#

Meu webnamorado era uma criança e acabou que transamos

2579 palavras | 11 |4.38
Por

Eu conheci um rapaz de uma cidade próxima pelo Tinder e começamos a webnamorar, até marcamos um encontro e eu descobrir que ele era uma criança de 13

Oi gente prazer me chamo Madu, muitos podem achar que esse conto é fantioso que não sei oq.. fica critério acreditarem ou não.

Meu nome é Madu tenho 19 anos, sou branca de cabelo preto liso, sou magrinha, peitinhos médios, minha bunda é média, porém bem redondinha e durinha.
Eu nunca fui uma menina de namorar mt, apenas namorei uma vez do meus 16 ao 17, porém com esse namoradinho eu perdi a virgindade. Nesse tempo até meus 19 anos não me envolvi emocionante com ninguém, apenas ficava, raramente sexo. Não gostava mt de festa, era meio nerd, vivia em casa e só estudava.
Sempre que podia me masturbava pra matar a vontade que eu tinha, minhas amigas todas começaram a namorar e eu ficava sempre de vela. Não entendia pq não conseguia atrair nenhum rapaz, pelo meu jeito nerd? Não sei.. meio que tímida e ant social? Só sei que uma das minhas amigas mandaram eu baixar o Tinder que ia conhecer alguém.

Tomada pela coragem baixei, criei meu perfil, coloquei as melhores fotos que eu tinha e comecei a curtir vários perfis, dei match com um rapaz de 22 anos chamado Pedro, moreno, forte, muito bonito por sinal, ele morava na cidade vizinha, dava umas 3 horas de carro. A gente começou a conversar dms, muitas conversas iam e fluíam. Eu acabei me apaixonando por ele, porém tinha algo que me deixava meio que duvidosa sobre ele, dificilmente mandava foto e áudio. Sempre recusava chamadas de vídeo, sempre mantia uma boa conversa, as vezes era meio infantil, falava besteira, parecia uma criança… Mal sabia eu que ele era msm.
Já estávamos a 4 meses conversa, até que ele me pediu em namoro, eu aceitei, toda boba e apaixonada, sempre pedia pra ele vir me ver ou eu ir ver ele, porém arranjava uma desculpa, eu engolia pq gostava dele. Uma noite as conversas foram ficando mais eróticas e chegou um momento que ele pediu umas fotos minhas sensuais, eu fiquei com vergonha, mas ele disse que me amava muito e amaria muito mais ver uma foto minha pelada. Passou algumas minutos tirei a roupa e mandei uma foto pelada em pé no espelho, outra de 4 mostrando a bunda. Nossa ele amou, ficou muito feliz, dizia que me amava dms e queria mt transar cmg, eu falava que queria mt dar pra ele tbm. Nem pedi foto por ser tímida etc, fiquei sem jeito pra pedir. Foi passando os meses eu já fiquei impaciente, eu queria mt ver ele, beijar ele, transar com ele.. comecei a forçar a querer nos encontrar. Até que ele aceitou, topou me ver finalmente, fiquei muito feliz, finalmente ia ver meu namorado o homem que eu queria pra sempre.

Estava me arrumando e aprontando tudo para ir, era dia de semana, eu não trabalhava então tá tranquilo, meus mais trabalham o dia todo, ficam fora então eu tinha tempo de sobra, já tinha um dinheiro juntando de uns tempos atrás e comprei uma passagen de ônibus, finalmente ia ir, avisei meus pais que ia ficar na casa de uma amiga de tarde para estudar. Fui para rodoviária e entrei no ônibus toda empolgada, passando as 3 horas eu cheguei, marcamos de nos encontrar na praça da cidade, era bem pequena então fácil de se localizar. Ah esqueci de falar pra vcs como eu tava vestida 🙈, tava usando um short jeans bem coladinho, um body branco, havaianas branco, cabelo amarrado, calcinha de renda preta e sutiã de renda preta tbm, vou ver bem sincera, eu tava afim de transar msm, ia dar pra ele hoje.
Cheguei na praça, coloquei minha mochila do lado e logo pesei o celular pra mandar msg, avisando que já estou aqui, ele demorou um pouco pra responder e disse que ia mandar o irmãozinho vir me buscar, pois estava sozinho e cuidando da casa. Fiquei meio chateada já.. poxa irmão? Eu queria ver ele era pra ser um momento nosso.. mas uma vez engoli, fora o fato que se fosse transar ia ter um pirralho em casa. Disse como eu estava vestida e esperei, logo chegou um mulekinho e veio falar cmg. Nome dele era Daniel

