# # # #

Transformei minha filha de 12 anos em putinha mirim – Parte II

2994 palavras | 12 |4.30
Por

Para mim foi um misto de medo quando descobri o 4º convidado, mas devido a personalidade forte de Laura mesmo com seus 12a não consegui persuadi-la

Enquanto estávamos ali nos 4 bebendo e conversando, Laura brincava na piscina, fazendo questão de sair toda hora e ficar de costa para nós para voltar a pular, todos ficavam olhando para ela toda vez que ela saia da água, pois como disse o biquíni que ela usava ficava excitante totalmente atolado naquela bundinha pequena e linda.

Às vezes eu me pegava perguntando nos meus pensamentos, será que ela está fazendo isso proposital para que todos ficassem cobiçando-a, as vezes ela olhava para nós e era nítida a certeza que ela estava realmente fazendo aquele joguinho com intuito de provocar.

Eu não imaginava que Laura com os seus 12 aninhos seria capaz de estar se insinuando daquela forma, com isso meus pensamentos começavam a ir mais além, minha filhinha já estava com pensamentos de uma mulher adulta presa a corpo de uma menina de 12 anos e onde aquela situação iria parar, porque tanto o Alberto quanto o Augusto e Jonas e para ser sincero até eu mesmo estávamos com pau duro vendo-a daquele jeito.

Passando um tempo Alberto chama por Laura ela prontamente sai da piscina e vem em direção a nós, nossa que cena foi aquela ela vindo de frente toda molhada com aquele biquíni fino que ficou completamente transparente deixando bem visível aquela bucetinha minúscula.

Alberto então a toma pelos braços levantando-a contra seu corpo e a segura pela bundinha, achei que ela iria se sentir sem graça com a forma que ele a pegou, mas pelo contrário a reação de Laura foi a mais natural possível passando os braços entre o pescoço dele e perguntando se ele tinha realmente gostado dela.

Todos ficamos sem reação na hora com aquele comportamento natural dela, foi quando Jonas me pergunta se ela já tinha feito algo com alguém, claro respondi que nunca ela tinha sido tocada por um homem ou até mesma sentada no colo de algum que não fosse eu, ainda agarrada ao pescoço do Alberto, Jonas se aproxima deles e leva a mão até a bundinha dela e pergunta se ele podia desamarrar a calcinha do biquíni, ela me olha como se quisesse me pedir autorização eu apenas sorrio para ela e aceno com a cabeça permitindo, então ela volta o olhar para Alberto pedindo para que ele a colocasse de volta ao chão e se vira para Jonas e com aquela voz de menininha ela diz “pode desamarrar tio”.

Ele se abaixa e começa a percorrer o corpinho dela com as mãos vai em direção a parte de cima do biquíni e começa a tirar deixando aqueles minis peitinhos exposto e pontudinhos devido o tempo que ela permaneceu brincando na agua, ele toca os peitinhos dela levemente fazendo com que ela feche os olhos e de uma leve mordida nos lábios e a soltar um suspiro profundo, aquele toque chegou a provocar uma reação de arrepio total naquele corpinho, sendo nítido para todos, então Jonas vai descendo as mãos e a segura pela cintura, toca no laço que prende a calcinha do biquíni e solta uns dos lados, fazendo aquela cena de suspense e finalmente solta o outro lado deixando a calcinha cair no chão.

Meu coração estava disparado com aquela situação, minha filha estava totalmente peladinha diante de 3 coroas, Jonas leva a mão até a bucetinha de Laura, a reação dela de momento foi se assustar dar um pequeno impulso para trás o que seria normal já que ela nunca tinha sido tocada antes por um estranho ele insiste em continuar a levar a mão e entra com um dedo entre os lábios vaginal provavelmente tocando o grelinho dela fazendo com que ela solte um gritinho de medo ou de tesão não sei, naquele exato momento ainda não sabia dizer, aos poucos ele foi esfregando o dedo entre a rachinha dela e ao poucos ele começa a tirar gemidos e suspiro , fazendo com a Laurinha mesmo começasse a se esfregar no dedo dele, Alberto por sua vez ainda permanecia atrás dela e no tesão do momento leva a mão até a bundinha dela fazendo com que um de seus dedos entrasse por entre sua bundinha e procurasse o cuzinho dela o que fez com Laura desce um passo à frente com o toque, aquela cena nos deixava louco naquele momento eu tinha certeza que minha filhinha realmente estava tendo tesão em ser tocada por dois homens, a carinha de tesão dela era percebido por todos, então Augusto para não ficar atrás logo foi com a mão para tocar a única parte do corpinho que ainda estava a espera de um carinho que era os dois peitinhos durinhos, nossa o que era aquilo minha bebe no meio de 3 homens sendo tocada na bucetinha, cuzinho e agora nos peitinhos, Laurinha estava ali em pé tremia com aqueles toques, gemendo e mordendo a ponta dos lábios, seu corpinho tremia tanto que ela se apoia nos ombros de Jonas para não cair.

