# # #

Desejando o papai meu segredo

1560 palavras | 7 |3.86
Por

Aos 13 anos eu tinha uma mente muito safada, passava horas assistindo vídeos pornô e me tocando e sonhando com o dia que faria tudo aquilo que assisti

Esse relado de uma amiga anonima que comparilhou seu segredo comigo pra postar! conto

*Se vc é uma filhinha safadinha e procura um papai gostoso pra te ajudar.. nosso segredo!*
Instagram ssilva7710

Olá esse é meu relato!

Eu sempre fui um pouco cheinha e isso foi motivo para eu sofrer muito bullying desde sempre o que impactou na minha autoestima que era igual a zero.

Aos 13 anos eu tinha uma mente muito safada, passava horas assistindo vídeos pornô e me tocando e sonhando com o dia que faria tudo aquilo que assistia na tela. Porém na vida real apenas tinha ficado com dois garotos e só.

Uma vez até saí com um rapaz que falava no Bate Papo e achei que naquele dia perderia a virgindade, porém na hora H ele não curtiu meu corpo e ainda teve a coragem de dizer que minha pepeca era feia por ser escura…Enfim, me retraí ainda mais e segui minha vida de Fantasias.

Minha família é maravilhosa. Somos eu, papai e mamãe! Os dois estão separados há três anos mas ainda vivem juntos em quartos diferentes, são excelentes amigos.

Meu pai é um homem exemplar, muito justo e ás vezes meio ranzinza. Ele é bonito à sua maneira, fora do padrão. Tem 32 anos, calvo, barbudo, alto e grande, quase 100 kg e uma barriga saliente e peluda. Ele é caminhoneiro e muitas vezes fica alguns dias fora em viagem para outros Estados.

Eu estava de férias do meu colegio e ficava o dia todo no celular deitada no meu quarto. Minha mãe percebendo meu desânimo sugeriu que eu fosse acompanhar meu pai na próxima viagem que ele iria fazer entrega. Já fui inúmeras vezes para lá e amo o lugar. Na hora recusei e após dois dias que meu pai já estava em casa ele veio conversar comigo. Estava deitada na cama quando ele bateu na porta e entrou:

– Sua mãe pediu pra conversar com vc. Você só fica nesse celular! Vamos viajar com o pai, podemos ir na praia que você tanto gosta e se distrair um pouco.

Eu recusei sem pensar duas vezes, mas ele insistiu tanto e prometeu colocar créditos no meu celular pra não ficar sem internet. Daí acabei aceitando.

Fiquei pensando em fazer safadeza já que estaria longe de casa nao usar calcinha e me masturba e lugares difetentes ficava bem molhada so de imaginar safadesas e então separei roupas curtinhas e decotadas na intenção de provocar algum homem

Um dia depois estava com a mochila nas costas subindo na boleia do caminhão que meu pai cuidava como seu fosse outro membro da família e fomos seguindo viagem. A viagem seguiu tranquila, compramos muitas bobeiras para comer no caminho e seguimos ouvindo músicas eletrônicas que nós dois adoramos estava curtindo muito meu pai me deixou bem alegre e vi o quanto ele era um homem legal e divertido e uma pessoa em que confio me fazia sentir segura do seu lado ele me atraia de certa forma por ser bem gostoso tbem comecei a ter pensamentos bem safados ao olhar pra ele e tentava disfarçar.

Num momento da viagem, meu pai encostou o caminhão na pista e disse que precisava mijar. Eu fiquei comendo salgadinho e ouvindo uma música do DJ que amava na época. Quando de repente olhei pro retrovisor e vi meu pai urinando e meu olhar foi diretamente para o pênis dele. Lembro como se fosse hoje, meu corpo se estremeceu e senti um arrepio que foi parar na minha vagina já semi-molhada toquei minha bct e acariciei enquanto olhava. Não sei se ele percebeu que eu o via ou não, a questão é que ele balançou a piroca várias vezes e voltou.

Após perguntar se tbm queria fazer xixi, foi colocando a mão dentro do saco de salgadinhos e pegando um monte. Eu fiquei de cara e falei:

– Pai! Nem lavou a mão seu porco!

Ele riu e disse: – desculpa, mas como sabe que não lavei? Eu fiquei sem resposta, óbvio. Após abocanhar tudo que havia pego ele desceu novamente e lavou as mãos no reservatório do caminhão.

Seguimos a viagem e horas depois quando o relógio marcou 19horas paramos num posto para tomar nosso banho. Nessa hora minha cabeça foi a mil ao me lembrar das condições desses banheiros de posto de combustível. Só imaginava na possibilidade de ver o pinto do meu pai novamente ou de outra pessoa, mas chegando lá o banheiro estava vazio e não existia divisórias. Fiquei nervosa, meu pai tratou de logo me explicar seu plano:

– Vai vc primeiro e fico aqui na porta para ninguém entrar e te ver. Mas precisa ser rápida!!!

