# #

Dando cuzinho para um adulto

2578 palavras | 7 |4.86
Por

Eu comecei a dar o cuzinho para um amigo um pouco mais velho que eu, de tanto ele insistir eu deixei, eu também estava curioso como seria

Eu desde os 8 anos ia para escola de manhã e a tarde inteira sozinho e ficava na rua, um dia a gente estava na sala de casa e meu amigo falou, vamos fazer troca-troca, eu falei não, ele falou vamos eu enfio em vc ai depois eu deixo vc fazer em mim, eu pensei e falei não, ele vamos vai vamos ver como é, não sou veado não vou te dar, ele então só a pontinha só a cabecinha ai eu tiro, eu pensei um pouco ele ficava falando vai deixa só para ver como é, ai eu pensei e falei, tá só a cabecinha e vc tira, ele ficou todo feliz e falou tira a calça e fica de quatro aqui no sofá eu fiz meio com vergonha ele já tirou a calca dele e eu vi que já estava durinho o pinto dele que era um pouco maior que o meu, fiquei de quatro ele veio atrás de mim e senti ele passa o pinto dele no meu cuzinho na hora já me deu um arrepio gostoso, ele tentou e não foi, ai senti ele passar o dedo molhado na portinha e era muito gostoso, senti ele vim e começar a entrar o pinto dele e foi uma dorzinha gostosa que eu fechei o olho e ele falou pronto está a cabeça, ele perguntou se podia tirar e colocar a cabeça de novo, falei que pode, ele tirou e colocou novamente e eu falei coloca tudo para ver como é, ele foi empurrando estava muito gostoso e senti ele grudado em mim, ele perguntou se podia meter falei que sim, e me comeu foi muito gostoso sentir até ele cansar, ele nem se ofereceu para me dar eu nem quiz eu gostei de sentir o pinto no meu cuzinho, e foi assim quase todo dia.
Um dia um outro vizinho devia ter uns 15 anos pediu meu cuzinho, desconfio que ele ficou sabendo que eu dava para meu amigo, eu falei que não e ele falou se vc me der te dou um brinquedo, perguntei qual, ele falou um carrinho, ele foi na casa dele e pegou o carrinho e já me entregou eu nem respondi nada ele foi me puxando para os fundos da minha casa que tinha uma pilha de madeira e fomos atrás dela, eu fiquei de quatro ele baixou minha calca até os joelho e baixou o dele eu não vi a rola dele só senti ele passar cuspe no meu cuzinho e já encostou e foi enfiando, só que doeu eu já fui para frente e falei devagar e olhei para traz era até um pouco maior de meu amigo e falei vai devagar, fiquei de quatro e ele falou para abrir um pouco as pernas, e foi entrando de vagar eu fechei os olhos e doeu um pouco mas era uma dor gostosa e foi indo até colocar tudo, ele parou e foi mexendo aos poucos, até ele começar o vai e vem gostoso e do nada ele parou tirou o pinto ergueu minha calça e a dele e perguntei o que foi, ele falou vamos lá dentro e fomos para dentro de casa e ele me falou que o vizinho de traz viu que a gente estava fazendo, perguntei qual, ele falou o cabelereiro, a casa dele ficava mais alto que a minha casa, a casa dele fica nos fundos do salão dele, quando ele estava indo para o salão dá para ver meu terreno e ele viu eu dando para o meu vizinho, ele me puxou para o quarto e falou vamos terminar, tirou toda minha roupa e ele tirou a dele eu deitei de bunda para cima na minha cama ele já deitou em cima de mim e foi enfiando, entrou fácil e socou gostoso até ele gozar, no caso saiu quase nada, e foi assim eu dava para meu amigo que já entrava tranquilo e meu vizinho deu mais um brinquedo para outra vez que dei meu cuzinho para ele, na terceira vez que ele ia me comer ele falou que ia me dar outro brinquedo outro dia, falei que não precisava, e dei para ele por um mês mais ou menos e uma pena que ele se mudou, ai era só meu amigo mesmo mas estava meio sem graça, era pequeno de criança, eu não tinha esquecido do meu vizinho que tinha me visto e já estava com vontade de outro pinto maior que do meu amigo, eu pensei em tentar com o cabelereiro já que ele sabia que eu dava o cuzinho, e pensei como vou fazer e sempre fiquei de olho no salão dele que as vezes ficava vazio eu fui um dia entrei para perguntar o preço do corte, ele estava sentado de pernas abertas olhei na direção da rola dele e olhei para ele que estava me olhando, eu tremia e ele perguntou vai cortar o cabelo eu sai correndo e tremia de nervoso e ansiedade, um dia ele fechou o salão e eu fique me perguntando pq, e mais tarde ele abriu novamente, um dia minha mãe deixou dinheiro e falou para cortar o cabelo, eu tremi na hora só de imaginar, cheguei do colégio meu amigo foi lá dei para ele e depois falei vou ir cortar o cabelo