# # # #

viadinho do pai e do irmão- Fernadinho e seu pai Luiz- parte 5

2579 palavras | 12 |4.44
Por

Continuando o conto parte 5
eu estava lá na sal assistindo televisão quando meu irmão já veio pelado com seu pau duro, ele nem falou nada e já veio colocando seu pinto na minha boca me fazendo engolir ele.
Eu tive que ir chupando seu pinto todo engolindo desde a cabeça descendo lambendo seu saco voltando a engolir ele inteiro, eu chupava e chupava até que ele atolou firme seu pau na minha garganta e foi gozando um monte, e eu engoli tudo.

Renato=há maninho, desculpa eu vim assim tão apressado, mas é que eu estava louco pra gozar, hoje acordei com muito tesão, pena que vamos poder te comer só amanhã.
Eu fiquei um pouco envergonhado e nem respondi, mal ele saiu e veio o meu pai, também já tirando o seu pinto para fora do calção e colocando ele na minha boca.

Pai=isso minha garotinha, chupa gostoso, hoje você vai tomar bastante leitinho de macho para ficar bem fortinho.

Eu fui caprichando naquela chupeta, aquele pinto era muito grande, mal eu conseguia engolir ele, meu pai foi empurrando até a metade, eu me engasguei, ele tirou um pouco e voltava a empurrar aquele pau na minha boca, eu respirava pelo nariz, até que ele gozou um monte e fui engolindo tudinho, esse dia foi foda para mim, fiquei com o meu maxilar doendo pra caralho de tanto chupar.
Quando fui dormir eu tive que dormir com o meu pai, seu pau duro preencheu todo meu rego, ele fazia movimentos de punheta, mas não me comeu, seu pinto ia para cima e para baixo, ele não gozou pois já havia esvaziado se saco na minha garganta, quando o dia amanheceu minha bunda estava toda melada e grudenta, fui acordando com o meu irmão me acordando, meu pai já havia saído, ele sai cedo pro trabalho, acho que ele ficou com pena de mim acordar cedo para comer meu rabinho.

Eu=há, mas hoje você me acordou um pouco mais cedo.
Renato=é que eu quero dar um metão antes de você ir para a escola.
Eu=mas não pode deixar pra quando eu voltar?
Renato=mas de jeito nenhum, estou com um tesão do caralho.

Eu e ele já estávamos pelados, eu nem falei nada, só fui ficando de quatro em cima da cama e ele já veio montando em mim enterrando seu pinto no meu cu, só doeu bem pouquinho quando entrou a cabeça, o resto foi escorregando pra dentro até seu saco bater na minha bunda, ele socava forte, seu pinto ia e voltava.
Renato=nossa maninho, pelo jeito o papai largueou bem o seu cuzinho, meu pinto entrou muito fácil.
Eu=vai, goza logo, senão vou chegar atrasado na escola.
Renato=é pra já, maninho, vou acelerar mais os movimentos.
Meu irmão começou a meter muito rápido, rápido até demais, tanto que eu comecei a gemer na sua rola, ele metia e metia até que encheu meu cuzinho de porra, só deu tempo de eu lavar a bunda mais ou menos me vestir e sair correndo para não chegar atrasado na escola.
O problema foi que eu me lavei muito rápido, não deu tempo de limpar o cuzinho direito por causa da pressa, e um pouquinho de porra do meu irmão que ficou presa no meu cu começou a vazar, ninguém percebeu por que a minha camiseta era comprida e tampava, mas na hora do recreio o meu melhor amigo percebeu, ele tem quase a mesma idade que eu, ele um menino moreninho, cabelos pretos ondulados, o nome dele é Fernando, Fernandinho como costumamos chama-lo, até o seu pai o chama assim.
O seu pai se chama Luiz, ele é um homem alto forte moreno, barba sempre raspada corpo bem cuidado, acho que deve ter na faixa de uns 40 ou 45 anos por ai, ele que é o patrão do meu pai que trabalha na empresa dele e além de patrão e funcionários eles são bons amigos também, eles cresceram juntos e estudaram juntos, mas como o senhor Luiz herdou uma boa herança eles deram mais sorte na vida do que nóis, eles são pessoas muito bem financeiramente, ele mora com sua esposa e o seu filho Fernadinho somente, ele tem outro filho mais velho, mas ele já é casado e mora na cidade vizinha.

