# # #

Lara minha nova puta (PARTE-1)

993 palavras | 3 |4.17
Por

Todos os contos são fictícios e contém estupro se não gosta não leia

Essas histórias são contadas em primeira pessoa.

Acabaram as férias de 15 dias do São João, voltei a escola e continuei minha vida normal.
Eu estudo durante a tarde, quando entrei na sala fiquei sentado mexendo no celular até a aula começar depois de algum tempo entra Lara (16 anos, morena, alta, cabelos cacheados, olhos claros, peitos médios e uma bunda grande).
Fiquei encarando ela por algum tempo e depois voltei a mexer no celular, as vezes eu olhava para ela e pensava em fazer com ela oque fiz com minha priminha, meu pau ficava duro só de imaginar.
A aula começou e eu fiquei estudando, na penúltima aula antes do recreio criei coragem e fui até a Lara e falei:
-Lara

-Oi

-Tem como vc ir na sala dos fundos no fim da aula?

-Para que?

-Vai ter uma surpresa lá

-Para quem?

-Na hora vc descobre

-Tá

Ela nem imaginava que era mentira, a sala dos fundos era afastada ninguém ia lá pois ela não era mais usada só tinha algumas mesas velhas e alguns instrumentos de música quebrados.
Depois de muito tempo deu a hora de ir embora, fui correndo para a sala dos fundos e olhando para ninguém me ver abri a porta que não estava trancada e entrei, peguei meu celular e coloquei ele em um lugar onde pudesse gravar tudo.
Então ela chegou e entrou, fechei a porta peguei uma mesa e coloquei atrás da porta para ela não abrir, então Lara pergunta:
-E para quem é a surpresa?

-Você

-como assim?

Cheguei perto dela e empurrei ela em uma cadeira, e segurei seus pulsos com uma mão:
-Ai oque você tá fazendo?

-Sua surpresa ué

Abri meu zíper abaixei minha calça e coloquei meu pau para fora, e comecei a bater ele na cara dela:
-Hoje vou fazer de você minha puta, mama

-Não

Dei um tapa na cara dela e segurei seu pescoço apertando ele:
-Eu mandei mamar, se não vou te bater até você não aguentar mais.

Ela com lágrimas nos olhos olhou pra mim e disse:
-Por favor não, eu não quero fazer isso.

Dei outro tapa na cara dela:

-Não perguntei se você quer mandei mamar.

Chorando ela abriu a boca e eu coloquei meu pau dentro:
-Mama

Então ela foi mechendo a cabeça mamando meu pau, um pouco sem jeito pois nunca tinha mandado uma rola na vida.
Então eu falei:
-Você vai fazer isso sempre que eu quiser?

Dei outro tapa nela:
-Quando eu falar você me responde.

-Uhum

-Que bom se você for uma boa garota vou ajudar você, sei que tem alguns garotos mexendo com você, se você fizer tudo oque eu mandar vou fazer eles não te irritarem mais.

Ela só balançou a cabeça enquanto chorava, levantei sua camisa e fiquei apalpando seus peitos enquanto ela mamava meu pau.
Depois de alguns minutos tirei meu pau da boca dela e deitei ela em uma mesa de frente para o celular, tirei sua calça e sua calcinha e mandei ela abrir as pernas tive a visão de sua bucetinha raspada. Puxei ela para perto de mim e comecei a chupar a buceta dela, ela dava uns gemidos baixinhos enquanto chorava:
-Tá gostando né sua puta safada

E continuei enquanto ela estava com a mão na boca tentando ficar quieta, continuamos ali por uns 30 minutos, me levantei peguei meu pau e fiquei pincelando ele na buceta dela:
-Agora vou comer essa bucetinha até não aguentar.

-N-Não por favor.

Enfiei ele bem devagar até entrar tudo, ela deu um grito:
-AAAI, TIRA, TÁ DOENDO

Tapei a boca dela, e fui bombando meu pau na buceta dela:
-Cala a boca e aguenta sua puta.

Eu comecei a bombar mais rápido enquanto o sangue saia, a cada bombada ela dava um grito abafado. Ela estava tentando que aguentar um pau de 20cm inteiro na primeira vez que metia nela com força e sem parar, ela ficava batendo as mãos na mesa e se mechendo enquanto eu metia com força nela:
-Que buceta boa em Lara.

Eu socava nela sem dó, tirei fora e virei ela deixando ela com as pernas no chão e a barriga na mesa.
-Não grita

Abri as pernas dela e coloquei meu pau todo dentro de novo, ela chorando dava um grito abafado enquanto ficava com a boca fechada, e eu comecei a bombar com força de novo ela colocou as mãos para trás e eu segurei as duas com uma mão enquanto metia nela dei tapas na bunda dela enquanto falava:
-Sua putinha, vou te fuder quando eu quiser agora.

Chorando ela olhou para cima e viu o celular gravando.
-Tá vendo? Se contar para alguém eu espalho esse vídeo para todo mundo ver.

-Por favor não faz isso.

-Depende se você vai ficar calada ou não.

-T-Ta eu não conto para ninguém

Dei uma risada e continuei metendo nela enquanto ela chorava, não poderíamos continuar ali por muito tempo pois logo ligariam perguntando aonde a gente estava, então continuei metendo nela por uns 10 minutos até que finalmente gozei naquela bucetinha.
-Amanhã é aqui de novo, entendeu né

-Uhum

Então eu peguei meu celular saímos e fomos nos limpar.
No próximo dia assim que a aula terminou fui correndo na sala e fiquei esperando por uns 20 minutos ela não foi então eu saí e fui olhar, ela tinha ido embora escondida, eu não ia deixar isso barato fui embora explodindo de raiva mas ela não esperava oque estava por vir.

Continuação logo logo.

Desculpe se houver algum erro de digitação, escrevo pelo celular.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,17 de 18 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Júlio César 66, meu teleg ID:1fr6iihrd

    Blz
    Na próxima bota no anel dela, sem pena
    Mulher nasce pra ser depósito de porra
    Castiga essa puta

  • Responder Sla ID:1daicwpzrc

    Castiga essa puta,come o cu dela

  • Responder Eu leitor ID:41ih4hgfzra

    Sem graça, fantasioso demais