# #

Nasceu uma biscatinha vagabunda 3

551 palavras | 1 |3.77
Por

Eu falava para minhas amigas tentar fazer também, é muito gostoso, tenha certeza. Eu não queria ser a única vagabunda…

Olá amantes de contos, eu vou contar algo que aconteceu antes do que eu disse no final do conto anterior.
Eu tinha, melhor, eu tenho duas super amigas desde pequena, eu tinha uns 12 quase 13 anos, a Bia é de minha idade, mais novinha por poucos meses, a Luciana já tinha 14 anos.
E só elas sabiam que eu transava com meu irmão, eu falava para minhas amigas tentar fazer também, é muito gostoso, tenha certeza.
Eu não queria ser a única vagabunda do bairro, eu tentava trazer elas para o mesmo caminho, quando eu dizia, a Luciana dava uma risadinha mas a Bia recusava.
Depois comecei a notar uma mudança de comportamento da Luciana, mas a confirmação veio anos depois.
Então, um dia meu irmão chamou dois amigos para assistir o jogo da seleção com meu pai, era noite, o mais novo feinho, mas o pouco mais velho, casado, deveria ter uns 30 anos bonito.
Eu tinha 14 anos, estava com sainha, fui para o fundo do quintal com minha mãe, ele chegou e me perguntou onde era o banheiro, eu disse, mas achei estranho porque o banheiro é dentro de casa.
E ele puxou conversa comigo mais não tirava os olhos das minhas pernas.
O chamaram porque o jogo já ia começar, e combinamos de conversar depois do jogo sem minha mãe ouvir.
Acabou o jogo, eu sai antes, ele saiu e fomos até um muro escondido, depois da conversa ele me abraçou e me beijou, eu peguei a sua mão e coloquei na minha bunda, levantando minha sainha, ele se empolgou e apalpou meu peito.
Abri o zíper da sua bermuda e tirei seu pau, deixei duro e abaixei e chupei, fiz um super boquete, voltamos a se beijar, e com dois dedos enfiou na minha bucetinha tocando uma siririca legal.
Fomos embora cada um pra sua casa com outro encontro marcado.
Em casa meu pai perguntou onde eu estava, eu disse que estava com a Luciana.
Outro dia, ele me chamou para sua casa, sua esposa tinha ido na igreja, ele me levou pro quarto, tirou a roupa, eu também, abriu minhas pernas e chupou gostoso minha bucetinha, pois uma camisinha no pau e me fodeu gostoso, metia com força, me virou de quatro e fodeu bastante.
Deu uma molhada e regaçou meu cuzinho, eu pedia pra ele regaça gostoso, eu fui para a cama , e logo gozei e ele retirou o pau do meu cuzinho, sem camisinha, eu esperava a gozada e mandou na minha boca.
Encheu um tanto da minha boca e outro tanto do meu rosto, tomamos um banho e nos beijamos de novo.
Eu fode com ele muito mais vezes, ele enfiava o pau na minha bucetinha e no meu cuzinho com força.
A sua esposa não pensava que o marido era fiel mas estava uma corna.
Então fui com meu irmão, seu amigo e chupava o pau do meu primo, ainda falava só com minha amiga Luciana, a Bia eu nem tentava.
E a outra esposa que eu culpei ser corna eu vou falar no próximo conto e depois a confirmação com a Luciana falo mais se der, ok?
Até o próximo (continue)

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,77 de 13 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Tô dentro ID:469cw6rtm9k

    Como vc é vagabunda meu, gostei do conto