# #

Papai pervertido, mas paciente

1746 palavras | 10 |4.37
Por

Diego planeja ter uma filha pra ser sua amada, mas isso custará dedicação e tempo. OBS: Conto fictício!

Diego nasceu pervertido e ele sabe disso, desde jovem sempre gostou do proibido ou incomum, mas ninguém percebia esse lado dele. Um homem gentil, bonito, alto, 25 anos, curioso e pervertido… esse é o Diego, o pedófilo.
Ele começou a sentir esses desejos quando tinha uns 12 anos. Na aula de natação que sua mãe o colocou, Diego perdia o foco quando via garotinhas mais novas que ele usando trajes de banho. Roupa, jeito e corpo infantil era seu forte e lindo amor. Diego guardava esse segredo em se sete chaves com medo de ser julgado e condenado até que… em um site ele encontrou outros como ele. Diego sempre foi nerd, consequentemente vivia na TV e Internet. Curtia tantos desenhos e animes que um dia teve acesso aos Hentais(desenhos eróticos japoneses). Filho único de uma mãe solo, Diego passava o dia a dia sozinho em sua casa. Aos 15 anos já experiente na água, ele agora vivia nas praias perto de sua casa por 2 motivos: mar e garotinhas. Ele não podia ir sempre à praia já que sua mãe só tinha tempo nos fins de semana, mas o pervertido aproveitava cada segundo quando tinha seu lugar ao sol e mar. Impaciente e solitário, Diego resolveu colocar seus pensamentos no site que encontrou Hentais e pessoas como ele. O sujeito relatou o que pensava, sentia e o que queria. Seu relato foi visto e lido por outros pervertidos, assim Diego conseguiu novos amigos. O consumo de Hentai foi aumentando junto com seus hormônios de sua puberdade, Diego começou a ver de tudo: Abuso, Zoo, BDSM, Garotinhas, Incesto e etc. Ele sabia que nasceu assim, mas não aceitava muito no início.

ANOS SE PASSARAM.

Aos 22 anos, Diego tinha consolidado que sua mente é pervertida, sua mãe tinha morrido recentemente atropelada quando saía do trabalho e agora ele seria um homem sozinho neste mundo. . . ou não.
Ele estava concluindo seu curso superior, pronto para o mercado de trabalho. Diego é focado naquilo que quer então corria atrás de um emprego pra que pudesse se manter agora que é independente. Ele teve seus casinhos durante a faculdade, sempre buscava meninas pequenas, magras e infantis em seu jeito(no fundo ele tentava camuflar seu lado pedófilo). Agora ele queria planejar ter sua própria garotinha, mas precisava estudar o terreno antes. Por 2 anos Diego pesquisava sobre meninas que fazia barriga de aluguel ilegalmente, ele entrou em contato com uma e depositou todo seu dinheiro recebido nesses anos pra garantir sua paixão por menininhas e ser pai. Sendo algo ilegal a burocracia era quase inexistente. A moça iria ficar 15 meses em sua casa apenas no turno diurno(9 meses de gestação e 6 meses de amamentação), custou caro pro bolso do pervertido, mas iria valer a pena. A sua filha nasceu, chama-se Gwen. Olhos azuis, loira, branca e saudável. Diego tinha que se controlar na frente de Izolde(a barriga de alguel), sempre foi um pai carinhoso e generoso pra sua pequena Gwen(assim não dava suspeitas). Tempo foi passando e ele se dedicava pra ser um bom pai, embora no silêncio da noite espreitava sua filha linda dormir no seu pijama infantil e cor de rosa.
Diego queria conectar sua infância com a da Gwen de forma, ele teve uma ideia: natação. O Papai encomendou um piscina pra sua casa, ficou pronta em 2 semanas, durante esse tempo ele saía com sua garotinha pra escolher trajes de banho (o mesmo que o deixava hipnotizado nas aulas quando criança), ele comprou vários, mas deixou ela provar 2 assim teria noção de tamanho e não deixava suspeita. 7 trajes de banho, um pra cada dia da semana, um pra cada sorriso em seu rosto de pervertido. Diego não ensinava sua filha a nadar ainda, ele queria que Gwen fosse dependente dele, o papai só nadava e brincava com ela na água.

ANOS SE PASSARAM.

Gwen já tem 7 anos, e Diego com seus 32 anos. Ela era grudada no pai, já que ele a mimava à todo custo. Acostumada com a água, porém sem saber nadar, ela pede ao pai pra que a ensine. Diego achou ótima a ideia. Gwen estudava pela manhã, assim as aulas seriam à tarde após o descanso do almoço. 14h30min em ponto Gwen já se encontrava de biquíni infantil e toda ansiosa, enquanto seu pai usava sunga branca propositadamente. Cada exercício que seu pai ensinava sempre tinha uma malícia no fundo, mas sua garotinha era tão inocente que não percebia. Todos nós sabemos que o sal ou cloro deve ser eliminado com sabonete em um banho, assim seja, Diego tomava banho nu com sua filha todos os dias após as “aulas” de natação. A Gwen? Ela já tá acostumada, o painho dela fazia isso desde cedo estrategicamente. A “aula” terminava às 16h. Depois do banho, Gwen e seu pai ficavam na sala assistindo, mas a garotinha tava cansada graças à escola e sua natação. O pai pervertido aproveitava esse momento de exaustão dela pra que pudesse observar de perto o corpo inocente e infantil de sua filha, ele tinha um costume de acordar ela tocando em seu peito quase nulo de uma forma que fosse natural. Colocava aquela mão enorme que cobria a garotinha, em seu peito balançava enquanto a chamava, ele sentia o peito pontudo e pequeno da sua filha(cada detalhe dela o deixava mais apaixonado). Diego acordava pra que ela pudesse ajudar na preparação do jantar. A sobremesa seria um bolo, criança adora doce. Eles faziam juntos a massa do bolo, as sobras eles comiam depois. Depois de fazer a janta e a sobremesa, eles resolveram levar a massa crua do bolo que estava guardada até a sala. Assistiam Desenho enquanto lambia o pote doce, mas sem colher, Diego não dava colher pra que pudesse usar os dedos. O papai passava o dedo na massa e depois nos lábios da Gwen que aceitava sorrindo, ela fazia o mesmo com o pai e ele adorava colocar aquele pequeno dedo em sua boca. No início ela achava estranho, mas o pai metódico logo a conquistou com suas brincadeiras. Aquele romance com desejo deixava Diego muito feliz, ele a amava e queria sua filha como sua namorada também, mas toda conquista leva tempo. Como Gwen tem 7 anos, Diego que vestia ela. Na hora de dormir ele só colocava pijama nela em clima de inverno, fora isso era uma camisa e uma calcinha(ou não). O papai sempre fazia brincadeiras maliciosas, brincando com a inocência da sua filha. Ele colocava calcinhas com tamanho menores pra ela dormir, assim ficava apertado e desconfortável. Gentilmente ele perguntava se tava apertado, sem jeito Gwen dizia que sim, Diego pôs 2 dedos por cima da calcinha em sua bocetinha e perguntou:

-Aqui?

Ela disse que sim com a cabeça. Seu pai então disse que era melhor dormir sem a calcinha, assim ficaria melhor. Gwen entregou a calcinha na mão do seu pai e deitou na cama. Diego disse à sua filha que qualquer coisa podia chama-lo no quarto ao lado, deu um beijinho na bochecha quase na boca e saiu com a calcinha na mão. O papai colocou a calcinha perto do travesseiro e foi tomar banho rápido(5min). Diego dorme sem roupa, prefere assim. Ao deitar, ele se encontrou com a calcinha da Gwen, sorriu e ficou cheirando. O cheiro infantil da sua filha fez ele se excitar, a imaginação ia longe até que…Gwen bate à porta.

