# # #

As Aventuras de Alice 3

3259 palavras | 8 |4.52
Por

Continuação…
Enquanto Erika preparava o café da manhã, Celso saiu do banheiro pelado com a Alice no colo. Quando Erika viu Celso pelado, ela brigou com ele pedindo para ele colocar a toalha. Mais uma vez Celso rebateu dizendo que todos eles já tinham se visto pelado naquela casa, então não tinha motivos para eles terem isso como tabu. Celso também refutou dizendo que a vagina da Alice até tinha melhorado depois que Erika deixou ela livre daquelas calcinhas apertadas. Erika ficou com raiva por Celso ter respondido daquele jeito, mas concordou que a vagina da filha tinha melhorado depois que deixou de pôr calcinha nela. Erika ficou quieta e Celso continuou andando pelado até o quarto da Alice, e como de costume ele entrou e encostou a porta, ficando somente os dois lá dentro. Erika não falou mais nenhuma palavra pois viu que Celso tinha razão, e deixou ele cuidar da Filha da forma que ele queria.
No quarto, Alice estava na cama esperando Celso passar a pomada na vagina dela. Alice adorava sentir os dedos do padrasto passando no grelinho dela. Celso se abaixou e pôs Alice de quatro na cama e empinou o bucetão dela para cima. Celso não aguentou aquela cena e deu um beijo na vagina dela, Celso precisava ir trabalhar mas ele não estava aguentando todo aquele tesão logo pela manhã. Era a segunda vez que o pinto dele ficava ereto e ele precisava se aliviar antes de sair para trabalhar. Com aquela rotina Celso estava com bastante testosterona e não podia ver a bucetinha da Alice que ele já queria enfiar o pinto nela. Tentando se controlar Celso passou a pomada nos dedos e levou até a vagina dela, escorria um fio de baba do pinto dele enquanto ele passava a pomada nela. Alice empurrou a cintura para trás para que Celso colocasse o dedo dentro dela. Mesmo depois da aventura com a mamãe na cama pela manhã, Alice estava pedindo mais para o tio Celso. Celso obedeceu e empurrou todo o dedo para dentro dela, como Alice estava de quatro, ele aproveitou para chupar o cuzinho enquanto dedava a bucetinha dela. Alice começou a gemer baixinho e empinava cada vez mais a bundinha para Celso enfiar o dedo mais fundo. Celso não aguentou e se levantou tirando o dedo da vagina dela e enfiou o pinto naquele bucetão. Com a vagina dela bem molhadinha, Celso não teve dificuldades e enfiou todo o pinto dentro dela. Alice estava virando uma ninfomaníaca pois não podia ver o pinto do Celso que ela já queria sentar nele.
Celso fodia a buceta dela com força como se fosse uma pequena prostituta e Alice estava adorando ser a nova mulherzinha do padrasto. Enquanto fodia a vagina dela, Celso enfiou o dedão dentro do ânus dela e sentiu as preguinhas dela apertarem seu dedo. Quanto mais o Celso metia na bucetinha dela, mais a Alice apertava o cuzinho no dedo dele. Celso acabou tirando o pinto da vagina dela e viu que o pinto estava cheio da pomada e aproveitou para enfiar a cabeça do pau no ânus dela. Alice se assustou com a entrada da cabeça do pau dele no cuzinho dela, Celso sentiu o anel da Alice se abrindo sobre o pinto dele, mas a Alice ainda não estava acostumada com a grossura de um pinto no seu ânus, somente com a grossura do dedo do Celso.
Celso disse que ela iria se acostumar igual aconteceu com a vagina dela, mas Alice pediu para ele tirar e continuar só com o dedo novamente, mas Celso foi teimoso e continuou com o pinto dentro do dela e começou a enfiar de vagar falando para ela aguentar que ele já iria gozar. Alice apertava o cuzinho para escapar o pinto do Celso mas ele invadia o ânus dela com a grossura do pau dele.
A todo momento ele sussurrava no ouvido dela dizendo para ela aguentar e que ela era uma menina forte.
Alice aguentava o pinto do padrasto até satisfazer os prazeres do seu macho. Celso se segurava para não soltar um gemido com todo aquele tesão, pois Erika estava na sala assistindo TV. Quando Celso sentiu que ia gozar, ele enfiou o pinto até o fundo do cuzinho dela e começou a soltar seu esperma nela. Celso estava enchendo o cuzinho da Alice de porra deixando todo o reto gozado.
Celso tirou o pinto dela e percebeu que estava com o pinto cheio de pomada devido a vagina dela. Celso teve que voltar para o banheiro e acabou passando pelo corredor de pressa para que Erika não visse a ereção dele.
