# # # # #

fantasias de uma princesinha carente

1088 palavras | 1 |4.33
Por

esse conto é sobre como eu fui virando cada vez mais uma putinha submissa viciada em sexo.

Eu sempre fui obcecada por sexo, mas isso ficou ainda mais intenso quando eu tinha 12 anos e descobri que gostava de me vestir de garota, sempre que ficava sozinha em casa eu botava vestidos e calcinhas da minha mãe e minha prima e me masturbava, era uma sensação muito gostosa, meu pintinho latejava e babava, os barulhos da minha fimose esfregando na cabecinha molhada eram muito excitantes mas um dia eu quase fui pega e parei, eu não tinha amigos nem ninguem muito proximo então era muito carente e procurava atenção na internet, quase que diariamente eu conversava e mandava fotos pra homens e mulheres mais velhos, a sensação que eu tinha era de amor, eu me sentia amada e desejada, então fui pesquisando coisas cada vez mais safadas, videos de estupro, videos de zoofilia, videos de abuso sexual mas eu nao queria abusar de ninguem, eu queria ser a vitima.

eu ficava me esfregando nos travesseiros e gemendo o dia inteiro, os travesseiros tinham o cheiro do meu pintinho, até que um dia eu descobri que conseguia chupar meu proprio pênis, nesse dia eu senti um prazer inexplicavel, meu pintinho sujo de mijo e pré-ejaculação entrando na minha boca, o cheiro me dava muito tesão e eu tambem adorava chupar, eu fingia que estava chupando o pau de um homem mais velho, maior, e mais forte que eu, totalmente dominante e agressivo, a sensação era muito gostosa, eu gozava na minha propria boquinha pelo menos 4 vezes por dia.

um certo dia eu tava com muito tesão, eu ja tinha uns 13 anos, e ja tinha virado uma putinha viciada em putaria, eu vi um video de uma mulher chupando o pau de um cachorro, e de repente senti um tesão muito forte e intenso , quase que incontrolavel, eu tava tonta de tesão e meu coração batia muito forte, eu tava sozinha em casa entao fui correndo de pinto duro até o quintal e trouxe meu cachorro pra dentro de casa, ele sempre ficava deitado de barriga pra cima pra mim fazer carinho, então eu aproveitei e ja começei a chupar ele incontrolavemente, ele tava gostando e o pau dele ficou muito duro então eu continuei chupando, eu sentia culpa mas o fato de ser proibido só me deixava com mais tesão ainda, ele tinha levantado e eu estava debaixo dele mamando aquela rola gigantesca e vermelha,chupando e lambendo com muita vontade e tesão, até que uma hora ele gozou e eu engoli tudo, o pau dele era sujo, fedido e tinha gosto de mijo, mas isso so me deixava com mais tesão, o gozo tinha gosto ruim e salgado, mas eu engoli tudinho igual uma putinha safada.

depois disso eu nunca mais fiz esse tipo de coisa por medo de ser pega, mas eu ainda precisava ir mais fundo, eu sempre tive um rosto bem feminino e bonito, e um corpo magro, então um dia meus pais foram pra igreja e eu iria ficar sozinho por umas horas, ja que geralmente eles falavam isso e iam pra balada e festas pra curtir a madrugada inteira, ja era de noite e eu decidi usar as roupas da minha mãe, um vestido vermelho curto com decote que iria caber em mim por que a gente tinha quase o mesmo tamanho, um salto alto bem sensual (eu sabia andar com salto alto pois usava as roupas dela)
me maquiei, passei rimel batom rosa e blush, e saí na rua, andando de forma bem provocante, meu pinto tava quase explodindo debaixo da calcinha, sorte que eu dei um jeito de esconder ele. Fui até um lugar que tinha fama de ser perigoso para as mulheres, era uma rua que tinha um mato alto onde varios criminosos e drogados ficavam, depois de uns 2 minutinhos andando la com o coração batendo muito rapido, finalmente aconteceu o que eu queria, 4 caras vieram na minha direção, e comecaram a falar comigo

“ta perdida?” eu sinalizei que sim com a cabeça, eu tava evitando falar por medo de perceberem que eu era homem, o cara entao disse ”quer ir com a gente pro meio do mato gostosa?” e eu sinalizei que nao com a cabeça, mas eu queria o contrario, entao eles me agarraram e taparam minha boca com as mãos e me arrastaram pro meio do mato, me jogaram no chão e me seguraram pelos braços enquanto eu tentava me debater e gritar, então 2 deles começaram a tirar minhas roupas, e passar a mão em mim, eles tavam de calça mas só com a rola pra fora, entao eu conseguia ver que eles tavam com muito tesão, loucos pra me estuprar, eles foram levantando o vestido e viram que eu nao tinha peitos, entao ja ficaram desconfiados, um deles tirou minha calcinha e eles viram que eu era na verdade homem, eu tava chorando e gritando, mas eu queria que eles continuassem, pra minha surpresa, a reação deles foi a seguinte:

“ah é travequinho então”
“é virgem?” eu sinalizei que sim com a cabeça desesperadamente
“vai ser rasgada”
um deles me deu um tapa na cara e gritou “ACHA QUE É BONITO SAIR VESTIDO ASSIM IGUAL UM VIADINHO?” então ele agarrou minha cabeça e guiou ela até seu pau, e forçou minha cabeça naquele pau fedido e sujo enquanto eu gritava e tentava me soltar.
“hoje o seu rabinho vai sangrar safadinho”
“a gente vai rasgar o seu cabacinho até não poder mais”
e assim aconteceu, eles me estupraram e molestaram em todas as posições, mijaram na minha boca e no meu cuzinho, isso durou umas 5 horas, até que eles cansaram e me deixaram largada no meio do mato, só de calcinha e salto alto, doeu muito, mas foi uma delicia, eu adorei ser estuprada por varios homens no meio do mato, eventualmente me acharam largada ali, tinha muito sangue saindo do meu cuzinho, meu corpinho cheio de hematomas , minha cara cheia de maquiagem borrada , e meu vestido e corpo cobertos de gozo, eu decidi nao ir atras dos caras e contei que eles me vestiram de mulher e me passaram maquiagem e depois estupraram e meus pais acreditaram , e foi assim que eu perdi a virgindade com 14, tambem tem umas historias com minha prima mas e melhor deixar pra outro conto.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 9 votos)

Por # # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Rebecca 185 ID:8kqv8oskv4

    Delícia, meu telegram: @reebeca185