Os 3 coroas já completamente loucos com uma das mãos todos abaixam os shorts e começam se masturbar enquanto tocam sem parar a minha menina.

O meu tesão começou a ficar incontrolável e acabei também tirando meu short e comecei numa punheta louca vendo aquilo, Laura começa a gemer mais alto e solta um grito alto e começa a falar na inocência dela que estava fazendo xixi e treme mais, quase perdendo o equilíbrio, então Jonas rindo fala, “Bruno sua filha acabou de gozar no meu dedo”. Ouvi aquilo foi inebriante para mim, minha filha tinha tido o primeiro orgasmo da vida dela a excitação foi tanta que comecei a gozar espirando no rostinho dela e também nos 3 que não se importaram com a situação e continuaram até começarem a gozar todos no corpinho dela, ver minha filha ali, toda melecada de porra cabelo , rosto, peitinhos, bucetinha e bunda foi a melhor visão que um pai pode ter de uma filha, saber que ela estava feliz por estar vivendo aquele momento, pois a expressão do olhar dela era de pura felicidade.

Laurinha fica ali em pé diante de nós olhando para todos e passava a mão pelo corpinho espalhando ainda mais aquele gozo e para finalizar ela leva o dedinho até a boca e começa a lamber os dedinhos dizendo que estava bom o gosto.

Então ela pede para Alberto para tomar um banho e ele aponta o banheiro ao lado da piscina e ela vai em direção ao banheiro.

Enquanto Laura tomava banho, nos 4 se recompomos e voltamos a tomar alguma coisa e Jonas começou a preparar a carne na churrasqueira, passando uns 20 minutos ou mais Laura sai do banheiro toda cheirosa me inclino para pegar as peças do biquíni para entregar a ela para que pudesse vestir ela me olha e fala “pai posso ficar sem nada? Os tios já me viram pelada mesmo” todos começaram a rir eu simplesmente falo que tudo bem que ela pode ficar, Laura fala que estava com fome, nisso Augusto a puxa para o colo dele deixando ela sentada e serve refrigerante para ela e pede para que Jonas coloque um pratinho com carne para ela comer, Laurinha fica ali sentada no colo dele comendo com a maior naturalidade ela termina e Alberto diz que tem sorvete se ela queria tomar, no mesmo instante ela aceita então ele a leva até a cozinha para preparar o sorvete para ela.

Vejo Laura acompanhando-o peladinha indo até a cozinha como se aquilo fosse a coisa mais natural do mundo, depois de alguns minutos volta os dois e ela com uma taça de sorvete na mão, ela vai em direção a uma poltrona senta e começa a tomar o sorvete.

Passado algum tempo o empregado vai até onde nós estávamos e foi quando ele se depara com a Laura sentada peladinha tomando sorvete ele tenta desviar o olhar, mas Alberto fala “não precisa se preocupar Tomas o que é lindo é para ser ver” ele sorri para o patrão e me olha meio sem jeito e avisa ao Alberto que o convidado que ele estava esperando tinha acabado de chegar, claro eu ouço e ao mesmo tempo fico surpreso pois eu não imaginava que chegaria outra pessoa, o empregado então volta e depois de uns tempo Laura dá um pulo da poltrona falando “oiiii” e abrindo um sorriso e indo em direção a ele, foi quando olho para ver quem é para minha surpresa é um dos modelos que tinha fotografado com ela no estúdio, ele vem em minha direção com umas das mão no ombro da Laura e me cumprimenta naquele momento eu já sabia o que iria acontecer com a Laurinha e o mais empolgante de tudo o rosto de felicidade dela por ele estar ali, até aquele momento eu não imaginava que ele tinha mexido assim tanto com ela, eu tinha comigo que era apenas uma empolgação pelo fato das fotos e talvez pela surpresa dela ver o tamanho do cacete dele, confesso que na ocasião da sessão de fotos até fantasiei ele fodendo minha filha, mas passado aquele momento eu não via minha bebe sofrendo perdendo a virgindade e a inocência para um cara que tem um cacete tamanho de jumento.