Erika percebeu aquele movimento e perguntou o que estava acontecendo, Celso disse que estava brincando com a Alice e acabou ficando todo suado, e que ele queria tomar outro banho antes de se vestir para o trabalho.
De repente surge Alice dizendo que queria tomar outro banho com o tio Celso pois ela também havia suado. Erika perguntou do que eles estavam brincando para ficarem tão suados daquele jeito. Celso disse que Alice corria dele toda vez que ele tentava vestir ela e por isso ela ainda estava pelada.
Alice pediu para Celso dar outro banho nela, mas ele falou que estava atrasado e que teria que sair para trabalhar, porém Erika poderia dar outro banho nela enquanto isso.
Erika ficou com raiva e disse que os dois só davam trabalho para ela, disse que estava esperando os dois para tomar café da manhã e eles demoraram. Celso pediu desculpas e falou que iria comer no caminho do trabalho, e falou que ela não precisava se preocupar. Então Erika começou a dar banho na Alice e percebeu que também havia pomada no ânus da filha, Erika achou estranho pois a pomada era apenas para a vagina da Alice e o ânus dela estava cheio saindo junto com um líquido viscoso. Erika nem imaginava que aquilo era o esperma do próprio marido que estava saindo do cuzinho da filha. Celso estava aproveitando muito bem sua ninfetinha e acabou gozando na frente e atrás antes de sair de casa.
Erika terminou o banho da Alice e depois do café Sérgio buscou ela para levar para o quiosque. Desta vez Alice foi de biquíni mesmo sabendo que não poderia entrar na água, mas ela queria sempre expor sua bucetinha para os homens que frequentavam a praia.
Quando a Alice chegou na praia ela tirou o shortinho e ficou somente de biquíni. Erika havia comprado um biquíni infantil mas a vagina da Alice estava tão inchada que seus lábios gordinhos saltavam para fora do biquíni, expondo as laterais do lábios vaginais dela. Alice se sentou em uma cadeira e ficou com as pernas bem abertas para mostrar o tamanho da sua vagina.
O rapaz que estava sentado no bar do quiosque não parava de olhar para ela. Ele até apertava o volume na cueca convidando a Alice para mais uma foda, mas ela queria guardar todo aquele foguinho para o Celso. Para sorte da Alice, ela tinha várias picas que rodeavam ela em torno da praia, só esperando um momento certo para enfiar o pinto nela. Porém a Alice apenas gostava de expor a bucetinha dela para ver os homens molharem as cuecas de tanto babar. Sérgio nem esperava que o número de clientes aumentou devido a presença da filha. Muitos homens começaram a frequentar o quiosque do Sérgio apenas para observar a Alice. Eles até tiravam fotos dela quando ela estava distraída. Mas a Alice nunca conseguia nada pois Erika sempre buscava no mesmo horário. Ela sentiu falta do Rafael e Henrique, ela não via a hora deles voltarem para buscar ela para sentar em outra pica.
Quando Erika buscou a Alice, ela deu um banho para tirar a areia do corpo da filha e decidiu levar ela no parquinho que havia na praça perto de casa. Erika lembrou o que Celso disse, e não colocou a calcinha na filha deixando ela apenas um vestido até os joelhos e sem calcinha.
Quando as duas chegaram no parque, Alice encontrou seu amiguinho Pedro que fazia natação junto com ela, os dois tinham a mesma idade e começaram a brincar no balanço. Ricardo ( pai do Pedro) observando a Alice se balançar, notou que ela estava sem calcinha. Ricardo rapidamente tentou se aproximar e viu que Alice estava acompanhada de Erika. Ele, então, foi até o banco onde Erika estava sentada e começou a puxar assunto com ela dizendo que era pai do Pedro e que o filho fazia natação com a Alice. Erika se encantou pelo rapaz, pois Ricardo estava com traje social e parecia ser bem sucedido, era magro, tinha olhos claros e cabelo grisalho. Erika prosseguiu a conversa e Ricardo perguntou se a Alice dava trabalho. Erika disse que a Alice só ficava quieta quando o padrasto chegava, pois ele passava mais tempo com ela e assim Erika podia descansar. Neste momento Alice começou a chamar a Erika para ajudar ela brincar na gangorra, pois como Pedrinho era mais pesado que a Alice, o brinquedo não queria subir com o peso dela. Ricardo começou a rir e se levantou para ajudar a Alice brincar.
