#

Novinha safadinha

1810 palavras | 5 |4.04
Por

Meu nome e Paulo , tenho 40 anos , 1.80 de altura um pouco fora de forma , moreno , olhos verdes e casado 22 anos .

Me casei cedo e depois de casado estive com outra mulher apenas uma vez , depois de uma discussão com minha esposa .

Meu sogro faleceu a 6 anos e meio , e deixou um sitiozinho coisa simples mas aconchegante , minha esposa e eu decidimos morar no sítio , logo em seguida começou a pandemia , eu perdi o emprego e decidi investir no sítio .

Comprei três vaquinhas leiteiras um boi e alguns porcos pra engorda , galinhas nós já criavamos .

Pra fazer um dinheiro comecei a vender leite , verduras e frutas na porta do sítio e vendia carne quando abatia algum porco !
Certa vez uma cliente veio compra algumas coisas e trouxe a sobrinha de companhia , uma menina linda ruiva de uns 14 anos , magrinha mas com o corpo bem torneado as curvas do seu quadril e seus peitinhos mexeram com migo e seus olhos cor de mel deixaram embasbacado .
Eu mexi com a menina que sorriu olhando direto nos meus olhos e muito simpática retribuiu a brincadeira , passaram alguns dias e a menina começou a ir na barraca sozinha e eu já estava com mais liberdade com ela , um dia em tom de brincadeira perguntei se ela tinha namorado e ela me disse que avia namorado uma vez mas achou o menino muito imaturo e não quis continuar o namoro .

Sabe tio eu prefiro homens a garotos sabe !

Mas vc e muito nova , pra me dizer isso não acha não ?

Eu decidi tio , quando for namorar de novo eu vou namorar homens mais velhos , meninos são muito bobos .

Depois dessa conversa eu fui me aproximando aos poucos até que um dia ela pediu pra me ajudar a panhar jabuticaba e em vez de eu paga-la eu deixaria ela levar jabuticaba pra tia dela !

Pergunta sua tia , se ela deixar eu painho jabuticaba por volta das 8 da manhã aí vc vem !

Tá bom tio ! Eu pergunto ele e depois eu te falo .

Eu fiquei levando minha esposa no trabalho uns 3 dias direto pra ter certeza que ela estaria lá , o trabalho dela fica a uns 25 minutos de onde moramos mas de ônibus esse tempo mais que dobra .
No quarto dia eu já estava por desistir quando ao voltar do trabalho da minha esposa avistei ela no portão , shortinho tênis e uma blusinha larga , na hora deu um frio na barriga o pau já deu sinal na hora e eu a comprimentei abri o portão entrei com o carro ela também entrou , eu fechei o portão e fomos pro fundo do lote até os pés de jabuticaba , quando chegamos ela logo pegou uma sacola e foi subindo no pé ela ficava em posições encima da árvore que me deixavam louco cá embaixo olhando e imaginando ela peladinha lá em cima então pra minha surpresa ela chupando uma jaboticaba me pergunta :

Tio o Sr já ouviu o que dizem sobre a jaboticaba ?

Algumas coisas Eduarda ! Mas oque vc ouviu ?

Que a jaboticaba e que nem mulher feliz !

Pq eu perguntei já sabendo a resposta .

Pq ela cresce grudada no pau e morre chupada ! E sorriu !

Ela com a sacola cheia me pediu ajuda pra descer da árvore , e eu fui ajudar a peguei no colo e quando fui desce lá o fiz com ela bem grudadinha no meu corpo , e ela sentiu como eu estava igual a árvore todo duro , a sacola caiu no chão quando eu a coloquei no chão a menina sentindo que eu tava de pau duro se curvo encostando sua bundinha em mim e pegou a sacola .

Onde eu coloco tiú ?

Pode colocar ali no tanque que eu vô no banheiro rapidinho !

Nossa ela tá me provocando , ela tá querendo , eu vô chega de vagar mas eu vô pegar essa novinha linda ! Era oque passava na minha cabeça em quanto eu ia no banheiro .

Quando voltei ela estava no tanque , meio debruçada lávando as frutas e me perguntou
:

E assim mesmo que lava tio ? Vem cá e me mostra como faz .

Eu joguei todas as fixas na quela ninfetinha que estava me provocando e cheguei por traz dela , encostei meu pau na bundinha dela passei meus braços por ela e falei quase que no seu ouvido e assim o , eu vi os braços dela se arrepiarem na hora ela começou a mexer a bundinha bem devagarinho e falou baixinho e a sim tio ?

Eu não aguentei mais , a segurei pela cintura e disse :

Eduarda oque vc tá fazendo comigo menina ?

Eu nada tio !

Eu levei a mão em baixo de sua blusinha e segurando seu peitinho com uma mão e a outra acariciando sua bucetinha comecei a chupar e beijar seu pescoço.

Ela gemia e dizia : aí tio ummmmm

Eu a virei pra mim , a sentei no tanque tirei seu sutiã enquanto a beijava e comecei a chupar seus peitinhos branquinhos e pequenos , o peitinho dela ficava cada vez mais durinho e arrepiadinho toda vez que eu chupava e passava a língua no biquinho .

Eduarda vc sabe onde isso vai dar né ? Vc quer mesmo continuar ?

A diabinha mordeu os lábios e confirmou balançando a cabeça .

Eu já não aguentava mais então tirei o pau pra fora puxei seu shortinho de lado junto com a calcinha abri as pernas dela e fui acariciando com a cabecinha entre seus lábios até o grelinho ela tava molhadinha de tesão eu comecei a empurrar de vagar e ela me abraçou sentindo dor , e sua primeira vez Eduarda ?

Não tio ! Mas dá outra vez não tava doendo assim !

Eu a beijei e fui empurrando com mais firmeza até que eu venci sua bucetinha apertadinha e quando deslizei minha pica pra dentro dela ela me abraçou ainda mais forte com o rosto colado ao meu ela gemia e eu sentia minha pica enterrada dentro dela eu já estava segurando no ar com meus braços abrindo suas perninhas e ela abraçada no meu pescoço !

Aí tio e muito grosso tá doendo !

Aí tio !

Eu diminui o ritmo e perguntei :

Vc quer que pare Duda , e assim mesmo a dor vai passar !

Pode continuar tio , tá doendo mas tá muito bom só vai mais de vagar .

Eu tava gangorrando ela bem de vagar e tava muito bom , já a muito tempo não comia uma bucetinha tão quente e apertadinha , o ritmo foi aumentando e a Duda já não reclamava só gemia e dia :

Aaiii tio , vai , vai

E eu com uma enterrada de sentir minha pica toda cada centímetro dentro dela gozei enchi a bucetinha dela de porra , mas eu queria mais eu ainda tinha tempo , então a levei pro chuveiro tirei a roupa dela oque me deixou ainda mais louco , a quela pele branquinha seus peitinhos e a sua bucetinha rosadas iguais as mulheres dos vídeos que a galera manda no grupo as vezes me deixaram com ainda mais tesão , e a surpresa dela aí ver meu pau foi d+ .

Nossa tio , eu não vi que era desse tamanho todo e tava todo dentro de mim ? Por isso tava doendo !

Cara depois dessa eu a encostei na parede levantei uma de suas pernas , chuveiro ligado no quente e mais uma vez eu coloquei tudo pra dentro , sentir o pau na bucetinha apertadinha dela com poucos pelinhos claros e ela gemendo ainda mais alto , foi incrível ! Eu a virei a inclinei na parede deixei sua bundinha na água a arreganhei bem e meti a pica , ela começou a falar :

Não, não para tio , vai tio mais forte vai , ummmmm ummmmm e eu fiz aquela safadinha gozar na minha pica e eu sem parar bombando mais e mais forte e ela gemendo cada vez mais eu gozei .

Aí tio minhas pernas tão bambas , eu tô até ardendo !

Nós terminamos o banho isso já era 9:30 da manhã , nós deitamos na minha cama os dois pelados , e depois de algumas carícias e beijos eu acabei cochilando e nem sei por quanto tempo pq acordei com ela me chupando , a boquinha dela só cabia a cabecinha e ela chupava meio sem jeito sem muita intimidade , mas mesmo assim ela conseguiu disperta a minha pica mais uma vez , eu a puxei pra cima de mim e a coloquei sentada a malvadinha ficou sentada e começou a rebolar com minha pica toda lá dentro e enquanto eu a segurava pela cintura ele se acariciava apertando seus peitinhos , ela começou a rebolar mais rápido e começou a se enclinar pra traz quando percebi que ela ia gozar eu a deitei em cima de mim a apertei pela cintura a fazendo ficar com a bucetinha arrebitada e comecei a bombar ela colocou os braços dobrados no meu peito e deitou a cabeça de lada e gemia enquanto eu bombava mais rápido o tesão dela foi tanto que ela gozou e molhou meu lençol eu não perguntei mas acho que ela teve um orgasmo múltiplo , eu ainda tinha que vela com aquela bucetinha bem abertinha e aproveitar que ela tava tão excitada quem sabe rolava o cuzinho né kkkkk .