Fernadinho= hi cara, sua bunda está molhada kkk.
Eu=é que eu fui amarrar o cadarço do meu sapato e acabei caindo sentado no chão molhado.
Fernadinho=mas isso ai não esta parecendo agua não, deixa eu passar a mão pra ver.
Eu=tá maluco cara, você acha que eu vou deixar você passar a mão na minha bunda, sai fora.
Fernadinho=se você não deixar eu conto para os outros.
Eu=tá louco, você teria coragem mesmo?
Fernandinho=aham, eu conto sim.
Eu=vai então, passa logo antes que alguém veja.

Então ele veio e encheu a mão na minha bunda, seus dedos ficaram gosmentos, ele o levou na boca e lambeu, fiquei impressionado como ele teve coragem de fazer isto.

Fernadinho=é, é o que eu estava desconfiado já, comigo também acontece as vezes.
Eu=mas como assim! Me conta vai.
Fernadinho= há, deixa isto pra lá, mas eu estou bem empolgado pra chegar logo o fim de semana, a gente vai se divertir muito, eu você e o meu papai.
Eu= não estou te entendendo.
Fernadinho=ué, você vai passar o final de semana com a gente, o seu pai ainda não te contou?
Eu=não, ele não me falou nada, mas agora você vai ter que me explicar esta historia direito.
Fernadinho= então é melhor eu não falar nada.
Eu= mas agora você me deixou curioso, eu quero saber.
Fernadinho= mas eu não posso falar, nem devia ter falado isto, e se você insistir vou falar para os outro que você esta com a bunda molhada.
Eu=tá bom então, depois eu pergunto ao meu pai, mas pelo menos a gente vai se divertir bastante né.
Fernadinho=haaaa, e como vamos nos divertir –disse ele apertando o seu pauzinho durinho por cima da calça, mas na minha inocência de criança eu nem me toquei.
Então o recreio acabou, terminamos as aulas e eu voltei para a casa.
Ao chegar em casa o meu irmão já me aguardava com seu caralho duro, mal terminei de comer arrancar minhas roupas ele já veio enfiando seu pinto na minha boca, eu o chupava lambia seu saco, seu pinto até que ele gozou na minha boca, então eu já fui ficando de quatro e ele já veio enterrando seu pau em mim, ele fazia o vai e vem rápido e gozou de-novo.

Renato=vem, maninho, vamos lá para a sala assistir tv agarradinhos.
Eu=mas eu tenho que limpar a casa.
Renato=precisa não maninho, eu já limpei, só falta as louças mas é coisa rápida, depois eu mesmo lavo.
Eu=se é assim então ta bom, vamos lá na sala.

Chegando na sala meu irmão se deitou e eu deitei na frente ficando de conchinha com ele, eu estava muito feliz com meu irmão, apesar do seu jeitão de deboche ele estava sendo muito bom comigo, o meu irmão afagava meus cabelos, passava suas mãos na minha barriga, seu pinto estava duro encaixado no meu rego, desta vez eu mesmo tomei a iniciativa surpreendendo meu irmão, eu agarrei o seu pinto e fui direcionando ele na entradinha do meu cu, ele foi fazendo pressão, como meu cuzinho já estava bem lubrificado ele foi entrando fácil, meu irmão socou tudo, e com suas mãos ele abraçava minha barriga, nenhum de nóis falava nada, só estávamos curtindo aquele momento que para mim era delicioso, seu pau entrava e saia lentamente, meu irmão se chegou mais perto e me beijou na boca, com sua mão ele pegou no meu pintinho batendo uma punhetinha, que delicia, enquanto ele me beijava e me masturbava ele me comia, tudo ao mesmo tempo, eu fui sentido todo aquele prazer, eu gozei em suas mãos, meu cu se contraia apertando o seu pau enquanto eu gozava, ele também não aguentou e gozou, ficamos muito tempo ali engatados, até que o nosso pai estava para chegar, eu o ajudei a lavar as louças e fui tomar banho.
Quando o nosso pai chegou, eu fui para abraça-lo, mas ele se esquivou e disse:

Pai=calma filho, eu estou um pouco sujo e suado do trabalho e você está limpinho, deixa o papai tomar um banho gostoso.