Quando Ricardo chegou, ele tirou a Alice da gangorra e sentou no lugar dela colocando Alice em cima do colo dele. Assim ele poderia erguer o Pedrinho com o peso dele e ambos brincar no brinquedo. Como Alice estava sem calcinha, Ricardo sentiu o calor da sua bucetinha sobre a calça social dele. Seu pinto já começou a crescer e propositalmente Ricardo batia o brinquedo no chão para Alice pular com o impacto do brinquedo. Pedrinho quase caiu da gangorra mas seu pai estava preocupado apenas com o calor da bucetinha da amiguinha dele. Erika sentada no banco apenas observava como Ricardo era atencioso com sua filha. Mas Ricardo somente estava se aproveitando para abusar da bucetinha da filha dela.
Alice sentiu algo duro sob suas nádegas e imaginou que seria o pinto do pai do seu coleguinha. Aquilo fez a Alice sentir tesão e rapidamente ficou com a buceta toda molhadinha. Ricardo se esfregava nela sentindo uma imensa vontade de fuder a bucetinha dela. Ele fazia de tudo para ela pular no pau dele, mas Pedro com medo de cair, pediu para parar a brincadeira. Ricardo ficou com raiva do filho mas ele precisava disfarçar.
Ricardo tirou a Alice do colo e pôs ela no chão. Assim que ele se levantou, havia uma mancha vertical sobre o volume da calça social dele, era a marca da bucetinha da Alice que estava toda molhada de tesão no Ricardo. Erika percebeu aquilo e ficou morrendo de vergonha e pediu desculpas. Erika disse que provavelmente a Alice não havia se secado direito ao fazer xixi antes de sair de casa, e acabou sujando a calça dele.
Ricardo deu risada e pediu para ela se acalmar. Ele sabia que aquilo era a babinha da vagina da Alice, porém ele entrou na história da Erika dizendo que ela ainda era pequena e que iria aprender se limpar um dia.
Erika agradeceu Ricardo pela compreensão e disse que ele levava jeito com crianças, Ricardo disse que sempre quis ter uma menina mas o destino ainda não tinha dado essa sorte para ele, mas que Erika poderia anotar o número dele para eles se verem mais vezes.
Erika ficou constrangida pois era uma mulher casada. Mesmo com um friozinho na barriga ela anotou o telefone dele.
Ricardo se despediu e foi embora com Pedrinho.
Erika retornou para casa com a Alice mas ela estava sentindo um enorme frio na barriga, pois ela estava atraída pelo pai do Pedrinho porque Celso estava muito distante e isso deixa ela carente. Celso, agora, tinha a bucetinha da Alice para se aliviar, e esquecia de Erika para transar.
Quando Celso chegou do trabalho, como de costume ele tirou as roupas na sala e chamou a Alice para o banho.
Erika se sentiu excluída pois também queria participar destes momentos em família. Então ela decidiu também entrar no banheiro.
Celso se assustou ao ver Erika abrindo a porta e perguntou o que ela queria. Erika disse que hoje eles iriam tomar banho em família e tirou toda a roupa jogando pelo banheiro.
Quando Erika foi para baixo do chuveiro com eles, Celso entrou na brincadeira dizendo:
– hoje é dia de dar banho na mamãe Alice!
Alice gritou animada:
– ebaaaaaa!
Celso passou o sabonete na mão e entregou para a Alice.
Alice por ser pequena, ficou passando o sabonete nas pernas da mãe e Celso passava as mãos nos seios da Erika.
Erika se assustou com aqueles movimentos e falou para eles que não precisam fazer aquilo. Celso disse que; como ela iria participar do banho, ela teria que entrar no ritmo deles, pois ele sempre lavava a Alice e depois ela lavava ele. Erika concordou e deixou eles limparem ela.
Como Celso estava passando as mãos sobre os seios da Erika, ela acabou sentindo tesão ao toque do marido e ficou com o bico do peito saliente durante o banho.
Percebendo isso, Celso teve uma leve ereção que rapidamente foi notado por Erika.
Erika fala para Celso esconder a ereção da Alice, mas Celso fala que ele não precisa esconder mas sim explicar para ela; que ele ficou daquele jeito porque ama a mamãe e o pipi ficou grande por conta disso.
Erika ficou constrangida com a explicação do Celso para Alice e tentando mudar de assunto ela disse que estava na hora de ensaboar a Alice.