Daniel_ oii sou irmão do Pedro

Eu_ oii Madu

Daniel_ nossa como você é linda, muito mais pessoalmente, ele veio me abraçando sem ao menos me conhecer, devo imaginar que o Pedro falou de mim pra ele.

Cumprimentei e senti algo meio durinho já, talvez pelo fato de como eu estava vestida já provocou ele.

Daniel _ vamos vou te acompanhar.

Fomos rumo a casa e Daniel não parava de me elogiar me chamando de linda, dizendo que queria mt me conhecer, eu achei estranho porém não falei nada, era apenas um rapazinho, ele falava que queria mt uma namoradinha pessoalmente para namorar. Logo falei meio que pra zoar ele.

Eu_ você não é mt novo não pra pensar em namorada?

Daniel _ posso ser mais já entendo mto de namorar e fazer amor

Fiquei e cara com aquele pirralho falando isso, já sabia transar e entendia do assunto? Nossa que safadinho, chegamos na casa ele entrou eu entrei logo em seguida, ele fechou o portão.

Daniel_ os meus pais não tão em casa, eles trabalham o dia inteiro chegam só a noite lá pras 20h.

Olhei no relógio 13 hora da tarde, dava pra aproveitar, entrei e era uma casa bonita por dentro e tudo. Logo perguntei cadê o Pedro, tava ansiosa já, Daniel mandou eu sentar no sofá e sentou cmg.

Daniel _ olha Madu eu preciso confessar uma coisa com você, antes de tudo eu preciso dizer que te amo muito e sei que você vai se chocar com isso.

Apenas fiquei quieta e perguntei, como assim?

Daniel_ eu sou o Pedro, eu menti pra vc minha idade e quem eu sou.. é pq eu queria só conhecer meninas e acabei conhecendo você.. tão bonita e incrível, me apaixonei, não queria te perder.

Como assim? Eu comecei a chorar, você me enganou esse tempo todo? Seu merda, fez eu vir até aqui pra nada, eu apenas queria sair dali, acabou cmg.

Eu_ você é só uma criança de 13 anos, você tá louco? Como vc pode fazer isso.

Daniel_ eu sei que tenho 13 anos mas me desculpa, eu tenho maturidade, realmente comecei a gostar de você, não podia te perder, isso foi longe dms.

Fiquei sem chão, não consiga falar mais nd, eu gostava dele mas era uma criança, gostava de como me tratava mas era uma criança… Eu mandei fotos peladas pra vc, me enganou, mentiu.. isso é muito errado eu quero que vc apague tudo. Ele apagou na minha frente mas pediu para eu não ir, ficar mais um pouco com ele pq era o sonho dele me ver. Fiquei quieta num canto apenas processando tudo.. ele veio me abraçar, tentando me acalmar, depois de muito papo eu fiquei calma.. perdi a raiva e procurei entender oq realmente tava acontecendo.
A gente se gostava mt, porém isso é errado, eu expliquei pra ele que não podíamos ficar juntos pela diferença de idade e por ele ser tão novo.. ele compreendeu e disse que não era intenção dele mentir tanto assim, porém ele me amava. Eu estava prestes a ir embora quando ele segura na minha mão.

Daniel _ não vá ainda por favor, fique mais um pouco, podemos conversar mais, assistir um filme vem.

Me guiou até seu quarto, era um quarto bem bonito, aconchegante, cama de casal e tudo. Ele ligou em um filme lá que nem me lembro qual é, logo se deitou e eu fiquei sentada na beirada da cama.. não queria me deitar, isso é loucura. Ele logo insistiu e disse só um pouquinho, eu tava me levando pelas palavras dele, será que era meu tesão? A vontade que eu tava de transar, só sei que tirei meu chinelo e me deitei, ele puxou a coberta e ficamos assistindo o filme. Até que ele chegou mais perto e ficou me elogiando dizendo que eu era inda, o sonho dele. Logo falei que nem era tudo isso, só besteira, mas não, ele insistiu e continuou.
Até que ele me pediu algo que mudaria toda aquela tarde, um beijo.