E assim ele se foi tomar o seu banho, meu irmão começou a fazer a comida, eu o fui ajudando no que podia, afinal eu tinha que aprender, agora eu era a garotinha da casa, e garotinha tem que saber cozinhar kkk.

Então todos nois comemos e fomos assistir televisão, eu me deitei de conchinha com meu pai, assim como meu irmão ele me acarinhava gostoso, eu queria muito perguntar ao meu pai, mas estava com medo de ele ficar bravo, mas a curiosidade era muita, quando já estava na hora de irmos dormir meu pai já foi me levando ao quarto, nois todos estávamos pelados, a pedido do meu pai o meu irmão se foi, dormir no quarto dele, meu pai queria uma noite de amor só comigo, chegando no quarto o meu pai já foi me jogando na cama, ele começou a me beijar, sua língua grande e molhada entrava em minha boca, ele a explorava tudo com sua linguona, ele lambia os meus dentes céu da boca lábios, e voltava a me beijar, ele então foi chupando o meu pescoço, barriga e abocanhou o meu pintinho durinho, ele chupava meu pintinho, meu saquinho e voltava a chupar meu pintinho, eu me estremeci todo ficando molinho e gozei em sua boca, com minha porrinha ainda em sua boca ele veio e me beijou me fazendo engolir minha própria porra, ele então já foi me colocando pra mamar em seu pauzão grande grosso cheio de veias e cabeludo, eu o chupava, chupava seu sacão, voltava a chupar seu pau e foi então que ele gozou enchendo minha boca de porra, ele me namorou mais um pouco até recuperar o gás, então ele passou lubrificante em meu cu e já foi colocando seu pintão, a cabeçona deu um pouquinho de trabalho para entrar, mas foi mais fácil que da ultima vez, ele foi empurrando lentamente, eu sentia cada centímetro daquele pau invadir meu cu até o seu saco bater na minha bunda, e só doeu um pouquinho, mas estava muito gostoso e a essa altura eu já estava viciado em dar o cu, ele tirava e colocava de volta, então ele gozou um monte no meu cu, chegava a vazar sujando os lençóis, mas ele não estava nem ai com a sujeira, ele me abraçou, eu me sentia seguro em seus braços, ele era forte e me dava a impressão de me sentir protegido em seus braços grossos e peludos, mas aquele assunto da escola ainda me perturbava e eu não aguentei mais e decidi perguntar.
Eu=pai, eu queria te perguntar uma coisa, promete que não vai ficar bravo?
Pai=claro que não minha garotinha, pode perguntar.
Eu=mas você não vai ficar bravo mesmo?
Pai=vou ficar bravo se você não perguntar, agora fala logo o que você quer saber.
eu= que historia é essa de o senhor me mandar passar o final de semana na casa do Fernandinho?
Pai=e quem te contou isso filho?
Eu=foi o Fernadinho pai, mas não fica bravo, ele disse sem querer lá na escola hoje.
Pai= tudo bem filho, eu só ia falar disto com você quando chegasse a hora, mas já que você esta sabendo eu vou ter que te explicar direitinho.
Eu=fala então pai, eu quero saber.
Pai=então filho, é o seguinte, você sabe que o pai do Fernadinho é meu patrão e também meu amigo né?
Eu=sim pai, eu já sei.
Pai=olha filho, o pai do Fernadinho me pediu se eu não deixaria você passar alguns finais de semana na casa dele.
Eu=há, é só por causa disto todo esse mistério, claro que eu quero ir, assim eu posso brincar bastante com o Fernadinho.
Pai=sim filho, mas o pai do Fernadinho vai brincar com você também.
Eu=como assim pai, ele já é grandão para brincar com crianças.
Pai=você é bem bobinho né filho, o pai do Fernadinho, o Luiz vai brincar com você igual a gente brinca aqui em casa.
Eu=mas como assim pai?! – o Luiz é o pai do meu melhor amigo, ele vai me comer?
Pai=sim filho, e o seu amiguinho também, e você vai poder comer ele também.
eu=há não sei pai, eu fico com vergonha, afinal o Fernadinho é o meu melhor amigo.
Pai=vai filho, faz isso por mim, o Luiz me vai me promover lá no serviço, vamos ganhar mais dinheiro, quem sabe eu até compro aquele vídeo game que você quer tanto.
Eu=tudo bem pai, se é assim eu faço, mas me diz como o Luiz ficou sabendo da gente?
Pai=na verdade filho, eu acabei flagrando o Luiz comendo o Fernadinho no escritório da empresa, ele ficou muito desesperado, eu disse que estava tudo bem e que também queria participar, e foi ele que me deu a ideia de iniciar você.
Eu=nossa pai, eu não acredito, como eu nunca fiquei sabendo disto, o Fernadinho nunca me falou nada.
Pai=porque ele é um bom menino e sabe guardar segredo, assim como você, e já chega desta conversa que o meu pau tá muito duro louco pra entrar nesse cuzinho de-novo.
Eu=então enfia pai, enfia tudo.
Pai=esse é meu viadinho, é assim que eu gosto, vou meter até o talo, vou te comer a noite inteira.
Então o meu pai já veio me beijando de-novo enfiando sua língua na minha boca foi chupando o meu pescoço barriga e abocanhando meu pintinho, então ele me virou de lado e foi colocando seu pau no meu cu, ele foi escorregando pra dentro que nem quiabo, ele metia forte, acho que toda essa conversa também deixou ele com mais tesão ainda, ele gozou um monte no meu, era muita porra, o lençol ficou até grudento, por fim adormeci em seus braços de conchinha com ele e ainda com seu pinto cravado até o talo no meu cu, de madrugada ele meteu em mim de-novo, e como o seu pinto já estava dentro do meu cu não doeu nada, eu até achei que estava sonhando, mas depois ele me contou que adorou me comer enquanto eu dormia, eu tenho o sono pesado kkkk.

