# #

Eu e meu padrasto

440 palavras | 3 |3.89
Por

Como iniciei no sexo com meu padrasto, neste primeiro procurei ser simples, no próximo vai ter mais detalhes.

Meu nome é Karen ( fictício),. Tudo começou quando um certo dia eu olhei um filme, eu era novinha, tinha poucos pêlos na xaninha, meus seios surgindo, com auréolas grandes, empinados, bundinha bem saliente e uma xaninha de lábios carnudos e clitóris avantajado, talvez isso, porque me masturbava desde os 7, sentia algo gostoso, mas não sabia que era orgasmo. Pois bem, vamos aos fatos, meu padrasto era lindo, corpo de atleta, brincávamos na piscina, ele sempre me respeitava, mas fazia elogios sobre minha beleza e isso começou a mexer comigo, à noite as vezes eu escutava ele fazer amor com minha mãe e ficava imaginando se eles faziam como no filme. Aquele filme despertou uma curiosidade em mim que eu não conseguia me livrar, uma vontade de descobrir como era aquele sentimento. Então eu comecei a provar meu padrasto, pois ficávamos sozinhos quando minha mãe viajava. Comecei usando roupas íntimas durante o café, digo, blusinha sem sutiã e shortinho enterrado na bunda, ele percebeu e um certo dia na piscina pediu para eu passar protetor nele, comecei a fazer bem de leve e notei algo saliente entre suas pernas, Quando cheguei com a mão perto ele soltou um gemido, corri e fui tomar banho, voltei e sentei no sofá de pernas abertas, deixando minha xaninha à mostra e esperei até que ele entrou, ficou paralisado por um momento, sorriu, ajoelhou e colocou aquela língua quente no meu clitóris, que suavidade, meu corpinho ficou todo arrepiado e ele bem devagar, sua língua era comi toque de pluma, me deixando cada vez mais excitada, até que senti minhas pernas tremendo, eu alucinada sentindo um verdadeiro orgasmo. Passou uns minutos e sem ele pedir eu tomei a iniciativa e coloquei aquela glande na minha boca e comecei a sugar, mesmo sem ter experiência eu via que ele estava gostando, fiz com delicadeza de uma amadora inexperiente, mas pude sentir um jato que inundou minha boquinha, não sabia o que fazer, então deixei escorrer pelo pau dele, mas continuei ali mamando aquela coisa grossa, roliça, as veias pareciam querer explodirem. Ele me beijou e perguntou se gostei, fiz sinal com a cabeça como sim. Fomos tomar banho, em silêncio, depois ele me segurou o rosto entre as mãos e perguntou se eu queria aprender tudo. Dei um sorriso e falei: Vou me esforçar para ser uma boa aluna.rsrsrs. Depois continuo no próximo, espero que tenham gostado.Procurei abreviar para não ficar cansativo, no próximo darei mais detalhes.Bjss

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,89 de 18 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder 40tão ID:gqbv6zfij

    Hummmmnmmmmmmm 😈😋🤤
    Continua
    Ansioso pelo próximos relatos
    Bjsss

  • Responder Anônimo36 ID:8kquykbizi

    Os caras repetem as mesmas historinhas em quase todos os contos.

  • Responder C ID:xlpkcoi9

    Muito bom