e fui entrei meio nervoso e meio tremendo tinha um homem cortando eu era o próximo e ele perguntou vai cortar, respondi que sim meio com vergonha, ele conversava com o homem e num momento de silencio eu falei que tinha vindo ali e ele estava fechado, ele falou que quando ia no banheiro fechava as portas e ia no banheiro que era lá na casa dele, não dava para deixar aberto sozinho, ata entendi, ele terminou o do homem pagou e saiu eu fui sentei na cadeira ele perguntou qual corte falei social, e começou a puxar assunto perguntava de colégio, dos meus pais e falei que só chegava a tarde eu ficava sozinho, ele falou igual eu, minha mulher vai trabalha e meu filho estuda a tarde, o filho dele eu as vezes só via nos finais de semana devia ser uns 2 anos mais velho que eu, ele estava quase terminando ele perguntou, e aquele dia lá nos fundos da sua casa, meu coração desparrou na hora e comecei a tremer, vc estava dando para seu amigo?, fiquei em silencio, pode falar não conto para ninguém, meio com a voz tremula falei que sim, foi só aquele dia?, falei que não, e cadê ele?, se mudou faz um tempo, vc tem saudade, eu fui me soltando, tenho, saudade de dá para ele? sim, vc já deu para adulto? falei que não, ele então que tal dá pra mim, nessa hora dei um sorriso e falei do sim, termino aqui ai pode ser? pode sim, ele já foi fechou a porta do salão e terminou rápido e falou vamos lá para casa, tirou o avental e fomos eu estava tremendo de ansiedade, entramos e ele trancou a porta fechou as janelas e me puxou me colocou sentado no sofá e falou como vamos começar? eu tremendo ali? ele perguntou vc já chupou um pinto, falei não, quer chupar? falei pode ser? então tira meu pinto e chupa ele, veio na minha frente e eu puxei a bermuda dele para baixou e ele tirou ai eu estava muito nervoso, puxei a cueca dele que pulou a rola dele, ai eu vi como era uma rola dura de um home adulto apontado para minha cara que estava com a cabeça meio pra foca da pele, ele fala vai faz que vai chupar um picolé, cuidado com os dentes, fui chegando perto abri a boca e coloquei aos pouco e tinha um cheiro meio que de xixi, ele pegou o pinto e tirou toda a cabeça da rola para fora e falou chupa, coloquei na boca e comecei a chupar e olhei para ele que estava com os olhos fechado e gemendo, ele pegou minha cabeça e começou a forçar, só que logo que passou a cabeça me dava anciã eu tirava, eu ia novamente ele tentava enfiar e me dava anciã, ele falou chupa só a cabeça, ai eu fiz mas assim mesmo começou a me dar anciã, ele falou fica de pé eu fique ele tirou minha roupa toda e terminou de tirar a dele, eu estava de pintinho duro, ele olhou e falou vc gosta mesmo de pinto né, sorri e ele me pegou no colo agarrei ele e me levou para o quarto dele me colocou de quatro eu empinei minha bunda ele olhou falou que delicia, senti que ele foi enfiando o dedo no meu cuzinho e sentia que estava ficando liso, olhei para traz ele cuspia no meu cu e empurrava com o dedo, depois colocou mais um dedo eu gemendo, e lembrei que o pau dele era grande e quando dei para meu vizinho doeu na primeira vez, olhei para ele e falei vai de vagar que seu pinto e muito grande que do meu amigo, ele falou não se preocupa quero fazer bem devagar, quero aproveitar muito esse cuzinho gostoso e apertado que morde forte meus dedos, e fazia vai e vem com dois dedos e senti o terceiro dedo que estava começando entrar, doía pouco até acostumar ai ele tira os dedos olho para traz ele vem com seu pinto e começa a passar na portinha e tenta enfiar que foi em vão, cuspiu na rola dele e veio novamente e forçando e começou entrar e arder, eu falei para para, ele parou e ficou com metade da cabeça dentro, eu ali mordendo os lábios e olhos fechado ele tira cospe no meu cu e fala deita na cama, deitei e ele veio e deitou em cima de min com a rola dele na portinha e tentou entra só que escapou, tentou novamente e escapou para baixo ai eu coloquei a mão para traz peguei na rola dele que estava muito duro, que delicia pegar na rola dele ele colocou uma mão em cada ombro meu e eu segurando a rola dele coloquei no caminho do meu cuzinho que ai ele foi forçando ai não escapou pq eu estava ali com a mão guiando até sentir que não ia escapar mais, larguei a rola dele e coloquei as mãos para frente agarrando o travesseiro, e ai foi ele foi forçado e ai eu sentia entrando e começou a arder eu ali naquele posição não tinha como escapar e senti que deu uma aliviada, ele falou a cabeça toda já foi, está doendo? falei doeu mais