Eu a deitei na beira da casa , fiquei em pé , e com sua bucetinha arreganhada na minha frente eu comecei e passar a pica no seu grelinho e batia de leve e passava de novo e repeti esse movimento até que eu vi a bucetinha de lá espirrar seu gozo em mim aí eu enfiei de uma vez só a pica na bucetinha dela oque fez ela disparar no gozo , eu já estava bambo e tinha que tentar o cuzinho antes de não conseguir mais , aí como quem não quer nada eu forcei no cuzinho dela e com um grito de aí ela me disse :

Aaaiiii tio aí não, aí vai doe muito !

O linda eu vô devagarinho , se doer eu paro !

Não tio aí não ! Não tá bom na minha bucetinha não ?

Quando me dei por vencido e , escutei alguém bater no portão ! Geleia achando que era minha esposa já que eu tinha tirado a chave de casa da bolsa dela ,. Quando fui ver era a tia da Duda procurando por ela , eu disse que a Duda avia passado por lá mas já tinha ido pra casa .

Voltei disse pra Duda sair pelos fundos do terreno e combinamos uma história e graças a Deus deu tudo certo e a dois meses nos encontramos as escondidas .

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,04 de 26 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Nilramos ID:41ihso7xt0c

    A verdade é essa, as novinhas mais experientes preferem caras mais velhos muito por questão de maturidade e estabilidade financeira. Elas se dão conta disso cada vez mais cedo oq é um perigo pros caras acima dos 18 (nem preciso dizer o motivo)

    • Joel ID:3nwpcn3020a

      E é isso mesmo, as novinhas estão muito mais atrevidas, e mais inconsequentes tbm. Digo por experiência própria, pq qdo voltei morar na casa de minha mãe, tive um casinho com uma guria de 13a, neta de uma amiga dela. Td começou qdo me coloquei a disposição da avó, para ajudar a menina nos estudos devido suas notas baixas, e evitar que ela ficasse de recuperação. No início corria td bem, ela era aplicada, e vinha só pra estudar mesmo. Com o tempo, notei mudança em seu comportamento, e na maneira de se vestir tbm. Ela puxava conversa direto, e o assunto preferido, era sempre o mesmo, sobre o meu casamento, e o divórcio. Vez ou outra eu respondia de boa, qdo não, chamava sua atenção para as tarefas, e o assunto morria. Certo dia marquei mais cedo com ela, pq ia na festa na casa de uma amiga. Qdo ela chegou, e eu abri a porta, se minha avó não estivesse em casa, eu tinha agarrado ela aquele dia. A safadinha estava usando um vestido de alças, e sem sutiã. Qdo ela sentou, o vestido subiu um pouco e suas belas coxas ficaram muito a vista. A mesa da sala era de vidro, e não tinha como não ver suas coxas maravilhosas. Ela notou e fez questão de se mostrar cada vez mais. As alças do vestido caiam a todo momento, e ela puxava displicentemente. O golpe fatal foi qdo ela apoiou na mesa pra mostrar o caderno, afim de tirar uma dúvida, e a alça caiu pra valer. O seio esquerdo ficou a mostra, e minha reação foi um misto de espanto e “felicidade”. E a dela foi sorrir, e me chamar de safadinho. Falei na lata que se não tivesse quase o triplo de sua idade, eu agarrava ela…e com gosto. Ela olhou pra mim, mordeu os lábios e falou que ia adorar ser agarrada por um homem de verdade, pq não gostava de moleques. Ouvir aquilo foi demais, investi no assunto, querendo saber mais coisas. Perguntei se tinha namorado, ela disse que teve um, que era muito bobão, e os ficantes então, mais tolos ainda. Fui bem invasivo, e perguntei se rolou mais que uns amassos. Ela sorriu e disse não com eles.

    • Joel ID:3nwpcn3020a

      Senti que dava pra avançar mais, e perguntei o que rolou então e com quem.
      Ela sorriu encabulada, pensou um pouco, e falou baixinho que saiu duas vezes com o tio de uma amiga. Falei que “sair” com alguém é normal, insisti querendo saber se rolou algo mais que uns amassos. Ela se ajeitou na cadeira, e perguntou se eu estava querendo saber se ela fez sexo com ele. A resposta foi sim, e já implorou pra eu não contar pra ninguém. Perguntei a idade do cara, 36, mesma idade que eu. Perguntei qdo foi, ela falou que foi nas férias. Estávamos em Outubro, perguntei se daquele ano, ela riu e disse que sim. Perguntei se com o namorado ou com os ficantes não rolava algo mais quente, a resposta foi na lata. Disse que não, pq os moleques são muito idiotas, e saem contando pra todo mundo depois. Só de imaginar aquela moreninha lindinha e gostosa, peladinha na cama, meu pau estava estourando de tão duro. Fui pro td ou nada pra ver a reação dela, falei que não sou moleque, e se tinha alguma chance. Ela respondeu sem titubear, que sim, que eu tinha todas. E já desfiou um rosário de elogios, me deixando boquiaberto. Disse que sou muito bonito, que minha ex era uma idiota por ter deixado um gatão como eu, e completou dizendo o que pensei qdo ela chegou naquele dia. Que se estivéssemos sozinhos, ela ia me “dar uns catas”. Foi a deixa né, resolvi acabar “a aula”, e arrastei ela pra garagem. Demos uns belos de uns amassos na garagem, então falei pra ela que precisava subir, pq tinha que me arrumar, que ia numa festa. Olhei nos olhos dela e falei, que se ela pudesse sair, eu levava mesmo, mas depois…
      Ela sorriu, falou que podia até tentar dar um jeito, e se conseguisse, se eu a levaria mesmo. É óbvio que sim, foi minha resposta. Eu pretendia sair de casa lá pelas 19h, eram 17:30 ainda, então combinei que podia apanha-la onde ela quisesse. Ela sugeriu uma parada de ônibus perto da casa dela. Combinamos que eu ia esperar até as 19:30, se ela não viesse, é pq não conseguiu convencer à avó.

    • Joel ID:3nwpcn3020a

      Ela foi embora, subi ja

    • Joel ID:3nwpcn3020a

      Ela foi embora, eu já subi pensando que tinha lugar melhor pra leva-la, invés da festa. Passava seis minutos das 19h qdo cheguei, e ela já estava lá. Havia mais um casal lá, rezei pra que não chegasse mais ninguém. Qdo o casal deu sinal para um ônibus, liguei o carro. O ônibus partiu, encostei, ela entrou e falou que tinha que chegar antes das 22h. Ela mentiu pra avó dizendo que ia na casa de uma amiga, e a irmã dela traria ela de volta. Falei que tinha um lugar pra ficar de boa, mas só iamos se ela quisesse. Ela quis. Ela se mostrou bem a vontade, e qdo parava nos semáforos, trocávamos beijos com certa volúpia, e eu aproveitava pra tirar uma casquinha. Apalvava aqueles seios deliciosos, e acariciava a xotinha tbm, mesmo sendo por cima da roupa, a safadinha suspirava e gemia de tesão. Éu trabalhava numa produtora que prestava serviços para agências de publicidade, qdo cheguei acionei o portão da garagem, entrei, fechei o portão e entamos. Levei-a direto para estúdio, onde tinha de td, mesas, cadeiras, cama, e até banheira de hidromassagem. Não perdi tempo, levei-a pra cama diteto. Eu olhava e não acreditava que estava na cama com uma menina de 13a. Foi demais. A sensação de trepar com uma menina novinha é indescritível. Só quem já trepou é que pode dizer o qto é bom. Fui muito inconsequente, pq gozei duas vezes na xotinha dela, e só depois percebi a idiotice que fiz. Mesmo assim, amei a experiência. Ela pegou firme nos estudos, não foi reprovada, e à avó qdo vinha em casa, não cansava se me agradecer e elogiar o que fiz pela neta. Mal sabia ela o que a neta fez por mim tbm, ou melhor, o que fazíamos, afinal de contas, nosso casinho durou pouco mais de dois anos.