Os dois se agacharam e começaram a passar o sabonete na Alice. Erika estava desconfortável com a ereção do marido, pois em certos momentos ele encostava o pinto na filha. Erika ficou agoniada pois a Alice estava de costas para Celso e o pênis dele estava encostando na bundinha dela. A cada movimento que Alice fazia, o pinto do Celso desaparecia entre as nádegas da filha. Erika não falava nada pois sabia que a ereção do marido foi causado por ela e que só restava esperar Celso se acalmar para a ereção abaixar.
Celso pegou o shampoo e começou a lavar os cabelos da Alice, e Erika continuou passando o sabão no corpinho dela até chegar na virilha.
Quando Erika foi passar o sabão na virilha da Alice, ela pediu para Alice abrir as perninhas para passar o sabonete no meio. Quando Erika enfiou as mãos entre as pernas da filha, ela sentiu o membro do marido bem rígido sobre as nádegas da filha, que inclusive parecia estar com a cabeça escondida no ânus dela.
Erika se assustou ao sentir aquilo, e colocou a mão lá novamente para ter certeza do que havia sentindo.
Porém o pinto do Celso já não estava mais lá pois ele se levantou para guardar o shampoo.
Alice viu Celso se levantar e disse:
– agora é a vez de limpar o tio Celso.
Celso ainda estava com o pinto duro e isso preocupou Erika. Pois Alice estava presenciando a ereção do padrasto e isso era muita informação para cabeça da Erika. Mesmo vendo a filha tratar aquilo de forma natural, Erika ainda não estava preparada para isso.
Celso estava de costas para Erika e de frente para a Alice. Erika começou a esfregar as costas dele e a Alice passou o sabão nas bolas dele. Erika estava agoniada vendo a filha pegar no pinto do marido, mas ela queria demonstrar naturalidade com aquilo.
Celso estava sendo forte para não gozar na cara da Alice, pois suas duas mulheres estavam massageando seu corpo durante o banho.
Alice pegou no tronco do pinto dele e segurou com as duas mãozinhas, e de repente começou a sair esperma do pinto dele escorrendo por todo braço da Alice.
Erika viu aquilo e ficou desesperada ao ver o marido gozar sobre o corpo da sua filha. Erika tirou as mãos da filha do pinto dele e disse para Celso se virar para terminar de gozar!
Celso pedia desculpas e disse que ele tentou se segurar, mas que a presença da Erika no banho fez seu pinto se erguer e expulsar todo amor guardado em suas bolas. E como Alice estava em sua direção, foi quem recebeu.
Erika disse que ele não deveria ter deixado a Alice pegar no membro dele daquele jeito.
Mas Celso disse que a Alice nunca tinha feito aquilo pois ele não ficava ereto durante os banhos com ela, e que a ereção foi por conta dela tocar nele durante o banho.
Erika realmente acreditou que a presença dela que causou tudo isso, e ficou chateada por estragar o momento em família.
Quando eles saíram do banheiro, Erika foi triste para a cozinha preparar o jantar e Celso foi para o quarto da Alice fuder aquela bucetinha. Enquanto Erika vestia as roupas, o marido seguia pelado para o quarto da filha que de costume fechava a porta e ficavam lá trancados durante horas e horas.
Quando a porta se abriu, Celso saiu do quarto todo suado e com o pinto cheio de pomada.
Erika viu aquilo e entendeu o que tinha acontecido e ficou em choque querendo acreditar que o marido não seria capaz de fazer aquilo. Erika estava tão traumatizada com os acontecimentos daquele dia que qualquer bobagem que Celso falava para ela os neurônios dela acreditava, fazendo Erika se conformar sobre aquela situação.
Celso disse que estava brincando com a Alice e quando ela subiu em cima dele ela acabou sujando o pinto dele de pomada.
Erika já nem falava nada, apenas assistia o filme que estava passando na Televisão.
Erika estava ficando louca com aquela situação dentro de casa, e sentia um forte sentimento de negação acreditando em tudo que o Celso dizia somente para fugir dos pensamentos reais.
Quando Celso terminou o segundo banho, ele vestiu a cueca e foi sentar ao lado da Erika e ficou abraçado com ela no sofá.
Alice ainda estava no quarto se recuperando das brincadeiras que teve com Celso. Ela estava deitada de barriga para cima e com a vagina escorrendo porra do padrasto. Quando a Alice se levantou, ela vestiu sua camisola e seguiu para sala para assistir com sua mãe e o padrasto.
Depois daquela noite, ambos não falaram mais nada sobre o ocorrido. Erika estava decidida que não iria se intrometer mais no convívio entre Celso e Alice para não gerar transtornos entre eles.