Continuamos ali conversando, comecei a perceber que Laura realmente tinha sentido algo pelo Heitor a forma com ela olhava para ele o sorrio de um certa forma estava me deixando com medo eu queria sim ver minha bebe sendo descabaçada mas não arrebentada, foi quando chamei a Laurinha de lado e comecei a conversar com ela a falar o que podia acontecer, foi quando ela me olha e fala “ papai eu quero e eu vou mesmo que machuque e eu chore” ouvi aquilo foi como se alguém tivesse jogado um balde de agua fria em mim, cheguei a ter vontade de desistir de tudo pegar a Laura e voltar para casa, mas ela é como a mãe de uma personalidade forte e ela sempre demonstrou desde mais nova quando ela queria algo não tinha ninguém que a convencesse do contrário então só me restou aceitar.

Laura novamente volta a ficar ao lado de Heitor e a conversar com ele como se já o conhecesse a anos de repente, Tomás me aparece na área da churrasqueira segurando um colchonete de casal e estende no meio da área e volta para dentro da casa.

Heitor então toma a Laura pela mão e vai levando ela em direção ao colchonete e a deita e sem cerimônia alguma ele abre as perninhas dela, eu olho e vejo os 03 sentados em volta do colchão olhando ela deitada como se eles estivessem esperando começar a sessão de um teatro pornô ao vivo, Heitor então me olha e cai de boca naquela bucetinha pequena e virgem e começa a lamber como um verdadeiro animal chegando a tirar gritos de tesão da minha menina ele passava a língua nela, do cuzinho até a entrada da grutinha e aumentava as passadas conforme ele chegava naquele grelinho minúsculo, Laura gemia e se contorcia ali no chão e segurava a cabeça dele como se não quisesse que ele parece de chupa-la, percebo que minha menina se contorce toda, as pernas começam a tremer e num segundo grito ela explode num gozo intenso na boca do seu algoz falando ofegante que estava fazendo xixi e que estava uma delícia que não era para ele parar eu puxo uma cadeira e me sento pois até minhas pernas tremiam em ver aquela cena minha ficção foi tanta que não tinha reparado que os 03 estavam sentados pelados batendo uma punheta enquanto assistiam aquele pornô explicito ao vivo, Laura toda aberta e tomada pela excitação da primeira lambida abria mais as perninhas para ele que continua a lamber ela toda e as vezes sugava aqueles pequenos mamilos que eu tinha a impressão que eles iriam sair na boca dele a qualquer momento.

Heitor vira a Laura para que ela fique com as pernas abertas na nossa direção expondo o buraquinho da bucetinha dela para quem estava ali assistindo, então ele tira a sunga deixando a mostra aquele mastro gigante e grosso totalmente duro passa as pernas entre aquele corpinho pequeno perto do tamanho dele e leva aquela pica enorme até a rosto da Laura invadindo sem dó a boquinha dela, fazendo a coitadinha engasgar pois com certeza acabou indo até a garganta dela no impulso da penetração ele fodia a boquinha dela como se fosse uma buceta com aquele vai e vem com um certo ritmo o que muitas vezes provocava ânsia de vomito , Laurinha chegava a babar pelo canto da boca, dava para ver aquela baba escorrendo pelas maças do rostinho delicado dela.

Depois de algum tempo Heitor volta a chupar a bucetinha como uma forma de tentar deixá-la o mais molhadinha possível para que ele pudesse rasgar aquele buraquinho e estourar a cabacinho daquela menininha e futura putinha mirim.