-Papai não consigo dormir. Posso ficar aqui? Ela diz

Seu pai excitado logo se cobre com o lençol e reponde que sim. A visão era magnífica: Sua pequena garotinha indefesa apenas de camisa na sua cama. Seu pai nu e excitado abraçando sua filha, ele cheirava o pescoço dela enquanto a apertava pra perto do seu corpo. Gwen sentiu algo molhado em uma coxa.

-Pai, senti algo na minha coxa. O que é?

Diego levanta o coberto e finge que é nada. Gwen questiona o motivo dele estar nu, ele responde dizendo que dorme assim.

-No banho também ficamos sem roupa, filha. É normal. Você também tá quase sem roupa. Experimenta e sente como é bom(ele diz isso fazendo cócegas).

Gwen ri e se rende ao pedido do pai que logo tira sua única peça de roupa. Ela fica de frente ao pai, ele pede um abraço quentinho e fofo. Diego coloca uma perna dela em cima da coxa dele, logo ele a abraça firme. Seus corpos estão tão quentes que o pau dele encosta na bocetinha infantil dela. E assim eles dormem(torturante pra ele, mas estratégico).
Já de manhã e muito excitado, o papai pervertido pega a calcinha que tinha guardado nas pressas antes da Gwen chegar em sua cama e leva ao banheiro. Diego se masturba imaginando e cheirando aquela calcinha, minutos depois ele estica o tecido e goza imaginando ser a linda bocetinha da filha.

Toma banho rápido, se veste e corre pra fazer o café da manhã de um lindo sábado. Diego vai até a cama e acorda a filha naquele mesmo jeito malicioso tocando em seu peito. Ela acorda, dá um abraço e logo vai ao banheiro fazer xixi. O papai logo atrás com uma toalha segue sua filha até o banheiro. Diego observa sua filha fazer xixi, pra ela é normal essa intimidade desde cedo. Ela termina, escova os dentes e do jeito que acordou(nua) foi tomar banho. Diego maliciosamente passava sua mão ensaboada em todo corpo, mas principalmente no cuzinho e bocetinha. Depois do banho ele arruma seu cabelo e veste sua filha. Café da manhã dela tem cereal, leite, banana e pão. O cereal com leite e banana foi sexualmente proposital, ele queria imaginar sua filha se deliciando com alimentos erotizados.

A rotina deles eram normais visto de fora: Escola, aula de natação, pai dedicado e carinhoso, filha mimada e feliz… mas aos poucos Diego estava preparando sua garotinha pra ser sua futura mulher. Ele sabia o que estava fazendo, o processo não é rápido, mas o resultado é duradouro e feliz.
FIM!

Telegram @Gwen_Lolita

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,37 de 27 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

10 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder LUANA ID:8eez5vj742

    Parabéns ao autor do relato, realimenta parece que toda esta tua espera vai dar bons resultados!!
    Apenas uma pergunta, porque o nome Gwen? Alias esse nome em gaulês significa branca, ou por causa da Gwen “A Costureira Encantada?” fiquei em dúvida

    • @Gwen_Lolita ID:8eez7kaim0

      SIM. Essa mesma

  • Responder Observadora ID:8kqv8owoib

    Muito bom continua….

  • Responder Rafaella ID:7xbyxpzfik

    Bem contado..
    Beijos!!

  • Responder Léo ID:2je50iv4

    Conto muito gostoso. Gosto assim, mais inocente e de devagar.

  • Responder lerdo ID:w72k76zj

    ja passou da hora de comer

    • @Gwen_Lolita ID:8eez7kaim0

      Agradeço o carinho

    • @Gwen_Lolita ID:8eez7kaim0

      É sobre conquista, não estupro.

  • Responder Perv ID:ayf4kv4

    Continuaa, amei muito

    • @Gwen_Lolita ID:8eez7kaim0

      Não sei se vai ter parte 2 🙁