……..continua

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,44 de 25 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

12 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Netto ID:1dai2s6343

    Delícia de conto, o pai devia comer os dois filhos só pra eles saberem quem é que manda em casa.

  • Responder putinha ID:7xbywvk98i

    faz o pai comer o mais velho

  • Responder Bacellar. ID:8ef852vzr9

    Que delícia!

  • Responder Arthy9 ID:81rdoftiqi

    Podia fazer o pai dele comer os dois filhos.
    Acho que o mais velho deve levar vara também

    @atsu567

  • Responder Sla ID:1daicwpzrc

    Vou parar de ler até aqui,acho estranho essa putinha comendo outro menino. Foi bom enquanto durou…

    • tesão gay ID:3ij0y0lim9a

      sla …calma cara, não julgue a historia antes de ela começar, leia o proximo capitulo e tire suas conclusões

  • Responder luiz ID:dlns5khrd

    o Viadinho tem que o moleque ele ja nasceu para isso, quero ve um dia os pais trocarem os filhos, coloca mais tio cunhado, colega quero te ve bem putinha

  • Responder Messin ID:w735kv9a

    Eu acho que seria melhor na parte que ele vai pra casa do Fernandinho nas vezes que ele for tranzar com o Fernandinho ele ser mais ativo que passivo

    • tesão gay ID:3ij0y0lim9a

      calma, vc esta muito apressado kkkk

    • Sla ID:1daicwpzrc

      Ñ acho, se ele é a “garotinha” ele tem que ser só passivo

    • Messin ID:w735kv9a

      Faz o rafael comer o irmão dele de vez em quando mesmo que na maioria das vezes ele seja passivo

    • Bert ID:g3ja3f6ib

      Faz os caras mijarem neles