# #

Meu tio me iniciou

1233 palavras | 5 |4.53
Por

Fiquei sozinha com meu tio no quarto dele, ele se aproveitou e eu deixei.

Bom, o que vou contar aqui aconteceu já faz uns anos mas jamais vou esquecer, na época eu tinha 10 anos e estava passando as férias na casa da minha vó, nos fundos da casa dela morava meus tios e meu primo. Meu primo tinha acabado de ganhar um vídeo game e raramente ele deixava eu jogar então eu sempre ficava em cima esperando minha vez, então um belo dia minha tia iria precisar ir no centro da cidade e ia levar meu primo junto, fiquei toda animada porq finalmente iria poder jogar em paz. Minha tia saiu com meu primo e minha vó acabou indo junto, fiquei toda animada e fui pra casa dos fundos, quando entrei meu tio estava na cozinha lavando louça, perguntei se podia jogar vídeo game e ele disse que podia ir sem problemas, entrei no quarto da minha tia e do meu tio que era onde estava o jogo, subi na cama deles e já fui colocando um jogo de luta, lembro que neste dia eu tava de short, sabe aqueles molinhos e larguinhos, e uma blusa de alcinha. Fiquei alguns minutos jogando sentada na cama até que deitei e continuei jogando, logo em seguida meu tio apareceu e deitou do meu lado e ficou observando eu jogar, fazia alguns comentários e depois ficava em silêncio. Alguns minutos depois senti a mão dele na minha barriga, eu não disse nada e continuei jogando, a mão dele foi descendo mais até chegar na beirada do meu short, comecei a sentir um arrepio no corpo todo mas fiquei quieta, ele viu que não fiz nada e continuou, desceu a mão por dentro do meu short e deixou por cima da minha calcinha, olhei pra ele e ele tava me olhando
– Quer que para?
Ele perguntou enquanto apertava minha bucetinha por cima da calcinha, senti um frio na barriga e não queria que ele parasse
– Não tio, tá tudo bem!
Ele sorriu pra mim e deu outra apertada, soltei um suspiro e fiquei toda desconcentrada no jogo
– O tio vai te fazer carinho, tá bom?
– Tá bom tio, pode fazer!
Ele sentou na cama e abaixou meu short junto com a calcinha, voltou a deitar do meu lado e abriu minhas pernas, puxou uma perna minha e colocou em cima da dele, a outra ele afastou e fiquei toda aberta, vi ele chupando os dedos e depois senti colocando na minha bucetinha, bem no meu grelinho, soltei um gemidinho e fechei os olhos
– Gostoso né meu amor
– Sim tio, é gostoso
Larguei o controle do jogo do meu lado e fiquei sentindo meu tio esfregar minha bucetinha, senti que ela tava ficando molhada e fazia um barulinho enquanto ele me tocava
– Que bucetinha deliciosa, tá molhadinha.. tá gostoso né
Nisso ele começou a me beijar, a chupar meus lábios, ele pedia pra eu colocar a língua pra fora e chupava minha língua e depois beijava minha boca, eu gemia toda manhosa ainda sentindo ele me tocar.
– Toda gostosinha, que delicia de sobrinha eu tenho, tá gostando do carinho do tio?
– Sim tio, tá gostoso – eu suspirava e gemia pra ele
– isso putinha, geme pra mim, geme
Com a outra mão ele levantou minha blusa e chupava meus seios pequenos, chupava e mordia de leve os biquinhos. Eu me contorcia toda, gemendo toda manhosa sem saber entender oq eu tava sentindo, até ele que ele parou de me tocar e levantou
– Agora o tio vai chupar sua bucetinha, quero sentir o gosto dela
Ele foi pra beirada da cama e colocou o rosto no meio das minhas pernas, abriu elas todinhas e segurou na minha cintura enquanto começava a me chupar, sugou meu grelinho todinho e eu gritei, ele nem ligou e continuou chupando, metia a lingua no meu buraquinho e depois sugava tudo de novo, senti ele levantar minha bunda e chupar meu cuzinho e depois ir pra bucetinha, eu segurava no cabelo dele
– que delicia de bucetinha, tão molhada e gostosa, tá gostoso?
– sim tio, não para
– gostou né putinha? sabia que ia gostar
Ele continuou chupando e sugando, até que senti que parecia que ia fazer xixi, me tremi toda e hoje sei que gozei na boca dele, ele me olhou e sorriu
– gozou né sua vadiazinha, que delícia
Ele me puxou pro colo dele e me beijou de novo, chupando minha língua e mordendo meu lábio. Depois de me beijar ele me colocou na cama de novo e tirou o short dele, olhei chocada pro pau dele, já tinha visto na Internet mas nunca pessoalmente, ele pegou minha mão e me ensinou a masturbar ele, enquanto eu batia uma, ele me beijava e tocava na minha bucetinha, até que ele deitou na cama e pediu pra chegar perto e ficar de 4, fiz oq ele pediu e fiquei esperando. Ele pegou no meu cabelo e levou meu rosto na direção do pau dele
– vou te ensinar a mamar bem gostoso!
Ele foi me ensinando como fazer, primeiro chupei a ponta do pau dele, ele pediu pra fazer igual pirulito então eu chupava e passava a língua, ele gemia e me xingava, depois me ensinou a chupar, fui chupando devagar até pegar o ritmo,
– não para de mamar, daqui a pouco vou te dar leite bem quentinho
Sorri pra ele e chupava gostoso, ele gemia e dava tapinhas na minha bunda
– tão putinha, já pegou o jeito de mamar uma rola
Fiquei chupando até ele segurar na minha cabeça e falar que ia dar leitinho pra mim, não entendi o que era e continuei chupando e senti quando ele gozou, pensei em cuspir mas ele puxou meu cabelo e levantou minha cabeça
– engole putinha, engole, vc vai gostar
engoli um pouco e outro pouco escapou do lado, passei o dedo e lambi, não gostei muito do gosto na hora mas tinha adorado chupar ele.
– É salgado tio
– Eu sei, logo vc acostuma com gosto de porra
Ele me puxou pro colo dele e me beijou de novo, eu já tava pegando o jeito de como beijar, senti o pau dele encostar na minha bucetinha, ele pegou na minha cintura e ficou me empurrando pra frente pra trás, olhei pra baixo e vi o pau dele esfregando na minha bucetinha
– Ainda vou comer sua bucetinha, vc vai ver!
Ainda ficamos um bom tempo ali beijando, se esfregando. Antes da minha tia voltar ele me fez prometer que não contaria a ninguém o que tinha acontecido, concordei e fui pra casa da minha vó. Fiquei mais duas semanas lá e sempre que dava meu tio tava me chupando ou eu chupando ele, quando o tempo era maior acontecia os dois. Na época eu não entendia o que era ser putinha mas hoje sim, e eu era uma tremenda putinha, adorava gozar na boca do meu tio. Fui embora pra minha cidade e fui atrás de outras bocas pra ser chupada. Depois de 3 anos meu tio finalmente realizou a vontade de me comer, quem sabe eu volto pra contar.

Até mais.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,53 de 19 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Dasilva ID:1dai5li8r99

    Delicioso o seu inicio, adorei, continue

  • Responder Vantuil OB ID:mujqotchir

    Então não demora pra contar

  • Responder Rafaella ID:funxvfym26

    Bem contado.. Beijos !!

  • Responder Denise Barbosa ID:46kpgktvk0jp

    Ele demorou demais. Eu sempre passava as férias na praia com minha tia Júlia e meu tio Carlos. Eu faço aniversário em Abril, e na festa de 10a, lembro que ele falou que nas férias ele ia me dar “presente inesquecível”. Porém só ia rolar se eu não comentasse com ninguém. Até hj não acredito no qto o tio Carlos foi ousado. Logo que saí de férias, cobrei a minha mãe, querendo saber qdo ia pra casa da tia Júlia. Ela me abraçou e falou.
    – hj mesmo tolinha, o tio Carlos tá em SP, e vai te levar.
    Eu só não imaginava, que ele ia me “apresentar” a rola dele naquele dia. Na descida da serra, ele parou pra “mijar”. Foi qdo vi pela primeira vez a rola que ia me “desvirginar”. Curiosa eu era mesmo, ele sabia, e tirou proveito disso. Eu não só olhei, como peguei e até chacoalhei após a mijada. Ele tinha pensado em td, e até um dvd pornô botou pra eu assistir. Antes de chegar na casa da tia, ele já tinha me ensinado a tocar uma até fazer ele gozar. Foi estranho mas achei legal demais “aprender” coisa de adulto. E na manhã do outro dia, enquanto a tia estava no trabalho, eu estava na cama de pernas abertas, e o tio Carlos socando a rola na minha xotinha, que nem pelo tinha ainda.

    • Dasilva ID:1dai5li8r99

      Ele realmente não perdeu tempo e nem vc que aprendeu tudo em pouco tempo, nos conte essa deliciosa aventura