# # #

Vizinha Carente

1320 palavras | 7 |4.45
Por

Observei minha vizinha no condomínio, ela costumava a passar as tardes na rua, seus avós saiam para trabalhar e a menina ficava na rua a tarde inteira, era uma branquinha de 8 para 9 anos, muito lindinha, um dia passei por ela, e dei 2 reais p ela comprar balas, fui para minha casa, não deu 20 minutos a menina bateu na minha porta, oi tio, oi querida td bem?, tudo posso entrar um pouco? claro!!!, a menina entrou estava de saia não muito curta, mas folgadinha, perguntei p ela pq ela passava as tardes na rua, meus avós trancam a porta quando saem, p eu não ficar em casa p não mexer nas coisas deles, pensei nossa que gente fdp, eu disse tá com fome, simmm, tadinha só estava com o café, dei almoço p ela, comeu bastante, observava ela, muito lindinha, cabelo preto comprido, coxinhas grossas, foii quando perguntei se ela queria ver desenhos, sim tio eu quero, sentados no sofá, perguntei se ela gostava de sentar no colo? ela disse que sim q adorava mas os avós não deixavam, disse p ela , então vem p o meu colo, sentou aproveitei p levantar a saia dela p ela sentar de calcinha no colo, puxei ela p cima do meu pau duro, abracei ela, e apertei um pouquinho, dei uns beijinhos no pescoço e perguntava se ela gostava de beijos, sim tio adoro, ficamos naquele amasso por minutos, passava a mão pelas pernas dela, e dizia tu é muito lindinha, deixa eu fazer carinho? esfreguei ela no meu pau, aceitou na boa, era bem inocente e obediente, perguntei se ela tinha namorado, e se já tinha beijado? não tio, nunca, mas tem vontade ? sim tio tenho, mas tenho que aprender, se vc quiser o tio te ensina? ela ficou pensando, e me disse , mas meus avós podem ficar sabendo, e ai vou apanhar, eu disse estamos sozinhos aqui em casa, ninguém vai ficar sabendo a não ser que vc conte, vc pode vir tds os dias almoçar aqui e ficar vendo desenhos, claro se vc quiser, e ai eu te ensino a namorar, ela ficou pensando, tá tio eu quero, tem que ser segredo, ok ? tá tio, naquele fim de tarde não fiz nada, a noite levei ela para a casa dela, os avós já tinham chegado, gente escrota, não davam bola p a menina, disse p eles q a Camila ficou na minha casa o dia todo, e dei almoço p ela, eles me falaram, a gente deixa ela na rua pq ela mexe nas nossas coisas, cuidado ela vai mexer nas tuas, eu perguntei se não tinha problema dela ficar o dia em minha casa, eles disseram que não, até pq era vantagem pq ela almoçava e lanchava em minha casa, a menina entrou triste, então até amanha ela vem aqui p minha casa, ela vai estudar e passar o dia inteiro aqui, concordaram, as 7 hs do outro dia, Camila tocou minha campainha, nossa cedo, a menina já estava na rua, coloquei ela p dentro, ela disse que os avós dela adoraram a ideia dela passar o dia aqui, eles iriam economizar em comida, nem café deram p a menina, fiz um café com ovos mexidos suco de laranja, torradinha, em fim tudo p a menina, depois q ela comeu sentamos no sofá, ela no meu colo, e expliquei p ela que ia cuidar dela, com carinho e amor, ela se virou e me abraçou, dei um selinho nela, e disse quero que vc seja obediente, ela balançava a cabecinha, que coisa linda, no colo ainda, levei ela para o quarto, a menina estava sonolenta, tirei o vestidinho dela deixei ela só de calcinha, o tio vai fazer uns carinhos tá? esta bom tio, beijei aquele pescoço, aquele cheiro de criança é inebriante, peitinhos, barriguinha, coxas, virei ela e pude ver aquela bundinha rebitadinha, linda, disse p ela tira a calcinha, ela ficou sem jeito, puxei devagar, e deixei ela nua, ela ainda envergonhada, ai tio to com vergonha, eu disse, Camila eu te amo, teus avós não ligam p ti, deixa eu fazer um carinho de namorado e ti deixa ? ela parece que relaxou, beijei aquela boquinha, de lábios carnudos, nossa que gosto, passava a mão por aquele corpinho lindo lisinho, voltei a beijar o corpinho dela, chegando na bucetinha, de barriga p cima, meti a lingue na rachinha dela, ela deu um pulo, se contorceu de cocegas e de sensação diferente, mandei ela encolher as perna frango assado, e abri aquela bucetinha, linda rosinha perfeita, abri com as mãos, vi que ela se descolava, cuzinho levemente dilatado, com preguinhas perfeitas, abri mais e pude ver a parte do cu aberta, meti a boca, ela ria sentia cocegas, nossa chupei muuito aquela menina, se tornou receptiva, mudei ela de posição deixando ela de 4 com travesseiro no meio das pernas como se ela estivesse montada, nossa que delicia de mais língua mais beijos bem molhados, ela começou a meter a língua na minha boca imitando meus beijos, lambi e chupei toda ela, ela gostou do carinho, coloquei um pornô na tv, para ela ver e aprender ,uma menina de uns 7 anos, mamava um rola, era loirinha, ela metia a rola toda dentro da boca, bem ensinada, ela ficou olhando fixa para o vídeo, e eu disse vai olhando p aprender, quase de imediato ela queria baixar minha cueca, eu faço tio, eu faço, me deitei, e ela olhando a tv, começou a abocanhar a rola, meio sem jeito, mas ela se esforçava p me agradar, disse p ela é como sorvete, sem os dentinhos só a boca e língua, sensação maravilhosa, mamada molhada quentinha, mamou por uns 10 minutinhos, abri as perninhas dela e fiquei pincelando a bucetinha dela com a rola, um pouco no cuzinho também, sem forçar, de 4 esfreguei a rola até gozar naquela bucetinha, nossa melhor sensação da minha vida, tomamos banho e ficamos abraçados no sofá, como namoradinhos ,passava ela no colo mão na bucetinha, de vez enquanto mandava ela chupar, virou minha namorada, a noite levei ela p casa, com os dias comecei a trabalhar no cuzinho dela, usando gel, e anestésico, para introdução do dedo, selecionei muitos vídeos deste tipo de iniciação, ela via e já virava a bundinha p lado, estava adestrada, começou a sentir prazer com as chupadas na bucetinha, algumas semanas já penetrava ela com o dedo até o fundo do anus, as vezes sentia um pouquinho de desconforto, mas td com carinho ela foi cedendo, e aceitando, um mês depois fiz a primeira penetração anal dela, com gel muito gel e xilocaina, introduzi a cabeça naquele cuzinho virgem, relaxado entrou até a metade, para não deixar ela desconfortável, gozei dentro dela no cuzinho, que sensação maravilhosa, vendo aquele cuzinho fechar depois de tirar e escorre o leitinho, as vezes já acostumada colocava ela sentada na rola, ela via ela desaparecer dentro dela, elas aguentam com carinho entra tudo, é uma questão de paciência, adestrar e acostumar elas, Camila virou minha mulher, como ela tds os dias, anal chupação gozadas no rostinho na boca faz td q eu mando bem obediente, minha meta é a bucetinha, já tentei mas é bem fechada e não quero forçar, com o tempo vou devorar a menina, sei que não é certo mas foda-se a sociedade, pelo menos ela tem carinho e amor, quero essa menina p mim, vou pegar a guarda dela vai me custar um dinheiro mas vale a pena, continua esse conto, vou contar p vc nossas experiências, abraços !!!!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,45 de 49 votos)