pode deixar ai dentro, ele começou a mexer e devagar e minha argola ficava toda erre ganhada ele começou a tirar quase saindo a cabeça e colocou novamente até acostumar e foi acelerando eu agarrado com o travesseiro olhos fechados gemendo, ele começou a se empolgar e escapou a rola, ele subiu cuspiu na rola e veio deitar novamente colocou as mão no meu ombro novamente, eu peguei a rola e coloquei na porta novamente, e já foi entrando mais fácil, até sentir uma dorzinha novamente, eu comecei a gemer e ele foi enfiando e tirando a cada metida entrava mais, até sentir meu cu todo aberto gemendo agarrado no travesseiro e gemendo, e a dor aumentando e a rola dele foi entrando até o talo eu gemia e gritinhos abafado no travesseiro, está tudo dentro de vc, está tudo bem? balancei a cabeça com um sim com os olhos fechados e sentindo ele dentro de mim que começa a mexer aos poucos e foi acelerando e eu gemendo a cada estacada, até eu acostumar com a rola entrando e saindo, uma hora só estava gemendo, estava muito bom ele para me puxa para ir ficando de quatro e ai sim eu sinto ele todo dentro de mim me fodendo, parecia que estava no meu estomago batendo, imagina um homem adulto metendo em um garoto de 8 anos, era muito gostoso, estava saindo e entrando só que começou a sair cheiro de coco no quarto, ele falou isso garoto caga na minha rola, eu gemendo ele socando e eu sentia que estava saindo sujeira de dentro de mim e estava muito melecado, ele parou cravou a rola foi na beira da cama foi me virando com a rola toda dentro de mim até eu ficar de frente para ele, me pegou no colo eu agarrei eles com as pernas, delicia está no colo dele e a rola tudo dentro, saiu andando até o chuveiro ligou e ali mesmo no colo dele começou a meter e eu sentia sair mais sujeira fomos para baixo da agua, ele tirou a rola e caiu coco no chão, empurrou para o ralo sentou no chão embaixo da agua aquela rola dura e suja, vem senta aqui, passei as pernas e fui sentar e foi entrando até o talo e começou a me erguem com as mãos na minha cintura, ele não estava nem ai se estava sujando o pinto dele, ele queria e meu cuzinho que foi me socando no colo dele até eu sentir pela primeira vez um gozada dentro de mim, era muito gostoso sentir as gosadas e ele gosava e enfiava gosava e quase tirava, até cravar em mim e esperar um pouco, eu ali sentado no colo dele com o cuzinho ardendo de tanto levar ferro, ele me ergue tirou a rola que estava dura e suja de porra e coco, meu cu fazia barulho que estava saindo porra e sujeira me pôs de quatro enfio novamente e socou mais um pouco até gozar novamente, eu estava com o cu que não aguentava mais, ele tirou que meio mole e começou a lavar e me dá banho, minhas pernas estava moles e tremendo, ele enfiava os dedos no meu cu e tirava com facilidade para me lavar, me deu um banho se lavou e fomos para a sala, eu sentei meio de lado pq estava doendo, ele falou cuidado para ninguém desconfiar, senta direito, eu falei ta vou tentar, ele perguntou se eu tinha gostado, falei que muito, vai voltar, sim vou sim, ótimo vou te comer muito, eu sorri e fomos para o salão eu estava meio mancando, ele abre a porta eu meio escondido olha para os lados e fala vai pode ir, eu estava saindo e falei esqueci de pagar, ele falou vc já pagou e eu adorei o pagamento fica com o dinheiro e compra algum doce para vc, voltei para casa deitei na minha cama baixei minha calça e passei o dedo no meu cuzinho parecia uma flor, e doía, mas não me arrependi, ao contrário eu queria ele novamente dentro de mim, naquela noite tive febre, no outro dia quase nem sentava e eu nem fui para a escola.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,86 de 29 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Antôny ID:81rd3cfyzk

    Conte mas

  • Responder Lipe qro leke ID:gsudra6ii

    Adoraria fuder um bbzao assim

  • Responder Nelson ID:3c793cycoii

    Caraca que delícia, como lamento nunca ninguém tentou nada comigo quando era pequeno e olha que eu morria de vontade, demorei muito conseguir a primeira vez, seu conto me levou nas nuvens e fiquei todo babado desejando ser esse garotinho. Parabéns e obrigado.

  • Responder boneco ID:w72i68rj

    E hoje , o que você esta fazendo ?

    • [email protected] ID:2je5u9m2

      Hoje tenho 40 anos tenho uma vida normal. Sou casado

    • [email protected] ID:g3iuf4w8j

      Agora tô com 38 anos e moro com minha mulher.

  • Responder Bob ID:2ql05kiv4

    Muito bom. Que ótimo que cagou no pau do seu macho 👏👏👏👏