# #

Aluguei minha familia por 3 anos para um homem rico

1399 palavras | 10 |4.48
Por

fiz algo inimaginável até para os mais putos e safados desse site. Aluguei minha família e totos ganhamos com isso.

Me chama Janderson, sempre fui pobre e morava numa favela bem conhecida de Natal,RN.
Me casei com Luziane quando tinha 30 e ela 20, por muita sorte conseguir estudar até o ens. médio, mas isso não me ajudou em nada…vivíamos uma vida miserável, ainda mais depois que tivemos 2 filhas, Renata e Denise.
Vivia de bicos e catando reciclados.
Luziane quando dava fazia alguns trabalhos de diarista e sabia que desde pequena ela fazia alguma sacanagem com algum macho em troca deu uns trocados e quando ela vinha com alguma coisa melhor pra casa sabia que devia ter feito algo.
Mas não ligava era algo normal pra gente.
Bem no barraco que a gente morava só tinha um comôdo então não tinha muita privacidade, as minhas filhas de pequenas se mostravam peladas até para alguma visita que tava em casa.
Sei que elas muitas vezes assistiam eu e a mulher transando e a mãe já fazia aprenderem a usarem a beleza pra conseguiu alguns favores.
Ainda maIs elas sendo bem bonitas, clarinhas como a mãe e olhos esverdeados como o pai.
Pra quem conhece o Nordeste sabe que muitas meninas começam cedo.
Nossa situação começou a melhorar quando consegui um emprego num Hotel de bacana em Natal.
Era com aux de limpeza, mas me ajudou muito e lá conheci a vida boa que eu sempre sonhava é que pensei que nunca ia conseguir.
Com o tempo fui percebendo os esquemas de alguns hospedes com o gerente, via chegar meninas de várias idades e irem para as suítes.
Depois com o tempo conversando com alguns colegas me falaram que eram homens com dinheiro que vinha só pra ficar com as meninas.
Uma vez o gerente me fez ficar responsável para levar duas meninas pra um quarto e deixar elas lá esperando, ai depois ele me disse que as meninas só iam tirar fotos, que alguns hospedes gostavam da beleza das meninas da região.
Ele com o tempo ficou mais amigo meu e chegou até mostrar algumas fotos de meninas bem novinhas, algumas quase peladas e outra peladas mesmo.
Perguntei se elas ganhavam alguma coisa, ele me falou que ganhavam entre 100 e 200 dependendo do tipo de foto, perguntei se era só fotos ele falou que sim, que os homens sabiam que não podiam fazer nada com elas.
Fiquei imaginado como era fácil ganhar dinheiro sendo menina bonita e comecei a pensar em trazer minhas meninas pra fazer fotos tb.
Renata tinha 9 e Denise 11 já tavam crescidinhas e Denise já tinha até pelinhos e peitinhos, mas Renata que era mais sapequinha.
Conversei com a mulher e ela falou que era uma boa, já que de um jeito ou de outro as meninas iam acabar usando o corpo pra ganhar uns trocados mesmo que lá pelo menos pagava bem melhor.
Conversamos com elas e não foi difícil convencer.
Depois de umas semanas criei coragem e falei com Geraldo o gerente e falei das minhas filhas.
Ele ficou meio que com medo, falou que nunca nenhum funcionário tinha levado filhas pra lá que não sabia se ia dar certo, mas insesti e mostrei a fotos das meninas…ele olhou e mudou de ideia.
Mandou vir com elas num dia que eu tivesse de folga, mas falou que teria que ver elas pessoalmente primeiro e que talvez elas tivessem que tirar a roupa, eu falei tudo bem.
Levei elas e fomos pra um quarto vazio do hotel….ele examinava elas dos pés a cabeça.
Elas são bem espontâneas e simpáticas, as duas branquinhas, Renatinha com o cabelo cacheadinhos e Denise com eles mais liso, rostinhos de meninas mas bem espertas, a mãe já as orientava fazia tempo.
Ele fez elas desfilarem e elogiou a beleza delas…ai perguntou quem tem coragem de tirar toda roupa…elas duas levantaram as mãos.
Ai as duas começaram a tirar os shortinhos e a blusinhas, eu já tinha visto elas peladas, mas aquele dia foi o primeiro dia que me deu tesão de ver elas assim, sendo examinadas por um tarado.
Ai ele chamou elas e abraçou cada uma com um braço…as mãos alisando a carne delas….ele olhando pros peitinhos de Denise que sorria. Elas beijaram ele e ele então falou que elas eram lindas e mandou elas se vestirem.
Combinamos que elas só iriam juntas sempre.
Depois de umas semanas ele chamou elas e dessa vez elas foram sozinhas pro quarto onde um hospede as esperava.
Nesse dia cada uma ganhou logo de cara 200 reais e falaram que o homem só olhava e mexia no pinto.
Depois foram várias vezes que elas foram ou eles só olhavam ou no máximo davam beijinhos nelas.
Uma vez um deles escreveu na bundinha delas uma frase: parabéns pelas filhas papai, a gente riu bastante esse dia.
Elas iam em média umas 4 vezes por mês e já ganhavam mais do que eu.
De vez em quando o gerente levava elas pra um quarto vazio e fazia elas ficarem peladas pra ele.
Eu adorava tudo aquilo.
A mãe delas tb tava super feliz, a gente melhorou bastante e apesar de ainda ta na favela agora elas não precisava se expor por 10 reais nos postos de combustivéis.
Ai um dia apareceu o Sr Rossi, um homem muito importante, sempre ia lá e era tido como um dos mais ricos frequentadores do hotel.
Era fazendeiro e tinha várias empresar, supermercados, postos de combustíveis, etc.
Ele quando viu as meninas se apaixonou..elas foram 4 vezes com ele.
As duas ele deu 500 pra cada e Denise falou que ele tirava o pinto pra fora e apesar dele não pedir elas iam lá e pegavam nele e ele ficava doido.
Ai uma vez ele colocou elas peladinhas na cama e de pernas abertas ai ele venho e deu lambidinhas na bucetinhas dela.
Esse dias ele deu 1000 pra cada.
Nós comemoramos muito esses dias…e ele só queria elas pediu pra não levarem elas pra mais ninguém.
Ai um dia Geraldo me levou pra falar com ele.
Ele começou elogiando a beleza das meninas e que queria ser tipo um padrinho delas, eu agradeci e falei que não sabia se elas iam querer e tb se a mãe dela ia deixar.
Ai então ele falou: vou fazer uma proposta pra vc, sua mulher e suas filhas:
quero tipo adotar vcs, vou dar casa, pagar um salário pra vc e sua mulher, te dar um carro, estudo pras meninas, assistência médica e carro pra vc..
Eu agradeci muito e falei mas onde eu vou trabalhar Sr Rossi perguntei.
Ele então falou, vc não vai trabalhar, vou registrar vc e sua mulher numa firma minha e te dar uma bela casa pra vc morar com sua família.
Eu falei mas e que a gente tem que fazer?
ele falou mais ou menos o que as meninas já fazem aqui no hotel.
Só que eu serei quem vai cordenar tudo vc vão ficar disponíveis pra mim, ai o dia que eu quiser vcs serão tipo meus afilhados.
Eu achei meio confuso tudo, mas depois entendi.
A gente ia ficar a disposição dele pra fazer tudo que ele quissese, pedi pra conversar com a mulher e com as meninas
Depois de uns dias falei que a gente concordava.
Ele então passou os detalhes, a gente ia morar numa casa dele e durante 3 anos todos nós seriamos tipo escravos dele, mas ele avisaria sempre quando viesse nos ver ou nos levar pra algum local.
As meninas não poderiam sair com mais ninguém sem a permissão dele e tanto eu com a Luziane tb teriamos que fazer tudo que ele quisesse.
Eu teria um salário mas não precisaria trabalhar e teria um carro e tudo que ele havia prometido.
Durante 3 anos seriamos dele, e ele teria preferencia pra comer as meninas e se fosse o primeiro ele daria 3000 reais pra cada.
Ao todo eu e Luziane receberíamos 10000 por mês.
E nós aceitamos.
Durante 3 anos fomos dele e foi muito bom.

