#

A amiga da minha filha 2

1855 palavras | 0 |3.67
Por

A Cristiana e a Sarah proporcionam-me uma noite de sexo lésbico inesquecível.

Aconselho lerem a primeira parte, escrita e publicada ontem, para entenderem, o resto deste conto.

No dia seguinte, o dia estava a decorrer como os outros, com muito trabalho. A seguir ao jantar, a Sarah, apareceu, com uma mini saia, um casaco comprido, uma t-shirt branca, botas de cano alto. Ao andar via o ligeiro saltitar de umas mamas enormes sem soutien, com uns bicos eretos, tesos… estava deslumbrante. cumprimentou-me com um enorme sorriso, e deu um beijo na cara da minha Cristiana. Sentou-se numa mesa sozinha. Os clientes viam aquela jovem ali sentada, os mais velhos olhavam para ela com olhos de quem já a estavam a foder, e os clientes mais novos, alguns deles colegas dela da Faculdade, metiam conversa com ela, mas ela estava ali com uma missão. Uma missão dada pela dona dela, a minha esposa Cristiana.
A Cristiana, a certa altura, uns 20 minutos depois da Sarah ter chegado, foi ter com ela, segredou-lhe algo ao ouvido e entregou-lhe algo que eu não vi, mas era algo que cabia na palma da mão. Depois a Sarah foi ao WC, e voltou uns minutos depois. A Cristiana pediu-me o telemóvel, como às vezes o fazia, portanto algo habitual, devolvendo-me ele passados uns minutos. Eu guardei ele no bolso como normalmente faço. às tantas a Cristiana, vai ela ao WC, portanto tudo normal.
Chega a meia-noite, hora de encerrar o pub. Os clientes vão saindo, menos a Sarah. Ela sabia que estava ali pra a minha esposa se divertir com o corpo dela, dali a pouco. Durante a noite, nem sei quantas vezes foi assediada, mas entendo perfeitamente isso. Jovem, bonita, vestida sensualmente, chama a atenção a qualquer homem.
Ficamos só os três. Fecho as cortinas, tranco a porta a chave.
A Cristiana coloca-se em frente da Sarah de pé. Olha-a nos olhos. e diz-lhe:

– Querida, preparada para uma noite comigo?
– Sim estou… até estou ansiosa.
– E essa cona e cu, como estão, princesa?
– Bem deve saber…pois ajudou a deixar o meu cu esfolado e a minha cona inchada…

Então ela volta-se para mim, e diz:

– Amor, vê o teu telemóvel…. Está lá instalada uma app nova. Usa-a, mas antes esperas só uns minutinhos pode ser?
– Claro, paixão.

Depois olha novamente para a Sarah, e diz-lhe:

– Não achas que as duas temos roupa a mais vestida? Levanta-te e deixa-me ver se cumpriste com o que eu mandei…

A Sarah levantou-se, e ficou de pé em frente da Cristiana. A Cristiana aproximou-se dela, meteu-lhe a mão por debaixo da mini saia, e a esfregou a mão na cona dela… a Sarah estremeceu um pouco, e revirou os olhos um pouco. A Cristiana lambeu a mão e disse:

– Bonita menina… vejamos agora se cumpriu as ordens todas.

De um puxão rasgou a t-shirt da Sarah, e aquelas mamalhonas saltaram que nem umas molas… aquelas aureolas castanho-escuras a contrastar com os cabelos loiros e os olhos esverdeados davam-lhe um ar exótico. A Cristiana começa a mamar nos seios da Sarah, fazendo com que os bicos das mamas dela ficassem muito tesos. Depois despiu-lhe a mini saia, e lambe-lhe a cona um pouco e diz-me:

– Meu rei, agora podes usar a app.

Ligo o telemóvel, e realmente está lá uma app instalada, que não tinha sido eu a fazê-lo. Abro-a, olho para a Cristiana, e ela diz:

– Basta carregares onde diz turn-on.
– Ok, paixão.

Bem faço o que a Cristiana me diz, e vejo elas as duas a contorcerem as pernas, a levarem as mãos às conas, e suspirarem. Depois a Cristiana, ajoelha-se, senta a Sarah numa mesa, abre-lhe as pernas, afasta os lábios vaginais dela, e vejo um objeto cor-de-rosa claro, metido na cona dela…a Cristiana senta-se depois ao lado dela e senta-se, abre as pernas, abre a cona e vejo um objeto igual enfiado na cona dela. São dois vibradores, que ela colocou nas conas delas, e a app no meu telemóvel controla os vibradores.

– Podes usar quando te apetecer, meu rei. disse-me a Cristiana.

Agora, ela começa a tocar nas pernas da Sarah, e diz-lhe:

– Temos o pub todo para fodermos, querida. Agora ajoelha-te, e lambe-me a cona sua putinha.

