# #

Minha namorada e o nosso amigo

1073 palavras | 1 |3.83
Por

Minha namorada transou com o nosso amigo.

Olá, me chamo fernando meroz tenho 32 anos (nome real, tudo real, tudo que falarei será real). Eu sou alto 1,85 de altura e sou moreno/mulato de olhos castanhos e cabelo curto e sou forte, musculoso. Minha namorada então se chama sthefane e tem 30, uma negra linda de 1,60 de altura com cabelos cacheados, corpo desenhado, tem cochas e bunda grande e é muito atraente.
Bom, eu venho contar como ocorreu de um dia minha namorada me trair, eu conheço a sthe a 5 anos e sempre fomos um casal fantasiador, desde o início da relação. Eu sempre gostei de sair depois do trabalho e curtir umas festas dia de sexta e sempre chamava sthe. Em um certo dia, depois da boate, fomos em um motel e fodemos muito e fantasiamos de tudo e mais um pouco, transamos no sofá, cama, chuveiro e chão. Quando paramos pra descansar começamos a conversar (isso só tinha uns 10 meses de namoro) obs: a gente mora em santan catarina. Ficamos conversando e falamos do nosso trabalho, como a gente trabalha em empresa proxima a gente sempre espera um pelo outro e sempre sai juntos, fizemos amizade juntos e fizemos amizade com um rapaz chamado pedro, que é um cara alto de 1,85 também, branco, porte mediano, nem forte e nem magro e também um rapaz muito atraente e então.. Ela me dizia que o pia na semana que estavamos deu em cima dela, elogiando a bunda dela e os seios dela e com isso eu fiquei bravo e não queria mais escutar o que ela tinha pra dizer. Se passou 3 dias e durante esses três dias eu fiquei muito desconfiado dele, nas apresentações, na interações entre outros. Ficava com ciumes mas algo me cutucava me dando arrepio e tesão, uma mistura chata de ciumes e tesão, e o olhar de sther pra pedro me deixava com mais tesão ainda, (nem acredito que aquela safada olhava com tesão pra aquele branquelo), eu pensava assim e ficava pensando em sexo toda hora. Chegando em meu apartamento eu transei com ela loucamente, joguei ela na parede, trepei a bunda dela, chupei aquele cu todo e beijei ela toda, fizemos amor a noite toda e depois eu vim conversar sobre o assunto. Sther disse que tinha tesão em pedro e sentia curiosidade pois nunca ficou com um cara branco na vida e que pedro tbm n era feio, n era so pela cor mas quer ela tbm achava ele sexy e tinha curiosidade e queria ver no que dava. Maluuuuco eu fiquei puto da vida mas com um tesão enorme e o tesão cada vez foi tomando conta e na hora meu pal foi a mil e eu falei com ela se ela queria transar com ele e fiquei ansioso e com tesão pela resposta, ela respondeu sim e ainda recheou a resposta dizendo que ele ja passou que o pal dele roçou nela e ela ficou molhadinha imaginando chupando aquele karalho branco dele, eu partir pra cima dela e chupei aquela buceta com intenção do pal do pedro ta todo encaixado naquela xotinha gostosa, nossa como aquilo me deu tesão so de imaginar meu pal ja sobe e que delicia de mulher. Pra ser mais ligeiro dos pequenos detalhes, passou 2 semanas e eu estava de folga 2 dias e no segundo dia da folga, pedro que levou ela pra casa e chegou la (ela dizendo), que ela serviu um drink e pedro não demorou muito e partiu pra cima dela, ja que os dois ja tinham criado clima e eles se beijaram forte e pedro ja foi tirando a blusa dela e colocando o karalho dele pra fora, o karalho dele tinha a cabeça rosa, era meio tortinho pra cima e grosso mas não tão grande e ela adorou, caiu de boca naquele pal e começou a chupar e bater na cara e ele a todo momento agressivo com ela, xingando ela e pedindo pra ela chupar aquela rola dele, pra quem era um branco sem sal virou um branco com cor rsrsrs e então ele.Levantou ela e colocou a calcinha dela pra baixo junto com a saia e enfiou dois dedos na bucetinha dela, elogiando ela dizendo que buceta gostosa, que adorava um chocolate e ai ele enfiou aquele karalho, (ela me contando me deu uma água na boca, um puta tesão do karalho), e começou a foder em pé, de costas na parede e ela gemia alto e aquele som de sexo e a bucetinha toda molhada com aquele karalho branco com a cabeça rosada batendo na buceta da minha preta, e eles foram e trocaram de posição ele jogou ela no chão e meteu nela de costas no chão, e foi socando tudo, mordendo a orelha dela e chupando a nuca… Nossa que delicia de sexo, depois ele saiu de cima dela e ela subiu em cima dele e começou a cavalgar e foi sentada forte que ela dava e gemia e se beijavam, o peito dela durinho roçando nele e ele excitado molhando dentro dela e os dois gemiam e faziam eco na cozinha e então ele gozou dentro dela e ela saiu de cima, ficou de quatro respirando e o tarado não deu descanso mesmo depois de gozar, ele pincelava e via a porra descendo daquela bucetinha preta e inchada de tanto levar rola. Eu queria tanto um video mas so consegui fotos desse momento. Enfim, quando ele foi pra casa, ela pediu pra eu ir dormir na casa dela e quando eu cheguei eu vi que ela tava cansada e quando eu questionei ela me levou ate o banheiro e tomamos banho, eu via a porra descendo daquela bucetinha e eu fiquei louco, eu não aguentei e chupei o peito dela, lambe a cara dela e queria lamber tudo onde ela teve toque com ele, não por ele mas pelo sexo deles, que delicia so de lembrar desse dia que minha namorada tomou leite de um pal rosa eu fico querendo ver, bater uma, foder e chupar os dois fodendo, eu vou deixar meu email pra quem quiser ver a foto. Flw galera, eu ainda volto contando que fizemos um ménage delicioso.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,83 de 12 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos