# # # #

Contos de Terror

842 palavras | 3 |2.67
Por

Um cara me mandou e-mail falando desse tipo de conto então fiz

Se tiver algum gatilho sobre o abuso sexual
e agressão física

*NÃO VEJA*

PROCURA…ACHA….

Olá sou o Gustavo ,tenho 15 anos e sou moreno e de olhos verdes e tem um corpo em forma pois prático bastante esportes.Tenho um professor chamado Antônio um negão de História,ele é bem legal na maioria das vezes mas massacra em provas e em dar notas.Mas ele é muito gostoso e gosto de ficar perto dele.
Certo dia depois das aulas quis dar um investida de quem não quer nada.Ele estava na porta esperando eu sair para poder pegar suas coisas e ir.(os professores de minha escola fazem isso)Eu finge que tinha escorregado e cai sobre ele,minha perna espremeu o saco dele no chão.E ele logo deu um gemido de dor muito alto.Mas não me preocupei pois não tinha muita gente na escola, já que os alunos saíram correndo.Ele me levou para o seu lado e disse que era para pegar um gelo para ele.E fui correndo para a cantina pegar um gelo, não vi ninguém na cantina e logo peguei o gelo dentro do freezer mesmo e corrir para a minha sala ajudá-lo a se levantar e o coloquei o na cadeira e pedir para ele tirar as calças e sem raciocinar ele logo fez e colocou em cima de sua cueca.Foi parando a dor e vir que começou a molhar sua cueca e o seu volume começou a aparecer.E que belo volume mesmo mole estava do mesmo tamanho que o meu tem,uns 14 cm.

Ele tava com os olhos fechados e nem viu eu me aproximando com minha mão ali,e o pegando.Ele tomou um susto e falou:O quê estava acontecendo aqui?
Eu fiquei em pânico,mas minha mão continuo em sua rola.Logo ele viu o que realmente estava acontecendo e começou a rir como um lunático para mim e falou:A gente vai sair dessa escola agora que você vai ter o que merece.
Eu fiquei espantado,pensei que ele iria denúncia,mas logo resolve pensar mais e vi que sua rola cresceu descomunalmente na minha mão,num ponto que não conseguir em fechar ela.

Ele se levantou e disse para e esperar lá fora da escola que iria me pegar na esquina dela como uma amante da madrugada.Eu fiquei eufórico na hora e logo corrir para fora da escola e esperei lá.

Depois de uns 5 minutos ele chegou e me pediu para entrar.Entrei e ele logo me colocou com o rosto encostando em sua rola que estava dentro de suas calças.Chegamos num local que nem sabia onde ficava só sabia que ele era muito bruto e sempre esfregava a rola no rosto empurrando a mim contra ela.E eu não podia tirar,porque se tirasse ele me dava um tapa muito forte no rosto.Foi aí em diante que comecei a ficar receoso com a situação.

Chegamos num local que tinha uma montanha e era fora da cidade.Pois dava para vê-la daqui.Ele logo me mandou ficar escorado numa pedra que eu iria ter o que merecia,ele tirou minhas roupas as rasgando e tirou o seu cinto e colocou em meus braços.Olhei para trás dizendo que não estava gostando daquilo e ele só me deu um murro na cara e fez eu consertar minha postura perante ele.Ele tirou sua cueca e vi aquela rola de uns 24 cm bem duro e muito grossa,a sua vir circunferência tinha pelos menos uns 16 cm e fiquei apavorado como aquele monstro.

Ele sem remoço logo tentou enfiar mais não tava dando era muito grossa.E estava tão nervoso comigo que pegou um macaco de seu carro e enfiou a ponta no meu ânus e começou a bolina-lo com muita força e eu só gritava de dor.Vendo que estava funcionando e eu estava mais esticado ele pegou sua rola e apontou e e enfiou com tudo dentro de mim e minha pressão caiu, só estava sentindo alguém urrando e me xingando de vários nomes.Eu não conseguir infelizmente desmaiar.Ele apertou minha boca e disse para eu chupar sua rola que queria gozar,ele enfiou sua rola com tudo para dentro de minha boca mas não acabei só a cabeça que era mais fina que o corpo e logo tratei de morder mais foi pior para mim.Ele me deu um soco muito forte e pegou o macaco e começou a me bater e eu sem forças só apanhava e gemia de dor.Ele foi pegar umas pedras do chão e começou a forçar dentro de meu reto e sentir coisas muito duras dentro de mim.E elas só enchiam meu estômago…e apaguei.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,67 de 6 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Lua ID:3v6ose2tb095

    Para mim contos de estupro só servem na visão do estuprador

  • Responder Rochabbb ID:8ef2xrrhrap

    Muito bom, faz a continuação

  • Responder Lex75 ID:5vaq00tfi9o

    Muita imaginação. Espero os próximos.