Daniel _ Madu posso te beijar? Nunca beijei antes, quero que seja com você o primeiro.

Eu_ não isso é muito errado, a gente não pode.

Daniel_ por favor..

Depois desse pedido e com aquela cara de criança pidona, virei o rosto e beijei ele, que retribuiu com outro beijo, aonde começou a ficar mais quente, mais forte.

Eu _ para isso é errado.. não devemos continuar.

Daniel _ só mais um pouco,

Voltou a me beijar com mais vontade, tocava em mais ombros que logo começou a descer pros meus peitos, apertando eles com vontade, eu tava deixando, tava muito bom, eu queria aquilo, ele puxou uma das alças da minha blusa, expondo meu sutiã. Deu pra ver o brilho nos olhos dele.

Daniel _ tira o sutiã pra mim.

Eu _ isso é errado… retruquei.. Mas estava levada pelo tesão que acabei tirando como uma boa menina.

Logo ele caiu de boca nos meus peitos, awnn dei um gemido, que gostoso, ele chupava mt, com muita vontade, eu tava ficando cada vez mais molhada, mais excitava, aquele rapazinho sabia fazer mt bem, ele parou de mamar meus peitos para dizer que me ama e me acha mto gostosa.

Eu _ me acha gostosa é?

Daniel_ acho muito, quero transar com você.

Eu já estava estrague msm, entregue aos meus desejos e tesão, não me importava se era errado ou não.. ia tirar meu atraso com aquele pirralho.

Eu_ você vai transar cmg.

Logo me abaixei, puxei a bermudinha dele, safadinho tava sem cueca, vi a respiração dele ficar ofegante, era a primeira vez dele sem dúvida. Olhei pra ele e mandei relaxar, não precisa ficar nervoso. Após isso comecei a chupar o pauzinho dele, tava duro como pedra, não era grande, porém era grossinho, ele começou a gemer e se tremer todo, continue chupando, engolia tudo, chupava o saco dele, tava muito bom chupar aquele pauzinho.

Daniel _ não acredito que isso tá acontecendo.. muito bom tá mto gostoso.

Eu_ tá gostoso é amor?

Ele colocou a mão na minha cabeça e forçou pra eu chupar mais, continuei caindo de boca. Eu percebi que ele ia gozar então parei. Me levantei da cama, tirei toda minha roupa, ele tirou a roupinha dele e estamos ali, os dois pelados, namorados, sem acreditar que um menino de 13 anos aí me comer, que coisa errada.
Mandei ele deitar dnv, abri minha mochila e peguei uma camisinha, coloquei no pau dele e subi em cima, encaixei bem gostoso.. ahh ele tava dentro, senti aquele pauzinho me abrindo bem de devagar, oq me fez soltar um gemido, olhei pro meu homenzinho e estava encantado com tudo que estava acontecendo..

Comecei a sentar no pau dele, sentava e rebolava cada vez mais, como um bom taradinho ele segurou na minha bunda e ficou apertando ela. Continuava sentando cada vez mais, pulava naquele pau e gemia como uma putinha. Tava muito bom, ele dava uns tapa na minha bunda e segurava com força pra me fazer sentar mais no pau dele. ao mesmo tempo que sentava ele dizia que me amava e queria sempre ficar cmg. Eu não falei nada, não queria criar momento de romance com esse momento. Já estava cansada de sentar, estava doendo minhas pernas, era a vez de deixar ele me comer agora, logo perguntei.

Eu_ que jeito você quer agora?

Daniel _ fica de 4 amor

Já imaginava que ele ia pedir pra mim ficar de 4 todo mundo gosta de comer uma mulher assim, com a bunda empinada. Como uma boa mulher fiquei e deixei ele me comer do jeito que ele quisesse agora, com força, rápido fraco.
Ele meteu em mim e deu um tapa na minha bunda..

Daniel _ não acredito que tô transando com você..