Como estávamos no verão e o calor passava dos 30 graus seria impossível eu não me banhar. Logo eu a doida por limpeza e higiene. Fui lá.

Meu pai se posicionou na porta e eu fui na ducha gelada de aspecto nada agradável. Por incrível que pareça não tive vergonha nenhuma, mesmo vendo ás vezes que meu pai não tirava os olhos de mim ficava toda arrepiada e molhada sabendo que estava me exibindo pra ele.. Terminei, me sequei e vesti-me e não coloquei calcinha meu tesão tava Amil com aquela situação. Hora do papai!

Disse a ele que iria esperar do lado de fora, mas ele achou perigoso. Já que do lado de fora várias prostitutas tentavam ganhar a vida com seus corpos.

Ele foi se despindo e só falou: – se quiser fica de costas pra não me ver. Mas não tem problemas fia, aliás sou seu pai, né amor? (estranhei ele me chamar de amor, fato raro. rs) mas adorei

Fiquei hora olhando pra porta e hora olhava pro papai, enorme, musculoso todo ensaboado me imaginando tomando banho com ele embaixo da ducha de água rala. Ele terminou e pediu minha toalha para se secar. estendi a ele com o meu olhar fixo no seu pau que estava grande e mole. Hoje vejo que nem disfarcei meu olhar, rs. Ele ficou se secando e o pau ia de um lado para outro, enquanto isso dentro do meu short a temperatura era mais alta que a de um vulcão.

O coroa se vestiu e fomos comer no restaurante do próprio posto, depois hora de dormir. A cama do caminhão como sabem é pequena e o calor lá fora não dava trégua.

Enquanto ele foi escovar os dentes coloquei meu pijama a pedido dele pois queria msm dormir de vestudo sem calcinha estava muito calor eu estava me sentindo muito gostosa e safada ele estava demorando pouco entao entrei num site que adorava que tinha fotos de famosos pelados, estava eufórica e doida para me tocar. Porém logo ele chegou.

Eu já estava de pijama e meu pai com a bermuda de sempre sem camisa, ele fechou o caminhão deixando apenas uma fresta para circular ar, deitamos juntos quase colados na pequena cama. Como meço apenas 1.60m e na época 65kg, foi até que tranquilo.
Adormecemos. Numa hora que não sei especificar acordei com ele saindo da parte da cama e indo pro banco.

– O que foi pai?
– Muito calor filha, não tô aguentando. Você se importa se o pai ficar de cueca?
– Não pai, imagina.

Estava com tanto sono que nem refleti nada. Mas pensei em olhar peo pau dele pra ver se via algo maa estava escuro.. Apenas senti o braço forte dele atrás de mim e dormi.

No dia seguinte, acordei 7 horas e ele já estava com o café e pão de queijo na boléia, estranhei. Eu tava louca de tesão por ele mas tinha medo da reação dele então plamejei de provocar ir aos poucos demostrando a minhas intençoes de sentir aquele homem que tanto desejo queria perder minha virgindade com ele pois confiava nele e ele me dava muito tesão msm sem saber queria ver qual seria reação dele. Acordei e sair da cabine

– Bom dia.. Tomamos café e seguimos viagem.
– Você não se importa do pai ir assim né?
– Claro que não pai (olhei aquela cueca slip que há muito tempo foi branca e hoje poderia ser considerada um trapo velho. E o volume, ahh. Enorme!)
– Se for calorenta como eu pode ficar á vontade, filha. recusei. Mas horas depois decidi que ia tirar o pijama, trocar de roupa e já colocar o biquíni embaixo. Pois enquanto papai ia descarregar eu ia ficar na praia curtindo sozinha até ele chegar.

Foi o que fiz, sem vergonha nenhuma. Meu pai nem disfarçava o olhar e eu demorava de propósito, rs.
Fiquei de shortinho e a parte de cima de um biquíni lindo que ganhei de uma tia.
Do nada papai fala: – Você não pensa em namorar?
– Eu disse que não. Que tava tranquila
– mas nem ficante?
– Não, papai. Ninguém me quer! kkkkkkk (rindo de nervosa)
– Imagina filha !

Continua

contoerotico.com/doggingbh

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,86 de 29 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder choumey ID:1se6b5qj

    N acredito q to viciada em incesto

  • Responder Filho ID:bemlnvkchk

    Cara por favor tesaooo continue telegram @Juanp2088

  • Responder Andrey ID:muiuwo5qk

    Belo conto
    Posta a continuação

  • Responder Marcos Mondadori ID:6suhf7lxij

    Tem bom trama nesta historia. O conto este bem redigido, mas chocho em materia de tesão. Insouso, agua morna em materia de putaria. Não sei no que vai dar nos proximos.

    • Insta Ssilva7710 ID:bf9drkzb0j

      Pessoal deixe somente eu perder meu tempo em ler esse comentário e comentar.. Dislexia evidente desse menino.

  • Responder Pai exibido ID:jl10os78r9

    Continua cara!

  • Responder @safado ID:830wz4jd9d

    Delicia eu quero a continuação