Por # # #

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Marcão

    Conheci um cara, que fazia isso com uma menina, ele adestrou ela, penetrava ela direto, principalmente anal, começou e preparou a menina com 8 anos, e ela aguentava, me mostrou os vídeos, sentava na rola que nem gente grande, foi um tempinho o cara me explicou, fiquei de pau duro vendo o vídeo, louco p o cara me convidar p comer aquele anjinho!!!!

  • Responder Marcos Mondadori

    Já estava desistindo de ler este site hoje, mas este conto despertou meu interesse e minha tesão, gostei de mais da narração apesar de ser uma criança, nao considero estupro pois não houve nenhuma violência o força para conseguir uma relação de sexo. Gostei do modo como tratou e adestrou a garotinha faria a masma xoisa no teu lugar.

  • Responder Vantuil OB

    Porra, porquê parou? Continua. Muito bom.

  • Responder Leandro

    Já paguei uma assim, pq a mãe não estava nem aí pra ela. A mulher vivia na cachaça, a menina ficava largada e ia sempre no bar pedir algo pra comer. E eu dava de td pra ela. Acregião era estritamente comercial, então programei de ir para p sítio do meu avô num feriadão, e a convidei ela. Ela disse que a mãe deixaria, se eu fosse pedir. A mãe deu graças que apareceu alguém pra ficar com ela. Na quinta fechei o bar e fui busca-la. A mãe deu de ombros qdo ela deu tchau. Levei-a pra casa, mandei tomar banho, e brinquei se ela sabia tomar sozinha, ou se queria ajuda. Ela riu e falou que sabia, mas queria ajuda. Falei que ia ter que ficar pelado tbm, ela riu e falou.
    – pode ficar
    Ela tirou a roupa primeiro, e qdo a vi nua, a primeira coisa que pensei, é que ia chupar muito aquela bucetinha, torar o cabacinho e gozar muito com ela. Qdo tirei minha roupa, já estava de pau duro, ela olhou, riu e falou.
    – nossa tio, vc tem um pintão hein
    Meu pau mede 14cm, e naquela noite mesmo, ela aguentou td na xotinha. Ela praticamente morou comigo quase cinco anos, e eu não tive nenhum problema.

  • Responder Grisalho

    Realizando o sonho de muitos, aproveite!!

  • Responder Paulo

    Isso mesmo faz dela teu depósito de gala meu telegram @Ferrei

  • Responder Dom

    Disse tudo meu jovem, foda-se a sociedade!!
    Está mandando muito bem com essa menina, aproveite que é novinha e adestra bem para que depois quando crescer já seja a sua putinha particular.
    Espero ansioso pelo desenrolar entre vocês dois. Deixarei meu telegram logo abaixo caso queira conversar mais.

    @Mk_Safad0