# # #

simples castigo virou sexo com mãe

2057 palavras | 2 |3.95
Por

um filho pega a calcinha da mãe e será castigado uma forma diferente.

Ola meu nome é João Guilherme tenho 16 anos tenho 1.79 de altura meu pau tem 18 cm quando tinha apenas cincos anos a ouvir mãe dizendo para minha tia Mariza esse seu sobrinho vai ser pauzudo negocio dele e grandinho para idade dele. Moro com meus pais Dona Luiza de 32 anos uma loira de 1.78 alturas seios médios e bumbum mesmo tamanho meu pai seu Gabriel tem 37 anos ele motorista de caminhão.

Era uma sábado de manhã tive uma Ideia de pegar uma calcinha da minha mãe me masturba no meu quarto. Levantei-me fui até o quarto da minha mãe ver ser estava dormindo vir ela estava deitada bruços sair bem devagar para lavandeira onde se encontrava a calcinha tinha dois cesto um dos cestos tinha roupa normais no outra calcinha e cuecas minhas, peguei a calcinha azul sair rápido meu quarto entrei e tranquei a minha porta tirei toda minha roupa comecei bater uma punheta e cheirando a calcinha da minha mãe passou uns vinte minutos, escuto minha batendo na porta e me chamado.

Mãe – João Guilherme abre essa porta moleque

Eu – Espera mãe já to indo

Vestir-me correndo coloquei a calcinha minha mãe na minha mochila escolar e acabei esquecendo vestir a minha cueca abrir a porta ela entra vai pegando as roupas escolares sujas ela olhar para cama e já fala

Mãe – estava batendo uma punheta seu punheiteiro

Eu – eu não eu faço isso

Mãe – para ser mentiroso todo moleque sua idade faz isso sempre pensado uma menina gosta

Eu – esta bem você me pegou estava sim

Mãe – quem a sortuda você estava homenageado posso saber querido

Eu – e melhor não e segredo

Mãe – esta bem mais não vai esse machucar em João

Ela saiu rumo para lavandeira lavar as roupa e tornei tranca a porta e pega a calcinha e tenta colocar para lavar sem ver coloque calcinha por dentro do shorts fui em direção da lavandeira quando cheguei na cozinha vir mãe passado indo direção seu quarto eu sair correndo para lavadeira clã a calcinha no cesto quando chego no cesto vir estava vazio e olhei na maquina cheia roupa coloquei calcinha na maquina é me virei de cara com ela olhando para mim e disse.

Mãe – o que mocinho jogou ai dentro

Eu – uma meia minha estava debaixo da cama

Mãe – jurou era uma das minhas calcinhas eu pensei todas estava no cesto

Eu – era uma meia mãe eu tenho certeza

Sair dali mais rápido possível que minha mãe não continuava se a conversa fui cozinha pega uns copos de suco de laranja bebe o suco me troquei para ir academia sair mais rápido possível não ver minha mãe naquela hora fiz minha musculação tomei meu banho passei na padaria peguei uns Pães e fui embora para casa entrei e fui direto para meu quarto sós sair comer meu almoço durante o almoço ela olhava para mim de um jeito que me fazia me da arrepio na espinha terminei almoço e depois fui jogar vídeo game joguei por cinco horas seguida quando minha mãe me disse tomar banho que ia sair com amiga para barzinho.

Mãe – meu filho vou tomar um banho e sair com uma amiga barzinho

Eu – tudo bem mãe

Continue um tempo na sala assistindo a TV por volta da 19 horas ela sair toda maquiada e me boa noite e me disse.

Mãe – vai dormir cedo amanhã tem missa

Eu – tudo bem mãe

Ela saiu eu fui tomar banho tomei banho e resolvi bater um di novo mais dessa vez na sala com eu estava sozinho fui até lavadeira não encontrei a calcinha que era usou fui o banheiro também não estava resolvi entra no quarto dela pegar uma calcinha mais não sabia que minha mãe tinha preparada uma armadilha para mim eu cair na certa.

Peguei calcinha vermelha fui saindo mais porta estava fechada e não tinha com abrir por dentro e janela estava cadeado com chave eu me ferrei agora que vou explica para minha mãe coloquei a calcinha de volta na cômoda da gaveta e sentei no chão esperando chegar do encontro esperei até as dez acordadas mais peguei no sono dormir sentado encostado na sua cama
Eu não a vir chegar mais você imagina cena dela abrindo a porta e me encontrando dormindo bem em frente sua cama agora vou contar com ela me acordou.

Mãe – João Guilherme acorda meu filho

Eu – o que foi onde estou

Mãe – bem dentro do meu quarto o que você esta fazendo aqui

Eu – não lembro

Mãe – não lembra um tem palpite você ver atrás de uma minha calcinha João Guilherme é ou não é

Nessa hora fique branco e fique quieto sem ter com responde com ela sabia disso ou era um chute.

Mãe – então não vai fala tudo bem eu vou descobrir agora mesmo

Ela se sentou na cama tirou o sapato foi canto do computador e vir tinha uma câmera escondida na hora eu pensei me ferrei de vez agora já fui dizendo a verdade

Eu – mãe eu entrei e peguei uma calcinha da senhora mais quando vir porta fechada e não tinha trinco por lado dentro eu coloquei de volta na gaveta onde fica suas calcinhas.

Mãe – então tem um ladrãozinho de calcinha dentro de casa, ou melhor, um punheiteiro isso sim agora você vai fazer para mim agora

Eu – o que é mãe

Mãe – tira tudo sua roupa vem aqui para seu castigo João Guilherme

Eu sabia quando ela me chamava João Guilherme ela estava brava comigo

Eu – tudo bem mãe vou fazer seu pedido

Comecei tira a roupa fiquei nu bem na frente minha mãe ela olha para meu pau que nessa hora estava bem pequeno, pois eu estava com medo que ia vir. nessa hora começa a dar risada do meu pau.

Mãe – kkk kkk kk kkk nunca vir um pau tão pequeno na minha vida isso nunca vai satisfazer uma mulher na sua vida

Eu – para mãe meu pau e grande

Mãe – grande estou vendo parece pau viadinho sobe

Eu – eu não sou viado

Mãe – você não é mais parece

Nessa hora comecei a pensar vou fazer meu pau cresce diante dela não estou nem ai com meu castigo depois pensei ela nu minha frente olhei para baixo começou a crescer o meu pau não demorou muito já estava bem grande nessa hora para rir e se assustou tamanho doo meu pau

Mãe – que isso menino de uma hora para outra dobra de tamanho

Eu – estou provando meu e grande

Mãe – estou vendo não estou acreditado e maior que seu pai e ex-namorados que eu tive desse jeito você arrouba qualquer uma

Eu – agora estou pronto meu castigo

Mãe – e mesmo tem punir certo ladrãozinho de calcinha da mamãe vem aqui

Eu – to indo mãe

Fui até onde ela estava pararei bem frente e ela olha meu pau e começa a fala.

Mãe – escuta aqui João Guilherme você esta proibido de pegar minhas calcinhas entendeu

Eu – sim mãe

Mãe – agora eu vou dar seu castigo meu filho o castigo é enfiar esse seu pau bem aqui na minha buceta e me fazer gozar meu querido

Eu – tenho certeza essa castigo mãe

Mãe – com certeza meu filho eu estou molhada ver esse pau

Fui tirei seu vestido e vir que ela estava sem calcinha e fui falando

Eu – sua safada sem calcinha que encontro esse vai sem calcinha

Mãe – uma amiga marcou uma sexo a três mais seu convidado não apareceu então saímos beber ate dar hora de fechar o barzinho

Eu – sua sem vergonha punhado chifre no papai safadinha

Ela – bem já seu pai não comparece quando esta aqui eu dou meus pulos

Comecei a chupa sua buceta ela começou a gemer fala coisa palavrão

Mãe – isso meu querido chupa mamãe chupa bem gostoso hoje ela toda sua
Cada vez chupa mais gemia um tempo eu me levanto dou meu pau chupa bem mãe bem safada me fazendo gemer de prazer

Eu – isso mesmo chupa pau do seu macho sua cachorra e puta

Mãe – isso mesmo sou puta e cachorra isso me fala mal mesmo sua mãe ela merece

Eu – isso que gostoso que boca em mãe soubesse que você era especialista nisso não tinha pega sua calcinha tinha pega a senhora mesmo

Mãe – a partir de hoje pode me pega a vontade não vou reclamar

Eu – vou mesmo a senhora e mim e maios ninguém entendeu safada

Mãe – sim meu mestre

Coloque meu pau na entra da sua buceta fui entrando devagar ela fazia uma cara de safada no cio

Mãe – isso enfia esse pau na mamãezinha me gozar filhão tarado

Cada centímetro entrava eu parava um pouco e beija sua boca e descia pescoço fazendo carinho nela fazendo geme meu carinho aumentei o movimento vai e vem e ela cada gemia e pedia cada mais ainda.

Mãe – vai João me fode mais forte me dar tudo você tem

Eu só escutava a batida de pele e ela cada vez mais ficava puta

Mãe – gostoso vai-me fode mais rápido me arromba seu safado

Eu – isso me da essa buceta gostosa da senhora mãe vou goza dentro sua buceta safada

mae – isso goza dentro da mamãe me porra meu filho

Nessa hora gozo dentro da minha mãe ela também goza no meu pau nessa hora eu perco um pouco sentidos e desmaio cinco minutos acordo ela fazendo carinho em mim

mãe – gozou e ainda desmaio de prazer seu safado me disse uma coisa era virgem ou não

Eu – virgem não comi a prima Andreia três semanas atrás

Mãe – Andreia minha sobrinha nem ela você perdoa em menino

Eu – deu sopa eu como e faço que mais ainda

Mãe – só falta dizer vai come sua tia minha Irmã

Eu – se ela bobear como mesmo

Mãe – kkkk já pegou prima acabou come própria mãe agora que tia desse jeito vai cria harém
família que entrou sua pica

Eu – e boa ideia

Mãe – vamos tomar um banho já são três quinze da manha depois vai seu quarto dormir garanhão

Saímos rumo ao banheiro tomamos banho juntos nos beijamos durante o banho saímos fomos cada seu quarto vestir a roupa dormir até às oito da manhã me levante fui em direção na cozinha minha mãe estava lavando louça cheguei a atrás dela dei bom dia.

Eu – bom dia minha rainha

Mãe – bom dia meu querido dormiu bem

Eu – sim com um anjo e você minha linda

Mãe – dormir feita uma criança, pois um homem me ajudou muito a noite.

Eu – um homem é

Mãe – hoje vou sair com ele di novo me fazer dormir assim di novo.

Eu – hum

Mais ou menos duas horas de depois meu pai chega eu vou ajudar descer as coisas da viagem voltei com as bolsas e fui termina arruma a minha cama. Estou passado pelo quarto meus pais ouvir uma coisa me deixou em alerta.

Mãe – com assim Gabriel você eu e João ir com você na próxima viagem

Meu pai – sim querida já que nosso filho esta de férias e você pode passear um pouco.

Mãe – me deixa pensar um pouco meu querido

Sair rumo à cozinha pegar uma copo de água depois um tempo ela chega e me fala

Mãe – amanhã eu e você vamos igreja depois vamos viajar com seu pai

Eu – ok mãe tudo bem

Depois vou contar que aconteceu na viagem.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,95 de 20 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Eu mesmo ID:8kqvjnwzrci

    Por favor, para de contar, ou aprende a escrever. Quando procuro material, não vou encontrar textos bem escritos. Mas esse, não tem como. Tira o tesão na primeira linha

    • YRi0 ID:g3jqosgv22

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk