# #

Sobrinha do patrão ficou me encarando e acabou sedendo a bucetinha virgem pt 1

1645 palavras | 4 |3.78
Por

Novinha virgem sobrinha do patrão dando para serralheiro.

Olá pessoal me chamo cleysson ( nome fictício) mas o conto que irei narrar aqui aconteceu realmente.
Bom!, tenho 4.9a, moreno claro, olhos e cabelos castanho escuro e 1.65alt.
Trabalho em uma serralheria próximo a minha casa, uns 15 minutos de ônibus.
Na mesma rua da Serralheiria moram alguns familiares do meu patrão, com alguns tenho uma certa intimidade oque não é o caso de umas das irmãs dele chamada Célia a Qual tem uma filha de 11 anos. Nunca tivemos intimidades, por esse motivo não sabia o nome da menina mas um certo dia tudo mudou de repente.
No dia 06 do mês passado, um sábado porém estava eu trabalhando na serralheria fazendo um extra, nesse dia nao tinha muito Oque fazer entao ficava mais parado do que trabalhando e pra minha sorte estava sozinho.
Tô eu fazendo uns cálculos de costas pra rua e quando me viro minha surpresa foi imediata, a tal sobrinha do meu patrão estava parada próximo a um carro e me olhava fixissadamente enquanto dançava tipo a dança do creo rs. Eu por minha vez comecei a encarar também, ficamos nos encarando por uns 30 segundos entao criei coragem e a chamei para dentro da serralheria, ela entrou e logo fui perguntando pelo seu nome.
Bianca, disse ela.
Posso te chamar de Bia, eu disse
Pode sim, respondeu.
Qual sua idade Bia?
Eu tenho 11 anos.
Tendi !, pq vc tava me olhando tanto?
Ela apenas deu um sorriso abaixando o rosto.
Posso te contar um segredo? Eu disse
Pode sim, respondeu.
Sempre te achei bonitinha sabia?
Brigada, disse sorrindo
A Bia e uma menina magrinha, peitinhos ainda pequenos, tamanho de bolinha de gude, bumbum pequenos e durinhos, olhos e cabelos castanhos claros 1.40 alt, rostinho fino e meigo.
Bom!, continuando.
Perguntei a ela se tinha namoradinho ou algum paquerinha ela balançou a cabeça demostrando que não tinha.
Então eu disse:
Nossa!, uma menina tão bonitinha e com respeito gostosinha tbm não tem nenhum namoradinho?!
Ela sorriu e disse com o rosto baixo:
Você acha mesmo que sou isso?
Claro que sim, você é linda e muito gostosinha.
Ela novamente sorriu.
Resolvi criar coragem e ir mais a fundo.
Posso te fazer uma pergunta mas promete não contar pra ninguém, eu disse.
Pode fazer sim, prometo não dizer a ninguém. Respondeu.
Nesse momento senti ela mais solta, mais a vontade entao eu disse:
Você alguma vez já se masturbou e gosou?
Ela sorriu e respondeu.
Não, nem sei oque é isso.
Mas você nunca sentiu tesão?
Não sei, acho que não. Oque é tesão? Ela disse.
Tesão é algo que a gente sente e é muito, mais muito gostoso mesmo. Respondi
Nessa altura meu pau já estava duro, latejando e todo molhado.
Ela percebendo meu estado perguntou pq eu estava com o pipi duro
Eu respondi prontamente que estava com tesão por ela.
Você quer aprender a sentir tesão e gosar? Eu te encinou. Disse eu
Não sei se quero, isso dói?
Não dói nenhum pouco, ao contrário, é muito bom e gostoso. Te garanto que vc vai adorar e querer fazer sempre. Respondi.
Tá bom entao, eu deixo vc me ensinar só se vc prometer que não vai doer.
Eu prometo que não vai doer Mas vc também tem que me prometer que não vai contar para ninguém.
Tá bom, prometo.
Isso já era umas 10:30 da manhã e combinei dela voltar meio dia pois fecho as portas da Serralheiria para almoçar e descalçar, seria o horário perfeito.
Ela concordou e saiu.
A essas alturas eu já tava louco para gosar com tanto tesão que as veias do meu pau chegaram a dilatar. Mesmo assim voltei aos meus cálculos mas sem parar de pensar na Bia. Parecia que as horas não passavam de tanta ansiedade e meu pau ainda duro e latejando todo molhado.
Quando faltavam 15 para meio dia fui para o escritório que fica num mezanino bem nos fundos da serralheria e lá tirei tudo de cima da mesa e forrei com alguns papeloes. Voltei para a serralheria e fiquei a espera dela. Não demorou muito e ela apareceu, fui para a porta da serralheria me certificar que ninguém tinha visto ela entrar, ninguem na rua, menos mau.
Voltei para dentro da serralheria e feixei as portas rapidamente, fui até ela e peguei em sua mãozinha delicada e perguntei se ninguém tinha visto ela vindo e ela respondeu que não.
Entao a abracei e comecei a beija-la, ela meio sem jeito me retribuiu o beijo.
Após o beijo levei ela para o escritório e lá voltei a beijar ela insaciavelmente e ela aos poucos foi pegando o jeito é começou também enfiar sua linguinha em minha boca, nossa! Que beijo delicioso.
Meu pau duro esfrega na barriguinha dela, então sem parar de beijar levantei ela um pouco para que meu pau ficasse na altura da bocetinha dela e comecei a esfregar meu pau naquela bocetinha maravilhosa.