A Sarah, ajoelha-se, já toda nua, abre as pernas da Cristiana, e começa a lamber-lhe a cona, de alto a baixo. A Cristiana abre bem as pernas, segura na cabeça da Sarah, e deita-se de costas na mesa, a gemer, uns gemidos roucos, sensuais. Eu sento-me a um canto escuro, dando-lhes assim privacidade. Esta ali a realizar uma fantasia minha antiga, ver dias mulheres lindas, a fazerem sexo uma com a outra. Dois corpos perfeitos, tocando-se e um deles é o de amor da minha vida, a minha linda Cristiana. As duas mulheres gemem, a Sarah tem a cara a brilhar, nota-se pelo contraste da luz, esse brilho deve-se aos fluidos vaginais que saem da cona da Cristiana. Agarro no telemóvel, observo-as atentamente, tento marcar mentalmente o ritmo que elas levam. Quando acho que o sei, e noto que a Sarah tem a língua enterrada na cona da Cristiana, carrego no botão turn-on da app, e quando elas sentem o choque, a Cristiana puxa a cabeça da Sarah para dentro da sua cona, a Sarah treme as pernas. Mas não param. E dou um novo choque, as mulheres soltam um gemido rouco, estremecem, as mamalhonas da Sarah estremecem e os bicos delas ainda me parecem maiores. Olho para a app, e noto que posso dar choques ainda mais intensos, pois a app tem lá uma barra, que está a meio. Essa barra tem a cor vermelha, amarela e verde, e está a meio da amarela. Sou demasiado bruto, e coloco ela no máximo.
O choque que elas recebem, até as fez saltar, a Cristiana agarrou com tanta força na cabeça da Sarah, que quase a mete toda dentro da cona dela. A cona da Sarah pinga no chão, uns fios de líquidos vaginais escorrem-lhe por cada uma das pernas. Dou outro choque e as mulheres têm ambas um orgasmo brutal, a minha Cristiana pinga que parece uma torneira, e o mesmo se passa com a Sarah. Eu achei por bem não me masturbar, a minha Cristiana essa noite, estivesse ela como estivesse depois de foder com a Sarah, iria pagar por me excitar tanto.
Agora a Sarah esta ela deitada na mesa, a Cristiana estava deitada por cima dela, a esfregar com dois dedos na cona dela e a mamar e a mordiscar nos bicos das mamas dela. A Sarah, gemia, beijava a Cristiana na boca, as línguas delas bailavam juntas. A Sarah também começa a puxar pelos mamilos da Cristiana, e a Cristiana levanta-se um pouco deixando-a mexer a vontade nas mamas dela. Depois ela ordena que a Sarah se deite num tapete. Depois entrelaça as pernas nas pernas dela. As conas delas estão super húmidas, e começam a roçar as conas uma na outra. Meu deus os gemidos de ambas, os gritinhos, aquelas conas inchadas, os bicos das mamas tesos, as cabeças de ambas voltadas para trás, aquelas vozes roucas… porra ver duas fêmeas a foderem-se realmente é um momento que fica gravado para sempre nas nossas memórias.
Ligo novamente a app, uma descarga a mio gás digamos assim, e a resposta delas foi fazerem força nas pernas espalmando ainda mais as conas uma na outra. Caralho, o meu pau quase rasga as calças. Faço o mesmo, mas agora com mais força… e a reação delas… indescritível… juntaram as conas mais ainda, agarraram-se num abraço onde os bicos das mamas delas se tocaram, espalmando-se uns nos outros e deram um beijo na boca agarrando-se pelos cabelos. Mantenho a pressão do meu dedo no turn-on, elas gritam…a Sarah olha para mim desesperada está a beira das lágrimas, mas sem ser em sofrimento, mas de puro prazer. A Cristiana olha também para mim, mas com cara de safada, de quem está a gostar daquilo tudo, incentivando-me a continuar.
Elas continuam a tocar-se, até que a Cristiana para, vai ao quartinho, deixando-me ali a sós com a Sarah, que está deitada, ofegante, a respirar um pouco.
Volta com um dildo enorme de cintura posto nela, e um par de algemas e uma corda.
Manda a Sarah levantar-se, depois ela colocar as mãos atras das costas, e algema-a e vem entregar-me a chave. Depois manda a Sarah deitar-se em cima de uma das mesas de costas. Depois ata as pernas da Sarah, cada uma a um dos pés da mesa, deixando-a toda aberta. Abre-lhe os lábios vaginais, lambe-lhe a cona, e mete dois dedos na cona dela e retira o vibrador. Agacha-se, olha para mim, manda-me um beijo, e mete o vibrador dentro do cu dela. Levanta-se novamente, olha para a Sarah, ali indefesa. Ajeita o dildo, e começa a meter ele na cona da Sarah e avança…avança aos poucos dando pequenos passinhos… até enterrar o dildo todo na cona da sarah. A Sarah grita que é demasiado grosso…que sente o dildo no seu útero… a Cristiana agarra-lhe nas mamas e brinca com elas… dá-lhe palmadas…puxa os bicos delas… dobra-se por cima dela e roça os bicos das mamas dela nos bicos das mamas da Sarah… anda uns passos para trás…e avança depois com força…e começa a foder assim a cona da Sarah. Ela rebola implora que a Cristina vá devagar, mas ela parece um homem a foder a cona da Sarah. às tantas a Cristiana olha para trás, pisca-me o olho e passa a língua pelos lábios. Eu conheço-a. Sei o que ela quer. carrego na app, e como ela tem um dildo na cona e outro no cu… imaginem a força com que ela fodeu a cona da Sarah… carreguei na app mais de 5 minutos de seguida, a bateria do telemóvel está a acabar…bem e elas as duas também. Estão aos berros, aos gritos, a terem orgasmos atrás de orgasmos, a Cristiana a mamar nas mamalhonas da Sarah.
Esgotaram-se fisicamente.
Levei a Sarah até a casa onde ela estava hospedada. Tive de amparar ela para ela não cair. Volto ao pub, a Cristiana estava no quartinho deitada, nua. Dispo-me todo, abro-lhe as pernas, retiro-lhe os dildos, e começo a foder ela, a tirar o tesão que ela me provocou. Ela estava esgotada, pois azar dela. Eu fodi ela durante mais de 2 horas, vim-me no cu dela e na cona dela tantas vezes. No fim dormimos no quartinho em conchinha, como dois amantes…dois cúmplices para a vida, como de fato somos.

Continua

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,67 de 6 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos