# #

anjos inocentes 16

3504 palavras | 19 |4.44
Por

—cadê o Júlio Thiago? – eu perguntei a não velo me esperando com o Thiago na esquina para irmos juntos na escola.
—eu liguei pra ele e ele disse que ele está doente e não vai sair de casa hoje.
—e o que ele tem?
—ele disse que pegou um resfriado e está de cama e com febre.
—nossa, coitado, eu vou ligar pra ele — droga – eu disse irritado.
—o que foi? – Thiago perguntou ao ver minha dificuldade em mexer no meu celular.
—não é nada, só esse celular que não funciona mais direito, más com um pouco de paciência vai dar certo.
—usa o meu – ele disse com seu celular na mão me oferecendo.
—valeu – eu agradeci o pegando.
Enquanto caminhávamos rumo à escola eu fui conversando com o Júlio, o coitado estava mal mesmo, pois a cada cinco ou seis palavras ele espirrava que era ouvido por mim ao telefone, ele disse que não era pra nós ir visita-lo que podia ser contagioso e disse também que em três ou quatro dias ele iria estar bem, ele disse que sua mãe estava com ele lhe dando remédios e fazendo sopa quente pra ajudar a sarar mais rápido.
O dia na escola foi sem grandes novidades, uma fofoca ali outra lá, alguns namoricos atrás da escola, o Júlio e o Thiago estuda em outra sala, pois eles já estão mais adiantados que eu, hoje era dia de prova para mim, más eu consegui tirar de letra pois estudei bem, como eu disse eu sou um menino bastante estudioso.
Bom, eu já estava em casa, tinha acabado de comer e escovar os dentes, eu ia lavar a louça más o Gustavo chegou.
—oi Guizinho – ele disse me recebendo com um beijo na boca.
—oi anjinho – eu disse o abraçando por frente colando nossos corpos um no outro.
—hoje eu estou muito a fim de fazer aquele lance em você igual ontem.
—pelo jeito você gostou né?
—eu adorei.
—tá, eu só vou lavar essa louça primeiro.
Eu disse e me virei para a pia, nesse momento ele me agarrou por trás encostando seu pinto duro na minha bunda e me abraçando pela cintura.
—há, deixa essa louça pra lá, depois você lava, olha só como estou com vontade – ele disse e me puxou pressionando minha bunda ainda mais contra seu pinto.
—hum! estou sentindo mesmo, más primeiro as obrigações .
Enquanto eu lavava as louças minha bunda ia rebolando no seu pinto com ele agarrado ali atrás de mim, ele começou a chupar meu pescoço, com uma mão ele foi enfiando por dentro da minha camiseta alisando o meu peito, a outra ele foi enfiando dentro do meu calção invadindo minha cueca e agarrando meu pinto que estava muito duro.
—ai Gustavo, para, assim você me deixa louco – eu disse suspirando de prazer com seus carinhos.
—então vem, depois eu te ajudo com isso – ele disse e começou a me punhetar por dentro do calção.
—eita …acho que eu cheguei na hora errada – disse o Thiago em pé nos olhando da porta que estava aberta.
Há de-novo não, só podia ser o Thiago estraga prazeres mesmo ….nos viramos pra ele e ele viu nossos pintos duros por dentro dos nossos calções, eu tentei disfarçar, já o Gustavo não se importou, parecia que queria que ele visse.
—Thiago, você aqui! – eu disse surpreso ao velo.
—sim, eu vim pra fazer companhia a vocês já que o Júlio está doente, ficar lá em casa sozinho sem fazer nada é um tédio, más acho que não cheguei num bom momento – ele disse olhando fixo para as nossas barracas armadas.
—há que nada Thiago, entra ai, eu vou terminar de arrumar isso aqui e faço um suco geladinho pra gente tomar – eu disse decepcionado.
—não, acho que vou embora, não quero atrapalhar – ele disse se sentindo constrangido pela situação em que ele nos pegou.
—não está atrapalhando Thiago, vamos lá na sala jogar enquanto o Guilherme termina de arrumar a cozinha- disse o Gustavo.
—tem certeza? – ele perguntou.
—claro Thiago, pode ir lá com ele, você é de casa – eu confirmei.
Terminei meus afazeres bem rápido, fiz um delicioso suco de laranja geladinho e levei pra eles, me sentei junto com o Gustavo coladinho.
—vai passar um filme legal na seção da tarde – Thiago disse.
—então coloca lá pra gente assistir – eu disse a ele.
Filme da sessão da tarde geralmente é um saco… pra falar a verdade até que o filme não era ruim, o problema é que eu já o tinha assistido um monte de vezes, eu e o Gustavo já estávamos quase cochilando um ao lado do outro no sofá, o silencio reinava na sala e só se ouvia o barulho da televisão, más ai o Thiago vai e nos surpreende de-novo.
—faz pra mim ver – disse o Thiago nos deixando surpresos.
—o que foi que você disse Thiago? – eu perguntei surpreso com minha mão na boca.
—eu quero ver vocês dois fazerem – ele reafirmou.
—eu entendi bem Thiago? …Você quer ver eu e o Gustavo fazendo sexo? …É isso mesmo que você acabou de dizer?
—o que!? …não, claro que não …eu só quero ver vocês dois se beijarem – ele disse vermelho de vergonha ao ver que o entendemos errado.
—é que do jeito que você falou fez parecer que você queria ver a gente fazendo sexo– eu disse aliviado e rindo.
—se ele quisesse ver eu não teria problema nenhum em fazer um show pra ele ver – Gustavo disse rindo alto.
—tá louco Gustavo?
—por que não? Quem sabe ele até participa – Gustavo disse e riu.
—eca que nojo – Thiago disse rindo e nós rimos juntos com ele.
—então, já que você quer ver eu beijar o Gustavo, olhe bem e aprecia a vista Thiago – eu disse e agarrei o Gustavo na frente dele.
Eu abracei o Gustavo por frente e fui colando minha boca na dele, logo já estávamos num beijo intenso de língua, e olhei do lado e o Thiago assistia atento, eu tirava minha língua da boca do Gustavo e ele enfiava a sua, beijar ele desse jeito na frente dele estava dando mais tesão e como estava, o Gustavo largou minha boca e foi chupando o meu pescoço, sua mão começou a procurar meu pau por cima do calção.
—hei! Já chega – disse o Thiago – eu estou aqui.
—o que foi Thiago, não foi você que queria ver? – Gustavo disse dando rizada se separando de mim.
—más eu só queria ver o beijo mesmo, não ver vocês dois transando – ele disse rindo e sem jeito.
—e pelo jeito você gostou né? – eu disse apontando para seu pinto visivelmente duro dentro do seu short.
O coitadinho se encolheu todo no sofá quando eu disse isto, foi bonito de ver o seu constrangimento por estar de pau duro diante do que acabou de ver, ele ficou vermelhinho de vergonha sem saber o que dizer.
—você quer um beijo também Thiago? – Gustavo disse a ele.
—eu não, estou fora – ele disse rindo.
Ontem o Gustavo disse que se tivéssemos insistido mais ele aceitaria, eu estava muito curioso pra ver se isso aconteceria mesmo, apesar do meu subconsciente me dizer pra não fazer isto a minha vontade falava mais alto.
—e por que não Thiago?
Eu disse e me sentei ao seu lado, o Gustavo se sentou do outro fazendo ele ficar no meio preso entre dois predadores famintos.
—é que vocês são meninos – ele disse todo acanhado.
—más não foi você que nos perguntou ontem como era beijar outro menino na boca? – Gustavo lhe perguntou.
—é …más eu só queria saber, e hoje eu vi.
—só ver não dá pra saber Thiago, pra você saber mesmo tem que ser na pratica – eu disse me encostando mais ao seu corpo.
—é só um beijo Thiago – Gustavo disse a ele.
—não … eu não vou beijar vocês – ele dizia e se encolhia todo no meio de nós dois.
—a qual é Thiago, não tem nada de mal nisso – eu disse insistindo.
—é Thiago, vai, deixa, vai ficar só entre nós três – Gustavo disse insistindo também.
—acho melhor eu ir embora mesmo – ele disse já se levantando.
—fica calmo Thiago, deixa rolar, é só um beijinho rápido – eu disse passando meu braço por sobre seu ombro o impedindo de se levantar.
—não sei, não sei se devo.
Essa foi a deixa, eu não estava acreditando no que ia acontecer, eu ia beijar o Thiago, ele estava cedendo, um dos meus melhores amigos, logo ele, não dava pra acreditar mesmo.
Neste momento eu envolvi seu pescoço num abraço ficando cara a cara com ele, seus olhos estavam arregalados, seu olhar era de um menino assustado como se me pedisse para parar, más seu corpo me dava autorização.
—é só relaxar Thiago – eu disse o acalmando.
Ele não respondeu, só balançou de leve a cabeça confirmando, eu fui aproximando meus lábios do dele cada vez mais, quando o senti foi como um choque para nós dois, eu fui forçando fazendo ele abrir a boca e assim ele foi fazendo, ele não tinha pratica assim como eu quando dei meu primeiro beijo no Gustavo, seu hálito exalava um cheiro bom, o gosto da sua saliva era gostoso, minha língua foi adentrando a sua boca, e logo estávamos num beijo intenso e molhado, eu comecei o acariciar por cima da roupa, passando minhas mãos sobre sua costa, sua barriga, seu peito, ele não ofereceu resistência, e enquanto eu o beija eu fui passando minha perna por cima das dele e sentando em seu colo, senti o seu pinto duro pressionar a minha bunda, ele me surpreendeu segurando a minha bunda com as duas mãos, eu fui enfiando minhas mãos por dentro da sua camiseta sentindo seu peito nu, eu fui levantando a sua camiseta na intenção de tira-la e neste momento ele recuou fazendo nossas bocas se descolarem.
—acho melhor a gente parar.
—só relaxa e deixa acontecer Thiago, você vai gostar.
—é disso que eu tenho medo.
—do que? Eu perguntei o fazendo falar.
—de gostar – ele respondeu.
—então não tenha – eu disse a ele.
—vou trancar a casa disse o Gustavo.
Eu voltei a beijar o Thiago intensamente, desta vez eu segurei a sua camiseta e a fui puxando para cima, ele permitiu levantando os braços pra que eu a tirasse, em seguida tirei a minha, o abracei sentindo sua pele encostando-se à minha.
—hei! Ele exclamou de susto ao ver o Gustavo pelado.
—não dá para fazer sexo de roupa Thiago – Gustavo respondeu.
—más eu não disse que a gente ia fazer.
—e nem precisa dizer, agora sai Guilherme, que é a minha vês- ele disse me dando um chega pra lá.
Então o Gustavo foi subindo pelado em seu colo sentando em cima do seu pinto, enquanto isso eu fui arrancando meu calção junto com a cueca também, eu comecei a acariciar os dois enquanto eles se beijavam, era bonito de ver as línguas deles entrando e saindo da boca um do outro, me dava um tesão da porra, minha mão foi entrando por baixo da bunda do Gustavo sentindo o pinto duro do Thiago que pulsava de tesão, o Gustavo entendeu e se levantou um pouco, o short que ele usava era aquele de botão com Braguilha, eu fui desabotoando e abrindo lentamente, eu o fui puxando para baixo bem devagar enquanto eu acariciava suas coxas desnuda a medida que eu o ia abaixando, quando seu short já estava nos seus pés eu o tirei por completo, agora ele estava só de cueca, era vermelha e estava bem marcada com sua ereção com uma mancha de pré porra na ponta, me aproximei e lambi aquela mancha na sua cueca sentindo o gosto da sua gala, e então eu segurei seu pinto por cima dela sentindo todo ele, ele deu uma tremida más não impediu meu toque, e a fui puxando, seu pinto era um pouco maior que o meu e do Gustavo e já tinha alguns pentelhos ralos, seu saco um pouco mais avantajado, eu o peguei sentindo sua quentura, fiz alguns movimento de punheta e fui encostando minha boca passando minha língua nele lambendo desde o saco a até a glande e o abocanhei com vontade …haaaaaaaaaa ele gemeu se desgrudando da boca do Gustavo…..
O Gustavo o empurrou no sofá fazendo ele cair deitado, e enquanto eu chupava gostoso seu pinto o Gustavo agora chupava seu pescoço ….haaaaaa, o Thiago gemia muito com nossos carinhos, o Gustavo foi descendo chupando seu peito, sua barriga e então começou a chupar o pinto do Thiago junto comigo, era como se estivéssemos nos beijando más com um pinto no meio, o Thiago se explodiu num intenso orgasmo gozando uma grande quantidade de porra na minha cara e na cara do Gustavo, então começamos a nos lamber sugando toda a porra dele do nossos rostos. Eu passei a chupar o pinto do Gustavo enquanto o Gustavo chupava o dele não deixando o seu tesão acabar, os larguei e fui ao meu quarto buscar o K-Y, voltei já caindo de boca nele, fui subindo e o beijei de-novo, ele não ligou de me beijar por eu acabar de chupar seu pinto e o pinto do Gustavo.
—quero que você me come bem gostoso – eu pedi a ele.
—você quer mesmo? Tem certeza?- Ele perguntou suspirando de prazer.
O Gustavo foi passando k-y no meu cuzinho e em seu pinto, e foi enfiando se dedo na minha entradinha me penetrando, ele fez alguns movimentos enquanto beijava o Thiago, ele o foi instruindo como fazer, eu senti seu pinto me tocar, ele foi forçando, doeu um pouquinho más foi de boa, eu estava aguentando…esse gel faz milagres… ele foi colocando tudinho, senti seu saco bater na minha bunda, ele começou os movimentos de entra e sai bem rápido um pouco desajeitado no começo, seu pinto entrava e saia num vai e vem intenso enquanto seu saco batia forte na minha bunda …..haaaaaaa eu gemia de prazer enquanto meu pau pingava pré porra, ele me segurou firme pela cintura e intensificou mais os movimentos….HAAAAAA…VOU GOZARRRRR…ele disse e eu fui sentindo sua porra quentinha inundando meu cuzinho, a cada esguichada que seu pinto dava ele pulsava dentro do meu cuzinho, ele caiu exausto para o lado puxando o ar forte para seus pulmões, o Gustavo nem me deu tempo e já subiu em cima de mim, seu pinto foi escorregando para dentro, ele tirava e colocava seu pinto fazendo seu saco bater forte também na minha bunda …ter a sensação de ser comido pelos dois era incrivelmente bom, haaaaa…o Gustavo gemeu gozando litros dentro de mim, caímos exaustos de cansados.
—quem vai pagar um boquete pra mim? Eu também preciso gozar- eu disse a eles.
—pode ir você Thiago.
—ha ha ha …isso nem ferrando – Thiago respondeu.
—tá, então eu vou, você não sabe o que esta perdendo.
—vou tomar um banho enquanto isso.
Enquanto o Thiago tomava seu banho o Gustavo chupava com vontade meu pinto, seus lábios subiam e desciam enquanto sua mão acariciava meu saco ….haaaaaaa… gemi gozando gostoso na boca dele.
Assim que o Thiago saiu do banho eu e o Gustavo entramos juntos, tomamos um banho rápido mesmo de cinco minutos, o Thiago estava na sala pensativo e seu semblante era de preocupação e tristeza.
—Eu sinto muito Thiago, me desculpa mesmo, a culpa foi toda minha, eu não devia ter convencido você a fazer isto- eu disse triste me sentando ao seu lado.
—a culpa não foi sua Guilherme, foi minha – disse o Gustavo.
—a culpa não foi de nenhum de vocês, lá no fundo eu queria e eu não estou arrependido de ter ficado com vocês, foi muito bom, eu gostei, eu só estou triste por que isso agora me faz ser gay – Thiago disse triste.
