# # #

Paraense Pedófilo Part 1

1183 palavras | 9 |4.40
Por

Desde cedo meu desejo por criança cresceu, aos 28 esse desejo se tornou realidade!

Bem, eu eu chamo Daniel tenho 28 anos, 1,87 de altura, um corpo normal, 69 kg, 22 cm de pica dura e grossa feito aço. Sou de Belém do Pará e eu sempre tive uma fraqueza por crianças, aquele tesão proibido sempre me consumiu, quando mais novo tive um lance com uma moça e desse lance saiu nosso filho, Paulo, eu e a mãe dele nunca tivemos um lance sério, nunca moramos juntos ou algo do tipo, mais sempre estive presente as necessidades do meu filho.

Em 2020 na pandemia meu filho estava com 8 anos e veio passar um tempo comigo, até então eu nunca tinha imaginado algo com ele, tesão ou algo do tipo, mais ele sempre foi um menino de chamar a atenção, principalmente sua bunda carnuda, jeito de menino afeminado, ele não devia ter mais de 1.20 na época, quando a mãe dele me liga falando que precisava ficar só para resolver umas coisas dela, eu prontamente aceitei buscar ele no próximo final de semana.

Eu morava com meus pais, meu pai, a quem sempre me deu tesão, dês da minha infância sempre sonhei em dar pra ele, chupar, deixar aquele homem fazer oq quisesse comigo, na quinta feira daquela semana minha mãe precisou viajar e só voltaria na semana seguinte, dessa forma ficando somente meu pai e eu até na sexta.
Chegando sexta feira no horário combinado fui até a casa da mãe do meu filho buscar ele, fazia um tempo que eu não via ele, ele veio com um short verde fino e uma camisa da mesma cor, uma mochila com algumas roupas, cumprimentei a mãe dele, conversamos algumas futilidades e fomos embora.

Paulo sempre foi um bom menino, quieto, calado, entramos no meu carro e seguimos viagem, por volta das 14 horas chegamos na casa dos meus pais, meu pai não estava em casa ainda, então entramos e eu mostrei pro meu filho o quarto onde ele dormiria comigo, minha cama é de casal, então ele iria dormir junto comigo, fazia muito calor nesse dia e resolvi tomar um banho de piscina.

Eu: amor bora pra piscina com o papai?
Paulo: vamos.

Tirei minha roupa ficando completamente pelado na frente dele, e coloquei uma sunga, percebi que ele ficou um pouco envergonhado, mandei ele tirar a roupa e colocar um sunga também, até então não tinha maldade com ele, desejo ou algo do tipo, mais quando percebi que ele tinha ficado acanhado resolvi ajudar ele a tirar a roupa e vestir a sunga, foi quando eu vi ele completamente pelado na minha frente e pude contemplar a bunda do meu filho, carnuda, perfeita, sem manchas ou sinais, meu instinto animal falou mais alto, passei a mão e dei uma leve abertada, meu pau ficou feito pedra na mesma hora, quando eu fiquei em pé o volume na minha sunga me condenava, mas eu não fiz nenhuma questão de disfarçar.

Seguimos para a piscina, ficamos ali mergulhando, brincando e sempre me pegava imaginando meu pau dentro daquele cu, meu pau feito aço a todo momento, eu nem fazia questão de esconder, pegava ele pelas costas, abraçava ele, fazia ele sentir meu pau duro tocando as costas e a barriga dele sem o menor pudor.

Em dado momento deixei ele de lado, sentir a beira da piscina e acendi um “back” pra relaxar e imaginar que sorte eu tinha de ter um filho tão gostoso daquele jeito, e que eu não perderia a oportunidade de fuder ele sem pena.
Já tínhamos ficado um bom tempo na piscina e eu já tinha perdido a razão das coisas, chamei meu filho para a gente tomar um banho e trocar de roupa antes do avô dele chegar, ele quis fazer birra um pouco, mais eu fui autoritário, ordenei e saímos da piscina, tirei minha cueca ali mesmo e espremi, e ordenei que ele fizesse o mesmo para não molhar a casa, quando ele me viu pelado não conseguiu disfarçar e não tirava o olho do meu cacete, que a essa altura estava quase estourando.

Chequei perto dele e mandei ele tirar a sunga novamente, quando ele se abaixa para tirar a sunga me aproximo mais um pouco perto de propósito, e quando ele sobe o rosto dele passa ao lado do meu pau, nesse momento ele da uma encarada pro meu pau que eu perdi a razão, coloquei minha mão esquerda na minha cintura e com a direita puxei a pele da minha pica, expondo a cabeça do meu pau bem próximo ao rosto do meu filho, o moleque não piscava, e tudo aquilo me deixava cada vez mais louco.

Seguimos para o banheiro, ele na minha frente e eu seguindo ele admirando aquele rabo que minha pica tinha fabricado, imaginava meu pau sumindo dentro daquele cu, e eu não perderia a oportunidade naquele dia.
No banheiro o ensaboei todo, principalmente sua bunda, passava meu dedo no cu dele e percebia que ainda estava intacto me aguardando para tirar aquele cabaço, ficava em pé na frente dele fazendo meu pau encostar no rosto dele, nas costas dele, lavei meu pau com bastante sabão pra ele ficar olhando e admirando o pau do pai dele, em dado momento perguntei dele;

Eu: amor, oq vc acha do pau do papai? Bonito né?

Ele ficou em silêncio, eu pequei a mão dele e coloquei no meu pau, fiz ele ficar fazendo carinho na minha pica bem devagar, eu soltei a mão dele pensando que o puto ia soltar, mais para a minha surpresa ele continuou, agora ele mesmo já usava as duas mãos, puxava a pele e ficava admirando o pau que fez ele.

Puxei o rosto dele pra mais perto e mandei ele abrir a boca, e fui colocando a cabeça do meu pau na boca dele e fui mandado ele chupar devagar e sem morder, aos poucos o filho da puta já tinha pegado a manha da coisa, naquele momento foi a melhor chupada de pica que eu recebi em toda minha vida, forçei aos poucos minha pica na boca dele e senti ele engasgar algumas vezes, mais eu estava entregue, queria mais era gozar na boca do meu próprio filho, segurei ele pelo cabelo e mandei ele abrir a boca novamente, comecei a punhetar e mandei ele engolir todo o leite do pai dele, quando eu estava prestes a gozar coloquei a cabeça do meu pau na boca dele e gozei fartamente, senti que não iria mais parar de gozar, mandei ele engolir tudo.
Quando ele terminou de engolir mandei ele abrir a boca e vi que realmente ele tinha engolido tudo.

Bem essa é a primeira parte do final de semana com meu filho, espero que gostem, na segunda parte trago oq fizemos depois do banheiro.
Telegram @pegrande26

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,40 de 42 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

9 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder @babinovinha telegram ID:41ihvhgeqrc

    Nossa amei…. Acho muito tesão os macho pedo

  • Responder Arthy9 ID:81rdoftiqi

    Conto maravilhoso mano
    Se quiser bater um papo chama aí

    @atsu567

  • Responder Putao ID:dloxfuzrj

    Sou de Santarém bora troca mensagem

    • Carlos ID:830zlmjm99

      Perfeito o conto. Detalhes maravilhoso, dote tamanho incrível. Coninua ensina ele a arte de ser empalado. [email protected]

  • Responder Bacellar. ID:h5i27y08k

    Que delícia!

  • Responder Dark boy ID:8ef6vikm9j

    Eu também sou aqui do Pará , parabéns papai.

  • Responder @Flor_de_cactoo ID:3vi1xgbz49b

    Delícia

  • Responder Cavalão ID:6stw32chrd

    Arromba o cuzinho dessa putinha….

  • Responder Uyi ID:on9190lqrj

    Deixa as crianças em paZ.