E

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,48 de 46 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

10 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Chorão ID:gqaw4g5d1

    Quem nunca viajou para o ne e recebeu o book?

  • Responder Thor - Campinas/SP ID:2qmflxjj380

    Excelente, continua….
    Quem me dera poder ter algo assim !!!!

  • Responder Doideira ID:gqb6fxzri

    Já sei onde quero passar as férias kkk

  • Responder Vanbrek ID:funszdpv0

    Eu sou do interior do ceara e sei que isso e verdade na minha cidade msm todos ja sabem quem sao as meninas que ajudam a familia com esse tipo de coisa a madrugada msm e cheio de meninas indo pro motel

  • Responder Viajantebrasil ID:8ciplmlxib

    acredito que tdo pode ser verdade.
    eu fiquei num hotel em Natal, não sei se é o mesmo.
    estava a trabalho, era representante de uma firma de aço em sp.
    Cheguei no hotel, o gerente super simpático comigo, me fez várias perguntas e ficou me falando da beleza da cidade e das mulheres, logo vi que tava me insinuando algo,rss .
    Mas era casado e não me sentia bem traindo minha esposa.
    Mesmo assim acreditem, subi ao quarto e foi tomar banho, ao sair só de toalha tinha uma menina de uns 12 anos, sentada na cama, de bermudinha e blusinha furadinha transparente, uma delícia de menina, cara foi muita cara de pau do gerente, fiquei uma fera e ia descendo com ela pra brigar com o gerente, com ela quase chorando pela minha reação.
    Antes de o elevador chegar venho um rapaz do hotel e perguntou o que acontecia, eu expliquei e ele se desculpou culpando a menina e falou pra eu ficar tranquilo que ia relatar pra gerência.
    Desceu com a menina pela escadas e eu ao tentar cobrar do gerente explicação, ele me enrolou dizendo que não sabia de nada, mas percebi que ele me olhava me achando um idiota que não aproveitou a chance.
    Hj eu separado e pelas andanças que fiz pelo Brasil sei que isso é mais comum do que se conta.
    Me arrependi de não ter comido a garota, hj não deixo passar.
    Se essas meninas cairem na minha mão eu como gostoso na frente os pais.

    • Kabel Bastos ID:on9667lqrc

      Muito bom ! Vocês tiraram a sorte grande

  • Responder Comedor de viúvas ID:831i9l1d9c

    Que bosta hein,fazer duas meninas de putinhas,oh mente pervertida,mesmo sendo fictício o conto é doentio.

    • Obs🤣🤣🤣🤣 ID:gqb6fxzri

      Achei um conto excelente! Esoero a continuação! Com mais putaria rss! Esse ao contrario da opinião do comedor de viuvas foi bem light! Tem contos aqui com muito mais sacanagens com filhas novinhas ! O comedor devia ir pra igreja kkk

    • Piroquinha de salão ID:5h68j0zk

      Comedor, já me vi metido em uma situação só parecida como essa. Ajudei uma mulher a sair de um sufoco grande (não vou explicar muito, ficaria longo demais) e acabei acolhendo ela e a filha de nove anos na minha casa. Depois de um mês, essa menina já deitava no sofá com a cabeça na minha perna, a centímetros da minha rola e a mãe não falava nada, muito pelo contrário, sentava junto para ver os filmes que a gente via. Não foi uma nem, duas vezes que essa menina virava o corpo e a boca caia em cima da pica. Ela sabia o que estava fazendo e sei que a mãe incentivava, era a forma de “agradecer” a ajuda que recebiam. A menina fingia que fazia só na ausência da mãe, mas com certeza era a mãe que induzia a menina. Do ralar a cabeça na minha perna e siriricar a xaninha, foram mais duas semanas. Mesmo sendo criança, ela é mulher; com nove anos mamou como gente grande e levou quatro dias para a pica entrar até a metade. Ela não fingia, estava mesmo doida, tarada por pica. Sentado na poltrona, ela vinha de joelhos, de frente pra mim e encaixava a bucetinha na pica. Meu dedo descia até seu cusinho que estava sempre piscando, toda vez que a piroca entrava e ela travava os músculos para apertar. Perdi a lucidez com essa menina e não foi porque quis, aconteceu.

    • anonimo ID:7xbwhotghm

      conheco essa regiao.sempre tou ai nas praias eu tenho 1 casal que aluga p mim as 2 filhas ja faz um bom tempo isso.se tive sorte tem ate p fode d 4anos p cima