Apenas balancei a cabeça afirmativamente concordando com oque estava acontecendo, tinha um espelho perto da cama e me olhei por um momento. Sem acreditar que eu tava ali de 4 pra uma criança de 13 anos, que tava socando em mim e batendo na minha bunda com força, algo que eu nunca imaginei. Alheio aos meus pensamentos, Daniel continuava a meter em mim sem parar, forte até por sinal, ele sabia realmente fazer, eu tava gemendo gostoso, gemendo só pra ele. Isso deve ter dado um tesão que ele puxou meu cabelo e socou mais forte ainda, batendo mais na minha bunda que é branca e tava vermelha já.. após mais algumas socadas dessas ele parou um pouco, que me deu tempo pra respirar, porém não tirou o pau de mim, ainda estávamos ali eu de 4 e ele montado atrás. Logo ele pediu algo que eu fiquei meio que com receio de deixar, mas aceitei.

Daniel _ amor deixa eu gravar comendo você de 4?

Eu _ oque?? Não né…

Daniel _ ah vai por favor, quero mostrar pros meus amiguinhos que eu já transo, mostrar que comi uma menina

Mds esses mulekes só falam de sexo que coisa, que juventude, porém eu não podia falar nada, quem era pra julgar… pq estava ali pelada com um pirralho metendo em mim

Eu_ tá só não filme meu rosto…

Ele ligou a luz do flash e começou a filmar, com receio de aparecer meu rosto, enfiei a cara no travesseiro e deixei ele fazer a safadeza dele. Voltou a meter em mim porém com força, começou a bater mais na minha bunda, ficava me chamando de gostosa e que eu era a putinha dele, comecei a gemer novamente, gemer alto… A gente tava transando muito, fiquei imaginando como tava ficando o vídeo, ele metendo em mim, batendo na minha bunda, os amiguinhos iam ficar de cara. Eu percebi que a luz do flash saiu de trás de mim e iluminou um pouco o quarto.. que safado tava mostrando que ele tava me comendo no quarto dele. Esperto, assim realmente vai dar pra saber que é ele transando cmg no quarto dele. Ele continuou me comendo por mais alguns minutos, até que gozei, gozei com tanta vontade que apertei o pau dele com minha bct, que foi logo anunciado que ele ia gozar TB.. gozamos juntos. Ele parou de filmar, tirou a camisinha toda gozada e deitamos juntos…

Eu tinha adorado tudo aquilo mas não podia continuar, então falei que foi só esse vez, que saindo daqui ia bloquear pq isso era mt errado e não podíamos fazer isso.. ele chorou, me implorou.. mas já estava decidida
Falei que ele fez oq queria, que era transar cmg e que namoro não rolava, mandei ele guardar o vídeo pq era a lembrança dele cmg. Me vesti e fui embora, sem beijos ou abraços…

Acabou por aqui, se alguém já passou por isso comenta aí.. quem sabe eu contos outras aventuras

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,38 de 34 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

11 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder @babinovinha telegram ID:41ihvhgeqrc

    Amei… Eu tbm adoro heheeh

  • Responder Sérgio ID:ona0jphfib

    Perdi a virgindade com uma enfermeira, amiga de profissão da minha mãe. Isabela. Pelé Clara, de cabelos pretos e Chanel, magra, bonita e muito simpática.
    Ela sempre passava os domingos conosco, pois morávamos em Batatais SP e ela era de Goiânia.
    Ela tinha 22 anos e eu 14.
    Naquela época, a moda era ter uma revista pornografia debaixo do coxão.
    Um dia, ela dormiu em casa após um plantão noturno e eu tinha saído cedo pra jogar futebol com os amigos e meus pais pediram pra dormir no meu quarto.
    Nada demais.
    Só que ela ao arrumar minha cama quando acordou, encontrou as revistas quando levantou o colchão pra ajeitar o lençol.
    Quando cheguei do futebol, ela estava no quarto sozinha ouvindo música no rádio e meus pais não estavam em casa.
    Me troquei e fui tomar banho.
    Quando entrei no quarto depois do banho, ela estava com algumas revistas olhando.
    Meus Deus! Fiquei sem ação.
    Ela só perguntou se eu já tinha feito dlguma coisa daquela e disse que só em pensamento.
    Me ensinou a beijar, a fazer amor, a tratar uma mulher como deve ser tratada na cama.
    Isabela, sempre que podia, passava os domingos no meu quarto e só minha mãe sabia o que acontecia. Isso durou uns 10 meses.
    Até ela começar a namorar e a gente só ficou com as lembranças, mas sempre falava que eu era muito novinho, mas responsável.
    Não foi o amor da minha vida, mas foi a mulher que fiz amor pleno e perfeito, com todos os requintes de um casal apaixonado.
    Naquela época, eu bem que queria ter mais idade…
    [email protected]

