# #

Realizando sonho bem novinha. Enrabada pelo amigo da irmã

1586 palavras | 4 |4.40
Por

Espiando a irmã mais velha transando com dois acabei enrabada por outro amigo dela.

Melhor não contar as idade e principalmente a minha, somente dizer que não faz muito tempo e eu “era” bem novinha aliás, muito novinha. Certa vez meus pais viajando e em casa somente eu e minha irmã que sempre aproveitava essas saídas e dava festa principalmente na piscina, amigos, amigas e por aí vai, de vês em quando eu participava mas como era novinha não me deixavam ficar e eu não ligava muito, preferia ficar no meu quarto, música alta enfim festa agitada mas em um dia foi diferente, já era noite quando ainda tocava música na piscina escutei um barulho diferente e aquilo me chamou atenção, vinha do quarto da minha irmã, vizinho ao meu, levantei e devagar vi que a porta do quarto dela estava entreaberta, a curiosidade falou mais alto e fui dar uma “espiadinha” chegando vi uma coisa que até então só tinha visto na internet a noite escondida de meus pais, minha irmã pelada de joelhos na cama chupando um cara e um outro comia ela por trás, o que comia seu pinto era grande e grosso, eu tremia mas queria ver mais e fiquei alí, ela gemia muito e eu adorando ver tudo até o cara que estava comendo ela me ver na fresta da porta, na hora me escondi mas muito curiosa voltei a olhar e ele me olhando piscou e sorriu, agarrava a cintura da minha irmã e metia muito nela que gemia alto, eu ali olhando comecei a alisar minha xaninha, já havia feito muito isso mas dessa vez foi diferente, foi muito melhor, mais gostoso, eu nem ligava mais se eles estavam me vendo até que senti uma mão encostar no meu ombro, quase morri, era outro garoto que sorriu e fez sinal pra mim ficar quieta, eu tremendo de medo fiz o que ele disse e fiquei quietinha e logo estava espiando novamente só que dessa vez junto com ele, os dois lá dentro comiam minha irmã de todos os jeitos inclusive os dois juntos, sem conseguir aguentar voltei com a mão na xaninha sem ligar pro garoto ao meu lado que começou a apertar seu pinto por cima do short, meus olhos se viraram pra ele e eu não sabia se olhava no quarto ou no cara ao meu lado ficando de pinto duro, fiquei imaginando aqueles vídeos da internet, o volume crescia dentro do short dele e estava de lado, que visão linda mesmo sem ver seu pinto livre do short, a vontade/curiosidade foi aumentando e minha mão já enfiando por dentro do shortinho que usava esfregando minha xaninha, ele vendo aquilo veio com uma das mãos e passou na minha bundinha, arrepiei inteirinha, quis sair dali mas não saí, a vontade falou mais alto, apertava minha bundinha e eu já nem disfarça, aliás nem conseguia mais, olhando diretamente pro seu pinto que logo foi tirado de dentro do short, não era tão grande e grosso que nem o outro do quarto mais era a coisa mais linda que eu tinha visto até então, uma vontade de ver um de perto já me perseguia a um tempo, brilhante, duro e ele alisava de cima até embaixo, eu já louca de vontade de segurar mais aguentando até que segurando na minha mão colocou ela sobre ele me fazendo segurar e logo estava punhetando, igualzinho aos vídeos e realizando sonhos que tinha a noite, alisava aquele pinto como se fosse um brinquedo de Natal, ele já enfiava a mão por dentro do meu short e dedilhava meu cuzinho que piscava de vontade, ficamos alí um tempinho mas logo os três dentro do quarto terminaram a trepada, escutamos dizendo que tinham gozado e precisavam voltar, larguei aquele pinto e depressa volte ao meu quarto, porém quando cheguei na porta fui “empurrada” (modo de dizer) pelo cara que eu segurava o pinto, entrou logo atrás de mim de trancando a porta fez sinal de silêncio e escutamos minha irmã e ois dois passarem no corredor e pudemos ouvir um deles perguntando por mim, com certeza o que me viu na porta e minha irmã respondendo que com certeza eu estava dormindo ou no computador, nisso mecheu no trinco da porta e como o garoto que entrou comigo no quarto trancou ela disse, viu está até trancada e foram embora, escutamos quando desceram a escada conversando, aí o meu seguidor se virando pra mim disse um oi bem sacana e disse que se chamava Lucas, perguntou se tinha gostado do que tinha visto no quarto e principalmente do que tinha acontecido no lago de fora do quarto entre a gente, percebendo minha vergonha enorme, foi bem nítida, minha cara esquentou do nada e fiquei muda, Lucas então foi literalmente me enrolando na conversa e logo estava eu novamente segurando seu pinto e adorando aquilo, aprendi a bater punheta nesse dia e bati muito pra ele que só sabia me chamar de lindinha, logo estava levantando minha blusinha, descendo meu short e me deitando na cama se ajoelhou no tapete e começou a chupar minha bucetinha, que delícia sentir aquela língua onde só havia sentido meus dedos tocando alí, meu cuzinho piscava quando passava a língua nele, eu arrepiava inteirinha, Lucas me chupou muito, enfiava a língua em mim literalmente, molhava o cuzinho com várias lambidas e logo seu dedo passando na portinha e foi forçando até entrar, nessa hora agarrei sua cabeça fazendo ele enfiar a língua mais ainda na minha bucetinha, e ele retribuía, socava o dedo no cuzinho e me chupava forte, nesse dia eu gozei pela primeira vez, que sensação maravilhosa aquela, eu tremia e apertava sua cabeça de encontro a minha bucetinha, gozei muito que fiquei até molenga mesmo, Lucas percebendo me olhou e perguntou se estava gostando eu soe as disse “Hum hum” e voltou a me chupar, não demorou e gozei novamente naquela língua deliciosa, eu estava totalmente a mercê dele, faria tudo o que mandava e me puxando me fazendo sentar na beirada da cama, tirou a roupa e encostando o pinto no meu rosto me ensinou a chupar, primeira chupada, e aproveitei muito depois de aprender, e como ele disse, mamei muito e lembrando dos vídeos da Net, fiquei querendo no.meu pensando que ele me desse leitinho quentinho como nos vídeos, Lucas gemia e segurava minha cabeça e mamando como nos vídeos, Lucas então disse assim “gatinha, vai sair leitinho, vc engole tudo tá bom” eu apenas balancei a cabeça sinalizando que sim e mamando logo senti ele apertando mais forte.imja cabeça e logo minha boca se encheu de leitinho quentinho, e eu como uma boa menina engoli tudo que saia daquela delícia de pinto. Lucas a cada aperto na minha cabeça era um jato na boca, logo tirou da minha boca e passando a mão no meu queixo me chamou de delícia de putinha e disse “dá pra mim esse cuzinho delicioso, dá vai” eu na mesma hora disse que sim e fazendo como as mulheres dos vídeos, fiquei de quatro na beirada da cama arrebitando a bundinha encostei o rosto do colchão e abri a bundinha o máximo que consegui e escutei o Lucas soltar um “puta que pariu, que delícia vc é” senti quando encostou e esfregou seu pinto na minha bundinha várias vezes, passava pela bucetinha que piscava de vontade e ainda melada de tanto que gozei e passava no cuzinho, fez várias vezes e então foi forçando a entrada, forçou várias vezes, senti quando a cabeça entrou, doeu muito mas eu queria e sabia que iria parar, até isso pesquisei na Net, aguentei firme, soltei minha bundinha e apertava o colchão mordendo o lençol mas aguentei aquele pinto entrando e logo estava inteiro dentro do meu cuzinho, segurando minha cinturinha Lucas ficou um pouco parado e devagar começou o vai e vem bem devagar, logo foi acelerando, puxava minha cintura, cada vez mais rápido e nem tinha dor mais me apoiando com as mãos no colchão arrebitei a bundinha pra ele que socava cada vez mais forte puxando minha cintura logo senti aquele leitinho quentinho derramando lá dentro, que sensação incrível aquela, Lucas tremia me chamando de putinha deliciosa, parando de socar disse que aquela foi a melhor foda que ele teve na vida e nunca tinha comido uma novinha antes, não dá minha idade e eu era demais, sem tirar o pinto do meu cuzinho começou novamente a me comer e não demorou muito gozou novamente, que dia, minha primeira trepada e fiz o cara gozar 3 vezes fora as inúmeras que ele me fez gozar. Saunyme deu um beijo maravilhoso de língua me levando a loucura e disse que tinha que descer, saindo do quarto devagar e foi descendo, tomei um banho delicioso, lavando o cuzinho pra logo ser comido novamente, ficou dolorido mas eu queria novamente muito mais vezes, gozei novamente no chuveiro esfregando minha bucetinha imaginando ela sendo comida por um pinto, mas isso será outro conto…… só troquei os nomes mas o “conto” aconteceu mesmo.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,40 de 20 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Você é um ID:gsus5q20i