Heitor então se ajeita na frente da Laura entre as pernas dela e levanta as perninhas e apoia no seu ombro deixando para todos visível a bucetinha dela e na posição que ela a deixara todos iriam poder ver ele penetrando aquele buraquinho e iam poder acompanhar aquela pica sendo engolida pela bucetinha dela, então com uma mão ele a segura pelo ombro como uma forma de segura e não deixar ela sair do lugar e com a outra ele leva aquele cacete enorme na entrada da bucetinha dele e tenta penetrar, num impulso Laura consegue jogar a corpo para trás fazendo o pau deslizar e não entrar então ele mais uma a segura com um pouco mais de força e começa a enterrar devagar aquele mastro enorme a cabeça some dentro daquele buraquinho fazendo com que ela começa a resmungar de dor e apertar o colchonete com as mãos e a mexer os dedinhos dos pés como uma forma de tentar aliviar a dor que ela devia estar sentindo naquele momento, então Heitor para naquele ponto tentando deixar ela ficar um pouco mais relaxada e pergunta posso continuar, na posição que eu estava eu tinha visão tanto da bucetinha dela quanto de uma parte do rostinho dela e era nítido a carinha de dor dela e dava para ver que tinha escorrido uma lagrima e ela com uma voizinha, chorosa falou para ele continuar então ele foi forçando e novamente ela apertava o colchonete com as mão e dava para ver a bucetinha dela se abrindo tentando engolir aquele pedaço de madeira roliça, Laurinha gemia e gritava “aiiii” minha vontade era pedir para parar, então ele mais uma vez chega até o ouvido dela e pergunta posso terminar, ela mais uma vez chorosa responde que sim, foi quando numa estocada mais bruta ele enfia mais da metade da pica na bucetinha dela e pelo grito de dor dela definitivamente ele tinha estourado o cabacinho dela, ele então começa uma vai e vem lento, ela gemia de dor creio que também por prazer porque em momento algum ela pediu para ele tirar, a cadencia do vai e vem foi aumento ao poucos ele tirava quase todo e colocava novamente de certa forma já entrava com menos dificuldade e o gemidos e gritinhos de dor dela já estavam se transformando em reação de prazer ela levava a mãozinha dela nas costa dele as vezes ela mesma mexia o quadril talvez querendo sentir mais a pica dele, Heitor ficou bem uns 20 minutos fodendo a bucetinha dela até que começou a ficar ofegante e penetrou até o fundo ficando apenas as bolas penduras para fora apoiada naquela bundinha e a segurou com força que novamente fez com que ela voltasse a agarrar o colchão e apertar com mãos, foi quando ele começa a gritar “estou gozando putinha sente minha porra dentro de você” ele dá uma última fincada tirando um grito mais alto fazendo com que as perninha dela caísse dos ombros dele e ficando molinha no colchonete sem reação, então ele começa a tirar a pica dele já mole de dentro dela e começa a sair aquela porra em abundância com um pequeno filete de sangue no meio, ele então se joga ao lado dela se afasta um pouco então todos ali que estavam assistindo um a um começa a se aproxima da Laurinha ali toda largada e abertinha e começam a gozar em cima dela.

Laurinha ficou ali por um tempo porque estava completamente exausta, depois fui até ela e a ajudei a levantar e fui ao banheiro ajudá-la tomar banho, aproveitei para mais uma vez conversar com ela, mas mesmo diante da dorzinha que ela estava sentindo, ela me disse “eu quero e vou fazer até o final”

Espero que tenham gostado até aqui, e que também deixem seus comentários se gostaram, assim poderei contar como acabou esse final de semana.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,30 de 33 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

12 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Claudio ID:830zij9fic8

    Surge um nova putinha!!!! Conta mais!!!!!

  • Responder Vantuil OB ID:mujqotchir

    Não precisava de plateia, mas eu sempre quis tirar um cabaço novinho destes. Quem sabe um dia. Continua teu conto que está bom.

    • Dinavaronio ID:2ql43bdrz3

      Meu amigo fica de pau duro só em vê minha filha tomando banho

  • Responder Anônimo ID:5pbaat9rfi90

    Muito fantasioso. Procure se aproximar mais da realidade.

  • Responder Rafaella ID:funxvfym26

    Boa sorte Vitoria !!! Beijos !!

  • Responder Rafaella ID:funxvfym26

    Muito Bem contado !!! Beijos !

  • Responder Camila15 ID:muipujk0iq

    Meu sonho é ser iniciada assim

    • dasilva ID:1dai5li4994

      Tudo e possível, basta ter força vontade
      Vamos convesar, caso queria algumas orientações pra seu desejo
      E-mail [email protected]

    • Bobinho ID:fi07p998k4

      Vem conversar comigo. Eu te inicio. [email protected]

    • coringa ID:w73wor44q

      queria uma gatinha pra chupar a bucetinha e tudo mais

    • Barbosa ID:gsuqeotd33

      Foi d+ mas não precisava de plateia

  • Responder dasilva ID:1dai5li4994

    Aguerdei ancioso a volta de seus contos e adorei foi divino, excitsnte e prazeroso e me deu mais uma boa noite de prazer a segunda hoje, parabéns continue