  • Responder Saf ID:8k4je32v9a

    Bom

  • Responder Fabio Safado ID:y8i2749c

    Eu tinha apenas 11 anos quando a babá tirou a virgindade e eu comi ela por durante dois anos foi uma delícia como é aquela buceta mas não tinha camisinha não porém ela chegou até engravidar porém tirou o bebê mas foi a buceta mais gostosa que eu comi na minha vida pois é a que eu mais lembro se bem que eu comi umas novinhas também já comi até guria de nove anos até mais nova porém essa marcou porque foi a minha primeira se você é mamãe ou se você gosta essas coisas a gente me chama eu vou deixar aqui no tele safadinhotarado2018 um beijo.

  • Responder Alessandro ID:831hpceoib

    Tbm “namorei” uma garota de 20a, qdo eu tinha 13. Ela cuidou de mim dos quatro até os sete anos, qdo meus pais mudaram de lá. Ela me chamava de “meu galego lindinho”, e eu falava que qdo crescesse ia ser namorado dela. Ela ria, e dizia que ia esperar então. E anos depois, ela já na faculdade, qdo meus pais se separaram, fui morar com minha mãe na casa de minha avó, e nos reencontramos, pq ela morava ma casa vizinha. Bonita ela sempre foi, desde menina, e com 20a então, ficou melhor…e era gostosa demais da conta. Lembro do dia que estava no portão, ela vinha do mercado com umas sacolas nas mãos, e qdo vi, atravessei a rua pra ajuda-la. Entrei com ela, botei as sacolas na mesa, ela me ofereceu suco de laranja, aceitei e ficamos conversando. Lembro do momento qdo dei o copo vazio em sua mão, ela me abraçou e perguntou se eu lembrava das coisas que eu falava pra ela. Respondi que alguma coisa sim, então ela perguntou sobre eu dizer que ia ser namorado dela. Senti meu rosto corar, ela riu e perguntou pq fiquei envergonhado. Não respondi. Ela me puxou mais pra perto e pediu um beijo. Fiquei sem ação, então ela me beijou. Eu nunca tinha beijado na boca, ela percebeu isso, e sussurrou que ia me ensinar mais coisas além do beijo, e perguntou se eu queria. Só acenei que sim com a cabeça. Então senti ela apalpando minha rola e sussurrando que “agora estava grandinha, não era mais aquele amendoinzinho de antes”. Ela me arrastou pra sala, sentou no sofá, tirou minha rola pra fora, apertou, sorriu…e começou me chupar…

    • Madu ID:81rg0li6ib

      Que história incrível Alessandro, eu gostaria de sabe demais sobre isso, poderia contar para gente né?

    • Tt321 ID:muirj5mm3

      Eu ja, mas eu tinha 16 e ela 10…. so ela nn era inocente nn, era igual esse mlk ai,o lance é que so paramos pq a familia dela descobriu, foi mt triste, eu amava ela kkkkkk

  • Responder O poeta ID:3ynziyw749k

    Queria seu insta, sem maldade

  • Responder Doomer10 ID:1v7f4nhj

    Eu tinha 16 anos quando sair com uma mulher pelo Tinder, ela tinha 34. Foi muito bom. Se quiser conversar sobre.. Telegram: Doomer10, hj tenho 22 e ainda curto

  • Responder Henrique (BinariusMan) ID:gp1eoowqm

    Muito bom. Continue escrevendo que quero saber de tudo.
    Beijos

  • Responder Jg ID:dlo3mmqrk

    Manda o seu contato