    Velho bicha

  • Responder Sou corno ID:469cst9uxi9

    Minha mulher me disse que perdeu o cabaço da buceta e as pregas do cu com 12 anos.
    Ela estava em um bailinho e chegou um cara que era um cantor em início de carreira e começou conversar com ela.
    Aí ele a convidou para ouvirem música no carro dele.eles ficaram no banco de trás,ele começou a abraçar ela e beijar sua boca e passar a mão nas suas coxas, logo a mão do cara estava na sua bucetinha, ela tentou tirar a mão dele do meio das pernas mas não conseguiu, logo a mão do cara estava dentro da sua calcinha, aí ela deixou o cara a vontade e ele começou a forçar um dedo na sua bucetinha deixando ela bem molhadinha, aí pós a mão dela em cima do caralho, ela deu uma apertada nele , aí ele tira a calcinha dela,tirou a calça e entrou no meio das pernas dela e começou a pincelar a pica na buceta dela.
    Quando a cabeça do pau dele estava bem lubrificada,ele começou a forçar a pica até a cabeça do pau dele entrar na buceta dela.
    Aí ele começou a beijar ela e forçar a pica, nesse momento ela perdeu o cabaço.
    O cara enterrou tudo,e começou a bombar feito louco,mas antes de gozar tirou a pica da buceta dela,pós ela de bruços no banco do carro,deu uma cuspida no cu dela e começou forçar a pica tapando a boca dela com a mão, aí depois que a cabeça entrou,ele enterrou tudo e começou a bombar até gozar e encher o cu dela de porra.
    Depois ela desceu do carro e foi pra casa toda dolorida.e o cara foi embora.
    Ele foi um cantor e compositor famoso, aí ela soube que ele era acostumado a pegar novinhas só para comer o cabaço.
    E minha mulher foi uma das que perderam o cabaço na vara dele.

  • Responder Hiro²⁴ ID:2je539oq

    Seu conto é maravilhoso

    • Julinha ID:gqb0tapv1

      Obrigada 😘