—eu não sei como te responder isso Thiago, más o que posso dizer é que isso não te impede de gostar de garotas – Gustavo disse a ele.
—más o problema é que eu já gosto de alguém.
—então qual o problema Thiago? Eu perguntei a ele.
—gostar de uma garota não é um problema Thiago? Gustavo disse.
—tem um problema sim.
—então nos conte que problema é esse – Gustavo disse novamente.
—se eu falar vocês prometem não contar a ninguém?
—claro Thiago, somos seus amigos, pode confiar – eu disse curioso pra saber que problema era este.
—é que não é ela, é ele.
—O QUE!? …PARA TUDO THIAGO… PARA TUDO! …você disse que está gostando de um garoto? …é isso mesmo que você disse!? – eu perguntei não acreditando no que ele acabou de nos dizer.
—sim, eu sempre gostei demais dele como amigo, más minha convivência com vocês, vendo você e o Gustavo juntos, eu percebi que esse sentimento que tenho por ele há muito tempo vai além de amizade, eu não sei o que fazer sobre isto, está me corroendo por dentro por que eu não quero sentir essas coisas, acho que até o meu comportamento preconceituoso e hostil que eu tinha há poucos dias atrás era um pouco por causa disto, eu não queria aceitar e vivia brigando com meus pensamentos, más isso que eu sinto vai além da minhas forças em resistir a esse desejo.
—poxa Thiago, eu estou muito surpreso com o que você me disse, e eu sinto muito que esteja passando por isso – eu disse me sentindo comovido por ele e ao mesmo tempo ainda tentando entender tudo isso.
—é Thiago, eu também estou surpreso em saber que você gosta de um garoto, você ainda está no processo de se aceitar, e o conselho que eu te dou, é que duvidas separam quem se ama, não lute contra os seus sentimentos e aceite eles, só assim você vai conseguir ser feliz e estar em paz consigo mesmo – Gustavo disse sendo um bom conselheiro como sempre foi e passando as mãos em suas costas num gesto de consolo.
—muito obrigado Gustavo e Guilherme, foi muito bom conversar com vocês, eu precisava me desabafar com alguém e ninguém melhor do que vocês dois para me ouvirem e me aconselharem, vou refletir muito sobre isto.
—claro Thiago, sempre que quiser conversar estaremos aqui – eu disse também o consolando.
—obrigado, vocês são muito especiais para mim.
—más eu tenho uma duvida Thiago, posso te perguntar?
—claro que pode, o que você quer saber?
—esse amigo ai seu que você gosta, não é eu ou o Gustavo não né? – eu lhe perguntei meio preocupado.
—não, claro que não, podem ficar tranquilos, eu gosto muito de vocês, más como amigos, o que eu senti hoje foi só tesão, já esse menino eu tenho sentimentos por ele, más ele nunca poderá saber, por que se souber não será mais meu amigo.
—que barra em Thiago, eu passei por isso com o Gustavo, tinha medo de falar, más ainda bem que ele me aceitou .
—é Thiago, não foi fácil para nós, a gente se gostava muito, más o medo nos impedia de se abrir um com o outro, más tenho certeza que você vai conseguir, abra seu coração a ele, tenho certeza absoluta que ele vai te entender e não vai deixar de ser seu amigo se ele não aceitar os seus sentimentos por ele, afinal vocês dois são grandes amigos e não se desgrudam nunca, aonde um vai o outro esta junto.
—do que você esta falando Gustavo? eu não estou te entendendo!
—você ainda não percebeu Guilherme?
—hã! ….??? ….HÁ MEU DEUS …agora está caindo a minha ficha …não pode ser ele! – eu disse espantado.
—é ele mesmo – Thiago disse envergonhado.
—É O JÚLIO THIAGO? … É DELE QUE VOCE GOSTA?
— sim – ele disse baixinho olhando para baixo.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,44 de 9 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

