# # #

A cadelinha do irmão

1069 palavras | 3 |3.41
Por

O irmão come a própria irmão e a faz sua cadela, a divide com os colegas e os pais sabem e deixam.

O irmão da clarinha, João, mete o dedo do meio dentro da sua vagina, ela está deitada do seu lado, vestido levantado, as pernas abertas, fundo da calcinha puxada pro lado enquanto ele soca o dedo do meio dentro do seu picheu e lhe beija de língua, com ela quetinha, ele para, manda ela abrir a boca e cospe em sua língua e volta a lhe beijar de língua, sem tirar o dedo de dentro, vai e vem.. até q ele levanta e vai ficar de joelhos entre as pernas dela, puxa a rola pra fora da cueca, está só de cueca, abre a bucetinha dela com os dedos e com a outra mão segura a rola e passa o cabeção na sua xoxotinha, pra cima e pra baixo, bem rápido, vai fazendo e gemendo, fecha os olhos e geme alto gozando em cima da genitália da clarinha, lambuzando ela de porra.. ele satisfeito, se levanta, guarda a rola dentro da cueca e puxa o funda da calcinha pra cima da vagina dela, mesmo ainda bem molhada de porra e diz:
– não limpa a buceta, deixa assim..
Ela concordou, não desobedece seu irmão mais velho, nunca. Ele diz que é seu dono e ela não tem vontade.
Ela se levanta e sai, vai pra sala ver TV, com a calcinha melada de porra.
Só se limpa mais tarde em seu banho, quando seus pais chegam do trabalho.
João no outro dia a leva pro quarto de novo, novamente a deita na cama pra meter o dedo nela e chupar sua língua e as vezes pergunta:
– Quem é seu dono, putinha? Hum
– Você..
Ele da um tapa no seu rosto e diz:
– não, vc tem que responder Senhor, é o senhor, entendeu?
– Sim.. é o senhor..
– muito bom..
Volta a chupar sua língua e lisar seu grelo e dedar sua xoxota..
Até relar sua rola na sua vagina até gozar em cima.. deixando ela molhada, fazendo clarinha ficar assim até a hora do banho..
Todos os dias é assim com eles, no quarto, uns meses depois João começou a domesticar mais a clarinha, comprou uma bolinha de golfe, e fica no quarto jogando a bola e fazendo clarinha ir buscar, andando de quatro e pegar a bola com a boca, antes ela a deixa peladinha, fica um bom tempo brincando assim, joga a bola e coloca ela pra pegar..
– isso cadela.. pega a bola….
Depois de um bom tempo jogando a bola, ele a manda ficar de joelhos e abrir a boca, ele desce o short e mete o pau duro no seu gogó, segura seu cabelo por trás e fode sua boca sempre com força, até urrar gozando dentro.. fazendo ela beber..
No outro dia quando vai brincar de bola de novo, manda clarinha ficar peladinha e deitar no sofá e abrir as pernas, ele está com um prendedor de roupa de metal na não, abre a bucetinha dela e prende seu clitóris com prendedor, apertando muito ele, ela choramingava e diz que dói.. mas seu irmão a faz se calar com um tapa no rosto e manda ficar de quatro pra ir buscar a bola. Ela faz com dificuldade e ela joga a bola, várias vezes e ela sai andando de quatro, com o clitóris preso com o prendedor, ela tem dificuldade mas obedece, Depois de muito brincar ele a manda deitar na cama e abrir as pernas, retira o prendedor e vê o pinguel dela bem vermelho e inchado..
Ele fica pelado e entre suas pernas, encaixa a rola dura na sua bucetinha e penetra de uma vez, o rasga sua genitália e funda até tocar no útero, Julia grita, mas logo sua boca e acertada com um tapa e ela trata de se calar.. o irmão coloca a mão na sua garganta e aperta e começa a cavalgar dentro da Júlia, metendo e tirando, cada vez mais rápido e duro, enquanto a estrangula, bate forte dentro dela, que abre mais as pernas, e busca ar.. ele solta sua garganta e a vira de bundinha pra cima e agora encaixa o pau no seu cu e penetra com tudo, rasgando o toba e indo com tudo, Júlia não grita mais diz:
– senhor… Tá doendoooo…
– mandei vc falar?
Ele a coloca de quatro e fica de joelhos entre suas pernas surrando seu cu, batendo em sua bunda.. ela morde o travesseiro, suportando as penetrações violentas de seu dono.. até que geme alto e vai gozando dentro dela soltando muita porra..
Julia esse dia fica andando com dificuldade, mas disfarça pros pais não notar.. seus buracos bem abertos e inchados..
No outro dia o seu irmão a faz andar de quatro mesmo dolorida, correr atras da bola por um bom tempo, quando termina, usa de novo suas entradas da frente e da trás, a colocando de quatro na cama, socando em sua vagina com força, tirando logo após e metendo em seu cu, bombando fundo, vai e vem, puxando seu cabelo pra trás em um rabo de cavalo, só para quando enche suas tripas de porra..
Todos os dias quando estão sozinhos em casa, João come a Júlia e faz de cadela.. ela é obediente e nunca reclama..
Faz o quer com ela.. até mesmo a leva pra passear na casa de colegas do futebol.. e a divide com eles.. Fazem dupla penetração, o irmão e os amigos, ela leva na frente e atrás ao mesmo tempo, por um bom tempo dentro de um quarto com 4 homens, além de usaram sua boca.. metendo a rola bem fundo em sua garganta.. lhe fazendo beber muita porra..Júlia vem bem cansadinha quando ele a leva, como agora, está na cama cansada e com os buracos pulsando, no outro dia ela resolve contar aos seus pais, que seu irmão a come a um bom tempo.. eles ouvem e ficam calados, chama o João e pede pra ser discreto, que não quer escândalo com sua família.. porém não interfere no que ele faz com Julia, que continuou sendo cadela do irmão.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,41 de 17 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder OPpko ID:81rg0kwqrb

    Idade da putinha?

  • Responder Paulo ID:8d5ijpgb0k

    Tem que estrupar a Júlia com muita força e violência vc tem que acabar com ela na sua pica eu quero acabar com ela também

    • Puta pro Macho abusar ID:81ritugb0k

      Se quiser pode me estuprar e acabar cmg na sua rola, fui criada na rola do meu primo desde novinha, aguento bem a pica de um macho me arrombando