Comecei a chupar seu pescocinho e sua orelhinha, notei que ela começou a ficar ofegante e gemendo baixinho sentindo meu pau latejando na bocetinha dela. Então coloquei ela no chão, virei ela de costas para mim, tirei meu pau pra fora e comecei a esfregar na bandinha dela, peguei em seu rosto virei de encontro ao meu e continuei a beija-lá.
Com ama o esquerda comecei a acariciar seus pequeninos peitinhos e logo comecei a desser a mão passando por baixo de seu shortinho e de sua calcinha e passei a acariciar sua bocetinha e seu grelinho que já estavam bem molhados.
Ela deu um sussurro e um gemido e disse bem baixinho:
Gostosoo
Você ainda não viu nada minha princesa.
Então virei ela de frente e comecei a tirar toda sua roupa deixando umazinha.
Que visão, que corpinho lindo e gostosinha.
Coloquei ela deitada na mesa com as partes do joelho pra baixo pra fora da mesa, fiquei sobre ela sem subir na mesa e sem soltar meu peso sobre ela, me apoiando com as duas mãos nos cantos da mesa e voltei a beija-lá loucamente nessas alturas ela já havia aprendido a beijar e me beijava intensamente segurando em minha cabeça.
Meu pau entrava no meio de sua bocetinha que tava bem molhadinha, eu esfregava meu pau no grelinho dela e as vezes só colocava a ponta do pau na entrada da bucetinha dela sem penetrar.
Senti que ela tava adorando pois não parava de gemer e sussurrar dizendo que tava muito gostoso.
Então comecei a descer meu rosto chupei seu pescocinho, chupei os pequeninos peitinhos, fui descendo por sua barriguinha passando a língua até chegar naquela maravilha rosadinha, pelos ainda nascendo quase não se via, me coloquei de joelhos abri bem suas perninhas colocando sobre meus ombros e disse:
Relaxa, agora é que vc vai gostar mais mesmo.
E cai de boca naquela bocetinha linda e encharcada, ela deu gemido quando sentiu minha boca chupando loucamente o grelinho e bocetinha dela.
Ahhh que gostoso, ela dizia segurando em minha cabeça forçando contra sua bocetinha e se contorcendo toda.
Não para, tá muito gostoso Ahhh Ihhhj.
E eu atendia seu pedido passando a língua no grelinho, enfiando na bocetinha e sugando aquele néctar puro da inocência.
Ahhhhh uhhhhh tá muito gostoso, não para por favor uhhhhh, ela dizia gemendo.
De repente ele levantou o quadril forçando minha boca contra a bocetinha dela e segurando fortemente minha cabeça, deu um grande e alto gemido se contorcendo toda e trêmula disse gaguejando:
Vou fazer xixi na sua boca , não tira que tá gostoso ahhhhhhhh.
Senti os espasmos que ela dava, hummm delicia, era ela me dando seu néctar pra eu beber e engoli tudinho .
Logo após ela ter gosado realçou sobre a mesa ainda trêmula mas com um sorriso lindo naquele rostinho, dei mais algumas chupada de leve e voltei a ficar sobre ela, dei-lhe um longo e molhado beijo e perguntei se havia gostado
Sim, é muito gostoso mesmo bem que vc disse. Me desculpa de ter feito xixi na sua boca mas é que tava muito gostoso e eu não queria parar.
Dei um sorriso e disse:
Vc não fez xixi, vc tava com tanto tesão que acabou gosando minha linda.
Nossa! Então é isso que é tesão e gosar?
Sim, é isso. Vc gostou?
Adorei. E vc também sentiu tesão e gosou?
Me levantei e mostrei meu pau pra ela que tava duro, latejando e pingando e disse:
Tesão tô sentindo até agora mas não gosei, quero gosar com vc de outro jeito.
Como?
Coloquei a mão na bocetinha dela e disse:
Aqui dentro.
Vc quer colocar seu pipi dentro da minha xaninha?
Sim, quero. Mas não hoje, outro dia. Você deixa?
Se for tão gostoso como foi vc chupando eu deixo sim.
Vc vai adorar também te prometo, agora tenho que trabalhar, depois a gente combina. Eu disse
Tá bom entao. Ela respondeu
Ela se levantou, vestiu a roupinha me abraçou e me deu um beijo e disse:
Somos namorados agora?
Sim, somos
Guardei meu pau por dentro da cueca e fui abrir a serralheria mas deixei ela no escritório para me certificar primeiro que não havia ninguém na rua.
Vendo que não tinha ninguém a chamei e assim ela foi embora toda feliz e saltitante.
Deixem seus comentários.
Depois direi como comi ela a uma semana atrás.
Vlw, fuiiii.

Você já avaliou:
18 votes, average: 3,78 out of 518 votes, average: 3,78 out of 518 votes, average: 3,78 out of 518 votes, average: 3,78 out of 518 votes, average: 3,78 out of 5
(Média: 3,78 de 18 votos)

Por # #

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Buceta meladinha

    Nossa aposto que ela ficou louquinha p levar pau na bucetinha, fode ela bem gostoso e goza dentro, a gente adora assim!

  • Responder Digital

    Muito bom seu relato

  • Responder Mk

    Caara, que conto maravilhoso, simplesmente adorei.
    Meus parabéns tanto pelo conto bem excitante quanto pela sorte em ter essa experiência com uma bem novinha.
    Espero ansioso pelos próximos contos e ver o desenrolar desse “namoro”.
    Forte abraço!

  • Responder netto

    continua logo