que ficava mais escondido ele me pegou por traz novamente, pegando na minha bunda e me perguntou se eu tinha ficada excitada com o pau do cavalo, fiquei quieta apenas retribuído a suas investidas, nesse momento senti minha buceta escorrendo e meu tesão desceu pela minha perna, pois eu ainda estava com a calcinha pro lado, ele perguntou novamente se era por causa do pau do cavalo e eu respondi com ênfase; Logico que é!!! Ele me apertou contra um poste da cerca e enfiou dois dedos na minha buceta que entrou escorregando tamanho era meu tesão naquele momento, nisso escutamos gritos dos nosso filhos e paramos imediatamente, fomos ao encontro e eles estavam brigando por causa dos anzóis, acabamos nos entretendo com eles por ai até próximo a hora do almoço.

Logo após o almoço chegou gaiteiros e violeiros e já começaram a beber cerveja e cantar fiquei um pouco por ali deixei meus filhos na piscina e fui para o quarto, liguei o ar e deitei realmente com a intenção de tirar um cochilo, porem veio a cena do cavalo, minha bucetinha começou piscar já fiquei molhada, abri um pouquinho a porta do quarto e vi que estavam todos cantando, só tinha homens, queria chamar meu marido mas fiquei sem jeito, resolvi colocar um biquíni e ir pra piscina com os meninos, coloquei uma saída de banho pois teria que passar perto da aquela turma, cheguei na piscina tirei a saída de banho e entrei na piscina, fiquei alguns minutos ali mas a minha cabeça estava a mil, sai da piscina falei pros meninos que iria tirar um cochilo que não era pra me incomodar.

Voltei para o quarto tirei o biquíni deitei na cama e comecei me acariciar, com aquela cena na minha cabeça em segundos minha bucetinha estava latejando , fiquei de quatro e comecei a imaginar eu de quatro em baixo daquele animal esfregando minha bunda naquela tora, passei meu braço no meio da minha perna e fiquei esfregando a buceta do meu punho até meu cotovelo, imaginando que fosse o pau do cavalo, que loucura!!!!!!! não demorou pra começar sentir as contrações que anunciam o orgasmo, fechei minha mão bem forte e nesse vai e vem imaginei que a minha mão era a cabeça do pau do cavalo, me arregacei toda e tive um orgasmo muito forte, arrancando esguicho de minha bucetinha e viajando para fora do meu corpo, loucura sem sem fim, desfaleci ali mesmo e acordei com algum dos meninos batendo na porta.

Pois bem, voltando para o ano passado o fato do meu tesão ter me lembrado da aquela ocasião, deixei o filme rodar e comecei me masturbar, estava muito excitada lembrando daquele cavalo, fiquei de quatro no tapete da sala e repeti a cena com o braço do mesmo jeito que eu tinha feito, escuto um barulho olho para a porta da sala era nosso cachorro Keilor, olhando pra mim, tinha entrado pela porta do corredor que dá acesso ao jardim, virei meu rosto para o outro lado pois já estava prestes a gozar e não queria perder o foco por causa do Keilor, quando meu orgasmo começou a chegar senti uma lambida na buceta, tomei um susto dei aquela contraída porem nesse momento meus hormônios me possuíram me fizeram eu empinar a buceta para o Killor lamber , botei a cabeça em cima do sofá sentindo a língua do Keilor na buceta e no cuzinho empinei bem pra gozar e nesse momento o keilor monta em mim, começa um movimento frenético me empurrando contra o sofá e segurando sua patas na minha cintura com força, quando fui tentar tirar as patas com minhas mãos, ele acertou minha buceta e como uma metralhadora fodeu minha buceta, perdi o sentido das coisas arregacei a minha bunda contra o pau dele e comecei a gozar, definitivamente não era eu ali naquele momento, uma cadela, gozando no pau do cachorro, e que gozadaa!!!!! fui as nuvens , não sabia nem oque estava acontecendo, lembro de sentir o Keilor parar me apertando mais ainda contra o sofá e começar esguichar porra dentro mim, no mesmo tempo que algo inchava alargando minha buceta pulsando durante meu gozo, isso tudo deve ter durado 30 segundo, talvez um pouquinho mais, senti minha buceta que nem consegui mais latejar tamanha era o preenchimento, e nisso o Keilor sai pro lado e puxa com força, fazendo minha bucetinha rasgar, gritei de dor e cai no chão, fiquei ali por uns instantes, a consciência começou voltar, me sentia estuprada com a buceta doendo, olhei o tapete tinha escorrido um copo de porra e talvez sangue pois estava com mancha avermelhada, me levantei tratei de deixar tudo limpo organizado e fui tomar banho, literalmente arregaçada.

Me senti muito arrependida, pois sabia que se eu quisesse poderia ter parado e não deixar acontecer, nunca mais me masturbei com a porta aberta, e sempre procurei nem fantasiar mais com isso de medo que na hora da loucura eu poderia fazer novamente.

Depois disso comecei a pesquisar na internet, e notei que não é tão raro de acontecer, pois tem varios relatos, e foi assim que cheguei até aqui. [email protected]

Fim

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,89 de 18 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

8 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Marcos Recife ID:w738y0qk

    Puro tesão não para continua a chama seu marido pá assistir ele vai adorar

  • Responder Anom ID:fi0at6tdz

    Esse conto é bem parecido com um que já li por aqui.

  • Responder Observador ID:41ii0ywot0c

    Caraca, Vazia tempo que eu nao lia um relato tão bom assim, Parabéns consegui viajar para o que vc estava escrevendo….

    se quiser conversar sobre me add no tele.gram arroba observador

  • Responder Bia ID:83100tezra

    MA RA VI LHO SO

  • Responder Ana Moreira ID:jl06gcg6i9

    História louca, mas no fundo deve ter sido mesmo muito excitante!

    • ID:1ghm429qd99

      Tens pensado em ser fodida por um cão?

  • Responder Ricardo ID:6stw32bt0j

    Ola ! Bom dia ? Interessante sua historia de vida . O exótico sempre trás curiosidade , e novas formas de sentir prazer . Tem muita pessoas que praticam de forma discreta em seus lares . É uma prática muito antiga , só que ainda mal vista pela sociedade , por ser feita com outra espécie .
    Agora se vc se senti bem e ver esta prática como uma nova forma de sentir prazer , não vejo problema algum .
    Vc procura um dia da semana , aonde vc percebe que é seguro e prática sem se preocupar . . .
    Só desejo felicidades a vc . . . 😚😚😚

  • Responder Porteironoturno ID:x1f7yrnz

    Delciiaa de conto fiquei de pau duro se tiver mais conta taí meu email e só manda lá [email protected]