19 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Tio Nick ID:2cq8b7y0zk

    Tô pretérito! Essa saga pode ir bem mais longe mal posso espersr.

    • Lucas daniel ID:3eexzue66ia

      Estou de boca aberta nunca pensei que o Thiago ia se apaixona pelo Júlio e estransa com o Gustavo e o Guilherme eu nunca pensei que eles fossem transar mais eu fico feliz por Thiago e o Júlio

  • Responder Taylor ID:81rcz4jk0c

    Que reviravolta, não acredito que o conto acaba no 17, devia ter más parte

    • Paulo cesar fã boy ID:7121w172d4

      Vai ter uma segunda temporada …mas vai demorar de dois a três meses pra ser lançado

    • Leandro ID:bemkk7y0qi

      Cara, não,mil vezes não, é sério brother, vai ser ser foda ler o próximo capítulo

  • Responder Vinny1313 ID:gqb65wqri

    Por favor não finaliza essa historia agora,ta muito boa, eu não consigo parar de ler

    • paulo cesar fã boy ID:3ij0y0lj6ib

      calma, essa é a primeira temporada, a próxima ainda vai ser lançada, acredito que em tres ou quatro meses por ai.

    • Felipe ID:8ciprj6vqk

      Você tem quantos anos

  • Responder Rodrigo ID:5h7kac8i

    AAAAAAAAA NEU CASAL QUE EU QUERIAAAAAAAA AMEIIIIIIII

    • Vinny1313 ID:gqb65wqri

      Eu também queria muito

  • Responder Greenbox amigobc ID:dloya5ud2

    Boa tarde embreve. Estarei postando
    Lucas e Rafael uma nova história
    Dos seus 13 anos até 18anos

    • Paulo cesar fã boy ID:g3jpkaoij

      Li seu comentário e ainda não estou acreditando

    • Leandro ID:bemkk7y0qi

      Puta que pariu, a melhor notícia, obrigado, obrigado, obrigado…e obrigado

    • Seila ID:e243s2gv0

      Quero os capítulos dessa nova história na minha mesa o mais rápido possível para poder ler. 😁

    • Vinny1313 ID:gqb65wqri

      Meu deus eu esperando ancioso por esse momento greenbox

    • Greenbox amigobc ID:dloya5ud2

      Não pensem que eles tivera uma vida só de amor
      A medida que crescem aumenta as dores
      mais ainda estão juntos e o casamento está marcado pra fevereiro no mês do amiversario do Rafa ps. Calma pessoal. Quando for postar eu aviso enquanto isso Paulo Cesar fã boy manda brasa aí com sue conto

    • Vitinhovipvp ID:gqb0tjk09

      Greebox… aguardamos ansiosamente a saga de Lucas e Gabriel. MAS POR FAVOR NÃO SE APRESSE NA ESCRITA. MANTENHA O PADRÃO DE QUALIDADE QUE ESTAMOS ACOSTUMADOS A LER NO LIVRO.

      Sinceramente não me importo de aguardar mais um ou dois anos até o próximo lançamento. Uma boa revisão compensará qualquer espera.

      No primeiro livro vimos uma passagem de apenas dois anos da vida dos meninos em 888 páginas.

      Então se for pra contar sobre o espaço de tempo dos 13 aos 18 anos, dos meninos, então acredito que todos estamos esperando um best seller bem mais volumoso que aquele.

      Muita sorte e felicidade no seu trabalho… Abração para os garotos!!!

  • Responder Nelson ID:3c793cycoij

    Show. Em breve teremos 2 casais.

  • Responder Nicholas bl ID:4pggmfw1z

    Cada vez mais apaixonado nesse conto. Continua!