Continua…

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,52 de 33 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

8 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Armando ID:bf9d3cgb0j

    Simplesmente maravilhoso!!
    Obrigado ao Autor.

    Sou fã de Erotismo, sobretudo Literatura: Sade (exceto os trechos de violência extrema, com mortes, etc), Pierre Louys, o MARAVILHOSO E AINDA NÃO RECONHECIDO MAIOR ESCRITOR ERÓTICO DO BRASIL: “LIMA DE MIRANDA” (com seus diversos Pseudônimos).

    Este estilo “FÃ DE IDENTIDADE….ETC”, acho um dos melhores, Arte, Erotismo, Inocência e Malícia, tudo misturado e bem dosado, onde o que sempre extrapola é o que deve extrapolar sempre: TESÃO VERDADEIRO, NATURAL E HUMANIZANTE, sobretudo quando trata dos DIREITOS PATERNAIS e PADRASTAIS, sobre suas filhotas ou filhas de suas putas de uso exclusivo (e que incluem suas filhinhas)…

    Lindo. Lembra também uma Arte que adoro: DESENHOS ERÓTICOS. No caso esses Contos Fãs se identificam com o Artista maravilhoso e genial: UNCLE DAVE, com suas situações de incestos casuais e sobretudo FERTILIZAÇÃO de filhas e enteadas….

    Por favor, publique mais. SÓ TENHO A AGRADECER.

    Armando.

    • Fã de Contos de Alice ID:on90yw3oid

      Armando, que maravilhoso seu comentário. Também tenho que lhe agradecer a suas referências, pois também sou um amante por Art e minha favorita é do artista machete01 , é através dele que me inspiro nos contos.

  • Responder Zerotwo ID:1dai5vk98l

    lembro dee um conto parecido, onde um pai se muda com sua filha e o tio desempregado vem morar com eles pra ajudar q cuidar da menina, nao consigo me lembrar do autor nem do nome do conto, se alguem por aqui soube comenta por favor!

  • Responder [email protected] ID:enmtekbwh

    Delícia de conto e pai de menina você tem sorte aproveita pois passa rápido

  • Responder Lynch ID:g3jlcfw44

    🤔 Podia narrar nas fakas do Celso, como ele se sente nessa situação o prazer que ele sente é tal.

  • Responder Pai de menina ID:5pbajybuhri

    Delicia de conto. Tenho uma filha linda que eu tenho muito tesão por ela. Sou do Pará.
    @Miranda2022

    • Waldir ID:830xmr68rc

      Ola Pai de Menina. Qual a idade dela? Nos descreva ela? Se tens tesão por ela porque não comeste ainda ou tem algum comendo?

  • Responder Perv20 ID:1dak5baa8i

    Delícia