# # # #

Bezerrinho em Ascensão – 2º Ato

874 palavras | 12 |4.66
Por

Depois q o sobrinho novinho sentiu que tinha algo gostoso no calção do tio, resolveu atacar novamente, mas dessa vez mais do que roçar, queria apalpar

No dia seguinte, acordei, dei comida pra ele e do jeito que eu tava fui pro sofá ver TV, e eis que o moleque surge como já era esperado, só que com um cobertorzinho, pq nesse dia tava mais fresquinho. Ele sentou do meu lado e ficou ali um pouco assistindo TV comigo e quando eu tava bem distraído ele se deita no meu colo e vai com a cabecinha direto na minha mala. Não deu nem tempo de puxar uma almofada. Ele ficou ali coberto só com a cabeça de fora e pensei que talvez ele ficasse mais calmo dessa vez, mas eu acho que não deu nem 10min eu já senti a 1ª afofada ali, depois de um tempinho outra e depois outra… Se ele não fosse tão pequeno eu poderia até dizer que aquilo era proposital só pra ficar se esfregando em mim, pq era exatamente a mesma coisa do dia anterior como se tivesse gostado da sensação e agora tava querendo mais.
Pode parecer algo bobo pra maioria, mas o moleque friccionando a minha mala daquele jeito tava me dando um tesãozinho, mas junto já vinha um sentimento de culpa me dizendo que eu tinha que fazer ele parar.
Ficou um tempinho assim até que o moleque resolveu se ajeitar e juntou as mãozinhas debaixo da cabeça, tipo um sinal de “amém” e de vez em quando eu sentia uma pressãozinha no meu saco, era ele pressionando. Eu já tinha certas dúvidas se ele tava fazendo aquilo inocentemente ou não, era muito incomum pra uma criança ficar fazendo aquilo, a menos que alguém houvesse ensinado. O meu pau Já tava meia bomba ali e eu não sabia o que fazer, uma parte de mim achava errado aquilo, mas a outra tava gostando.
Mas não demorou muito, logo ele parou e se ajeitou de novo, deu uma levantadinha na cabeça, mudou os bracinhos de posição ali debaixo dele e voltou, dando uma sossegada, só que quando ele desceu eu senti algo estranho no pau, mas como ele tava ali todo coberto, eu não conseguia ver.
E enquanto eu via TV eu sentia que tinha algo errado acontecendo, eu sentia como se tivesse alguma coisa segurando a minha rola por cima do calção e apertando o volume de mansinho. Só que não era direto, eu sentia uma pressão, aí parava, depois vinha, ficava apertando mais um pouquinho e parava, como se quisesse disfarçar.
Eu não tava acreditando no que eu tava sentindo, o moleque tava com a mão ali embaixo sentindo o meu pau através do calção. Por isso ele se mexia tanto, tava procurando um jeito de ficar com a mãozinha aberta em cima da minha mala, só pode. Apesar de eu nunca ter cuidado de crianças antes, eu sabia que aquilo com certeza não era normal, alguém deve ter ensinado. E por mais que eu soubesse que aquilo era errado eu tava gostando daquela malandragem dele, aquela malícia em querer ficar sentindo o pau grande do tio tava me dando tesão. Eu já tava ficando de pau duro ali e dava a impressão que quanto mais o meu pau crescia, mais ele apertava, o garoto parecia gostar de fartura.
Aquela situação era diferente de tudo que eu já havia experimentado. Então entrei no joguinho do moleque e continuei lá parado olhando pra TV, fazendo de conta que não tava sentindo a mãozinha dele apalpando a minha mala. Agora fazia mais sentido pq as vezes eu pegava ele olhando pro meu calção quando eu tava em pé. Esses calções de futebol tem esse problema de deixar o pau da gente muito marcado e de certo isso deve ter aguçado a curiosidade dele.
Ficou um bom tempo assim e a única coisa que se ouvia era o som da TV, o moleque não falava nada e nem eu. Na verdade eu até preferia ficar quieto, por isso estava assumindo aquela postura mais passiva apenas deixando o moleque matar a vontade de sentir um pau grande na mão.
Depois de um tempo o tesão tava tanto que eu já sentia o meu pau babando a minha cueca, então eu respirei fundo e disse pra ele sair que o tio ia fazer um café pra gente. Ele relutou um pouco mas eu disse que ele podia brincar na rua ou no quarto com os brinquedos dele se ele quisesse. Enquanto eu fazia o café fiquei lá com 1000 pensamentos na cabeça, pensando no perigo do moleque falar algo para alguém. No trabalho voltei a pensar no assunto, me perguntando onde ele tinha aprendido aquilo e me lembrei que antes da minha cunhada voltar, tinha um cara com quem ela vivia lá no outro estado, mas ela veio sozinha sem ele, parece que tinham se separado. Será que foi com ele que o moleque pegou essa mania de ficar apalpando o pau da gente? Só sei que decidi que não ia mais deixar o garoto fazer aquilo.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,66 de 29 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

12 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder luiz ID:dlns5khrd

    Se vc nao da de mamar a ele, pode ter certeza que outro vai da bota a rola na goela do moleque e alimenta ele com seu leite ate ele aguentar no cuzinho

  • Responder Anônimo-SP ID:xlorikhm

    Poxa… Coloca pra fora e deixa o moleque brincar! Deixa a disposição dele e fica só olhando o que ele sabe fazer…rs

  • Responder Diocleciano ID:g3jjxse8l

    Né veado sem-vergonha,em vez de estimular o garoto a exercitar sua masculinidade e curtir mulher você o estimula a exercitar a veadagem e rejeitar mulher não é?Bonito em veado!Cuidado bichona,sou o John Deere,Matador de Veados,comigo pelas ruas a veadagem não conhece o amanhã!

    • Caçador ID:8d5se3i20a

      Quando eu te encontrar na rua, vou te pegar numa técnica jiu-jitsu só pra poder enfiar a minha mão dentro da sua calça e ficar sentindo a sua masculinidade.

    • Tibério ID:g3jjxse8l

      Me respeita veado
      John Dere não é pego por veado nenhum,veado é que é pego por John Deere,e tem a sua veadagem encerrada no ato!

  • Responder Faruck ID:8kqtlwnt0a

    Mano tá muita enrolação l não dá em nada no final

  • Responder Macho do john Deere ID:bf9e1q1hrd

    Continua logo

    • Dino ID:r7dwkgd4

      Tem uns que desde novinhos já dá para ver que gostam de pica, eu tenho um priminho pequeno que é assim, adora ficar brincando de lutinha comigo, só pra ficar apertando a minha rola no meio da brincadeira. O moleque é viciado em fazer isso e quando não tem ninguém por perto olhando eu dou até uma colher de chá pra ele, deixo ele prender as minhas mãos com o peso do corpo dele pra ele conseguir o que quer. Eu percebo que ele fica todo excitado apertando o meu volume.

  • Responder Admirador ID:81rg0lh49c

    Concordo Thi

    • Safadao_Pervertido ID:59phan2ql

      Faça ele de cadelinha, soca pika no cuzinho dele…

  • Responder Thi ID:beml997xik

    Mano se ele quer e vc está na seca na soca na goela dele pra dar leite e deixar ele fortinho kkkkk

    • Xxxxx.mn ID:w734g0qj

      Isso mano concordo