# #

Dei pro mavambo no paredão

892 palavras | 0 |5.00
Por

Fui mijar num beco próximo à festa e acabei sendo fodido pelo negão com cara de marginal

Eu moro em Salvador, na Bahia. Aqui é comum ter algumas festas onde as pessoas colocam os carros de som e vão até de manhã bebendo na rua. Por aqui, chamamos de paredão. Vou me apresentar. Tenho 20 aninhos, sou gordinho, cabelo cacheado, branco e aproximadamente 1,70. Desde que me entendo por gay, sou passivo. Há uns 2 anos atrás, conheci uma galera e passamos a frequentar essas festas de paredão. Levamos o cooler com várias bebidas e passamos a noite inteira bebendo e curtindo nestas tais festas. (obviamente, rola muuuuuita pegação, se quiserem, eu trago mais histórias dos tais paredões).
Vamos ao conto em si. Era sábado a noite, me organizei com a mesma galera de sempre e fui pra uma festa de paredão no meu bairro. O tempo passou, nós bebemos bastante e já eram lá pra 3 horas da manhã. Existem algumas leis que são criadas pelos “moradores” (se é que vcs me entendem) e uma delas é a de não fazer xixi na porta dos moradores.
Como eu falei, tinha bebido bastante, e desci um dos becos pra mijar na entrada do terreno baldio.
Já era tarde, e apesar de a festa estar cheia, o beco estava vazio. Ao descer a escada, avistei um homem também mijando na entrada desse terreno. Ele era alto, aproximadamente 1,85, corpo magro, porém forte, definido, era negro, estava com uma bermuda tactel preta e uma camisa branca da adidas. Aqui em Salvador, mesmo durante a noite, faz muito calor, então é bastante comum usar esse tipo de roupa.
Voltando; Eu me aproximei, pra esperar ele terminar e dar a minha vez. Nisto, ele se assustou e olhou pra traz.
Eu falei: Boa mano, foi mal kkk pode continuar aí
Ele: Porra, achei que fosse polícia
Eu ri e fiquei calado logo em seguida.
Percebi que ele tava demorando um pouco além do normal. Achei que ele tava usando algo de droga ou passando mal e perguntei
Eu: man, ta tudo bem ai?
ele: ta sim pô, vc curte?
Nisso, ele virou de frente, meio que de lado mostrando aquela rola preta de uns 21cm com alguns pelos (do jeito que eu gosto)
Minha boca aguou na hora, não respondi nada, só me aproximei e segurei aquela rola.
Ele: e ai, da uma chupada rapidinha
Eu: Aqui não mano, passa muita gente vindo mijar
ele: tem um bequinho aqui embaixo, vou descer e vc me segue
Não vou mentir, morri de medo se ser sequestrado, assaltado ou algo do tipo, mas o tesão e a água na boca falaram mais alto.
Segui aquele cara por uns 4 minutos favela a dentro.
Foi aí que ele entrou num beco escuro, nem a luz do poste entrava. Dessa vez ele chegou bem perto de mim, pegou minha mão e colocou no seu pau, já duro, marcando na bermuda, pegou no meu cabelo (que é meio grandinho, cacheado) e forçou minha cabeça pra baixo.
ele: vem sua puta, chupa aqui agora
Eu agachei ali mesmo no beco e comecei a mamar aquela pica como se fosse a melhor coisa do mundo, e naquele momento era mesmo. O tesão era tanto que eu abaixei a bermuda dele até o joelho no beco mesmo rsrs
Eu colocava a rola inteira na boca, chupava as bolas uma por uma (adoro chupar as bolas), lambia a cabeça..
até que ele falou:
Ele: porra, que tesão essa mamada, ta afim de me dar esse cuzinho não?
Eu: mas aqui? não vim preparado pra isso rsrs
ele: vai logo sua vagabunda, vira esse cu aí

Eu ADORO homem bruto, mandão, marrento… afff
Virei minha bunda pra ele e abaixei a bermuda jeans.
Ali mesmo, ele grudou o peito nas minhas costas e começou a cochichar no meu ouvido enquanto esfregava a rola no meu Rêgo
*ele cochichando: ssss, caralho, que rabo apertadinho, vou foder vc todo, parece uma putinha.*
passados uns 5 minutos assim, ele encaixou a cabeça no buraquinho e começou a forçar de vagar, mas firme. No inicio doeu um pouquinho, mas ficou uma delicia. a rola encaixou perfeitamente no meu cuzinho. Ele começou um vai e vem com um ritmo fora do comum. Eu e ele tinhamos perdido a noção de onde estávamos e do perigo de sermos pegos, e ele começou a me foder com muita força. Tirava tudo e colocava de uma vez, me deixando maluco.
Por um momento de insanidade, eu tomado pelo tesão, pedi pra ele gozar dentro de mim, eu tava louco de vontade de sentir aquela rola negra esporrar dentro de mim.
Ele aumentou o ritmo, e depois de uns 10 minutos socando, eu senti aquele líquido quente me inundar por dentro, acabei gozando junto com ele.
quando olhei o relógio, tinham se passado 1 hora e meia nessa brincadeira rsrs.
Como se nada tivesse acontecido, ele deu um tapa na minha bunda, subiu a bermuda dele, pegou meu número e saiu.
Olhei pra cima, estava perto de amanhecer. Me recompus, e subi pra encontrar meus amigos e ir embora.
Até hoje sonho em reencontrar aquele mavambo rsrs

Se tiver alguém aqui de Salvador afim de uma aventura, meu telegram é @obiel3233

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 11 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos