# #

sendo iniciada pelo pai

834 palavras | 13 |3.94
Por

peguei meu pai comendo a empregada e queria a mesma coisa

Olá, eu me chamo Laura hoje tenho 19 anos, vou contar como meu pai me iniciou mais antes vou explicar um pouco da minha vida. Nasci em janeiro e no mesmo dia minha mãe veio a falecer no meu parto, foi muito difícil para o meu pai, pois ele não tinha familiares aqui no nosso estado. Porém meu pai pediu para trabalhar home office para poder cuidade de mim.
Passou os anos e eu e meu pai sempre fomos muito grudado dormíamos juntos nunca tinha visto ele com ninguém além de mim e alguns amigos do trabalho…
sempre tivemos uma moça que limpava a casa, ela era bonita devia ter uns 19 anos no máximo banda grande peito grande tipo mulherão, certo dia ao entrar na sala e lá estava ele entre as pernas dela a lambendo a buceta dela enfiando o dedo no cuzinho e ela gemendo alto falando nossa que delícia enfia logo esse pauzão no meu cuzinho, mesmo ele colocava a mão na boca dela ainda dava para ouvir no meu quarto o que me deixou com a buceta molhadinha e quente, fiquei com raiva pois tinha um pouco de noção do que era pois eu tinha 12 anos e minhas amigas comentavam sobre ter visto os pais fazendo sexo etc , mais eu nunca tinha visto ele perto de outra mulher, por isso fiquei furiosa e com muito ciúmes pois ele era meu só meu, entrei na sala gritei perguntando,
– o que esta acontecendo! Posso saber ?
Os dois surpresos e sem graça e começaram a se vestir , eu mandei ela ir em bora chamando ela de puta vagabunda, bater a porta e fui para o meu quarto sem deixar meu pai se explicar.
Mais a noite meu pai entrou no meu quarto com um monte de chocolate pedindo desculpas.
Eu logo perguntei o que ele estava fazendo entre as penas dela?
ele ficou vermelho, e respondeu que era uma forma de carinho entre homens e mulheres e que não deveria ter tratado ela da queda forma.
Responde na lata então por que nunca me deu esse carinho?
Ele responde
-oxe por que você é minha filha né Laura, e para com isso e me Deus culpa logo você sabe que não gosto quando a gente briga, você é minha menininha. E me deu um celinho como era de costume.
Só desculpo se o senhor fizer o mesmo que fez com a empregada.
Respondeu
Tá doida você e minha filha não minha mulher.
Já se levantou e foi saindo
Ae você quem sabe eu não quero mais ela aqui ou quem vai ir em bora sou eu.
Os dias foram passando e eu cada dia o atisava mais usando saia sem calcinha e limpava o escritório e toda a casa pois a empregada não iria mais, abaixava e até ficava de quatro para ele me ver, meu pai fica muito bravo mais via que ele ficava com um volume na calça, até que um dia quando nos fomos dormir eu vestir apenas uma blusa dele, fiquei esfregando minha bunda no pau dele e logo sentir a quele caralho apontando e precionando minha bunda.
– Para Laura.
-uai por que você está gostando que eu sei
-você sabe que não pode.
– por que, você que começou comendo a empregada na nossa sala.
– Eu já pedir desculpas.
-Pois é mais agora eu só vivo molhada e pensando no meu papai me lambendo… se o senhor não fizer vou fazer com outro na minha escolinha.
– Ae sua putinha safada, já que você quer tanto, me virou e começou a me chupar, já está toda molhada né piranha.
Cada vez que ele me chutava e me xingava eu ficava com mais tesão, logo minhas pernas ficaram bandas e eu gozem na boca dele.
Gozou né patinha tu não queria…
Me pegou no colo e falou para eu ir sentando devagar.
Vai descendo devagar no colinho do papai.
Foi entrando a cabeça enorme, o pau dele era muito grosso, até que senti ardendo um pouco passei a mão e saiu um pouco de sangue.
Meu pai logo falou
Calma princesa isso é normal, mais papai quer gozar.
Me colocou na cama e começou a socar na minha buceta com movimento forte, eu gritava com aquela torra enorme entrando e saindo e logo gozem novamente minhas penas ficaram banbas sentir relaxada.
-Você me pediu não foi putinha, você quer mais que eu sei ,
-vem cá que eu vou te dar leitinho.
Engolir tudo.
Ele me pegou no colo e me levou para o banheiro para me dar banho pois estava com minhas pernas banbas.
Fizemos mais a noite toda e no outro dia ele queria recompensa por ter feito minhas vontade, adivinha o que foi? Começa com C, quem acertar eu faço a parte 2

Vibradores com 19% de desconto na Vibrio!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,94 de 35 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

13 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Pachecao ID:xlo5sk0bo

    Delícia vou tocar uma gostosa punheta pensando em vocês. Continue quero ver ele fudendo muito seu cuzinho.

  • Responder Alex ID:w73t6tm4i

    Seu cuzinho 😏

  • Responder airton ID:bf9drkvzrc7

    CU NA BONDINHA

  • Responder Layla ID:gsudr76ibr

    Deliciaaaa

  • Responder Francisco ID:81rg0lgd9b4

    Faço com minha filha toda noite 🌙 fui seu primeiro homem

  • Responder Safadorj ID:gsudr98rio

    Conto fraco.

  • Responder Leão ID:8eez7un49a5

    Muito fraquinho, tudo embolado diálogo ruim.
    Resumindo se for postar o 2 tem que melhorar bastante

  • Responder Rafaella ID:funxvfym26

    Fez CafUné… neh ??

    Beijos !!

  • Responder Silva ID:1dai5li4994

    Delicioso conto e ele deve ter se divertido e amado seu cuzinho, continua

  • Responder Raysp ID:bf9xb9ov9cn

    Tesao um m cuzinho

  • Responder Garoto rob. ID:wc3nu9qm3

    Minha filha também brigou com migo por q queria fuder com migo mais não tive coragem alguma mulher pra conversar ou algum concelhos cama no meu telegram @Cicero69

  • Responder Psicólogo76 ID:g3iq7tov21

    O cozinho certamente