# # #

Meu pai, mei primeiro amor

890 palavras | 8 |4.61
Por

Morava com minha mãe divorciada de meu pai, mas um dia ela consegui um emprego na radio da cidade a noite, só saia de lá as 2 da manhã. Quando eles se divorciaram eu tinha 8 anos, naquela época meu pai me dava banho, trocava de roupa, dávamos até selinhos escondidos.
Agora eu com 11 anos tinha que ficar com meu pai em sua casa pois não podia ficar sozinha na casa de minha mãe, minha mãe toda noite me levava até a casa de meu pai. A noite pedi para ele me dar banho, para relembrar dos meus 5 aos 8 anos que ele me dava banho, queria ter essa intimidade com ele novamente, pois o via não só como um pai, mas como meu namorado também, eu era apaixonada por ele, talvez por ele ser carinhoso e cuidadoso comigo. Ele concordou e fomos para o banheiro. Ele tira meu short, a calcinha e a camiseta, fazia 3 anos que ele não via minha pepeka. Seu olhar estagnou nela, ainda lisinha sem cabelo.
Adorava quando ele passava sabão na minha pepeka, era uma sensação gostosa. Percebia que ele também gostava e via um volume em sua bermuda. Após o banho ele me colocava em pé na cama e passava creme em todo o meu corpo, aquelas mãos passando pelo meu corpo era muito bom. Depois de me enxugar colocava meu pijama que nada mais era do que uma calcinha e uma camisola bem curtinha que deixava um pouquinho do meu bumbum a mostra. Depois íamos deita no sofá da sala, gostava de ficar no colo dele, ele aproveitava para passar as mãos em minhas pernas, como a camisola era muito curta minha calcinha sempre ficava a mostra. Sentada no colo do meu pai sentia o volume no meio de suas pernas, começamos a trocar selinhos como antigamente. Lá pelas 22:00 ele me levou para sua cama. Lembro de pedir a ele que ele deitasse comigo, e assim fez. Ficamos deitados de conchinha, percebi que ele levantou a minha camisola deixando meu bumbum amostra. Sua mão começou a passar por minhas pernas e pelo meu bumbum por cima da calcinha. Seus braços fortes me envolviam, sentia uns arrepios. Assim que virei a cabeça para trás meu pai me beija, um beijo longo, molhado, gostoso. Nisso ainda de costas para ele levanto minha perna direita e coloco sobre a perna dele, sua mão que antes passeava por minhas pernas e hunda, agora ae encontra alisando minha pepeka por cima da calcinha. Ficamos um tempo nos beijando e ele acariciando minhas partes íntimas. Em seguida ele pergunta se pode colocar a mão por dentro da calcinha, digo que sim. Ele alisava minha pepeka, era uma sensação tão gostosa. Ele colocou o dentro dentro de minha pepeka que estava humida. Fazia movimentos de entrar e sair, nossa era muito bom, soltava uns gemidos baixinhos. Nisso meu pai me coloca de barriga para frente deitada na cama, me da um sorriso e pergunta se eu queria sentir muito prazer. Respondi balançando a cabeça que sim com um sorriso no rosto. Ele puxa minha calcinha para baixo, tira só uma das pernas, depois sobe a calcinha de novo, deixando ela pendurada na minha outra perna próximo da minha pepeka, então ele começa a chupar. Sua língua entrava em minha pepeka, lambia meu clitóris, eu me contorcia toda pois o prazer era muito gostoso. Ao mesmo tempo que ele lambia meu clitóris enfiava o dedo dentro da pepeka. Estava a ponto das minhas pernas começarem a tremer, pois era assim que eu gozava quando me masturbava. Meu pai sentiu que eu ia gozar e parou. Achei que ele não ia fazer mais, estava tão bom…
Então ele pega seu pênis e começa a colocar lentamente dentro de minha vagina. Primeiro a cabeça, como ele já tinha colocado o dedo e ela estava molhadinha, ficou fácil para ele colocar até a metade de seu pênis dentro de mim. Ele fazia um vai e vem gostoso, ele pegou meu dedo e falou pra eu masturbar meu clitóris enquanto ele me penetrava. A idéia foi ótima, o prazer era imensurável. Em pouco tempo comecei a sentir uma sensação cada vez mais gostosa. Sentia que a qualquer instante eu is gozar. Meu pai me penetrava com um vai e vem delicioso, lento que não me machucava, como sempre muito carinhoso comigo. Após alguns minutos acabei gozando, com o pênis de meu pai dentro de mim, minhas pernas tremiam, e eu gemia alto. Poucos segundos depois sinto meu pai gozar dentro da minha pepeka. Deu pra sentir o jato de seu esperma e seu pênis endurecer mais ainda dentro de mim. Após ele cai sobre mim, ambos ofegantes. Como sempre muito carinhoso, nos beijamos, ele me pega nos braços e me leva para tomar um delicioso banho. Ele me coloca em sua cama, me da mais um beijo e volta para a sala, eu Caio no sono.
Bem pessoal esse é um dos meus primeiros contos, espero que gostem, quem curte esse tema me chama no telegram @Eduardzs

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,61 de 23 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

8 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder mikaela ID:8eez5vj742

    meu e-mail correto !! [email protected] o outro foi desativado desculpe mas se ainda resolver trocar ideias, fico no aguardo bjs

  • Responder O santo ID:81rdyug0qk

    Seu telegram aparece um homem

  • Responder Tarado ID:gqau8xvwh

    Gostosa 😋

    • Silvinha ID:h5hr3bozl

      Deixa eu comela tbm

  • Responder mikaela ID:8eez5vj742

    oi Duda muito bem narrado!!! incesto é apenas mais uma forma de amor, e você sendo assim namorada de teu pai é uma coisa super segura afinal você está com quem conhece e admira, melhor do que se entregar para algum estranho ou pior para algum coleguinha da tua idade!! e ele espalhar que “comeu” você e daí ser tachada da putinha da escola!! como digo sempre… agua morro abaixo, fogo morro acima e menina que quer “dar”.. ninguém segura kkk se quiser trocar ideias… meu e-mail [email protected]… bjs

  • Responder Tarado ID:gqau8xvwh

    Delícia

  • Responder will dad ID:2ql0b708k

    Conto bem escrito e rico em detalhes, adorei sua escrita com prazer e sedução e seu amor por ele e dele por vc sem maldade digamos assim foi de um prazer indescritível, parabéns!
    Continue

  • Responder Garoto rob. ID:830wykafia

    Minha filha de 17 anos ja mim fez gozar só esfregando a bucetinha no meu pau mais não deixa eu penetrar. Telegram pra conversar @Fla009